2 Avenida dos Vulcões - Blog da Ana - 1000 dias

Avenida dos Vulcões - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Avenida dos Vulcões

Equador, Cotopaxi, Chimborazo

Passeio à cavalo vestida à carater! (região do Cotopaxi - Equador)

Passeio à cavalo vestida à carater! (região do Cotopaxi - Equador)


Chegamos ao Hostal Papa Gayo as 5 horas da manhã, o Rafa se recuperava da dor, que diminuiu drasticamente assim que baixamos dos 4.000m. Enquanto Stálin dirigiu durante mais de uma hora na madrugada e eu, preocupada que ele dormisse no volante, não parei um segundo de tagarelar. O assunto principal foram as montanhas, paixão de Stálin, experiente em escalada técnica em rocha, gelo, paredes e o que aparecer na sua frente. Ele e sua esposa subiram o Alpamayo, ela foi até o campo alto e o acompanhou por rádio no ataque final, em uma parede de 400 ou 500m até o cume. Histórias emocionantes!

O vulcão Cotopaxi visto do alto de Ventemilla, o segundo ponto mais alto do Chimborazo (Equador)

O vulcão Cotopaxi visto do alto de Ventemilla, o segundo ponto mais alto do Chimborazo (Equador)


Eu perguntava muito sobre o Chimborazo, pois sabia que naquele momento, enquanto voltávamos para a pousada, Rodrigo estava acima dos 5000m, enfrentando o frio e a altitude para chegar aos 6.300m. Nenhum dos guias entendia por que Rodrigo tinha se separado de nós e ido ao Chimborazo, e eu explicava paciente que ele era mais forte, mais experiente e contava algumas de suas peripécias no mundo das montanhas. Aconcágua, Island Peak, Campo Base do Everest...

Celebrando a chegada ao alto de Ventemilla, o segundo ponto mais alto do Chimborazo, com 6.280 m (Equador)

Celebrando a chegada ao alto de Ventemilla, o segundo ponto mais alto do Chimborazo, com 6.280 m (Equador)


O seu currículo, porém, não era o mais importante. A sua resistência, determinação e teimosia é que o levariam indubitavelmente para o cume. Algumas pessoas morreram lá em cima e vários já relataram que viram, sentiram ou escutaram estes espíritos da montanha os ajudando em momentos de dúvida ou perigo. Eu adoro estas histórias e Stálin contou várias delas, tanto no Cotopaxi quanto no Chimborazo. Boa conversa para uma madrugada voltando da montanha! Rsrs!

No cume do Chimborazo, com o Cotopaxi ao fundo (Equador)

No cume do Chimborazo, com o Cotopaxi ao fundo (Equador)


Na Papa Gayo conseguimos as últimas 3 camas que estavam disponíveis para finalmente dormir e descansar. Acordei as 9 horas, ainda com um pouco de sono, mas com toda a energia acumulada para a caminhada. Precisava fazer alguma coisa até o Rodrigo voltar. Ficar ali, sem notícias dele e esperando até as 15h seria tortura.

Paisagem na 'Avenida dos Vulcões', região do Cotopaxi, durante passeio à cavalo (Equador)

Paisagem na "Avenida dos Vulcões", região do Cotopaxi, durante passeio à cavalo (Equador)


Foi aí que surgiu a cavalgada pela Avenida dos Vulcões. Xavier arreou os cavalos e as 11h partimos em direção ao Corazón, vulcão de 4.800m de altitude próximo à pousada. No caminho as vistas são magníficas, subimos dos 3.000m até aproximados 4.000m e vemos do alto o Illiniza Norte e o Illiniza Sul, vulcões adormecidos.

Paisagem na 'Avenida dos Vulcões', região do Cotopaxi, durante passeio à cavalo (Equador)

Paisagem na "Avenida dos Vulcões", região do Cotopaxi, durante passeio à cavalo (Equador)


Foi um ótimo passeio, Xavier é uma ótima companhia e conseguimos conversar bastante sobre as coisas aqui da região, como costumes e tradições são vistas pelas novas gerações. Me ensinou várias coisas, desde o que é uma aba (uma vagem com feijões tamanho família), até algumas “palabras malas” no espanhol equatoriano.

Com o guia Xavier, durante passeio à cavalo na 'Avenida dos Vulcões', no Equador

Com o guia Xavier, durante passeio à cavalo na "Avenida dos Vulcões", no Equador


O Cotopaxi estava escondido pelas nuvens, assim como o Chimborazo. Eu queria tanto avistá-lo, o tempo todo imaginava o Rodrigo lá, feliz no cume pensando que nós estaríamos no cume do Cotopaxi. A esta altura ele já está a caminho do hostal. O Rafa ficou na pousada descansando e perto das 13h me mandou uma mensagem com a boa notícia: “O Rodrigo fez o cume! Chegará na pousada daqui uma hora.”

Piquenique durante passeio à cavalo na região do Cotopaxi (Equador)

Piquenique durante passeio à cavalo na região do Cotopaxi (Equador)


Assim tivemos que acelerar o nosso passeio, o que não foi problema algum para o meu cavalo, que sem dó disparou umas duas ou três vezes com a inexperiente amazona aqui em cima dele! Rsrs! Quanto mais eu tentava me encaixar no galope, mais ele disparava. Quanto mais eu tentava freá-lo, mais ele corria. Foi um sufoco! Adentrei a pousada Papa Gayo quase caindo do cavalo, literalmente! Cena hilária para o Rafa e linda para o Ro, que com seus olhos apaixonados achou que eu estava dominando a situação. Hahaha!

Junto com o guia Xavier, depois de um passeio à cavalo pela região do Cotopaxi (Equador)

Junto com o guia Xavier, depois de um passeio à cavalo pela região do Cotopaxi (Equador)


Meu lindo estava lá, aparentemente inteiro depois da longa empreitada. Ele chegou ao cume da maior montanha do país, a 6.300m! Que orgulho! O pico do Chimborazo é o ponto da Terra mais afastado do seu centro, pois ela é mais larga na altura do equador. No início das nossas conversas, Rodrigo queria que eu tentasse o Chimborazo com ele, mas eu não cedi, sei dos meus limites. Hoje, uma das primeiras coisas que ele falou foi: “Amor, ainda bem que você não foi... A subida é longa e muito pesada... não sei se você ia conseguir. E se conseguisse, seu joelho (que é podre por natureza) não ia aguentar a descida.” Ainda bem que eu tenho juízo!

Paisagem na 'Avenida dos Vulcões', região do Cotopaxi, durante passeio à cavalo (Equador)

Paisagem na "Avenida dos Vulcões", região do Cotopaxi, durante passeio à cavalo (Equador)


Reunidos novamente, voltamos a Quito, loucos para encontrar Laura e suas novidades do Quilotoa. Ela nos contou que seu tour foi lindo e após a viagem ficou de fazer uma descrição para colocarmos aqui no site, vamos ver se vai sair!

Especial Gastronomia

Delicioso ceviche no restaurante Zazu, em quito, no Equador

Delicioso ceviche no restaurante Zazu, em quito, no Equador


Hoje o casal de amigos, padrinhos e chefs nas horas vagas, nos convidou para uma experiência gastronômica especial. Para comemorar as montanhas, lagoas e salmonelas que ficaram para trás e celebrar a semana em Galápagos, que está por vir, fomos conhecer o Zazu. Restaurante, lounge e bar super premiado, Zazu é especializado na culinária fusion japonesa e peruana, com pratos de frutos do mar fantásticos. Ceviches, pratos variados de peixe e carnes de comer ajoelhado! Quando estiver em Quito e quiser uma experiência gastronômica exclusiva, este é o lugar!

Equador, Cotopaxi, Chimborazo, vulcão, Ecuador, Chimborazo, cavalgada

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior O vulcão Cotopaxi, o mais alto do mundo em atividade, no Equador

Cotopaxi

Post seguinte Um preguiçoso leão-marinho nos dá as boas vindas à Galápagos, na Ilha de San Cristóbal

Welcome Aboard!

Blog do Rodrigo Madrugada no refúgio do Cotopaxi, antes de descer para o estacionamento (Equador)

Enquanto Isso, no Cotopaxi...

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 15/10/2011 | 17:31 por lalau

    Ana, tenho certeza que voce vai adorar Galapagos, vai a lugares maravilhosos. Ja vi np blog do Ro, rsrs. beijos

    Resposta:
    Nem me fale Lalau! Eu to num atraso daqueles, começou com a salmonela e continua pelas socializações! Mas um dia eu chego lá... rsrsrs! Saudades! Bjs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet