0 Direção Sul - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Direção Sul - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Direção Sul

Brasil, Maranhão, Riachão (P.N Chapada das Mesas), Alto Parnaíba

Chegando à Alto Parnaíba, região da Chapada das Mangabeiras, extremos sul do Maranhão

Chegando à Alto Parnaíba, região da Chapada das Mangabeiras, extremos sul do Maranhão


Noite deliciosa no nosso chalé quase ao lado do Poço Azul e Cachoeira Santa Bárbara. Estávamos com saudade do cerrado! E, sendo os únicos hóspedes, a tranquilidade era absoluta. Noite de lua quase cheia, pouca umidade. Nossa, também estávamos com saudades de tempo seco, depois de tantos meses de água vinda do céu.

Poço Azul (não hoje!), próximo à Riachão, região da Chapada das Mesas - MA

Poço Azul (não hoje!), próximo à Riachão, região da Chapada das Mesas - MA


Acordamos cedo, tomamos café da manhã assistindo Pequenas Empresas Grandes Negócios e fomos para as cachoeiras, antes que chegassem os domingueiros. Uma longa escada na encosta nos leva até o Poço Azul. Nesta época do ano, após as chuvas, de azul ele não tem nada. É verde turvo, mesmo. Um poção, bem convidativo quando sai o sol. Àquela hora da manhã, ainda estávamos na sombra, lá no fundo do vale. Assim, seguimos adiante na trilha para chegar à monumental Cachoeira Santa Bárbara.

A cachoeira Santa Bárbara cai sobre um enorme pináculo de rocha, próximo à Riachão, região da Chapada das Mesas - MA

A cachoeira Santa Bárbara cai sobre um enorme pináculo de rocha, próximo à Riachão, região da Chapada das Mesas - MA


Ali, chegamos junto com o sol. O poço é maior ainda, com águas bem turbulentas pela força da cachoeira que cai. Para mim, um convite irrecusável a um banho. A Ana só observou, guardando suas energias para o banho no Poço Azul, no nosso caminho de volta.

Nadando no turbulento lago da cachoeira Santa Bárbara, próximo à Riachão, região da Chapada das Mesas - MA

Nadando no turbulento lago da cachoeira Santa Bárbara, próximo à Riachão, região da Chapada das Mesas - MA


E assim foi. No Poço Azul, agora já com um pouco de sol, enquanto ela se refrescava, era eu que aguardava na pedra. Foi quando começaram a chegar as pessoas que vinham de Riachão. Foi a deixa para voltarmos ao nosso chalé, empacotarmos e partirmos. Mais uma vez: que excelente dica do Zezinho ficarmos aqui. Foi muito bom!

Aproveitando o sol após o banho na Cachoeira Santa Bárbara, próximo à Riachão, região da Chapada das Mesas - MA

Aproveitando o sol após o banho na Cachoeira Santa Bárbara, próximo à Riachão, região da Chapada das Mesas - MA


Na estrada, nosso último trecho de Transamazônica, até a cidade de Balsas. Aí, pegamos a Transmaranhão em direção à ponta sul do estado, até onde chega o asfalto. É na cidade de Alto Parnaíba, fronteira com o Piauí, logo ali do lado.

Chegando à Alto Parnaíba, região da Chapada das Mangabeiras, extremos sul do Maranhão

Chegando à Alto Parnaíba, região da Chapada das Mangabeiras, extremos sul do Maranhão


Quem também não está muito longe daqui é o P.N. das Confusões, onde estivemos há cinco meses. E foi muito fácil perceber isso, pois as mesmas formações de serras e chapadas apareceram ao longo da Transmaranhão, quando nos aproximávamos de Tasso Fragoso, a meio caminho de Alto Parnaíba.

Noite movimentada na praça central de Alto Parnaíba - MA

Noite movimentada na praça central de Alto Parnaíba - MA


Por aqui, a gente se instalou, foi atrás de um internet café, de jantar e de informações sobre a estrada adiante. Por enquanto, informações conflituosas. O mais importante é que ela realmente existe! Muita areia e parece fazer parte do Rally dos Sertões. Amanhã, de tanque cheio e com comida no carro, vamos que vamos! Nosso objetivo é chegar ao Jalapão, à cidade de São Felix do Tocantins. Uns duzentos quilômetros de terra e areia. A Fiona nos levará!

Uma linda e minúscula borboleta azul, perto do Poço Azul, em Riachão, região da Chapada das Mesas - MA

Uma linda e minúscula borboleta azul, perto do Poço Azul, em Riachão, região da Chapada das Mesas - MA

Brasil, Maranhão, Riachão (P.N Chapada das Mesas), Alto Parnaíba, cachoeira, Parque, Poço Azul, Cachoeira Santa Bárbara, Chapada das Mesas

Veja todas as fotos do dia!

Comentar não custa nada, clica aí vai!

Post anterior Nadando no Encanto Azul, próximo à Riachão, na Chapada das Mesas - MA

No Fabuloso Encanto Azul

Post seguinte A estreita e longa estrada de areia corta o cerrado no sul do Maranhão, região de Alto Parnaíba - MA

Metade!

Blog da Ana A cachoeira Santa Bárbara, próxima à Riachão, região da Chapada das Mesas - MA

Santa Bárbara e o Poço (quase) Azul

Comentários (4)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 24/07/2012 | 19:42 por Família Melo

    Rodrigo estamos planejando ir para a chapada das mesas este ano. Gostaria de saber se dá para irmos sozinhos para o encanto azul, para o poço azul e para a cachoeira de santa barbara. Também queremos saber se dá para levarmos uma criança de sete anos (ele já é bem acostumado com trilhas). Mas não deixa de ser criança. Há, sabe quanto custou a diária deste chalé próximo as cachoeiras em Riachão?

    Resposta:
    Olá!

    Espero que possam ir para lá sim! É um lugar incrível! Não é difícil ir nesses lugares sozinhos não. E podem levar a criança! A trilha não é difícil. Vale muito à pena!

    Quanto ao chalé, quando a gente foi, custou uns 100 reais. Fora de feriados, o lugar é bem tranquilo, uma delícia!

    Abs

  • 28/05/2011 | 21:14 por xavier

    show irmão, muito bom tambem gosto de viajar assim moro no rio mais sou de são benedito ceará divisa com o maranha , sempre fazia um caminha por dentro passando por carnalbal morrinhos pedro 11 e chegando ao delta do parnaiba e acredite numa rural pickup ano 79 . ano passado fiz numa blazer , ano que vem janeiro estarei por la outra vez . um abraço. xavier

    Resposta:
    Oi Xavier
    É isso aí, sempre que tiver a chance, viaje! É a melhor coisa que existe!!!
    Rural pickup era meu carro preferido, na infância! Que legal!
    Grande abraço!

  • 17/05/2011 | 21:06 por Wermerson C Martins

    Nossa esse seu blog e muito bom, essas suas aventuras no Pará teve ate comemoração na minha cidade em Novo Repartimento, essa transamazônica tempo de inverno e assim mesmo e só aventura pra quem gosta de lama. as fotos ficaram muito boas...

    Resposta:
    Obrigado, Wermerson!
    Nossa comemoração foi na churrascaria do Posto Texaco. Muito gostoso!
    Nós tivemos sorte na Transamazônica. Passamos justamente nos três dias que não choveram. Assim, com carro grande, passamos tranquilamente. Mas vimos carros baixos e caminhões atolados.
    Um abraço

  • 16/05/2011 | 13:58 por Daniela Dias Ortega

    Oi Rodrigo!

    Sou fã do seu blog e do da sua esposa!

    Queria uma dica,
    qual empresa hospeda seu blog?
    Estou no blogspot mas não quero pagar pelo pacote de mais espaço para fotos,
    creio que compensa compra rum domínio.

    O que você acha?

    Resposta:
    Oi Daniela
    Legal que vc gosta do site e dos blogs.
    Quem hospeda nosso site é a Race, de Curitiba
    Comprar o domínio é bem fácil e barato. Mas aí vc tem de desenvolver o site e hospedá-lo com alguém. Isso também custa, dependendo do site, do tráfego e da quantidade de informações para o site. Então, compensa fazer uma comparaçõa desses preços, dependendo do seu objetivo.
    Para nós, valeu muito à pena.
    Abs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet