0 Kayryouacou - Blog da Ana - 1000 dias

Kayryouacou - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Kayryouacou

Granada, Carriacou

Mar totalmente caribenho em Paradise Beach, no sul de Carriacou, ilha ao norte de Granada

Mar totalmente caribenho em Paradise Beach, no sul de Carriacou, ilha ao norte de Granada


Hoje pela primeira vez cruzamos as fronteiras entre dois países da Commonwealth Britânica em uma voadeira! Foram pouco mais de 30 minutos com um motorzinho 60, quicando nas ondas e nos despedindo da festiva Union island em St. Vincent and The Granadines, para a ilha de Carriacou em Granada.

O Tiger nos leva em sua voadeira de Union Island (SVG) para Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe

O Tiger nos leva em sua voadeira de Union Island (SVG) para Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe


Viajando entre Union Island, em SVG e Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe

Viajando entre Union Island, em SVG e Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe


A pequena ilha de Carriacou tem seu nome derivado do “Kayryouacou”, que significa “terra cercada por recifes”,na língua dos seus primeiros habitantes, os Arawaks (1000 a.C) e seguidos pelos Caribes. Refúgio de piratas e até começo de colônia francesa. Hoje a tranquila ilha possui em torno de 6 mil habitantes descendentes de africanos e uns poucos escoceses que podem ser vistos pela ilha. A ilha é de origem vulcânica, com morros e florestas que abrigam algumas das praias mais virgens do país.

Casas na Main St. de Hillsborough, capital de Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe

Casas na Main St. de Hillsborough, capital de Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe


A cidade de Hillsborogh é o principal centro e mesmo nos dias mais agitados não perde seu passo sonolento entre as ruas do dock principal e o mercado central. Nos hospedamos na pousada Peace Haven em frente à praia do ferry dock, que não recebe cruzeiros e mantém suas águas verdes cristalinas e areias douradas, e ainda assim não está entre as preferidas dos locais, páreo duro!

Praia em frente ao nosso hotel em Hillsborough, capital de Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe

Praia em frente ao nosso hotel em Hillsborough, capital de Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe


Para os aventureiros e amantes da natureza, o High North National Park é uma das principais atrações da ilha, não apenas por suas trilhas, mas também pelas lindas praias mais inexploradas e de difícil acesso. A principal delas é a Anse La Roche, acessada por uma estrada e trilha que somam uns 6 km ida e volta.

Chegando à maravilhosa praia Anse La Roche, no norte de Carriacou, ilha ao norte de Granada

Chegando à maravilhosa praia Anse La Roche, no norte de Carriacou, ilha ao norte de Granada


A gostosa trilha de pouco mais de 2 km que leva de Bogles à Anse La Roche, em Carriacou, ilha ao norte de Granada

A gostosa trilha de pouco mais de 2 km que leva de Bogles à Anse La Roche, em Carriacou, ilha ao norte de Granada


A forma mais fácil de chegar até ela seria de barco, mas não a mais divertida. Pegamos um reggae bus no centro de Hillsborough e embalados pelo rei Bob Marley percorremos a ilha, parando em cada vila, no ritmo dos estudantes, rastas, trabalhadores e tiazinhas carolas até Bogles. A vila é a porta de entrada para o parque nacional e possui apenas um restaurante, fechado às quartas-feiras.

Andando de ônibus em Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe

Andando de ônibus em Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe


A famosa Round House, em Bogles, cidade em Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe

A famosa Round House, em Bogles, cidade em Carriacou, ilha ao norte de Granada, no sul do Caribe


Sem café da manhã e almoço, só um abacaxi no estômago, conseguimos encontrar água e uma cerveja (pão líquido), para nos dar energia para o trekking. Caminhamos mais do que devíamos pela estrada de terra mal sinalizada. Já de retorno com a ajuda de um anjo caminhoneiro que surgiu em nosso caminho, finalmente encontramos a entrada da trilha! Descemos o morro entre a mata e um caminho um pouco erodido, um bom mirante nos ajuda a manter a animação! Finalmente vemos a ferradura no pé do morro.

Chegando à maravilhosa praia Anse La Roche, no norte de Carriacou, ilha ao norte de Granada

Chegando à maravilhosa praia Anse La Roche, no norte de Carriacou, ilha ao norte de Granada


Anse la Roche é uma praia super protegida, pois é local de desova de tartarugas. As espécies que frequentam a praia são a leatherback turtle (tartaruga de couro) e hawksbill turtle (tartaruga de pente), ambas em extinção pela utilização das suas carapaças e sua carne. Um painel explicativo dá informações sobre a importância das tartarugas no ecossistema marinho, mantendo o equilíbrio da cadeia alimentar, já que são as principais consumidoras de águas vivas e caravelas, que por sua vez devoram peixes ainda em estado larval. A tartaruga verde, por exemplo, se alimenta principalmente de gramíneas marinhas e mantém os corais limpos e saudáveis. Em resumo, sem tartarugas, sem peixes! As tartarugas não escolheram mal, a praia é mesmo um paraíso!

A praia de Anse La Roche, totalmente deserta! (em Carriacou, ilha ao norte de Granada)

A praia de Anse La Roche, totalmente deserta! (em Carriacou, ilha ao norte de Granada)


Fizemos um snorkel entre os pelicanos, no céu, e um gigantesco cardume de pequenos peixes no canto esquerdo da praia. Imagem linda e inesquecível!

Pelicanos observam nosso snorkel e aguardam, pacientemente, sua hora de atacar o cardume de peixes (em Anse La Roche, praia de Carriacou, ilha ao norte de Granada)

Pelicanos observam nosso snorkel e aguardam, pacientemente, sua hora de atacar o cardume de peixes (em Anse La Roche, praia de Carriacou, ilha ao norte de Granada)


Um gigantesco cardume de peixes minúsculos em Anse La Roche, praia no norte de Carriacou, ilha ao norte de Granada

Um gigantesco cardume de peixes minúsculos em Anse La Roche, praia no norte de Carriacou, ilha ao norte de Granada


Voltamos a tempo de ver o por do sol na nossa varanda, em devaneios aleatórios sobre o espaço, as estrelas e o universo interestelar. Azuis de fome, não tinha nada melhor que um bom jerk chicken no Loraine Hotel, frango com molho apimentado “jerk”, especialidade da culinária caribenha.

Deliciosa jerk chicken, nosso prato predileto por aqui (em Hillsborough, capital de Carriacou, em Granada)

Deliciosa jerk chicken, nosso prato predileto por aqui (em Hillsborough, capital de Carriacou, em Granada)


No dia seguinte o nosso ferry para a ilha de Granada partia às 15 horas, então ainda aproveitamos para pegar mais uma carona no busão do reggae e fomos direto para a Paradise Beach! O nome não nega e realmente o páreo é duro! Praia de areias brancas, mar azul e a mata verde dando aquele ar de paraíso selvagem. Logo ali, escondidos atrás das árvores você encontra também uma boa infraestrutura de bares e pousadas mimetizados às árvores na beira da praia.

Caminhando em Paradise Beach, no sul de Carriacou, ilha ao norte de Granada

Caminhando em Paradise Beach, no sul de Carriacou, ilha ao norte de Granada


A magnífica Paradise Beach, no sul de Carriacou, ilha ao norte de Granada

A magnífica Paradise Beach, no sul de Carriacou, ilha ao norte de Granada


Se você vai visitar Granada, Carriacou é passagem obrigatória para experimentar uma verdadeira ilha das Índias Ocidentais, sem cruzeiros, sem cadeias de grandes hotéis, sem a (má) influência turística que a maioria das ilhas já sofreu. Despedimos-nos de Carriacou em um almoço à beira mar, esperando o único ferry que liga a pequena ilha a Granada, nossa última parada nesta viagem ao Caribe.

O último banho de lama de Dominica, em Paradise Beach, no sul de Carriacou, ilha ao norte de Granada

O último banho de lama de Dominica, em Paradise Beach, no sul de Carriacou, ilha ao norte de Granada

Granada, Carriacou, trilha, ilha, Caribbean

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Caminhando em praia de Tobago Cays, no sul de São Vicente e Granadinas, no Caribe

Tobago Cays, Espaçonaves e Dreadlocks!

Post seguinte Fort George, no alto de uma colina em St. George's, capital de Granada

Granada: The Spice Island

Blog do Rodrigo A magnífica Paradise Beach, no sul de Carriacou, ilha ao norte de Granada

Um Dia no Paraíso

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet