0 Saltos no Rio do Couro - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Saltos no Rio do Couro - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Saltos no Rio do Couro

Brasil, Goiás, Cavalcante, Alto Paraíso

As muitas cachoeiras do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

As muitas cachoeiras do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO


Tivemos mais um dos excelentes cafés da manhã da Pousada Sol da Chapada, em Cavalcante, com direiro a iogurte, futas, granola , pão de queijo quentinho, suco natural, bolo e pães variados, despedimo-nos do Zé Pedrão que foi lá nos ver partir e rumamos para o sul, para Alto Paraíso, a cidade mais conhecida da Chapada dos Veadeiros.

Despedida da Pousada Sol da Chapada e do Zé Pedrão, nosso guia na região de Cavalcante - GO

Despedida da Pousada Sol da Chapada e do Zé Pedrão, nosso guia na região de Cavalcante - GO


Alto Paraíso era um distrito de Cavalcante até a década de 50, quando se emancipou. Localizada no ponto mais alto do Planalto Central, a mais de 1.200 metros de altitude, começou a atrair uma "fauna" mais variada a partir de década de 70. Gente que procurava a paz, a iluminação, um modo de vida alternativo, a simplicidade, a "energia" do local ou, simplesmente, as belezas da Chapada dos Veadeiros. Sua população multiplicou-se por dez nos últimos 25 anos, passando de 700 pessoas para pouco mais de 7 mil, metade dela composta por "forasteiros".

Paisagem na chegada à Alto Paraíso, na Chapada dos Veadeiros - GO

Paisagem na chegada à Alto Paraíso, na Chapada dos Veadeiros - GO


Nas outras duas vezes que estive por aqui, só tinha visto Alto Paraíso da janela do carro ou do ônibus, no meu caminho para a vila de São Jorge. Dessa vez, nossa idéia foi de dormir na cidade, sentir um pouco do clima "místico" da região, enfim, ver mais de perto porque Alto Paraíso é uma mas mecas espirituais do Brasil. Ao mesmo tempo, queríamos ver também algumas das belezas naturais que cercam a cidade.

Com o Chico e o Ivan no Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

Com o Chico e o Ivan no Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO


Ligamos para a Flávia, a amiga que tínhamos feito lá em Terra Ronca, e que mora em Alto Paraíso, e a convidamos para ir conosco no Rio dos Couros, complexo de cachoeiras mais famoso de Alto Paraíso. Nossa idéia era ir direto para lá e só no final da tarde procurar e nos intalar em alguma pousada. A Flávia já chamou um guia, o Ivan, a gente se encontrou no centro da cidade e logo já estávamos todos na Fiona indo em direção às "Cataratas do Couro", distante 50 km de Alto Paraíso, 30 deles em estrada de chão.

No Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

No Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO


No caminho, as belezas do cerrado de altitude onde até o capim está colorido, do verde ao vermelho. A beleza cênica da região é indiscutível, com as montanhas ao fundo emoldurando um cerrado de vegetação mais rala, completamente florido. O carro nos leva até bem próximo e com menos de um quilômetro de trilha já estamos no Rio do Couro, justo no ponto das cataratas. Tem esse nome porque o rio é mais caudaloso e suas cachoeiras são mesmo mais "parrudas". O nome do rio vem do fato que ali era o local onde os caçadores lavavam a pele de suas vítimas.

Saltando em poço do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

Saltando em poço do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO


Nós fomos descendo o rio, passando por uma sequência de saltos, cada um mais cênico do que o outro. O Ivan, lá de Piracicaba e radicado em Alto Paraíso recentemente, nos guiava para o poço mais gostoso de nadar e também para o Buracão, uma enorme cachoeira onde o canyon se afunila, tem-se uma vista magnífica e de onde não podemos continuar sem equipamentos apropriados.

Saltando em poço do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

Saltando em poço do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO


Saltando em poço do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

Saltando em poço do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO


Antes de chegar lá, passamos num excelente ponto para pulos, para quem gosta de voar mais de dez metros, quase quinze. A tentação foi grande e eu não resisti. Assim, o resto do grupo deu a volta num pequeno morro para chegar ao "andar debaixo" enquanto eu cortei caminho, acrescentando um salto à mais à coleção de saltos do Rio dos Couros. Tudo devidamente registrado pela Ana.

Fim de salto em poço do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

Fim de salto em poço do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO


Lá embaixo, todos reunidos novamente, nadamos num poço que fica na beira do precipício. Maravilhoso! O próprio poço, com suas águas escuras, já é um precipício preenchido pela água. Mergulhei mais de doze metros e não enxerguei o fundo!

Com a Flávia, Chico e Ivan no Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

Com a Flávia, Chico e Ivan no Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO


Nadando em poço à beira do abismo, no Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

Nadando em poço à beira do abismo, no Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO


Todos refrescados, hora de voltar. O cerrado, com a luz do fim da tarde, estava ainda mais belo. Que coisa mais linda! De volta á uma florida Alto Paraíso, ficamos na pousada Catavento, cheia de charmosos chalés. Muito gostoso! A vontade que dá é passar um dia inteiro por lá, relaxando entre a piscina e a ducha, cerveja na mão e a bela vista para as montanhas ao redor...

Com a Flávia, no canyon do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

Com a Flávia, no canyon do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO


Mas a programação está corrida. Amanhã cedo vamos para São Jorge, visitar o parque. Afinal, vir até a Chapada e não mostrar o parque para a Ana não tinha sentido. Antes disso, na noite de hoje, ainda tivemos a chance de ir a um barulhento e luminoso bar, o Alquimia, comer bem, ver pessoas e conversar bastante com a Flávia. Muito jóia. Pouco depois da meai noite, de volta para a Catavento, aproveitar, pelo menos por algumas horas, aquela cama gostosa.

Fim de tarde na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

Fim de tarde na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO



ADVERTÊNCIA: Seguindo os sábios conselhos do Carlos Ribeiro, que deixou um comentário neste post, faço aqui uma advertência: Jamais salte em algum lago ou poço sem ter a certeza absoluta de que há a profundidade necessária e segura para o salto. Se houver qualquer dúvida, mínima que seja, NÃO salte. O risco não vale à pena! Pedras e troncos podem ter sido trazidos em alguma enxurrada e estar escondidos sobre a água; Agora, se vc já verificou a profundidade e sabe a técnica, curta o salto! A sensação de liberdade e comunhão com a natureza é absolutamente incrível.

Brasil, Goiás, Cavalcante, Alto Paraíso, trilha, cachoeira, Parque, Rio do Couro, Chapada dos Veadeiros

Veja todas as fotos do dia!

A nossa viagem fica melhor ainda se você participar. Comente!

Post anterior Cachoeira Rei da Prata, na Chapada dos Veadeiros, região de Cavalcante - GO

Nas Cachoeiras do Prata

Post seguinte P.N Chapada dos Veadeiros, região de São Jorge - GO

Sexta no Parque

Blog da Ana As muitas cachoeiras do Rio do Couro, na Chapada dos Veadeiros, região de Alto Paraíso - GO

Alto Paraíso e os Couros

Comentários (7)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 17/01/2017 | 19:20 por Poeta do Nordeste (a voz do sertão

    > Ola boa noite estou visualizando estas maravilhas fotografadas por vocês e estou enviando e-mail para parabeniza-los pelo belíssimo trabalho e desejar a todos os envolvidos neste projeto um novo ano de muitas conquista e realizações PARABÉNS FELICIDADES.

  • 16/04/2015 | 17:02 por Fabio Santos

    Muito legal a cachoeira dos Couros, infelizmente quando fui estava na época da cheia e não deu para entrar na queda principal, mas logo estarei indo de novo. Outras cachus imperdíveis são Macacos e Segredo.

  • 01/06/2014 | 14:43 por Washington Silva

    Tirei ferias la este ano. So o ouro m.bommmmm




    Resposta:
    Oi Washington

    Esse lugar é mesmo mágico!

  • 06/06/2011 | 22:16 por Luis

    Legal Rodrigo. Aguardo o contato.
    Grande abraço.
    PS. Não acredito que um dia liberarão o parque. Acho que nem deveriam mesmo.

    Resposta:
    Olá Luís
    Quando falo em "liberação", estou falando das trilhas que constam no plano de manejo e que ainda não foram implementadas. Está mais do que na hora de implementá-las, sempre com o devido cuidado com o parque. Sinceramente, não tem porque não implementá-las
    Jamais vou me esquecer do relato que ouvi de alguém que já cruzou o parque de sul à norte. Trilha maravilhosa! Vc acha mesmo que não temos o direito de passar por ela também? Por quê?

  • 05/06/2011 | 22:16 por Luis

    Esqueci! Se vcs ainda estiverem no Alto Paraíso, faça a trilha para o Vale dos Macacos, por cima. É muito boa! A Chapada dos Veadeiros não dá mais...Está como Bonito. Qto ao PN das Emas, vou coletar as informações e depois te passo. Foi o PN que vimos mais animais silvestres. Vou escanear um mapa com as trilhas internas (carro ou à pé) e te envio.

    Resposta:
    Olá Luís!
    Já deixamos a Chapada dos Veadeiros para trás. Realmente. os tempos mais românticos por lá já acabaram. Mas, na área de Cavalcante, ainda se pode ver muita coisa "quase" virgem. E dentro do parque também, o dia que liberarem...
    Quase fomos nos Macacos em Alto Paraíso, mas havia uma estrada sem passagem e acabamos optando pelo belíssimo Rio dos Couros.
    Conseguimos mais um contato para vc, para aquele seu plano no Caribe. Vou te passar por email
    Um grande abraço

  • 05/06/2011 | 17:18 por Flavia

    Olá queridos Rodrigo e Ana,

    foi demais o passeio nas cataratas do rio dos couros ou das 527 mil cachoeiras, obrigada pela sua paciência comigo e com a ana (as tagarelas) ...
    beijão e espero reencontra-los em breve.
    Vamo anda?

    Resposta:
    Oiêêê!!
    Tudo bem por aí? Sentimos sua falta no parque!!!
    Também esperamos reencontrá-la em breve! Com vc, as viagens passam mais rápido, hehehe
    Vamo anda!!! (saudades do Ramiro)

  • 05/06/2011 | 14:12 por Carlos Ribeiro

    Bom dia Rodrigo.
    Navegando encontrei o teu site, por sinal muito bom e com belas fotos. Só para correção o morro perto de Alvorada do Norte fica em São Domingos e se chama Morro do Moleque. O teu pulo da cachu de nome Couros foi lindo, e vc é corajoso, pois eu como Guia da Alto Paraiso, não recomendo, pois o volume de água e principalmente da posição que vc pulou pode acarretar erros futuros de calculo para pessoas inexperientes que vendo tuas fotos podem ir lá sem um guia e pular na época de seca e pular no raso.
    Recomendo vc a tirar as fotos do pulo ou fazer observações...
    A natureza agradece. Valeu!
    Carlos Ribeiro

    Resposta:
    Olá Carlos
    Obrigado pela correção e também pelo conselho. A advertência já está no post
    De qualquer maneira, o ponto onde saltei é bem fundo, beirando os 10 metros. Agradeço a natureza por nos propiciar lugares como este, de beleza tão selvagem e, ao mesmo tempo, propício ao salto, desde que feito com técnica e segurança. Experiência inesquecível!
    Parabéns por trabalhar num dos mais bonitos "escritórios" do mundo!
    Abs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet