0 Rumo à Laguna Atitlán - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Rumo à Laguna Atitlán - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Rumo à Laguna Atitlán

Guatemala, Cobán, San Marcos La Laguna

Vale no interior da Guatemala

Vale no interior da Guatemala


Hoje foi novo dia de longa jornada pelas estradas guatemaltecas. Saímos de Lanquín rumo a um dos mais famosos destinos do país, a Laguna de Atitlán. Para quem olhar no mapa, vai ver que já tínhamos chegado bem perto dela, lá em Antigua. Mas como a Guatemala não é um país longilíneo como o Panamá ou o Chile, para ver todas as suas mais belas atrações temos que dar voltas mesmo. Bom, é para isso que estamos de carro, não é?


Nosso roteiro na Guatemala

O caminho mais direto para lá era pela famosa e belíssima estrada entre Cobán e Uspantán. Ocorre que no final de 2008 uma gigantesca montanha desabou em um trecho dessa estrada e o governo nunca a reconstruiu. O governo não, mas os moradores da região, por conta própria, improvisaram um desvio pelo meio do desabamento. O nosso livro-guia dizia que era um trecho muito perigoso e aconselhava fazer a volta pela Cidade da Guatemala. Mas dizia também que as vans fazem o percurso entre as cidades. Ora, se as vans fazem, a Fiona certamente pode fazer também!

O grande desabamento na estrada entre Cobán e Uspantán, na Guatemala

O grande desabamento na estrada entre Cobán e Uspantán, na Guatemala


E por aí fomos nós! Não demorou muito para chegarmos ao tal desabamento e o seu tamanho realmente impressiona. Foi uma montanha inteira rolando abaixo! Lá do alto, observar os carros bem pequenininhos atravessando o desvio nos dá uma boa ideia da força destrutiva da natureza e de como somos minúsculos perto dela. De longe assusta, mas de perto o desvio está muito bem feito e não foi nada difícil atravessá-lo.

Carros atravessam o enorme desabamento entre Cobán e Uspantán, na Guatemala

Carros atravessam o enorme desabamento entre Cobán e Uspantán, na Guatemala


De resto, foi mesmo uma estrada lindíssima, atravessando diversos vales e cristas de regiões montanhosas. Paisagens de encher os olhos! Esse foi o lado bom. O lado ruim foi a sequencia interminável de “tumulos”, os quebra-molas daqui. Existem em uma quantidade absolutamente irracional em alguns trechos. Tumulos em curvas, túmulos em pontes, túmulos em subidas, túmulos um atrás do outro, às dezenas. Que coisa mais irritante! Será que ninguém na Guatemala reclama? A impressão que se tem é que é uma questão de status ter um tumulo na frente da sua casa. Assim, todos constroem o seu.

Transporte típico entre as cidades do interior da Guatemala

Transporte típico entre as cidades do interior da Guatemala


Graças aos túmulos, acabamos chegando ao nosso destino já no escuro. Assim, apenas amanhã poderemos ver com os nossos olhos esse famoso lago, para muitos um dos mais belos do mundo. Atitlán é o resultado de uma gigantesca erupção vulcânica há quase 100 mil anos atrás, que espalhou cinzas da Flórida ao Equador. O “buraco” que sobrou depois de serem expelidos 300 quilômetros cúbicos de material foi preenchido pela água e virou o lago. Depois desse episósio cataclísmico, três novos vulcões cresceram ao redor do lago, pequenos se comparados ao seu “pai”, mas imponentes para olhos humanos. É o que queremos ver amanhã...

Cruzando paisagem nontanhosa no centro da Guatemala

Cruzando paisagem nontanhosa no centro da Guatemala

Guatemala, Cobán, San Marcos La Laguna, viagem, vulcão, Lanquin, Atitlán

Veja todas as fotos do dia!

Não se acanhe, comente!

Post anterior Impressionados com a amplitude e formações dos salões da Caverna de Lanquin, na região de Semuc Champey, na Guatemala

Cavernas, Mayas e Morcegos

Post seguinte O lago Atitlán e o vulcão San Pedro, vistos de San Marcos, na Guatemala. Ao fundo, os vulcões Tolimán e Atitlán

San Marcos

Blog da Ana O grande desabamento na estrada entre Cobán e Uspantán, na Guatemala

¿ y la carretera?

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 10/01/2012 | 17:13 por Dona Helen

    Confesso que não consigo achar nos seus mapas de roteiro
    nenhum dos lugares que você cita ( oh ignorancia) ( ou cegueira)
    adoraria encontrar vocês no México porque sei que vocês seriam
    os guias ideais para o que me interessaria ver,mas (há sempre
    estes "verdammt" mas) como mulher dependente (não seja nun-ca,Ana) não poderei ir.Bjs. Mm

    Resposta:
    O mapa do google é apenas aproximado. Ele não tem todos os caminhos que fizemos. mas se vc olhar bem, Antígua, Cidade da Guatemala e Lanquín estão lá! Assim como a laguna Atitlán.

    Estou pensando muito em vc aqui no México. Mas para vir, vc precisaria providenciar um visto. Aliás, quase que o meu não funcionou. passei um aperto danado na fronteira, tudo por causa do "Afonso" (nome ou sobrenome?). Depois, no post, vc vai ver a história... Quem sabe na nossa passagem na volta vc não consegue vir?

    Beijos e saudades

  • 09/01/2012 | 14:26 por Ricardo Acras

    Passando aqui pra comentar, senão o Rodrigo acha que não gosto dos posts dele!

    Mas tem algo errado nessa contagem dos dias hein?? Pelo que lembro deveria acabar dia 21/12/2012. rsrs

    Resposta:
    Apareceu finalmente, hein!!!

    Pois é, descontamos da contagem os dias parados em Curitiba e em Cartagena por motivos de força maior! Senão, não teríamos tempo para terminar os outros países!!!

    Assim, se antes torcíamos para os mayas estarem certos, agora a gente espera que eles tenham errado, ou pelo menos se "adiantado", hehehe

    Um grande abraço!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet