0 Ruínas de Copán - Blog da Ana - 1000 dias

Ruínas de Copán - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Ruínas de Copán

Honduras, Copán Ruinas

Uma das faces da réplica em tamaho natural do Templo Rosalila, no Museu de Esculturas, nas ruínas mayas de Copán, em Honduras

Uma das faces da réplica em tamaho natural do Templo Rosalila, no Museu de Esculturas, nas ruínas mayas de Copán, em Honduras


Uma das grandes relíquias mayas, Copán é a única grande ruína desta civilização em Honduras e uma das mais impressionantes obras de arte do mundo maya. O que impressiona neste sítio não é a grandeza de suas pirâmides, mas sim o detalhado trabalho escultural feito em suas estelas e hieróglifos.

Conjunto de hieroglifos mayas em estela no sítio arqueológico de Copán, em Honduras

Conjunto de hieroglifos mayas em estela no sítio arqueológico de Copán, em Honduras


Admirado com as estelas e esculturas nas ruínas mayas de Copán, em Honduras

Admirado com as estelas e esculturas nas ruínas mayas de Copán, em Honduras


Na chegada às Ruínas de Copán fomos recebidos por lindas araras vermelhas, pássaro símbolo da cidade desde a sua primeira dinastia, quando o Rei K´inich Yax K´uk´Mo´ (Grande Senhor Sol Quetzal Arara) governou a cidade de 426 a 435 d.C.

As incríveis estelas e esculturas mayas nas ruínas de Copán, em Honduras

As incríveis estelas e esculturas mayas nas ruínas de Copán, em Honduras


Os próximos reis e shamans reverenciavam ao primeiro grande governante e todos mantinham sua história e homenagens em grandes estelas esculpidas em alto relevo, diferentes de qualquer outro trabalho e estilo artístico encontrado nas outras cidades mayas. Além dos tocados dos grandes chefes e grifos em todo o sítio, as araras também aparecem como os marcadores e anéis do Jogo de Pelota.

Arara colorida  na entrada das ruínas mayas de Copán, em Honduras

Arara colorida na entrada das ruínas mayas de Copán, em Honduras


Escultura decorativa do campo de juego de pelotas nas ruínas mayas de Copán, em Honduras

Escultura decorativa do campo de juego de pelotas nas ruínas mayas de Copán, em Honduras


Uma das esculturas nas ruínas mayas de Copán, em Honduras

Uma das esculturas nas ruínas mayas de Copán, em Honduras


Os dois maiores e mais belos monumentos são a fachada da pirâmide principal, o Templo das Inscrições, com uma escadaria hieroglífica com 64 degraus e milhares de grifos que contam toda a história da Família Real de Copán. Na base da pirâmide além de uma grande estela creditada ao Rei Smoke Shell (756 d.C) e ao lado túneis que levam à tumba de um príncipe.

A famosa 'escalinata hieroglifa', protegida por um grande toldo, nas ruínas mayas de Copán, em Honduras

A famosa "escalinata hieroglifa", protegida por um grande toldo, nas ruínas mayas de Copán, em Honduras


A famosa 'escalinata hieroglifa', protegida por um grande toldo, nas ruínas mayas de Copán, em Honduras

A famosa "escalinata hieroglifa", protegida por um grande toldo, nas ruínas mayas de Copán, em Honduras


Caminhamos entre as pirâmides, praças e imensas árvores, até descobrirmos que existia uma entrada para uma rede de túneis que conecta a Gran Plaza a estruturas onde residiam os nobres. Alguns destes túneis levam a tumbas e salas decoradas, mas a entrada é cobrada à parte e o boleto deve ser adquirido na bilheteria, fora do sítio. Sem tempo acabamos deixando os túneis, mas fizemos questão de retornar no dia seguinte para visitar o Museu das Esculturas, onde estão expostas as principais esculturas encontradas em Copán.

Representação realista de uma cerimônia maya em Copán, em Honduras

Representação realista de uma cerimônia maya em Copán, em Honduras


Árvores crescem sobre as ruínas mayas de Copán, em Honduras

Árvores crescem sobre as ruínas mayas de Copán, em Honduras


A mais impressionante é a réplica fiel feita na escala real do Templo Rosalila, encontrado intacto por arqueólogos sob outras estruturas posteriores. No mundo Maya a construção de novos monumentos e pirâmides sobre as anteriores era uma prática comum, porém esta parecia ser mais do que especial para os governantes de Copán, que a mantiveram intacta sob as novas estruturas, o que manteve as cores e a decoração em alto relevo feita no exterior do templo. Maravilhosa!

A incrível réplica do Templo de Rosalila, no Museu de Esculturas, nas ruínas mayas de Copán, em Honduras

A incrível réplica do Templo de Rosalila, no Museu de Esculturas, nas ruínas mayas de Copán, em Honduras


Localizada quase na fronteira de Honduras e Guatemala nas montanhas centrais, o caminho para Copán desvenda montanhas e florestas que relembram as montanhas do sul de Minas Gerais. Cidades históricas incrustadas nos vales também são atrativos para os turistas que dificilmente imaginam que tais paisagens e arquitetura poderiam ser encontradas neste país.

A charmosa cidade de Copán Ruinas, em Honduras

A charmosa cidade de Copán Ruinas, em Honduras


Copán Ruínas é a cidade base para explorar o sítio arqueológico. Super charmosa com uma praça central e prédios históricos de arquitetura espanhola, os hotéis e restaurantes possuem pátios centrais bem floridos e sombreados.

Nossa simpática pousada na cidade de Copán Ruinas, em Honduras

Nossa simpática pousada na cidade de Copán Ruinas, em Honduras


Na praça a quantidade de chapéus nos faz entender melhor o famoso, e muitas vezes despropositado, chapéu do Zelaya, ex-presidente de Honduras. Esse clima de cidade colonial do interior, tranquila e agradável nos deixa um tanto quanto desconcertados, com a errônea imagem que fazíamos da Honduras violenta mostrada nos noticiários.

Muita gente com o popular chapeláo hondurenho na cidade de Copán Ruinas, em Honduras

Muita gente com o popular chapeláo hondurenho na cidade de Copán Ruinas, em Honduras


Guarda com o tradicional chapeláo hondurenho vigia as ruínas mayas de Copán, em Honduras

Guarda com o tradicional chapeláo hondurenho vigia as ruínas mayas de Copán, em Honduras


Depois de tanto caminhar e explorar o mundo maya, tínhamos cá com a gente que não encontraríamos nada muito diferente e novo, mas não poderíamos deixar de visitar Copán. A grande surpresa é que estávamos redondamente enganados e sim, mesmo depois de tantos sítios arqueológicos do México a El Salvador, nos deparamos com mais uma obra de arte feita por esta antiga civilização que faz valer por si só uma viagem a Honduras. Fechamos em grande estilo nosso tour pelo Mundo Maya.

Araras coloridas voam entre turistas nas ruínas mayas de Copán, em Honduras

Araras coloridas voam entre turistas nas ruínas mayas de Copán, em Honduras

Honduras, Copán Ruinas, arqueologia, maya, Mundo Maya, Copán

Veja todas as fotos do dia!

Quer saber mais? Clique aqui e pergunte!

Post anterior Uma das pequenas ilhotas que cercam Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Islas de la Baía

Post seguinte Aproximando-se do lago Yojoa, região central de Honduras

Gracias, Yojoa e Tegu

Blog do Rodrigo Visitando as ruínas mayas de Copán, em Honduras

A Surpresa das Ruínas de Copán

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 06/08/2013 | 16:50 por Ailim

    Maravilha, tudo que vocês contam, as fotos e a disposição.
    tenho muita vontade de fazer algo parecido e saber de quem está fazendo estimula muito além de permitir viajar mesmo antes de sair.
    Eu não sei se existe um roteiro geral do que já fizeram até agora, mas gostaria de saber um pouco mais sobre o roteiro e o tempo entre os lugares. Também sobre a resistência de Fiona. De onde sairam? Desculpa se tudo isto está nos blogs, mas é que ainda estou lendo tudo e não encontrei.
    Desejo tudo de bom, que os caminhos tragam sempre novas surpresas.
    Um grande abraço para os dois

    Resposta:
    Oi Ailim! Nós saímos de Curitiba, subimos o Brasil pela costa e serras, cruzamos do Amapá para a Guiana Francesa, voltamos para Boa Vista e saímos novamente pelo Paraguai, aí fomos atééé o Tijuana basicamente pela Panamericana (Pacífico) e cruzamos os EUA até a Flórida, NY, Quebec no Canadá, Chicago, Rockies, Alasca e retornamos... enfim, um looongo caminho que está desenhado no mapa deste link - http://www.1000dias.com/roteiro/ . Ainda vamos detalhar melhor todo este roteiro nos mapas abaixo, só precisamos de tempo. Já se passaram 1200 dias, sendo quase 1 ano só no Brasil, uns 5 meses no Caribe (em 6 partes) e quase 9 meses só entre Canadá e EUA. Nós indicamos muito uma aventura como esta, sonhar é preciso!!!
    Beijos e seguimos juntos!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet