0 Estradas Equatorianas - Blog da Ana - 1000 dias

Estradas Equatorianas - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Estradas Equatorianas

Equador, Montañita, Quito


Exibir mapa ampliado

As estradas equatorianas não são fáceis. Hoje percorremos uma das principais rotas entre a capital Quito e o litoral do país. Por um lado nunca nos sentimos tão em casa, pois essa via litorânea vai passando por balneários, pequenos povoados e cidades ao longo da rodovia, exatamente como o litoral brasileiro. Muitas montanhas verdes, muita banana, pássaros, gente na rua, se piscarmos o olho e nos distrairmos pensamos que estamos no Brasil.

Por outro lado a combinação disso, ao relevo completamente montanhoso, estrada curva e a pouca prática de ultrapassagens dos outros veículos, faz com que uma viagem de 400km demore de 6 a 7 horas! Além disso a sinalização é péssima e mapas rodoviários quase impossíveis de encontrar. Pegamos as dicas das cidades por onde deveríamos passar com o nosso novo amigo quiteño, Cristian. No mapa parecia lógico pegarmos a 40 e encontrarmos a Panamericana perto de Latacunga e subir para Quito. Cristian nos alertou que parte desta estrada que está no mapa mal existe, que o caminho correto é subir em direção à Manta e pegar a Rodovia 30, passando por Santo Domingo de los Colorados. Lá fomos nós entre curvas e montanhas e com muita paciência, pois a ansiedade para chegar estava grande! Hoje é o dia que encontraremos os nossos amigos e padrinhos de casamento Laura e Rafael, que chegaram em Quito ontem. Eles farão todo o trecho do Equador conosco, quando vamos conhecer os vales, vulcões e cordilheiras e fecharemos com o tão esperado live aboard em Galápagos!

Encontrando a Laura e o Rafa em Quito, no Equador

Encontrando a Laura e o Rafa em Quito, no Equador


Entrar em Quito foi outra aventura, a cidade possui uns 35km de extensão, localizada ao longo de um imenso vale na inclinação oriental do Pichincha, vulcão ativo de 4.794m de altura. Instalados em um hotel em Mariscal, ainda conseguimos aproveitar a noite para conhecer a famosa Calle La Ronda, uma rua no centro histórico cheia de restaurantes, bares e um bom agito!

Caminhando de noite pela rua Ronda, no centro de Quito - Equador

Caminhando de noite pela rua Ronda, no centro de Quito - Equador

Equador, Montañita, Quito, estradas

Veja todas as fotos do dia!

Gostou? Comente! Não gostou? Critique!

Post anterior Praia em Montañita, no Equador

Montañita

Post seguinte Mercado de Otavalo - Equador

Otavalo

Blog do Rodrigo Último dia de praia em Montañita, no Equador

De Montañita à Quito

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 06/10/2011 | 19:47 por Virgilio

    Maravilha essa viagem Ana, gosto de ler o que Você escreve muito bonita as fotos, excelente a aventura.

    Resposta:
    Obrigada Virgílio! Depois dessa só posso dizer que vou continuar escrevendo! Beijos!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet