0 Outra Vez em San Juan - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Outra Vez em San Juan - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Ubersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jido)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro

Outra Vez em San Juan

Nicarágua, San Juan Del Sur

Chegando à San Juan del Sur, na Nicarágua

Chegando à San Juan del Sur, na Nicarágua


Depois de passar todo um dia em Granada, estávamos meio em dúvida sobre o que fazer. Queríamos e precisamos seguir para a Costa Rica, mas também estávamos tentando encontrar uma amiga brasileira que vem no sentido contrário. É a Carol, casada com o francês Alexis, que vêm viajando pelo mundo há mais de 500 dias. Vou falar dessa viagem no próximo post, mas o fato é que vínhamos trocando mensagens tentando acertar nosso encontro, já que eles estavam saindo da Costa Rica para a Nicarágua há poucos dias e, desde então, não tínhamos tido mais notícias. Decidimos, então, passar mais um dia na cidade que adoramos quendo, eis que vem a mensagem: “Estamos em San Juan del Sur!”. Para quem não se lembra, essa foi nossa primeira parada na Nicarágua, quinze meses atrás, quando vínhamos do sul. Assim, sabendo onde eles estavam, desistimos do dia extra em Granada e nos mandamos para a simpática cidade costeira, já quase na fronteira.

A caminho de San Juan del Sur, uma parada rápida em uma praia do lago Nicarágua para aproveitar o dia ensolarado

A caminho de San Juan del Sur, uma parada rápida em uma praia do lago Nicarágua para aproveitar o dia ensolarado


Praia do lago Nicarágua, a caminho de San Juan del Sur

Praia do lago Nicarágua, a caminho de San Juan del Sur


Isso foi ontem e, no caminho, ainda paramos numa praia do lago Nicarágua, pertinho de Rincón. É daí que se pega o barco para a Ilha de Ometepe e, para nós, ao passar por lá, parecia que tinha sido ontem!. Até por isso, alguns quilômetros a frente, não resistimos à tentação e paramos na praia, dia ensolarado, para poder admirar o gigantesco lago e a ilha no fundo, com seus dois distintos vulcões. Saudades daqueles dias na ilha e a triste sensação de que a viagem está acabando...

Vista de San Juan del Sur, na Nicarágua

Vista de San Juan del Sur, na Nicarágua


A bela piscina do nosso hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua

A bela piscina do nosso hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua


Bom, isso é só a sensação, pois ainda tem muita água para passar embaixo da ponte e muito asfalto para passar sob a os pneus da Fiona! E os primeiros quilômetros foram esse pequeno desvio para San Juan del Sur, bem na costa do Oceano Pacífico. Da outra vez tínhamos ficado em um hotel no centro da cidade, mas agora fomos ao hotel onde estavam a Carol e o Alexis, no alto de um morro com uma magnífica vista para a baía e todo o litoral. Meio difícil de achar, pouca gente conhecia, mas quem tem boca chega à Roma!

Reunião de viajantes ao redor da piscina do hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua

Reunião de viajantes ao redor da piscina do hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua


A Ana participa de sessão de yoga no nosso hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua

A Ana participa de sessão de yoga no nosso hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua


Chegamos e o lugar era realmente espetacular. Com uma grande piscina e a tal vista maravilhosa. Totalmente diretoria e, melhor, com preços camaradas. O hotel, que é de um australiano, estava bem cheio. Boa parte por causa da turma da Carol, gente do mundo inteiro que havia se conhecido em Ometepe e vindo juntos para cá. Alemãs, espanhola, americano, e o nosso casal de amigos se juntaram a outros gringos que aqui já estavam, formando um ambiente jovem e descontraído. Para completar, uma simpática e agitada macaca, o animal de estimação da pousada, perambulando para cá e para lá.

A inteligente e agitada macaca do nosso hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua

A inteligente e agitada macaca do nosso hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua


Americano, alemãs, espanhola, brasileira e francês, reunião internacional em San Juan del Sur, na Nicarágua

Americano, alemãs, espanhola, brasileira e francês, reunião internacional em San Juan del Sur, na Nicarágua


Estava tudo tão perfeito por lá que não tardou muito para mudarmos nossos planos. Ao invés de irmos embora no dia seguinte, dia 6, resolvemos passa-lo por aqui mesmo, bem tranquilos, para tentar colocar a conversa em dia, 500 dias de histórias por lá e 1000 por aqui. Além disso, logo ficamos amigos dos outros viajantes de modo que, ao final, éramos todos uma grande turma. A ida para a Costa Rica ficou para o dia 7.

Jantando com amigos em San Juan del Sur, na Nicarágua

Jantando com amigos em San Juan del Sur, na Nicarágua


Parte da lotação de 9 pessoas na Fiona, em San Juan del Sur, na Nicarágua

Parte da lotação de 9 pessoas na Fiona, em San Juan del Sur, na Nicarágua


Logo na primeira noite, ainda no dia 5, descemos todos para a cidade, para aproveitar a balada. Sem condução para os outros, não teve jeito: todo mundo na Fiona! Foram oito adultos na ida e nove na volta, com a adição de mais uma carona, também da pousada. Acho que foi o recorde do carro, quatro na frente e cinco atrás. Confortável mesmo, só o motorista! Mas a Fiona deu conta do recado, mesmo subindo o íngreme morro na volta. Quem se assustou um pouco foio porteiro da pequena estrada que dá acesso ao hotel. Naquele escuro, só via pernas e braços no banco de trás. Até desistiu de fazer o controle, contentando-se com o número de pessoas. Enfim, como das nove pessoas, seis eram mulheres, não estava tão mal assim...

Iluminação noturna da piscina do nosso hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua

Iluminação noturna da piscina do nosso hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua


Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua

Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua


No dia 6, já com o carro um pouco mais vazio (éramos apenas sete...), fomos para uma praia perto da cidade que não havíamos conhecido na passagem anterior. Chama-se Playa Hermosa e realmente merece esse nome. Longa faixa de areia e mar com muitas ondas, próprias para surf, jacaré ou body boarding. Apesar do que, tínhamos de fazer bastante força para passar a rebentação e acabamos ficando na área de ondas estouradas mesmo. Fortes o suficiente para uma boa brincadeira.

Movimento na Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua

Movimento na Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua


Tranquilidade na Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua

Tranquilidade na Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua


Aí passamos o dia inteiro, ora na tranquilidade de uma rede, ora caminhando a longa extensão da praia, ora divertindo-se nas ondas. Com direito à cerveja e água de coco geladas. O ponto alto foi o maravilhoso pôr-do-sol, daquele em que podemos ver o astro-rei se afundar nas águas do mar, quase ouvindo aquele “ssshhhhhhhhh” e a fumacinha aparecendo. Foi espetacular e deu para tirar várias fotos.

Tinha de ter um futebol! (Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua)

Tinha de ter um futebol! (Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua)


A Carol aproveita a praia e o fim de tarde para posar para o Alexis, na Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua

A Carol aproveita a praia e o fim de tarde para posar para o Alexis, na Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua


De volta à pousada, mais um mergulho delicioso naquela piscina cinematográfica, o calor praticamente nos empurrando para a água. A conversa ainda seguiu noite adentro, tanta coisa para contas e ouvir e, além de tudo, o Alexis ainda é um ótimo cantor. Ele viaja com seu violão e canta em várias línguas. Faz a alegria de todo mundo que está por perto. Alguns americanos que também estavam na pousada vieram me dizer que se sentiam até desconcertados de ter aquela música toda por perto e não precisar pagar por isso.

Magnífico pôr-do-sol na Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua

Magnífico pôr-do-sol na Playa Hermosa, em San Juan del Sur, na Nicarágua


Alexis dá show com seu violão no hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua

Alexis dá show com seu violão no hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua


Por fim, no dia 7, chegava a hora da partida e da despedida. Não sem antes eu esticar ainda um pouco mais o recorde das piscina, estimulado pelo dono australiano que ficava me botando pilha sem parar. Logo na nossa primeira tarde por aqui, no dia 5, eu tinha ganho uma cerveja dele por fazer quatro piscinas embaixo d’água. A piscina tem 19 metros, o que totaliza então 76 metros. Desde então, ele queria que eu batesse o recorde, para que ele pudesse sempre desafiar os próximos hóspedes. Então, na manhã do dia 7, câmeras e filmadoras nas mãos, lá fui eu para nova tentativa. Na primeira chance, parei logo na metade da terceira piscina, para guardar forças para uma tentativa derradeira. Depois de muita concentração e já contra a incredulidade de muitos, lá fui eu de novo. Na metade da quarta piscina, já estava morto, mas na base da raça e do orgulho, segui até o fim, virei e empurrei a parede. Já na inercia, quase sem mandar nos próprios movimentos, consegui chegar na borda de lá! Cinco piscinas, 95 metros embaixo d’-agua, recorde da pousada e particular também! Demorei um minuto para conseguir falar algo, mas ganhei outra cerveja e fiz a felicidade do australiano! E quero ver quem bate esse recorde agora, uffffffffff...

Último mergulho na piscina do nosso hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua

Último mergulho na piscina do nosso hotel em San Juan del Sur, na Nicarágua


Em praia do lago Nicarágua, prontos para seguirmos à Costa Rica, a alemã Tanya na carona

Em praia do lago Nicarágua, prontos para seguirmos à Costa Rica, a alemã Tanya na carona


Obrigação feita, moral dos brasileiros lá encima, seguimos viagem. Trazíamos a Tanee com a gente, uma alemã que mora na Costa Rica e conheceu a Carol e o Alexis em Ometepe. Falando nesses dois viajantes, eles também vieram conosco até Rincón, de onde pegariam o ônibus até Granada. Muitos abraços e beijos na despedida. Como disse, no post que vem falo um pouco da incrível viagem que fazem pelo mundo...

Despedida da Carol e do Alexis em Rincon, perto de San Juan del Sur, na Nicarágua

Despedida da Carol e do Alexis em Rincon, perto de San Juan del Sur, na Nicarágua

Nicarágua, San Juan Del Sur,

Veja todas as fotos do dia!

Faz um bem danado receber seus comentários!

Post anterior Admirada com os grafites de Granada, na Nicarágua

"Here Was Granada"

Post seguinte Com a Carol e o Alexis em San Juan del Sur, na Nicarágua

Kiki Around the World

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 24/04/2013 | 08:40 por Guto Junqueira

    Puxa, 95 metros de apneia!!! Isso já é distância de profissional ... eu continuo no meu limite de 50 metros. E que turma nessa pousada, um verdadeiro convescote de nômades perdidos num canto da Nicarágua, abraços, Guto

    Resposta:
    Grande brother!!

    Foram 95 metros, mas quase veio um "samba" depois. Samba, em linguagem de mergulhador, é quase um desmaio!

    Enfim, deu tudo certo e agora só faltam 5 m para chegar aos 100!

    Um grande abraço

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet