0 Quebradas - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Quebradas - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Quebradas

Argentina, Tilcara, Humahuaca

Montanhas coloridas em estrada que atravessa a Quebrada de Humahuaca - Argentina

Montanhas coloridas em estrada que atravessa a Quebrada de Humahuaca - Argentina


As "quebradas" aqui no norte da Argentina são os vales e caminhos formados por antigas geleiras por entre as montanhas da região. O gelo se foi, perdido no tempo, mas os enormes leitos de pedra ficaram e hoje são o caminho de pequenos rios e também de estradas que fazem a ligação entre as planícies e a "puna", as terras altas argentinas, continuação do altiplano boliviano.

Montanhas coloridas em estrada que atravessa a Quebrada de Humahuaca - Argentina

Montanhas coloridas em estrada que atravessa a Quebrada de Humahuaca - Argentina


Caminhar ou dirigir por elas dá uma idéia da enormidade das geleiras que aqui existiam. Hoje, são fontes inesgotáveis de pedras, areia e material de construção e é muito comum ver caminhões e tratores se "abastecerem" nos seus leitos de pedra.

Linda paisagem em estrada que atravessa a Quebrada de Humahuaca - Argentina

Linda paisagem em estrada que atravessa a Quebrada de Humahuaca - Argentina


A mais conhecida desses antigos caminhos do gelo é a "Quebrada de Humahuaca", que desde tempos coloniais é o principal caminho entre as terras férteis do norte argentino e o altiplano boliviano. Há trezentos anos atrás, quando Potosí era a cidade mais rica das Américas, era por aqui que transitavam os alimentos e outros víveres para sustentar a população de quase 200 mil pessoas da cidade boliviana situada a 4 mil metros de altitude, onde quase nehuma planta consegue crescer.

Linda paisagem em estrada que atravessa a Quebrada de Humahuaca - Argentina

Linda paisagem em estrada que atravessa a Quebrada de Humahuaca - Argentina


Nesta verdadeira "avenida" por onde transitavam enormes comboios de mulas carregando alimentos, tecidos e metais, muitos povoados se desenvolveram, muitas vezes ocupando o lugar de aldeias muito mais antigas, de povos que precederam os incas. Esse caminho estratégico foi um dos principais campos de batalha na luta pela independência da América Espanhola e muito sofreu com a guerra. As pacatas tropas de mulas foram substituídas por exércitos de gaúchos, na sua versão hermana, em sua luta contra as tropas realistas, fiéis à antiga metrópole.

Vista da pequena vila de Humahuaca - Argentina

Vista da pequena vila de Humahuaca - Argentina


Hoje, ao invés de mulas ou gaúchos, são turistas que percorrem a região, atraídos pela sua história e, principalmente, pela sua incrível beleza natural. As quebradas são sempre cercadas de enormes montanhas ricas em minérios. Dependendo do minério, o contato com o ar ou a água gera uma cor diferente. O incrível resultado são montanhas, encostas e paredes coloridas, com vários tons de vermelho, amarelo e cinza. Adicione a vegetação e temos vários tons de verde também. Soma-se a isso o azul do céu e o branco da neve, gelo e nuvens e estamos num verdadeiro labirinto de cores.

O vistoso monumento ao povo indígena, em Humahuaca - Argentina

O vistoso monumento ao povo indígena, em Humahuaca - Argentina


Alguns dos povoados que se desenvolveram na Quebrada de Humahuaca acabaram se tornando centros turísticos, com pousadas charmosas, restaurantes apetitosos e museus interessantes. Um desses povoados é a pequena Tilcara, que escolhemos como nossa base para explorar a região. Deixamos as suas próprias atrações para o dia de amanhã e hoje rumamos para as cidades vizinhas.

Visita à Humahuaca - Argentina

Visita à Humahuaca - Argentina


Nosso primeiro destino foi a cidade de Humahuaca, mesmo nome da Quebrada. A primeira atração é o próprio caminho até lá, sempre as incríveis montanhas coloridas a nos cercar. Como ontem chegamos de noite, hoje foi a primeira vez que tivemos a chance de admirar essa paisagem magnífica que irá nos acompanhar pelos próximos dias. Chegando à cidade, a atração é o pequeno centro antigo, que gira em torno de uma praça. Ao redor dela, uma antiga igreja, o cabildo com sua famosa torre do relógio e a escadaria que leva a um gigantesco monumento que homenageia o povo indígena da região.

Cerimônia e homenagem à Pachamama, em Humahuaca - Argentina

Cerimônia e homenagem à Pachamama, em Humahuaca - Argentina


Tiramos fotos desses prédios antigos e também do alto do monumento, de onde se pode vislumbrar toda a vila e a incrível paisagem que a cerca. Mas, sem dúvida nenhuma, o grande evento para nós foi a cerimônia que se realizava entre a igreja e o cabildo em homenagem a Pachamama, a mãe-terra dos povos andinos. Ontem foi a virada do ano para eles e hoje, início do ano novo, é o dia de homenagem à deusa maior, à mãe terra. Turistas e passantes eram convidados a participar da homenagem e a Ana logo se voluntariou, ligada e interessada que é nessas questões. Eu fiquei de fotógrafo do ritual e a Ana fez uma bela descrição de todo o processo e assunto em um post em seu blog. Não percam!

Visitando a 'La Posta de Hornillos', na Quebrada de Humahuaca - Argentina

Visitando a "La Posta de Hornillos", na Quebrada de Humahuaca - Argentina


Depois do passeio na cidade e da homenagem à Pachamama, continuamos nosso tour pela quebrada de Humahuaca. Voltamos na direção de Tilcara e seguimos até a Posta de Hornillos, uma antigo pouso transformado em museu. Situada em ponto estratégico da Quebrada, foi disputada arduamente entre os realistas e as tropas que lutavam pela independência, tendo trocado de mãos diversas vezes na guerra que se extendeu de 1810 à 1820. É um lugar muito gostoso de se visitar, principalmente pelo local onde está, entre as montanhas coloridas e o vento gostoso que nunca cessa, o único som naquele enorme silêncio, uma espécie de símbolo do tempo e da história que também nunca param, nunca cessam. O que para nós, hoje, é o concreto, o eterno, para algum visitante do fututo será apenas história, assim como as batalhas de outrora são para nós uma página virada, uma curiosidade do passado.

Bandeira argentina tremulha em 'La Posta de Hornillos', na Quebrada de Humahuaca - Argentina

Bandeira argentina tremulha em "La Posta de Hornillos", na Quebrada de Humahuaca - Argentina


Silenciosos e contemplativos (a beleza da paisagem ajuda bastante!), voltamos para Tilcara, ainda em tempo de um lanche num restaurante da rua principal com mesas na calçada, aproveitando a luz do fim de tarde. De noite, agora já bastante frio, achamos outro restaurante, quentinho, para nossa refeição regada à vinho regional. Aqui, estamos aprendendo que o universo vinícola argentino é bem maior do que a conhecida Mendoza. Amanhã, deixamos nosso delicioso hotel em Tilcara, rumo à metrópole local de Salta. Mas antes, ainda temos de visitar as ruínas de Pucara e a Garganta del Diablo, as duas grandes atrações na nossa charmosa base de esplorações na Quebrada de Humahuaca.

Cerveja escura produzida na região de Salta (em Tilcara - Argentina)

Cerveja escura produzida na região de Salta (em Tilcara - Argentina)

Argentina, Tilcara, Humahuaca,

Veja todas as fotos do dia!

Quer saber mais? Clique aqui e pergunte!

Post anterior Explorando Salinas Grandes, uma enorme planície salgada no norte da Argentina

Notícias

Post seguinte Explorando a Garganta del Diablo, em Tilcara - Argentina

Espinhos ou Precipício?

Blog da Ana Cerimônia e homenagem à Pachamama, em Humahuaca - Argentina

Pachamama

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 25/10/2013 | 16:56 por Talita

    Amei o blog de vocês!

    Estou me organizando para fazer Mendoza/ Salta- Jujuy nas minhas próximas férias. Certamente o blog de vocês irá colaborar comigo!

    Gracias, ticos!

    Resposta:
    Oi Talita

    Legal que tenha gostado do blog!

    Vc já foi fazer sua viagem na Argentina? Gostou? Nós adoramos tanto a região de Salta como a de Mendoza!

    Um abraço

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet