0 Sempre Vivas - Blog da Ana - 1000 dias

Sempre Vivas - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Sempre Vivas

Brasil, Minas Gerais, Inhaí (P.N. Sempre-Vivas)

As flores Sempre-Vivas, no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG

As flores Sempre-Vivas, no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG


Ahhh! Agora que comecei a escrever o post foi que me dei conta. É claro que numa sexta-feira, 13 de agosto, íamos ter que passar por algum perrengue! Hoje fomos caminhar pela área do Parque Nacional Sempre Vivas. Como comentei o parque ainda não está formado, estruturado, portanto andamos o tempo todo dentre fazendas e trilhas pouco utilizadas.

Caminhando com o Tinho, nosso guia no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG

Caminhando com o Tinho, nosso guia no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG


Ontem andando pela cidade, assuntamos sobre as cachoeiras e todos falaram que lá encontraríamos muitos desses pequenos aracnídeos indesejados, mas eu ouvia “carrapato” e pensava em “carrapicho” aquela bolinha de espinhos, e o Ro pensava certo mas achando que seriam poucos, totalmente contornável. NÃO! Cruzamos o primeiro pasto e logo tivemos a bela surpresa, uma infestação de carrapatos. Foram uns 200 subindo pelas nossas calças! Tiramos o máximo que pudemos com galhos e folhas, matamos na unha uma quantidade absurda. Cada cachoeira eram uns 10 novos que encontrávamos nas roupas ou subindo pelos braços, pernas e barriga. Malditos blood-suckers! Estão todos mortinhos da silva. A maioria deles fica nesse primeiro pasto mesmo, depois a coisa melhora bastante, mas até você conseguir se livrar deles, já está passando pelo mesmo pasto para ir embora.

Cachoeira do Brocotó, no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG

Cachoeira do Brocotó, no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG


Bem, o que não tem remédio... então resolvemos relaxar e fomos conhecer as belezas do parque. Conhecemos a cachoeira do Borocotó, Gavião e depois a cachoeira do Vitorino, a mais distante e sem dúvida a mais linda delas.

Cachoeira do Vitorino, no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG

Cachoeira do Vitorino, no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG


O parque possui uma área baixa, onde encontramos as cachoeiras e a parte alta, onde ficam as nascentes e os Campos de São Domingos, onde estão as responsáveis pelo nome do parque, as sempre vivas. As flores possuem este nome, pois depois que florescem, em maio, se são colhidas na época certa elas secam e ficam exatamente com a mesma carinha de quando floresceram, parecendo que estão sempre vivas.

As flores Sempre-Vivas, no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG

As flores Sempre-Vivas, no Parque Nacional das Sempre-Vivas, em MG


Para chegar aos campos são pelo menos 4 horas de caminhada, não viemos programados para acampar lá, mas já ficamos com mais um programa na agenda Pós-1000dias: a travessia do Parque Sempre Vivas de Inhaí até Curumataí, 56km entre morros, rios, campos, sempre vivas e carrapatos.

Brasil, Minas Gerais, Inhaí (P.N. Sempre-Vivas), trilha, parque nacional, Sempre Vivas, Perrengue, Carrapatos

Veja todas as fotos do dia!

Faz um bem danado receber seus comentários!

Post anterior A Pousada do Zé Maria, em Inhaí, próximo a Diamantina - MG

O pulo do Hulk

Post seguinte Bandeira em Inhaí - MG

Diamantes e JKs

Blog do Rodrigo Café da manhã na pousada em Inhaí - MG

No Parque: Flores, Cachoeiras e Muitos Carrapatos

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 27/08/2016 | 17:31 por Alexandre Polar

    Boa tarde! Curto o blog de vocês. Muito informativo. Como lidero um grupo de aventuras (Trepators Adventure) costumo às vezes pegar alguma coisa aqui de informação. Abraços.

  • 14/08/2010 | 22:40 por Janaina Pasternack

    nossa Ana muito lindo o lugar mais quando comecei a ler sobre os carrapatos foi me dando uma coceirinha rsrrssrrs parabéns pela coragem bjoo

    Resposta:
    Olá Janaína! Foi a santa ignorância na verdade, se soubesse eu iria corajosa mas menos disposta. hahaha! Estamos até hoje lutando contra os carrapatos...
    Bjs!
    Ana

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet