0 Retorno à Pura Vida - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Retorno à Pura Vida - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Retorno à Pura Vida

Costa Rica, Arenal

Pássaro se alimenta de banana em terreno de hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica

Pássaro se alimenta de banana em terreno de hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica


No início de Dezembro de 2011 entramos na Costa Rica, vindos do Panamá e a caminho da América do Norte. Foram onze dias intensos pelo país, percorrendo praias, subindo montanhas, conhecendo a capital e nadando em rios azuis. A Costa Rica é, de longe, o país na América Central com a infraestrutura turística mais desenvolvida, o maior número de visitantes e a maior quantidade de atrações já exploradas. Nossos onze dias por aqui foram pouco, só nos dando uma ideia de tudo o que o país pode oferecer. Temos uma segunda chance agora, ver um pouco do que deixamos para trás há mais de dezesseis meses.


Atravessando novamente a Costa Rica, passando pela região de Arenal (B), pelo parque de Manuel Antonio (C) e pela Península de Osa (D)

Infelizmente, nosso tempo não é grande o suficiente para ver tudo o que queríamos e, uma vez mais, vamos ter de escolher entre alguns lugares. Mesmo descontando tudo o que já tínhamos visto da vez anterior, teremos de deixar algo para trás. Motivos para voltar algum dia, hehehe.

Em praia do lago Nicarágua, prontos para seguirmos à Costa Rica, a alemã Tanya na carona

Em praia do lago Nicarágua, prontos para seguirmos à Costa Rica, a alemã Tanya na carona


Nosso roteiro dessa vez começa com a laguna e o Parque Nacional de Arenal, onde está o vulcão mais ativo do país. Depois, vamos conhecer algumas das praias consideradas as mais belas da Costa Rica, no Parque Nacional Manuel Antonio, na costa do Pacífico. Por fim, vamos passar uns dias na famosa Península de Osa, um dos melhores lugares do continente para se observar a vida selvagem. Na vinda, quase passamos nela e a Ana até brigou comigo por não termos parado por lá. Desde então, virou um ponto obrigatório na nossa volta. Fazendo esse roteiro, vamos deixar de lado a costa caribenha do país. Devido à geografia do Costa Rica, para ir até lá depois da Península de Osa, só fazendo uma enorme volta, retornando até San Juan para pegar a estrada até o litoral do lado de lá. Infelizmente, não temos esse tempo. Por toda a América Central, a costa caribenha é de acesso bem mais complicado que a costa do Pacífico. Por razões históricas, aquela região se desenvolveu menos, longe dos centros políticos de seus respectivos países. As exceções são Belize (claro!) e Panamá, aonde vamos sim até o lado do Caribe, para conhecer Bocas del Toro.

Caravana de carros holandeses na fronteira Nicarágua - Costa Rica

Caravana de carros holandeses na fronteira Nicarágua - Costa Rica


Placa holandesa na fronteira Nicarágua - Costa Rica

Placa holandesa na fronteira Nicarágua - Costa Rica


Ontem, depois de deixarmos nossos amigos do Kiki Around the World em Rivas, embicamos para o sul, rumo à fronteira. Conosco estava a Tanee, uma alemã que mora em San Jose dando aulas na escola alemã da cidade. Ela tinha conhecido a Carol e o Alexis em Ometepe. Por coincidência, quem também os conheceu por lá foram duas outras professoras, uma alemã e outra espanhola, que trabalham na escola alemã de San Salvador, capital salvadorenha. Ficamos todos amigos no hotel de San Juan del Sur e a Tanee veio conosco de carona para a Costa Rica.

Casal holandes na fronteira Nicarágua - Costa Rica

Casal holandes na fronteira Nicarágua - Costa Rica


Uma das poucas lembranças chatas que tínhamos do país era a entrada complicada em sua fronteira, excessivamente burocrática. Pois, dessa vez foi a mesma coisa. Só que a chatice começou antes, para sair da Nicarágua. Chegamos ao posto de fronteira cinco minutos depois de uma verdadeira caravana de vans holandesas, que vem cruzando o continente de sul à norte. São diversos casais na melhor idade viajando da Argentina ao Alaska. Um por um, cada um deles teve de registrar seu carro com a única mulher responsável por isso. Só para escrever os complicados nomes holandeses já era um parto. Uma hora de espera para, finalmente, em 30 segundos, ela dar conta dos nossos papéis, que eram só de saída, ao contrário dos europeus, que estavam entrando no país.

Posto de fumigação na fornteira Nicarágua - Costa Rica

Posto de fumigação na fornteira Nicarágua - Costa Rica


A bela vista do nosso hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica

A bela vista do nosso hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica


Enfim, Lei de Murphy total! Depois, já do lado da Costa Rica, foi um tal de ir para lá e para cá atrás dos papéis e burocracias, seguro, alfândega, passaporte, fumigação, cópias de documentos, assinaturas e carimbos. Santa paciência! Quem achou melhor seguir em frente foi a Tanee, com medo de perder o ônibus e só chegar de madrugada na sua casa. Embarcou ali mesmo, na fronteira. Muito simpática, vamos ver se a gente ainda se vê. Ela está indo para Osa em dias parecidos com os nossos. Veremos...

Muitos tipos de pássaros nos jardins de hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica

Muitos tipos de pássaros nos jardins de hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica


Vencida a selva burocrática, todos nós (eu, a Ana e a Fiona) devidamente regularizados no país, seguimos em frente, rumo à laguna de Arenal. O primeiro trecho da viagem foi na estrada principal, a famosa pan-americana, e foi bem tranquilo. Depois, uma pequena estrada secundária até o lago. Pouco antes de chegar lá, ansiosos por assistir o entardecer em suas águas, eis que um acidente com um ônibus em uma ponte estreita fechou o trânsito nos dois sentidos. Outra vez, chegamos cinco minutos atrasados. O Murphy estava mesmo com a macaca! O acidente era bem simples, um amassadinho só, no ônibus e no táxi que teimaram em disputar uma ponte que só dá espaço para um veículo de cada vez. Aí ficaram, esperando a polícia técnica chegar. Eles e a interminável fila de carros dos dois lados da ponte.

Pássaro se alimenta de banana em terreno de hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica

Pássaro se alimenta de banana em terreno de hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica


Finalmente, a polícia chegou, mediu o que deveria medir e a ponte foi liberada. Mas aí, já estava escuro e nada de podermos ver lago, teoricamente tão bonito. A ideia original era chegarmos até a ponta sul dele, já bem perto do parque nacional e do famoso vulcão. Mas o cansaço, a irritação e o bom senso nos fizeram mudar de ideia e achamos um hotel ali na costa norte mesmo, de um alemão há muito radicado por aqui, mas que ainda fala melhor sua antiga língua do que a nova. Foi só o tempo de comermos deliciosas salsichas com batatas e desabarmos na cama.

A bela vista do nosso hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica

A bela vista do nosso hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica


Aí dormimos, aí acordamos. Agora sim, descansados e com a ajuda da luz do dia, pudemos admirar e nos encantar com a bela paisagem que nos rodeava. Com um delicioso e sadio café da manhã, pudemos ver o lago lá embaixo e todas as montanhas que o rodeiam. Muito verde e muita vida, principalmente de pássaros. O hotel do alemão é famoso na região por ser frequentado pelas mais variadas espécies aladas, coloridas e cantantes. Vêm eles atrás também do café da manhã, um enorme prato de frutas que lhes é servido religiosamente todas as manhãs. Para nós, foi um espetáculo. Agora sim, sentíamo-nos de volta à “pura vida”, o inteligente mote turístico que o governo costarriquenho criou para o seu país. É isso aí, no meio de todos aqueles pássaros coloridos e daquela natureza exuberante, é impossível negar: “Costa Rica, é pura vida!”.

Muitos tipos de pássaros nos jardins de hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica

Muitos tipos de pássaros nos jardins de hotel na região da Laguna de Arenal, na Costa Rica

Costa Rica, Arenal,

Veja todas as fotos do dia!

Quer saber mais? Clique aqui e pergunte!

Post anterior Com a Carol e o Alexis em San Juan del Sur, na Nicarágua

Kiki Around the World

Post seguinte Caminhada no Parque Nacional Arenal, na Costa Rica

Arenal, o Vulcão e os Banhos

Blog da Ana É possível perceber os antigos caminhos de lava no vulcão do Parque Nacional Arenal, na Costa Rica

Volcán Arenal

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet