0 Chegando à Utila - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Chegando à Utila - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Chegando à Utila

Honduras, Utila

Passeando em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Passeando em Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Começamos o dia 26 com muitas emoções. Conforme as informações obtidas no dia anterior, tínhamos decidido ir para a ilha de Utila, com mais chances de conseguir alguma acomodação em plena Semana Santa. Para isso, tínhamos de estar no porto cedinho, uma hora antes da saída do barco, para comprarmos os bilhetes e guardarmos a Fiona por lá mesmo. Tudo parecia ir bem no começo: encontramos o porto sem a ajuda do GPS, chegamos exatamente com uma hora de antecedência, passamos pela portaria, pagamos o estacionamento do carro e fomos deixar a Fiona por lá. Aí, enquanto a Ana preparava a nossa mala para os dias de ilha, inclusive alguns equipamentos de mergulho que estavam no porta-malas, eu fui até a bilheteria comprar nossas passagens, a uns 200 metros dali, Enfrentei a fila de 15 minutos e consegui espaço para nós. Só faltava voltar ao carro para ajudar a Ana. Foi aí que o céu desabou! Uma chuva fortíssima! A não ser que eu quisesse ficar completamente encharcado, tinha de esperar ela passar. Mas ela não passava! Ficava só imaginando a Ana lá no carro... E o ferry chegou e poderia partir a qualquer momento. Muitas vezes, quando o barco enche, sai até antes do horário oficial. Foi quando a chuva deu uma pequena trégua e eu consegui um guarda-chuvas emprestado. Por cima do barro mesmo, voltei até a Fiona. Para a minha surpresa, a Ana estava dentro do porta-malas do carro, a porta ligeiramente aberta para que ela pudesse respirar. Tinha passado os últimos 20 minutos por ali, primeiro arrumando o que precisava ser arrumado e, depois, esperando ajuda minha ou de São Pedro. Com a chuva já bem mais fraca, juntamos nossas coisas, deixamos a Fiona meio molhada para trás e corremos para o cais, ainda em tempo de embarcar e devolver o guarda-chuvas à ansiosa dona. Entre secos e molhados, salvamo-nos todos!

Estamos sempre atrás disso! (em Utila, ilha no litoral norte de Honduras)

Estamos sempre atrás disso! (em Utila, ilha no litoral norte de Honduras)


Nossa artística pousada em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Nossa artística pousada em Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Uma hora de viagem a toda velocidade e chegamos à pequena Utila. Nossa próxima tarefa era arrumar um ligar para ficar. Logo na chegada, os vendedores de pacotes de mergulho (esse é o forte da ilha. Ainda vou falar disso...) já nos avisaram que seria difícil. Talvez, se fechássemos algum pacote com as escolas de mergulho, teríamos mais chances, pois escolas e hotéis estão sempre associados por aqui. Mas resolvemos não seguir o conselho e fomos à luta, caminhando com nossas mochilas. Depois de darmos com a cara na porta em três tentativas, eis que apareceu um quarto num hotel bem legal e diferente. Além de hotel, é também uma das trações turísticas da ilha, por causa de sua exótica arquitetura, uma coisa meio indiana e balinesca, mas bem exagerada, em meio a um grande jardim. Chalés bem charmosos se misturam com pontes e túneis cobertos por mosaicos de pedras coloridas. De início, tinham lugar só para uma noite, mas depois apareceu outro quarto para outras noites e, no fim, poderíamos ficar no mesmo quarto enquanto estivéssemos aqui. Enfim, deu tudo certo!

Nossa artística pousada em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Nossa artística pousada em Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Nossa artística pousada em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Nossa artística pousada em Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Oba! Tínhamos conseguido chegar até lá e tínhamos conseguido lugar para dormir! Agora, às atividades! Utila é uma verdadeira fábrica de formar mergulhadores. São mais de dez escolas que oferecem cursos básicos e avançados em diversas línguas, provavelmente com os melhores preços do planeta. Com isso, são centenas de “estudantes” continuamente, de todas as partes do mundo. Enquanto uns terminam, outros já estão chegando e as escolas nunca param. É fácil ver, nas ruas, os gringos com seus cadernos e livros. Ou então, nas próprias escolas, sempre com hotéis ao lado, jovens reunidos e conversando de... mergulho!

Muitas lojas e restaurantes sobre o mar, em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Muitas lojas e restaurantes sobre o mar, em Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Nós, claro!, não estávamos interessados em curso nenhum. Pelo menos essa atividade, mergulhar, já sabemos fazer! Queríamos mesmo era mergulhar, sem professo por perto, o que eles chamam de “fun dive” por aqui. Estávamos atrás dos famosos tubarões-baleia, que começam a passar por essa região nessa época do ano, na migração que os leva até a ilha de Holbox, no México. Mas foi só assuntar um pouco para descobrirmos que, quando isso acontece, é na costa norte da ilha. E agora, com essa chuva e vento, ela está inacessível para os barcos, por causa das ondas. Ficam todos na costa sul mesmo, longe das ondas e dos peixes grandes. Previsão de melhora? Talvez na sexta-feira, e olhe lá! Pois é, justo no dia que queríamos ir embora...

Início de mergulho em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Início de mergulho em Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Corais formam prateleiras em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Corais formam prateleiras em Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Bom, a conversa segue e descobrimos que apenas os barcos da manhã podem ir até a costa norte, se o tempo assim o permitir. Os barcos da tarde, são todos para as aulas de mergulho e ficam aqui na costa sul, mais tranquila. Os barcos da manhã, muito procurados pelos mergulhadores já certificados, já estão lotados para muitos dias. Mas, eis que aparecem duas vagas, para sexta-feira. Seria nossa única chance! Fazemos as contas e descobrimos que o barco volta a tempo de pegarmos o barco da tarde para o continente. É... está decidido, ficamos até sexta! Teremos ao menos uma chance de ver os tubarões-baleia, se São Pedro cooperar.

Um camarão faz de um coral a sua casa, durante mergulho em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Um camarão faz de um coral a sua casa, durante mergulho em Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Em uma passagem mais estreita, do meio da poeira surge a Ana, durante mergulho em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Em uma passagem mais estreita, do meio da poeira surge a Ana, durante mergulho em Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Bom, já que estamos ali, resolvemos marcar um mergulho para aquela mesma tarde, junto com os estudantes, para desenferrujarmos um pouco e matarmos as saudades dos corais. Pouco mais de uma hora mais tarde, já estávamos no mar, nós e uns oito aprendizes. Não tem problema, embaixo d’água eles seguem para um lado e nós para o outro, com um guia. O mergulho foi bem meia boca, mas como diz um amigo, não existe mergulho ruim. Quando é “ruim”, é mais ou menos. Além do mais, com o preço que se paga por aqui, metade do que se paga em outros lugares, está valendo! De qualquer maneira, depois da experiência, resolvemos que não iríamos mergulhar mais, pelo menos até sexta-feira, quando haveria a chance de seguirmos à costa norte.

Um dos quartos da nossa pousada em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Um dos quartos da nossa pousada em Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Movimento na prindipal rua de Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Movimento na prindipal rua de Utila, ilha no litoral norte de Honduras


Depois do mergulho, já final de tarde, finalmente pudemos ter um merecido descanso depois da correria do dia inteiro, desde as 6 da manhã. Fazia tempo que não tínhamos um quarto tão charmoso. Foi por isso que hoje, ao descobrir que teríamos de dormir uma noite a mais em Utila, não achamos tão ruim. Pois é, só vamos embora no sábado, bem cedinho. Sexta-feira é feriado aqui, dia santíssimo. Nem os barcos funcionam! Para ir embora nesse dia, só nadando! O barco de sábado, então, promete ser concorrido. Por isso, pelo sim, pelo não, já compramos nossas passagens. Temos de estar seis da manhã no cais! Até lá, além do mergulho na sexta cedo, muito tempo para explorarmos essa pequena ilha, cheia o ano inteiro de estrangeiros querendo aprender a mergulhar e especialmente cheia essa semana pelo turismo local, hondurenhos aproveitando a semana de folga. As pequenas e estreitas ruas da cidade estão movimentadas, disputadas pelos pedestres, ciclistas, motociclistas e quadriciclos. Aliás, que coisa mais chata! Não sei por que inventaram essa porcaria! Ou, já que inventaram, porque deixaram trazer para Utila! Onde já se viu, num lugar tão pequeno desse, ficar andando nessa geringonça? Alguém nos disse que é só nessa semana que o pessoal tira eles da garagem. Questão de status, poder mostrar que tem. Bom, temos de nos acostumar... E tomar cuidado para não sermos atropelados...

Cerveja popular no país, em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Cerveja popular no país, em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Honduras, Utila, Mergulho

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Meio de transporte em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Honduras e a Semana Santa

Post seguinte Banho de sol emBando Beach, praia privada em Utila, ilha no litoral norte de Honduras

Temporada em Utila

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet