0 Maras e Moray - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Maras e Moray - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Maras e Moray

Peru, Maras

Os Terraços de Moray, laboratório agrícola dos incas, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Os Terraços de Moray, laboratório agrícola dos incas, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Nosso próximo destino no Valle Sagrado foram as Salinas de Maras, um pitoresco vale onde o sal é extraído continuamente, de forma comunal, desde a época dos incas. Apesar de já ter viajado por aqui antes, confesso que nunca tinha ouvido falar desse incrível lugar até um mês atrás, quando começamos a planejar o que faríamos na região de Cusco.

A bela paisagem no caminho para as Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

A bela paisagem no caminho para as Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


A bela paisagem no caminho para as Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

A bela paisagem no caminho para as Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Há 23 anos, quando vim ao Peru, contratei um dos day-tours tão comuns para conhecer o Valle Sagrado. Mas, num tempo tão curto, normalmente esses tours se atêm às atrações mais conhecidas, como Pisac e Ollantaytambo. E nós, daquela vez, ainda tínhamos de tomar o trem para Machu Picchu no final da tarde. Resultado: passamos batidos por Maras.

Em meio a um vale, surgem as Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Em meio a um vale, surgem as Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


As Salinas de Maras,com suas centenas de piscinas para produção de sal,  no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

As Salinas de Maras,com suas centenas de piscinas para produção de sal, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Mas não dessa vez, donos do nosso próprio tempo, percurso e meio de transporte! Assim, pegamos a estrada de Pisac até Urubamba, a maior e mais sem graça cidade do Valle e tomamos o caminho de volta para Cusco, na estrada que fecha o looping do Valle Sagrado. Mas logo pegamos um desvio, estrada de terra, assim que subimos a serra ao lado de Urubamba. Acima dos 3.500 metros de altitude, percorremos um platô cercado por belíssimas paisagens, montanhas nevadas ao fundo, acelerando a Fiona contra o céu de fim de tarde. Por fim, alguns quilômetros adiante, uma rachadura no platô apareceu, o vale onde se escondem as salinas.

As Salinas de Maras,com suas centenas de piscinas para produção de sal,  no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

As Salinas de Maras,com suas centenas de piscinas para produção de sal, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Os terraços e piscinas das Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Os terraços e piscinas das Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Lá de cima, a visão de centenas de piscinas brancas, formando prateleiras na montanha. A luz do sol ainda iluminava parte delas e aceleramos ainda mais para chegar até lá para tiramos fotos e caminharmos pela estranha paisagem saída de algum filme de ficção científica.

Maravilhado com as Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Maravilhado com as Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Impressionada com a beleza das Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Impressionada com a beleza das Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


E assim foi. Aproveitamos os últimos raios de sol (que se põe mais cedo em meio aquele vale profundo) para caminhar entre as tais piscinas e fotografar. Uma fonte de água salgada nasce na parte mais alta do vale e há muitos séculos os homens construíram cuidadosamente a rede de terrações por onde a água escorre, de piscina para piscina. Aos poucos, vai evaporando e deixando o sal para trás. De tempos em tempos, as piscinas são esvaziadas e o sal coletado. Depois, deixam a água correr novamente e o ciclo recomeça. Simples e engenhoso assim! Com o frio do final da tarde, aquele branco todo à nossa volta combinava com neve, mas era sal mesmo! O mesmo sal já usado pelos incas e, possivelmente, antes deles!

Com o Gustavo, nas Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Com o Gustavo, nas Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Caminhando pelas Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Caminhando pelas Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Depois, de volta ao alto do vale, aonde o sol ainda batia, aceleramos novamente, querendo ainda ver uma última atração: os terraços agrícolas de Moray, outra surpresa para mim. Será que as atrações desse país não tem fim, hehehe!!! De novo, mais uma corrida contra o tempo, a Fiona acelerando nas estradas de terra desse cantinho perdido do mundo, escondido entre as montanhas andinas.

Chegando aos incríveis terraços de Moray, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Chegando aos incríveis terraços de Moray, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Os Terraços de Moray, laboratório agrícola dos incas, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Os Terraços de Moray, laboratório agrícola dos incas, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Mas o esforço valeria a pena! Meia hora de caminhos e chegamos ao parque arqueológico, quase sem luz e quase sem turistas. Estudiosos ainda não tem certeza, mas a desconfiança é grande de que Moray era um centro de estudos agrícolas dos incas, para desenvolvimento de novas sementes adaptadas á diferentes climas e altitudes. Aqui no país, já estamos acostumados a observar montanhas transformadas em uma série de terraços para cultivo de plantas, mas aqui os terraços não estão em montanhas. Ao contrário, foram feitos em um grande platô, tem a forma de arenas circulares, algo parecido com um enorme “espaçoporto”. A primeira vez que os vemos é fascinante!

Chegando perto dos terraços agrícolas de Moray, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Chegando perto dos terraços agrícolas de Moray, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Alguns dos muitos tipos de milho que existem no país, nas Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Alguns dos muitos tipos de milho que existem no país, nas Salinas de Maras, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Estudos mostram que as diferenças de incidência solar e de vento fazem com que a temperatura média chegue a variar mais de dez graus entre os terraços mais altos e mais baixos. Daí a conclusão de que diferentes sementes eram testadas e desenvolvidas em diferentes condições “controladas”, para depois serem distribuídas pelo império, cada uma para a região onde fosse melhor adaptada.

Minúsculos, o Rodrigo e o Gustavo caminham ao lado dos terraços agrícolas de Moray, do tempo dos incas, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Minúsculos, o Rodrigo e o Gustavo caminham ao lado dos terraços agrícolas de Moray, do tempo dos incas, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Turistas meditam no centro dos círculos de Moray, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Turistas meditam no centro dos círculos de Moray, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Nós aproveitamos a luz do céu já sem o sol e depois, o lusco-fusco que precede o anoitecer para caminhar por ali, quase sentido a energia que parece emanar dos círculos concêntricos. Não resistimos à tentação de nos sentar no centro deles e esperar a noite cair, tentando imaginar tudo o que já se passou por ali nos últimos séculos, quantas pessoas que passaram e viveram ali, antigas cerimônias e o céu estrelado sobre nossa cabeças. Realmente, um lugar muito especial.

Bem no centro dos círculos de Moray, admirando e sentindo o mágico entardecer no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Bem no centro dos círculos de Moray, admirando e sentindo o mágico entardecer no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru


Devidamente reenergizados, tomamos novamente o rumo de Urubamba, cruzando o altiplano novamente, a Fiona o único carro por ali, rebanhos de ovelhas, vacas e lhamas no caminho, todos imaginando de onde viriam aqueles intrépidos e distintos viajantes, a gente curtindo cada minuto ou encontro naquelas isoladas estradas. De Urubamba, finalmente seguimos para Ollantaytambo, onde ainda tivemos de enfrentar um congestionamento para entrar na pequena cidade. O problema era a enorme fila de turistas saindo da cidade, que só tem uma via de acesso. Depois que eles saíram, nós entramos, direto para nosso hotel que já estava marcado. Amanhã, teremos várias horas para conhecer as famosas ruínas da cidade para, no meio da tarde, seguirmos de trem para Aguas Calientes. Até aqui, nossa programação segue de vento em popa!

Bem no centro dos círculos de Moray, admirando e sentindo o mágico entardecer no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Bem no centro dos círculos de Moray, admirando e sentindo o mágico entardecer no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Peru, Maras, Inca, Valle Sagrado, Moray

Veja todas as fotos do dia!

Não se acanhe, comente!

Post anterior Chegando à Pisac, no Valle Sagrado, nas proximidades de Cusco, no Peru

Pisac e o Valle Sagrado

Post seguinte A cidade atual e as antigas ruínas de Ollantaytambo, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Ollantaytambo e o Melancólico Fim do Império Inca

Blog da Ana Os Terraços de Moray, laboratório agrícola dos incas, no Valle Sagrado, perto de Cusco, no Peru

Salinas de Mara e Moray

Comentários (3)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 14/09/2013 | 14:02 por cecilia

    magnificas , sem palavras... grata bjsss á vcsss.

    Resposta:
    Oi Cecilia

    Maras e Moray são dois lugares incríveis e ainda pouco conhecidos dos turistas brasileiros. Mas valem muito o desvio para se chegar até lá, bem pertinho das atrações mais conhecidas, como Pisac e Ollantaytambo

    Um abs

  • 09/09/2013 | 12:02 por Heberpai

    Grato por ter conhecido dois lugares com verdades históricas.

    Resposta:
    Oi Heberpai

    Dois lugares incríveis!

    Abs

  • 09/09/2013 | 11:52 por Rubens Werdesheim

    Tanto sal assim pode dar hipertensão ! Cuidado !

    Resposta:
    Hehehe

    Eu gosto mais de açúcar, Rubens

    Abs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet