0 Diamantes e JKs - Blog da Ana - 1000 dias

Diamantes e JKs - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Diamantes e JKs

Brasil, Minas Gerais, Diamantina

Bandeira em Inhaí - MG

Bandeira em Inhaí - MG


Cruzamos a imponente Serra do Espinhaço de Inhaí até Diamantina. Descobrimos um caminho alternativo que ao invés de voltar à Mendanha, seguia por dentro do Parque Estadual de Biribiri. Uma pequena vila que cresceu em torno de uma indústria têxtil, Biribiri possui dentre seus atrativos turísticos uma vila particular que foi toda restaurada, com direito à uma igrejinha, restaurantes e bares, além de diversas cachoeiras como a dos Cristais e a Sentinela.

Cachoeira dos Cristais, próxima à Diamantina - MG

Cachoeira dos Cristais, próxima à Diamantina - MG


Mais alguns quilômetros e finalmente chegamos à Diamantina, terra dos diamantes, das serenatas e de um dos homens mais importantes na história do Brasil, Juscelino Kubistchek.

A casa de JK, em Diamantina - MG

A casa de JK, em Diamantina - MG


JK nasceu em Diamantina em 1902, seu pai João Cesar, era da cidade vizinha de Mendanha. Seresteiro, inquieto e cidadão atuante na comunidade de diamante no início do século XX, faleceu pouco depois, quando JK possuía apenas 3 anos. Fato curioso foi que quando Juscelino nasceu, João Cesar correu à casa de seu tio e disse: “Acaba de nascer o futuro presidente do Brasil!” Isso que era um homem de visão!

O pequeno quarto de JK, em Diamantina - MG

O pequeno quarto de JK, em Diamantina - MG


Criado pela mãe e irmã Naná, Nonô, seu apelido de criança, teve uma educação muito disciplinada e desde cedo tomou muito gosto pelos estudos. Quando não estava na escola em que sua mãe trabalhava, estava em seu pequeno quarto estudando e lendo o que lhe viesse às mãos. Decidido a quebrar a sua sina de trabalhador comum e fazer história, Nonô se empenhou nos estudos para entrar na faculdade de medicina na capital, que depois o levou a Paris e Berlim. Inspirado por seu tio-avô, poeta e vice-presidente da província de MG, João Nepomuceno Kubistchek, alçou vôos maiores e iniciou sua carreira política. Daqui para frente quase todos sabemos bem de sua biografia política, até a sua estranha morte, pouco antes da abertura política após a ditadura militar.

Paço em Diamantina - MG

Paço em Diamantina - MG


Andar pelas ruas de Diamantina e conhecer a casa da Rua São Francisco, onde viveu JK é uma aula de história e cultura de arrepiar! Sentimos viva a sua memória e emocionamos ao ver saudosos anciãos relembrarem dos bons tempos em que JK governava o nosso país. Realmente nossos ícones políticos decaíram bastante, hoje temos que nos contentar com Lulas e Dilmas.

Final de tarde em Diamantina - MG

Final de tarde em Diamantina - MG


Casa da Glória, com o famoso passadiço, em Diamantina - MG

Casa da Glória, com o famoso passadiço, em Diamantina - MG


A Igreja do Rosário, o Caminho dos Escravos, a Praça JK, Catedral Municipal e a Casa da Glória. Um cenário que faz pensarmos que ainda estamos no século XVIII, a não ser pelos carros afoitos que sobem e descem estas ladeiras de pedra. A Vesperata, serenata que acontece nas sacadas das antigas mansões na Praça Correa Rabelo, reúne diversos músicos regionais em uma antiga tradição dos diamantes. São centenas de espectadores, pagantes ou apenas curiosos que rodeiam a praça para ouvir as canções de um tempo de diamantes e JKs, que não mais voltarão.

Boteco em Diamantina - MG

Boteco em Diamantina - MG

Brasil, Minas Gerais, Diamantina, Cachoeiras

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior As flores Sempre-Vivas, no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG

Sempre Vivas

Post seguinte Fachada da casa de Chica da Silva em Diamantina - MG

Chica da Silva e Milho Verde

Blog do Rodrigo Boteco em Diamantina - MG

Diamantina

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 15/08/2010 | 19:31 por Dani

    OI, Na!

    Que passeio bacana! Tem uma foto ali que parece o Largo da Ordem aqui de Curitiba... hehehe

    Estamos com saudades, viu?

    Beijos,
    Dani

  • 15/08/2010 | 18:41 por Mario Sergio Silveira

    Qual é a cerveja Rodrigo? Quando sai o guia das cervejas? Abraço, Mario Sergio

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet