0 Mergulho em Guarapari - Blog da Ana - 1000 dias

Mergulho em Guarapari - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Mergulho em Guarapari

Brasil, Espírito Santo, Iriri, Guarapari

Segurando no cabo para enfrentar a forte corrente, em Guarapari - ES

Segurando no cabo para enfrentar a forte corrente, em Guarapari - ES


São Pedro nos deu uma janela no mau tempo para podermos mergulhar. A temporada de ideal para mergulhos aqui em Guarapari é de dezembro até maio, junho. Quando entram os meses de inverno, de julho a novembro os ventos e o mau tempo atrapalham muito a navegação e a visibilidade no mar.

Vista da costa capixaba a caminho do mergulho no Victory 8B, em Guarapari - ES

Vista da costa capixaba a caminho do mergulho no Victory 8B, em Guarapari - ES


Há 4 meses não havia uma saída de mergulho para o Victory 8B, um naufrágio artificial preparado para mergulho que foi afundado em julho de 2003, entre as Ilhas Rasa e Escalvada. O Victory é um navio grego que foi apreendido em 1997 no Espírito Santo por problemas com impostos e multas. Um ano e meio depois sua tripulação abandonou o navio, que mais tarde foi confiscado pela Secretaria da Fazenda e doado para o Projeto RAM, Recifes Artificiais Marinhos. Durante 3 anos ele foi preparado para o afundamento, a limpeza, a preparação e o reboque foram feitos em parcerias e convênios desenvolvidos pelos responsáveis pelo projeto, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e a Fundação Cleanup Day.

Lagosta na Ilha Escalvada, em Guarapari - ES

Lagosta na Ilha Escalvada, em Guarapari - ES


Por ser um naufrágio artificial, inicialmente o navio encontrava-se em posição de navegação, assentado a 36 metros, porém diversas ressacas mudaram a sua configuração, inclusive a mais recente delas há 2 meses, que retorceu a popa tombando a embarcação que está inclinada em torno de 45° em relação ao fundo. O naufrágio é sempre um mergulho interessante, independente da visibilidade que encontramos, pois além de um recife artificial, abrigando diversas espécies de corais, esponjas, peixes, moluscos, etc, o navio nos conta uma história, como esta que eu acabei de descrever a vocês.

Usando a lanterna no mergulho no naufrágio Victory 8B, em Guarapari - ES

Usando a lanterna no mergulho no naufrágio Victory 8B, em Guarapari - ES


Um naufrágio é quase como um “organismo vivo”, pois ele está sempre se modificando, sendo alterado com o tempo, as marés e as ressacas. Como os nossos companheiros de mergulho hoje nos disseram, o Victory hoje é um novo naufrágio. Todos eles já estavam acostumados a mergulhar aqui, conheciam-no como a palma da mão seus compartimentos e suas linhas, agora terão que redescobri-lo. Fascinante!

Tripulantes e mergulhadores do barco da Acquasub, em Guarapari - ES

Tripulantes e mergulhadores do barco da Acquasub, em Guarapari - ES


As condições deste nosso mergulho foram das mais adversas possíveis, mar batido, que complicou a navegação, muita correnteza, que nos cansou mais durante o mergulho, água muito fria, girando entre 18° e 20° e a visibilidade em torno de 5 metros. Tudo isso faz o mergulho mais estressante, mas também mais emocionante.

Nosso barco de mergulho em Guarapari - ES

Nosso barco de mergulho em Guarapari - ES


O nosso segundo mergulho foi na Escalvada, uma lage de pedra mais abrigada da corrente. A visibilidade melhorou um pouco, em torno de 8m e a temperatura da água se manteve a mesma. Fomos a 17m de profundidade e vimos lagostas, peixes trombetas, peixe morcego, cofres, anêmonas, etc.

Peixe Frade na Ilha Escalvada em Guarapari - ES

Peixe Frade na Ilha Escalvada em Guarapari - ES


Se com o tempo assim a diversidade de peixes já foi absurda, imaginem quando conseguirmos realmente enxergá-los! Rsrsrs! Valeu à pena, ficou para mim a vontade de retornar à Guarapari no verão para conhecer as maravilhas submarinas da região.

Relaxando depois do mergulho no Victory 8B, em Guarapari - ES

Relaxando depois do mergulho no Victory 8B, em Guarapari - ES

Brasil, Espírito Santo, Iriri, Guarapari, Mergulho, Naufrágio, Victory 8B

Veja todas as fotos do dia!

Não nos deixe falando sozinhos, comente!

Post anterior Praia Areia Preta, em Iriri - ES

Búzios – Iriri

Post seguinte Onde as águas se encontram, na praia de Setiba, em Guarapari - ES

Setiiiiiba!

Blog do Rodrigo Onde as águas se encontram, na praia de Setiba, em Guarapari - ES

Depois do Mergulho, Praias da Infância!

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 02/05/2011 | 20:21 por LUCIANA SCHUNK


    Essa mensagem escrita por um grande homem o qual me orgulho muito me fez lembra a perseverança e garra de vcs, parabéns continuem assim !!!

    “Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”.
    (Amyr Klink)
    Um grande abraços♥

    Resposta:
    Oi Luciana! Adoooro o amyr Klink, ele foi um dos inspiradores desta nossa viagem, sem dúvida. Que linda frase, nos lembra qual é o nosso ofício nesta viagem, o de aprendizes, sempre! Obrigada! Bjos!

  • 02/05/2011 | 20:17 por LUCIANA SCHUNK

    Maravilha saber que também curtiram minha cidade...estou acompanhando vcs...aliás descobri a pouco tempo e já visiei. Estou aqui longe mas orando para que todo o projeto seja cheio de vitorias e alegrias...estou torcendo e viajando junto em suas aventuras....foi uma grande achado esse site....visiei...um visio pra lá de bommmmm♥ Amei vcs....que Deus ilumine seus caminhos. Um grande abraço!
    LUCIANA SCHUNK - GUARAPARI

    Resposta:
    Olá Luciana! Esse vício é liberado e não tem contra-indicações! hahaha! Obrigada pela torcida, espero nos vermos muito por aqui! Beijos!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet