0 Dois Mil - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Dois Mil - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Dois Mil

Brasil, Minas Gerais, Milho Verde (P.E. Pico do Itambé)

Pausa para admirar a bela paisagem, na descida do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

Pausa para admirar a bela paisagem, na descida do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG


No mundo dos alpinistas existe um número mágico: 8 mil. A partir dessa altura, as montanhas entram numa classe especial. São 14 montanhas nessa classe, todas elas no Himalaia e suas "ramificações", na Ásia. É o sonho de todo alpinista escalar algumas das "oito mil", o que dirá todas elas.

A bela região do Parque do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

A bela região do Parque do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG


No Brasil, uma terra antiga e desgastada, somos mais modestos. Nossa mais alta montanha recentemente foi rebaixada para baixo dos meros 3 mil metros. É o Pico da Neblina, na fronteira com a Guiana. Nossas montanhas mais altas estão na faixa dos 2 mil metros. E mesmo isso é coisa rara. Com exceção dessas lá no extremo norte do Brasil, há apenas um punhado delas no sudeste e nada mais. A grande maioria está na Serra da Mantiqueira, perto da fronteira tríplice de Minas, Rio e São Paulo e na Serra do Caparaó, região do Pico da Bandeira, entre Minas e Espírito Santo.

Caminhando para o Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

Caminhando para o Pico do Itambé, na região de Capivari - MG


Uma honrosa exceção, aprendi ontem, é o Pico do Itambé, quase no meio de Minas Gerais. É o ponto mais alto da Serra do Espinhaço, que se extende de Minas até a Bahia, e tem 2.055 metros de altura. Para mim, ao descobrir essa altura, o número mágico à brasileira, não tive dúvidas: "Quero subir lá!". Ainda mais que fiquei fã da Serra do Espinhaço. Por algum motivo, achei ela mais "exótica" que suas conterrâneas Mantiqueira e Canastra, sua vegetação mais florida e sua paisagem mais extraterreste, pela quantidade de pedras.

Admirando a bela paisagem no Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

Admirando a bela paisagem no Pico do Itambé, na região de Capivari - MG


Para completar, o tempo hoje não favorecia muito as cachoeiras e eu e a Ana já estávamos um tanto quanto de saco cheio delas. Uma pena porque a região oferece dezenas delas, cada uma com sua beleza particular. Mas, como daqui a gente vai para a Serra do Cipó, região pródiga em... cachoeiras!, resolvemos que era mesmo hora de partir para vôos mais altos.

A bela vegetação do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

A bela vegetação do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG


E assim partimos logo cedo, de Fiona, para a pequena Capivari, um minúsculo arraial próximo a Milho Verde e ponto de partida para o Pico do Itambé. A viagem de 16 km já é uma viagem. O tempo nublado tornou a paisagem de campos e pedras ainda mais incrível. A sensação era de estar navegando em um outro planeta, só nós, indo aonde nenhum homem jamais esteve, deitando os olhos em paisagens virgens, secretas. Depois, fiquei sabendo que existe uma trilha lindíssima para se fazer à pé entre os dois povoados.

Início da caminhada ao Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

Início da caminhada ao Pico do Itambé, na região de Capivari - MG


Bom, chegamos em Capivari e conversamos com o Genésio, que trabalha no Parque Estadual do Pico do Itambé e se dispôs a nos guiar lá para o alto. Foi ótimo. Além de guarda-parque e guia, ele é vereador em Serro (cidade da qual Capivari é um distrito). Amante de uma boa prosa, ele e a Ana falaram praticamente o tempo todo, tornando a caminhada de 3 horas pico acima e 2 horas pico abaixo bem mais curta.

A bela vegetação do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

A bela vegetação do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG


Antes de chegar ao início da trilha, a Fiona enfrentou bravamente os piores 6 km de "estradas" que ela já passou. Uma verdadeira trilha no meio de pedras, mato, areia, riachos e brejos. A nossa querida companheira de viagens e aventuras é cada vez mais nossa companheira e menos nosso carro. Parece sempre querer confirmar aquele comentário que vivemos ouvindo por aí: "Nossa, essa aí não para em nenhum lugar, né?". pois é, viva a nossa querida Fiona!

Equipe do Luz Para Todos em ação, na região de Capivari, próximo a Milho Verde - MG

Equipe do Luz Para Todos em ação, na região de Capivari, próximo a Milho Verde - MG


Quem também não para em nehum lugar são as equipes do "Luz Para Todos". No meio daquela trilha infernal, lá estava o caminhão de luz levando postes e fiação para pessoas que moram no fim do mundo à esquerda. Ponto positivo para o sapo barbudo que, desse modo, vai conseguir eleger até a Dilma. E quem vai culpar esse povo, tão feliz com a luz em casa, de votar na indicação do sapo? Aliás, o mesmo vale para o Aécio aqui em Minas, levando o asfalto a tudo quanto é lugar...

Quase no alto do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

Quase no alto do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG


Voltando à trilha, é uma subida agradável, apenas com uma pirambeira mais forte. O cenário é de encher os olhos o tempo todo. Aquela vastidão, mundão grande sem porteiras, ar puríssimo, campos floridos, rios correndo lá embaixo, uns para o Jequitinhonha, outros para o Doce. As nuvens passeando sobre nossas cabeças e também sob os nossos pés. O céu azul aparecendo aqui e ali. Lá do alto, vê-se dezenas de cidades e lugarejos. O mundo é sempre mais bonito quando se ultrapassa os dois mil metros de altura!

O cruzeiro no alto do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

O cruzeiro no alto do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG


Voltamos já escurecendo e nem tivemos tempo para visitar aquela que seria a mais bonita cachoeira da região, com o maravilhoso nome de "Cachoeira do Tempo Perdido". Na pressa de continuar nossa jornada, essa vai ficar para depois. Mas recomendo a todos que visitem Milho Verde, Capivari, suas montanhas e suas cachoeiras. Com tempo! Cada minuto por aqui, do alto do Itambé ao fundo das cachoeiras, não será perdido não. será ganho, muito bem ganho!

Aquecendo-se ao sol, na descida do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

Aquecendo-se ao sol, na descida do Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

Brasil, Minas Gerais, Milho Verde (P.E. Pico do Itambé), trilha, Parque, Montanha, Pico do Itambé, Trekking

Veja todas as fotos do dia!

Não nos deixe falando sozinhos, comente!

Post anterior Chica da Silva, em Diamantina - MG

Da Casa da Chica ao Armazém

Post seguinte Estrada sendo construída, entre Serro e Milho Verde - MG

Estradas

Blog da Ana Início da caminhada ao Pico do Itambé, na região de Capivari - MG

Pico do Itambé

Comentários (3)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 02/10/2020 | 20:37 por Alexandre Polar

    Olá. Gosto muito deste blog. O Pico do Itambé perde em altitude para dois do Caraça: Sol e Inficcionado, respectivamente com 2070 e 2068m.

  • 12/10/2010 | 07:38 por WELINTON CHARLES GONCALVES DE QUEIROZ

    tive o previlegio de conhecer a comunidade de capivari osenhor genesio,o seu pai,seu tio sr otilio.
    atualmente sou supervisor do programa luz para todos na região.
    e muito gratificante a alegria dos beneficiados.

    Resposta:
    Olá Welinton
    Nós fomos testemunhas da implantação da linha de força em locais bem isolados na região, o que muito nos impressionou! Parabéns mesmo por esse trabalho tão digno!

  • 18/08/2010 | 10:22 por Paulinha Ribas

    quero deixar registrado q eu gosto dos seus textos! hehe

    Resposta:
    Obrigado Paulinha!
    Também quero deixar registrado que adoro seus comentários! Hehehe
    Bjs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet