0 De Volta à Sint Maarten - Blog do Rodrigo - 1000 dias

De Volta à Sint Maarten - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

De Volta à Sint Maarten

Sint Maarten, Philipsburg, San Eustatius, Oranjestad_SE

Chegando mais uma vez ao nosso velho conhecido, o aeroporto internacional de Juliana, em Sint Maarten

Chegando mais uma vez ao nosso velho conhecido, o aeroporto internacional de Juliana, em Sint Maarten


Último dia em Statia, última chance de mergulhar durante um bom tempo. Afinal, daqui voltamos para o Suriname, após uma passada rápida em Sint Maarten, e nos embrenhamos pelo interior da América do Sul. Vamos ficar bem longe do mar por um longo período. Vamos seguir até o Paraná pelo interior do Brasil, entrar pelo Paraguai, Bolívia, norte da Argentina e norte do Chile quando, enfim, chegaremos ao Pacífico. Aí, vamos subindo até o Equador onde, em Setembro, estamos tentando armar de mergulhar em Galápagos.

Quase todos os visitantes de Statia vem para mergulhar. Há naufrágios, muitas formações de corais, água transparente. Enfim, após tantos dias de antibiótico, tinha de ser hoje. Devidamente aparamentado até com um capuz, mergulhamos num naufrágio artificial, o Chian Tong. Bem tranquilo, mergulho raso, temperatura agradável, visibilidade de uns 20-25 metros. O único problema: esquecemos a máquina em casa, com as baterias carregando. Assim, vai ficar tudo só na memória...

E a imagem que ficará na minha memória foi quando todos os mergulhadores já tinham subido e eu, último lá embaixo, a uns 15 metros de distância do navio naufragado, podia vê-lo por inteiro, só, abandonado no leito do mar. O barco tem uns 50 metros de comprimento e está deitado na areia perfeitamente, como se tivesse sido colocado lá. Àquela distância, tudo azulado, enevoado, é o próprio barco-fantasma. Cenário de sonho. Literalmente.

Esperando o lanche em Oranjestad - Sint Eustatius

Esperando o lanche em Oranjestad - Sint Eustatius


Depois do mergulho, fomos lanchar perto da nossa guest house. Banho, mochilas arrumadas, caminhada para o aeroporto enfrentando o vento que resolveu aparecer bem forte, aproveitando a "janela" entre duas chuvaradas. No vôo, no pequeno avião, sentamos bem atrás do piloto e co-piloto, que viajam com a porta aberta. Visual legal da cabine e seus instrumentos, do sol se pondo e do céu com forte luar e do pouso em Sint Maarten. Muito legal!

Chegando mais uma vez ao nosso velho conhecido, o aeroporto internacional de Juliana, em Sint Maarten

Chegando mais uma vez ao nosso velho conhecido, o aeroporto internacional de Juliana, em Sint Maarten


Dessa vez, na "Friendly Island", como a ilha é conhecida, fomos nos hospedar em Philipsburg, capital do lado holandês e maior cidade de toda a ilha. Lá de Juliana, mesmo com as mochilas, pegamos o busão e fomos para lá, torcendo para que houvesse quarto vago na única acomodação mais barata que aparecia em nosso guia, a Joshua Rose Guest House. E tinha! Beleza! Ainda descolamos uma salada no último restaurante com cozinha aberta e dormimos alimentados para enfrentar nosso último dia nas Leeward Islands, nessa nossa segunda investida no Caribe. Amanhã, chega de mundo de sonho; voltamos para nossa doce América do Sul!

Chegando mais uma vez ao nosso velho conhecido, o aeroporto internacional de Juliana, em Sint Maarten

Chegando mais uma vez ao nosso velho conhecido, o aeroporto internacional de Juliana, em Sint Maarten

Sint Maarten, Philipsburg, San Eustatius, Oranjestad_SE, Mergulho, Sint Eustatius

Veja todas as fotos do dia!

Faz um bem danado receber seus comentários!

Post anterior Indicações na trilha para o The Quill, em Statia - Caribe

Um Vulcão Depois do Café

Post seguinte Vôo no pôr-do-sol sobre o mar do Caribe, em direção ao Suriname. Fim da temporada caribenha...

Hasta la Vista...

Blog da Ana Queen Trigger Fish, no Hangover Reef, na costa de Statia - Caribe

Naufrágio Chinês

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 17/04/2011 | 11:55 por Dona Helen


    Leia o meu comentário anterior.Mantenha o uso do
    bicarbonato pelo menos à noite.
    Eu teria tido horror ás cobras!O que você vai descren-
    do,as vezes,parece um filme! Bacana!
    Bjs a vocês Mm

    Resposta:
    Comprei um gel ótimo em Philipsburg, para a boca. Mais uns dois dias e estou tinino!

    As cobras eram tranquilas. Umas minhoconas, nada mais, hehehe
    Beijos

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet