0 Niede e a Serra da Capivara - Blog da Ana - 1000 dias

Niede e a Serra da Capivara - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Niede e a Serra da Capivara

Brasil, Piauí, São Raimundo Nonato (P.N. Serra da Capivara)

A famosa Pedra Furada, na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI

A famosa Pedra Furada, na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI


Há apenas 100 km, próximo à cidade de São Raimundo Nonato, encontramos um cenário tão bonito quanto o da Serra das Confusões e já mais estruturado para o turismo, a famosa Serra da Capivara. Em 1979 foi criado o Parque Nacional da Serra da Capivara, visando a preservação do patrimônio natural, histórico e cultural da região. Hoje o parque é gerido pelo ICM Bio em parceria com a FUMDHAM - Fundação Museu do Homem Americano, OSCIP em que Niède Guidon é presidente.

Placa indicativa na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI

Placa indicativa na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI


Onde surgiu o nome Serra da Capivara? A serra não possui nenhum rio perene e por isso não há registros da existência desta espécie na região. Ela foi assim batizada por seus antigos moradores, que mesmo sem nunca ter visto uma capivara por ali, pensavam que os desenhos que viam nos paredões rochosos eram capivaras. As pinturas rupestres fazem parte da vida destes piauienses antes mesmo de imaginarem o valor histórico e cultural que elas possuem. No final da década de 60 a arqueóloga brasileira Niède Guidon chegou ao parque e encontrou as centenas de pinturas rupestres indicando a existência anterior de homens pré-históricos na região. A partir de 1970 começou a pesquisar e catalogar todos os sítios arqueológicos, dando início à luta para a preservação do patrimônio cultural pré-histórico existente no interior do Piauí.

Passarela para observação de pinturas na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI

Passarela para observação de pinturas na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI


Os latifundiários e proprietários de terra não compreendiam o valor destas informações que resistiram ali 5, 8, até 10 mil anos nas rochas. O gado criado nestas terras, próximos aos paredões rochosos lambiam as paredes em busca do sal, apagando muitas das pinturas. Os maniçobeiros, homens que vivem da extração da maniçoba, planta da família da seringueira, moravam nas tocas e espalhavam fuligem sobre as pinturas quando acendiam seus fornos a lenha, sem nem perceber que estavam as escondendo.

Antiga casa de maniçobeiro na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI

Antiga casa de maniçobeiro na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI


Quando Niède chegou à região já sabia da existência das pinturas, através do prefeito de São Raimundo Nonato que conheceu no Museu que dirigia em São Paulo. Depois de uma expedição franco-brasileira para pesquisa de tribos amazônicas, Niède fez sua primeira visita a Serra da Capivara. Cheia de boas intenções, sem querer ela cometeu um erro, pagando aos moradores para que a levassem para conhecer os locais onde se encontravam as pinturas. Esta tática logo se provou equivocada, uma vez que os moradores começaram a retirar as placas de pedra pintadas para vendê-las. Os fazendeiros dinamitaram diversos paredões com pinturas que ficavam em suas propriedades, para evitar perderem as terras para o Parque Nacional.

Painel com muitas pinturas, com vários temas e cores, na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI

Painel com muitas pinturas, com vários temas e cores, na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI


Hoje, 40 anos depois, o trabalho desenvolvido pela FUMDHAM abrange desde a pesquisa técnica-científica arqueológica dos sítios da Serra da Capivara e arredores, até a administração do parque com manutenção das trilhas e informações turísticas atualizadas. A gestão atual do parque emprega a comunidade local em todos os setores, se preocupando em manter toda a população participativa neste processo de preservação. São diversos projetos como o da fábrica de cerâmica artesanal com motivos rupestres, fazendas de palmas para alimentação dos animais da fauna silvestre no período da seca, para que não precisem sair da área do parque. Já formou 60 jovens técnicos em manutenção de sítios arqueológicos, 30 deles empregados no parque e 30 empregados nos diversos sítios espalhados pelo Brasil.

Forno cheio da fábrica de cerâmicas na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI

Forno cheio da fábrica de cerâmicas na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI


Existe também um programa que emprega exclusivamente mulheres que sofrem violência doméstica, despertando na sua família e principalmente no companheiro o respeito por esta mulher, que agora ajuda a complementar a renda familiar e não depende exclusivamente do seu agressor. Fato curioso que escutamos nas nossas andanças foi que durante as eleições 2010, alguns destes maridos comentavam “Eu não vou votar em Dilma, Lula que me desculpe, mas essa mulher vai fazer valer a Lei Maria da Penha”, acreditem se quiser!

Cartazes no Museu do Homem Americano em São Raimundo Nonato - PI

Cartazes no Museu do Homem Americano em São Raimundo Nonato - PI


Niède enfrentou e enfrenta até hoje muita resistência de parte da população, principalmente dos antigos proprietários destas terras. Contudo são inegáveis todos os benefícios culturais e sociais que seu o trabalho vem resultando. Além da atuação social nas comunidades locais, suas pesquisas trouxeram grandes avanços para a compreensão da origem de nossa cultura e do ser humano no nosso continente.

Admirando paisagem da Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI

Admirando paisagem da Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI

Brasil, Piauí, São Raimundo Nonato (P.N. Serra da Capivara), pinturas rupestres, Parque Nacional da Serra da Capivara, arqueologia, parque nacional, sertão, FUNDHAM, Niede Guidon

Veja todas as fotos do dia!

Não nos deixe falando sozinhos, comente!

Post anterior Plantio de árvores para neutralizar o carbono da expedição 1000dias (em São Carlos - SP. Foto Iniciativa Verde)

Carbon Free

Post seguinte Viajando nas pinturas rupestres na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI

O Homem Americano

Blog do Rodrigo Paisagem da Toca do Catitu II, na Serra da Capivara, próximo à São Raimundo Nonato - PI

Pinturas e Mirantes na Serra da Capivara

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet