0 Rumo ao Hawai'i - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Rumo ao Hawai'i - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Rumo ao Hawai'i

Hawaii, Oahu-Honolulu, Big Island-Hilo

Rearrumação da bagagem antes da viagem para o Havaí (no estacionamento do nosso hotel no Big Sur, ao sul de Carmel, na costa da Califórnia, nos Estados Unidos)

Rearrumação da bagagem antes da viagem para o Havaí (no estacionamento do nosso hotel no Big Sur, ao sul de Carmel, na costa da Califórnia, nos Estados Unidos)


Chegou finalmente o dia de viajarmos ao Havaí, ou Hawaii, ou Hawai’i, ou Rau-ai, ou Ra-uai, Não importa como se escreva ou se fale (a 3ª grafia é a mais correta), faz tempo que esse arquipélago localizado no meio do Oceano Pacífico está nos meus planos, sonhos e imaginação.

Eu tinha uns cinco anos de idade quando começou, lá em casa, uma misteriosa ideia de que a família iria se mudar para o Havaí, daí a dois anos. Não sei de onde nasceu essa ideia, só sei que ela era apropriadamente usada na hora das refeições, como uma espécie de “estímulo” para que as crianças (eu e meus irmãos) terminassem seus pratos: “Se não comer direito, não vai para o Havaí”. O nome evocava uma terra mágica, vida boa, ondas grandes e verão sem fim.

O Havaí fica, literalmente, no meio do Oceano Pacífico

O Havaí fica, literalmente, no meio do Oceano Pacífico


Essa atmosfera de uma terra misteriosa era alimentada também por um seriado americano que fazia sucesso na época. Os mais velhos se lembrarão. Chamava-se “Havaí 5-Zero” e tratava da rotina policial da ilha. Passava de noite, hora em que eu já deveria estar na cama. Nunca assisti a nenhum episódio, mas a música da abertura e as imagens das grandes ondas, nunca mais iria esquecer. Hoje, graças ao YouTube, é fácil matar as saudades! Para quem quiser ouvir a música ou ver as imagens do Havaí na década de 70, segue o vídeo abaixo:



O tempo passou e a infância virou adolescência. Agora, aquela história de e mudar para o Havaí em dois anos já não me pegava. Em compensação, meu interesse por astronomia e coisas ligadas ao espaço, alimentados pela premiada série de TV e livro Cosmos, de Carl Sagan, me levaram de volta ao Havaí. Tanto por causa das incríveis imagens de erupções vulcânicas como pelo observatório astronômico de Mauna Kea, a maior montanha do mundo, bem no coração da Big island, a maior ilha do arquipélago. A minha noção do Havaí se ampliava. Além de ondas, também tinham vulcões! Na TV, já não mais passava o antigo seriado policial. Em compensação, chegava às telas outro enlatado americano, que também era ambientado nas ilhas do Pacífico. Já mais velho, agora eu podia assistir os episódios também, além da abertura. Estou falando do Magnun, do Tom Sellek.



Por fim, cheguei à vida adulta e os interesses continuaram a mudar. Agora, eu gostava de Triatlo e me impressionava com os atletas que encaravam um Iron Man. Pois essa prova nasceu justamente no Havaí, mais precisamente na Big island. Kona continua sendo a referência do esporte e eu passei a sonhar em, um dia, quem sabe, me classificar para fazer essa prova. O sonho teve de ser adiado por causa dos 1000dias, mas nunca é tarde para tentar!

Mas antes de chegar lá por causa do triatlo, chegamos ao Havaí por causa da nossa viagem mesmo! Nossos planos originais eram ter viajado para as ilhas logo que chegamos aos EUA, em Março passado. Mas acabamos mudando de ideia e o sonho teve de esperar mais alguns meses. Foi difícil esperar, mas o dia chegou. Passagens compradas, era a hora de planejar o circuito por lá.

O arquipélago do Hawaii e suas principais ilhas

O arquipélago do Hawaii e suas principais ilhas


Quem fez isso foi a Ana. Laboriosamente, ela passou a ler os posts da Lucia Malla (brasileira que mora por lá e tem um estilo delicioso de se ler!), que foram a base para nosso roteiro. Optamos por conhecer as quatro ilhas principais e tínhamos de encaixar isso em 17 dias. Obviamente, não daria para conhecer tudo, mas daríamos uma boa pincelada nas maravilhas do arquipélago, sua história e geologia, suas praias e montanhas, vulcões e cachoeiras, abaixo e acima d’água. Melhor, vamos ter a companhia de nossos infalíveis amigos e padrinhos, o Rafa e a Laura, os mesmos que vieram nos encontrar em Galápagos e em Cuba. Vão estar conosco em três das quatro ilhas visitadas.

Localizado literalmente no meio do Oceano Pacífico, longe de tudo e de todos, o Havaí é uma verdadeira “fábrica de ilhas”. Ele está bem acima de um chamado “hot spot”, local onde o magma do centro da Terra escapa para a superfície, furando a crosta terrestre e cuspindo fogo e lava para aliviar a pressão. Ocorre que, bem nesse ponto, acima da crosta terrestre, estão seis quilômetros de água, que é a profundidade do Oceano Pacífico naquele ponto. Não tem problema! Milhares e milhares de anos de erupções subaquáticas vão criando uma montanha submarina que, eventualmente, chega à superfície. Chega e continua crescendo, outros quatro mil metros. Está formado uma ilha! Enquanto isso, a placa tectônica do Pacífico vai se movendo lentamente, poucos centímetros ao ano, em direção noroeste. Depois que algumas dezenas de milhares de anos nesse ritmo, a nova ilha, que se move junto com a placa, já está longe da Hot Spot que a criou, que ficou paradinha lá trás. A ilha, então, para de crescer. Pior, passa a ser consumida pela erosão do ar e do mar. Literalmente, se desmancha. Do pó viemos, ao pó retornaremos. Essa máxima vale até para as montanhas! Mas, enquanto uma ilha se desmancha lentamente, ao mesmo tempo em que se move para o noroeste, uma outra, novinha em folha, está sendo formada alguns quilômetros para trás, lá encima daquela nervosa Hot Spot.

O processo de formação vulcânica das ilhas havaianas

O processo de formação vulcânica das ilhas havaianas


Isso é o Havaí: uma sequência de ilhas no sentido sudeste-noroeste, algumas se formando, outras se acabando. As mais antigas já não são mais ilhas, descansando em paz abaixo do nível do mar. Outra, já está quase chegando à superfície, faltando “apenas” mil metros para chegar lá. No meio delas, as ilhas atuais. As principais,por faixa etária crescente, são a Big Island, Maui, Oahu e Kauai. Quanto mais nova (Big island), mais ativo o vulcanismo. Quanto mais velha (Kauai), mais tempo teve a vegetação de tomar conta da ilha. Por isso, Kauai é conhecida como a “Green Island”, tomada por florestas.

Nosso circuito aéreo entre as ilhas do Havaí, chegando na Big island, voano para Maui, Kauai, Oahu e daí, de volta à Los Angeles

Nosso circuito aéreo entre as ilhas do Havaí, chegando na Big island, voano para Maui, Kauai, Oahu e daí, de volta à Los Angeles


Nós seguiremos primeiro para a Big Island, também conhecida como Hawaii. Loucos para ver vulcões em atividade! Daí seguimos para Maui, a ilha mais chique. Será onde encontraremos o Rafa e a Laura. Daí, voaremos para Kauai, onde as mais belas paisagens do arquipélago nos esperam. Por fim, Oahu, onde está a capital Honolulu, a famosa praia de Waikiki e as ondas gigantes de Waimea e Pipeline. Entre as ilhas, o caminho é sempre voar, pois não há barcos que fazem o trajeto (estranho! Será que têm medos das ondas?). Dentro de cada ilha, vamos alugar carros para nos ajudar a chegar nos lugares mais interessantes. Transporte público, com raras exceções, não é o forte da pátria do automóvel.

A famosa rodovia One, no Big Sur, ao sul de Carmel, na costa da Califórnia, nos Estados Unidos

A famosa rodovia One, no Big Sur, ao sul de Carmel, na costa da Califórnia, nos Estados Unidos


Enfim, é isso aí. Hawaii, aí vamos nós! Na verdade, já viemos! Saímos hoje cedo do nosso simpático hotel dos Yurts no Big Sur, dirigimos até Los Angeles, deixamos a Fiona num estacionamento ao lado do aeroporto (por menos de 10 dólares por dia!) e enfrentamos as 5 horas até Hilo, na Big island. O relógio se atrasou duas horas e agora já estamos oito horas atrás do Brasil! Chegamos de noite, então ainda não deu para ver nada! Já estamos de posse do nosso jipão vermelho (amanhã tem fotos dele!) e agora, dormiremos mais ansiosos do que nunca para começar a ver e conhecer esse paraíso que frequenta minha imaginação há tanto tempo. Ainda bem que comia tudo direitinho, na minha tenra infância. Mas que esses “dois anos” demoraram para passar, isso demoraram!

Hawaii, Oahu-Honolulu, Big Island-Hilo, Big Island, Oahu, Maui, Kauai

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior O belo e dramático litoral do Big Sur, ao sul de Carmel, na costa da Califórnia, nos Estados Unidos

One - 2a Parte

Post seguinte Chegando perto do mar pela primeira vez no Hawaii, no Jardim Botânico de Hilo, em Big Island

Flores, Frutas, Cachoeiras e o Calor. Voltamos aos Trópicos!

Comentários (5)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 04/04/2015 | 17:44 por Alberto freitas

    conteúdos inteligentes.

    parabéns!! ótimo !!

    Um Post que complementa: http://www.viagembem.net.br/havai/

    Resposta:
    Oi Alberto

    Legal e obrigado pelo link cheio de informações!

    Um abraço

  • 13/01/2013 | 09:35 por Luiz Jr.(Blog Boa Viagem)

    Então Rodrigo!

    Infelizmente Kauai vai ficar de fora desta vez, afinal de contas é sempre bom deixar ótimos motivos para retornar a um destino tão impressionante. Vou ficar 15 dias entre Oahu, Maui e Big Island. Começo o roteiro em Oahu, no próximo dia 5 de fevereiro, e já me embasei muito nos teus posts (e da Lucia Malla também), mas sinceramente o que me impressionou foi o mergulho noturno com as mantas, esse vou fazer com toda certeza!

    Ainda sobre Big Island, vão ser 6 dias explorando os pontos altos desse lugar fascinante e quero chegar na lava a todo custo, as fotos ficam simplesmente iradas com aquele vermelho todo! Tem alguma dica legal para chegar lá tranquilamente? A idéia é fazer tudo no modo EXTRA-economico, desde que depois desses 15 dias, ainda terei pela frente um tour pelas cidades de SanFran, Vegas (e Grand Canyon), Idaho Falls (para o Yellowstone) e Salt Lake City, meu retorno é via LA. Nessa história será um mês entre os pontos mais incríveis da costa oeste dos EUA.

    Cara sinceramente eu estou ainda impressionado com as belezas que você tem compartilhado por aqui. É muito difícil encontrar um blog que possua tanta clareza e experiência em destinos tão fascinantes! A propósito quando voltar dessa trip, já tenho outra agendada para Galápagos e seus posts também estão auxiliando na tomagem de decisões!

    Sobre OAHU, estarei hospedado em Waikiki, mas assim como vcs, quero muito explorar a North Shore e todas as belezas que existem por lá! Quero também fazer alguns tanques nessa ilha, consegui contato com um cara super gente fina, brasileiro a propósito que possui uma cia de mergulhos por lá, acredito que toda informação agregada ainda é pouco para tentar curtir ao máximo esse destino que é o sonho para todos os viajantes ativos no planeta. Fiz um mapinha para controlar a viagem, se puder dar uma conferida no link e deixar as suas dicas preciosas eu vou agradecer muito: http://goo.gl/maps/OWRjt

    Grande abraço e vamos nos falando!

    Mahalo!

    Resposta:
    Oi Luiz

    Desculpe por demorar tanto tempo para responder. estamos numa correria danada por aqui, tentando colocar os posts em dia.

    Kauai vai ser mesmo um ótimo motivo para vc voltar, hehehe! O lado bom é que vc vai ter mais dias para explorar as outras ilhas. Das três que vc vai, a Big Island é a mais incrível, com suas praias e vulcões. Para vc que gosta de mergulhar, é ali também que estão os melhores mergulhos do arquipélago. Além do mergulho com as mantas, que é de noite, vale muito a pena mergulhar durante o dia, ali perto da baía dos golfinhos, Vc sai da costa mesmo e nem é preciso guia. fica bem mais barato. Já em Maui, não deixe de mergulhar em Molokini.

    Para chegar perto da lava, vc tem de ir pelo lado de fora do parque, pela estrada que vem do lado leste. É possível caminhar SOBRE ela, mas é preciso um guia. Pelo parque, vc fica mais longe. Os dois passeios valem muito a pena!

    Seu roteiro parece bem legal. Vai ser corrido e bastante intenso!

    Quando começar a postar fotos e textos no seu blog, me avise! E qualquer dúvida, pode perguntar que se eu puder ajudar, será sempre um prazer!

    Um grande abraço

  • 12/01/2013 | 15:39 por Luiz Jr.(Blog Boa Viagem)

    I N C R Í V E L! Eu só tenho adjetivos positivos quando o assunto é o 1000dias! Estou planejando uma trip pro hawaii a muitos anos e vou conseguir realizá-la no próximo mês (fev/2013), este blog tem sido fonte de informação fresca e referência para a realização de vários objetivos! Estou me embasando nas suas viagens e tenho prazer e satisfação em saber que estou indo para um lugar realmente sensacional! Abração e BOAVIAGEM pra vcs!

    Resposta:
    Oi Luiz!

    O elogio vale em dobro quando vem de um grande viajante e blogueiro como vc!

    Que legal que vc esteja indo para esse destino tão especial que é o Havaí. Quantos dias vai passar por lá? Já sabe o roteiro? Big island e Kauai não podem estar de fora, hein! Qualquer dúvida, pode perguntar! Lá na Big island, vc tem de chegar até a lava, coisa que não fizemos, infelizmente. Mas agora, já sabemos o caminho das pedras e podemos te passar.

    Não deixe de consultar também o blog da Lucia Malla, a blogueira brasileira que vive por lá e sabe tudo do Havaí

    um grande abraço

  • 29/12/2012 | 13:08 por Kina

    Poul, vou fazer o iron novamente em 2013. O objetivo é fazer abaixo de 10horas....mas a classificação para Kona é bem difícil...abraco

    Resposta:
    Oi Kina

    Abaixo de 10 horas é um tempaço! Essa era minha meta, quando sonhava em migrar do duatlo para o triatlo, mas seriam preciso muitas e muitas madrugadas de pedaladas para conseguir isso. Nunca tive essa força de vontade...

    Na sua categoria, de 40-45, que tempo imagina que teria de fazer em Floripa para se classificar?

    Um grande abraço

  • 18/12/2012 | 15:08 por Kina

    Poul, tenho um sonho também que é se classificar para o Mundial de Ironman em Kona...É muito difícil, mas, nao impossível! Vamos fazer em 2017? Dá tempo de vc treinar! abraco

    Resposta:
    Oi Kina

    Pois é, passando por lá, fiquei com mais vontade ainda!

    Mas vc, no ritmo que está indo, achei que já iria tentar ano que vem! Pelo visto, está esperando entrar na categoria 45+, para ter mais chances, hehehe

    Quando voltar ao Brasil, vamos fazer a programação!

    Um grande abraço para toda a família

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet