0 No Parque de Ubajara - Blog do Rodrigo - 1000 dias

No Parque de Ubajara - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Ubersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jido)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

No Parque de Ubajara

Brasil, Ceará, Ubajara (P.N de Ubajara)

Visão do famoso bondinho que leva à entrada da caverna do Parque Nacional de Ubajara - CE

Visão do famoso bondinho que leva à entrada da caverna do Parque Nacional de Ubajara - CE


Depois de tantos dias acordando na praia e dormindo de ar condicionado ou ventilador, foi meio estranho dormir no alto da Serra do Ibiapaba. O dia amanheceu tomado pela neblina, friozinho bem gostoso. Do lado de fora do nosso chalé de João e Maria, a vegetação densa se confundia com o branco das nuvens. O Herbert já tinha armado nosso café da manhã num pequeno quiosque ali do lado, entre pés de café, de banana e de mamão. Posso soar repetitivo, mas mais uma vez, era difícil nos imaginar em pleno Ceará!

Café da manhã no Sítio do Alemão, em Ubajara - CE

Café da manhã no Sítio do Alemão, em Ubajara - CE


Neblina matinal no Sítio do Alemão, em Ubajara - CE

Neblina matinal no Sítio do Alemão, em Ubajara - CE


Para degustar o delicioso pão integral e as maravilhosas geléias caseiras, a Ana precisou até de casaco! Hmmmmm, as tais geléias continuam tão boas como há dez anos atrás! Ainda mais naquele clima frio. Infelizmente, tivemos de sair correndo para encontrar nossos amigos chilenos no parque e não pudemos conversar muito com o Herbert. Apesar de ter vindo se instalar aqui no friozinho cearense há mais de 30 anos, ele não deixou de viajar pelo mundo. Tem uma coleção de Lonely Planets bem mais "robusta" que a minha e, este ano, planeja uma grande viagem pela China!

Com o Herbert, no Sítio do Alemão, em Ubajara - CE

Com o Herbert, no Sítio do Alemão, em Ubajara - CE


Esperando o bondinho no Parque Nacional de Ubajara - CE

Esperando o bondinho no Parque Nacional de Ubajara - CE


Nós, mais modestos, fomos para o Parque Nacional de Ubajara. Criado por Juscelino no final de década de 50 (é o 4o parque mais antigo do Brasil) foi, durante muito tempo, o menor parque nacional do país, com 500 hectares. Mas, em 2002, foi aumentado em mais de dez vezes, chegando a 6 mil hectares! As novas áreas ainda não foram desapropriadas, mas já estão sendo protegidas. A magnífica Serra do Ibiapaba e sua vegetação luxuriante agradecem!

Serra do Ibiapaba no Parque Nacional de Ubajara - CE

Serra do Ibiapaba no Parque Nacional de Ubajara - CE


Mesmo aumentado assim, ainda são apenas duas as atrações abertas ao público: a famosa gruta, ou caverna, e uma trilha pelo alto da serra que passa por algumas cachoeiras. Para se chegar até a gruta, o mais fácil e bonito é descer o bondinho, uma bela obra de engenharia que nos leva rapidamente centenas de metros abaixo. Fomos juntos com o Pablo e a Andrea, o casal chileno que também viaja a américa de carro e mantém um blog muito interessante com o nome de "America Sin Fronteras".

Entrada da caverna no Parque Nacional de Ubajara - CE

Entrada da caverna no Parque Nacional de Ubajara - CE


Juntos e acompanhados de um grupo de Teresina, levados por um guia, demos uma volta na caverna. A parte aberta ao público, cerca de 300 metros, está toda iluminada e tem muitas formações típicas de cavernas de calcário. A iluminação tira um pouco do senso de aventura mas, com suas luzes e sombras, ajuda a delinear as formas interessantes que existem no mundo subterrâneo. Trabalhos árduo, meticuloso e paciente da mãe natureza que opera em escalas de tempo difíceis de serem compreendidas quando comparadas com nossas vidas fugazes.

Formações de calcário na caverna do Parque Nacional de Ubajara - CE

Formações de calcário na caverna do Parque Nacional de Ubajara - CE


A caverna vem sendo explorada desde o séc XVIII por pessoas que buscavam o vil metal. Nesta procura, parte das formações foram destruídas, já que os exploradores confundiam o brilho da calcita com algum metal precioso. Era o chamado "ouro de tolo". Mais tarde, no início do séc. XX, começou a haver um turismo também. É dessa época que vem outra atração da caverna, pelo menos para mim: pichações! Há na caverna pichações com mais de 100 anos! Estão no limite de serem consideradas pinturas rupestres, hehehe! Há uma de 1906! Naquela época, os habitantes locais ganhavam um dinheirinho entregando aos visitantes pigmentos naturas, para que eles pudessem registrar sua passagem por lá. Essas pichações pararam com a criação do parque. Mas as antigas, muito bem conservadas pelo ambiente da caverna, continuam por lá. Parecem ter sido feitas ontem!

Pichação de 1906 na caverna do Parque Nacional de Ubajara - CE

Pichação de 1906 na caverna do Parque Nacional de Ubajara - CE


Com o Pablo e a Andrea no Parque Nacional de Ubajara - CE

Com o Pablo e a Andrea no Parque Nacional de Ubajara - CE


Voltamos de bondinho para o alto da serra e fomos, o mesmo grupo, fazer a trilha para a Cachoeira do Cafundó. O nome é um bom indicativo de onde ela fica... A caminhada é toda na mata viçosa e verdejante. Parace a mata atlântica, quase. No caminho, uma mirante para se admirar a serra, que na verdade é uma grande chapada, e várias cachoeiras que escorrem para o sertão através de seus paredões. A mais bela é justamente a Cachoeira do Cafundó, onde chegamos algum tempo depois.

no Parque Nacional de Ubajara - CE

no Parque Nacional de Ubajara - CE


Encima da Cachoeira do Gavião, no Parque Nacional de Ubajara - CE

Encima da Cachoeira do Gavião, no Parque Nacional de Ubajara - CE


Lá, um refrescante banho nas suas águas frias, se comparadas com as águas das praias que temos frequentado. O local também propicia uma visão belíssima do sertão e do bondinho, lá longe, cortando os céus da região. A Ana foi aproveitando todo o tempo para botar em dia o seu castelhano, já que assunto não faltava com nossos colegas aventureiros. E a conversa continuou pela tarde afora já que, do parque, seguimos juntos, em comboio, para a Cachoeira do Frade, ainda dentro do município. Mas isso é assunto para outro post...

Tomando banho na parte alta da Cachoeira do Gavião, no Parque Nacional de Ubajara - CE

Tomando banho na parte alta da Cachoeira do Gavião, no Parque Nacional de Ubajara - CE

Brasil, Ceará, Ubajara (P.N de Ubajara), trilha, Parque, Caverna, Serra do Ibiapaba

Veja todas as fotos do dia!

Comentar não custa nada, clica aí vai!

Post anterior Com a Andrea e o Pablo, casal chileno em viagem pela América do Sul (em Ubajara - CE)

Encontro Fortuito

Post seguinte Reverenciando a Cachoeira do Frade, em Ubajara - CE

Cachoeira do Frade

Blog da Ana

Canyoning em Ubajara

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 07/02/2011 | 02:56 por Px

    pucha y falto haaaarto por conversar!!!, quizas el destino nos vuelva a juntar en la ruta!!!, quien sabe si nuestro viaje se extiende hacia el norte?, saludos!

    Resposta:
    Siiiim, vamos todos "hacia el norte"!!! Até o Alaska e a Groelândia!
    Saludos

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet