0 Ode à Caleta Tortel - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Ode à Caleta Tortel - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Ode à Caleta Tortel

Chile, Caleta Tortel

Chegando à Caleta Tortel, no sul do Chile

Chegando à Caleta Tortel, no sul do Chile


Hoje foi nosso primeiro dia de verdade na Carretera Austral, no sul do Chile. No post anterior falei bastante dessa famosa estrada e de como foi a nossa viagem de Cochrane até Villa O’Higgins, o pequeno povoado onde a rodovia termina e onde estamos agora. Mas deixei o relato da nossa visita à maior atração desse trecho, uma pequenina vila perdida no fim do mundo, para um post só dela. Estou falando da pitoresca Caleta Tortel.

O fiorde (caleta) onde está Caleta Tortel, no sul do Chile

O fiorde (caleta) onde está Caleta Tortel, no sul do Chile


Caleta Tortel, a cidade das passarelas, no sul do Chile

Caleta Tortel, a cidade das passarelas, no sul do Chile


Com cerca de 400 habitantes, essa pequena cidade viveu praticamente isolada do mundo até o início desse milênio, quando um ramal da Carretera Austral chegou até ela. Antes disso, eram só barcos ocasionais da marinha chilena ou de alguma empresa madeireira que chegavam até lá, levando alimentos e recolhendo o principal produto da região, a madeira de uma espécie de cipreste muito comum aqui no sul do Chile.

Chegando à Caleta Tortel, no sul do Chile

Chegando à Caleta Tortel, no sul do Chile


Caminhando nas passarelas de Caleta Tortel, no sul do Chile

Caminhando nas passarelas de Caleta Tortel, no sul do Chile


Caminhando nas passarelas de Caleta Tortel, no sul do Chile

Caminhando nas passarelas de Caleta Tortel, no sul do Chile


“Caleta” em espanhol quer dizer “enseada” e foi exatamente numa enseada quase perdida em meio a um verdadeiro labirinto de canais, ilhas e fiordes que foi fundado o povoado de Tortel, no final da década de 50. Outras tentativas de povoamento ou de exploração econômica da área já haviam falhado antes, talvez pela dificuldade de acesso, talvez pela distância da civilização, mas a pequena Tortel resistiu dessa vez. A exploração de madeira, mesmo em um lugar tão isolado, mostrou-se rentável e o número de casas ao longo da encosta e de frente àquela pequena baía só foi aumentando.

Visita à Caleta Tortel, no sul do Chile

Visita à Caleta Tortel, no sul do Chile


Cada passarela tem seu nome em Caleta Tortel, no sul do Chile

Cada passarela tem seu nome em Caleta Tortel, no sul do Chile


caminhando na passarela costeira de Caleta Tortel, no sul do Chile

caminhando na passarela costeira de Caleta Tortel, no sul do Chile


Sem dinheiro ou recursos para grandes obras de engenharia para aplainar aquela enorme encosta ou destruir e densa vegetação, não foi possível construir ruas ou praças no povoado que crescia. A solução encontrada para se abrir caminho entre as casas foi dado exatamente pela mesma matéria-prima que havia atraído todos aqueles imigrantes para lá: o cipreste! Madeira resistente e de boa qualidade, a ideia foi construir passarelas com ela, da primeira à última das casas espalhadas pela encosta.

Em caso de tsunami, sempre é bom ir para cima! (em Caleta Tortel, no sul do Chile)

Em caso de tsunami, sempre é bom ir para cima! (em Caleta Tortel, no sul do Chile)


O mapa das passarelas de Caleta Tortel, no sul do Chile

O mapa das passarelas de Caleta Tortel, no sul do Chile


Um 'cruzamento de ruas' em Caleta Tortel, no sul do Chile

Um "cruzamento de ruas" em Caleta Tortel, no sul do Chile


A ideia deu certo e, com o número de casas crescendo, algumas delas já subindo a encosta, as passarelas também começaram a subir o morro. E assim criou-se, com o tempo, talvez até inspirados pelo labirinto de canais ali em frente, um outro labirinto de caminhos de madeira. Ruas em formato de passarelas, ladeiras em formato de escadarias. Ideal para uma cidade que não tinha carros, apenas pedestres. Pouco mais de 50 anos após sua criação, eram mais de 6 quilômetros desses caminhos de madeira, desde o pequeno aeródromo recentemente construído até uma pequena praia mais distante, passando no caminho por cada uma das casas desse que é o mais pitoresco povoado chileno.

Um belo e tranquilo passarinho em uma árvore em Caleta Tortel, no sul do Chile

Um belo e tranquilo passarinho em uma árvore em Caleta Tortel, no sul do Chile


Um belo e tranquilo passarinho em uma árvore em Caleta Tortel, no sul do Chile

Um belo e tranquilo passarinho em uma árvore em Caleta Tortel, no sul do Chile


Por isso, todo o esforço para se planejar e implementar um ramal de 22 km partindo da Carretera Austral e atravessando um terreno de difícil construção até o alto da encosta que margeia a enseada onde está o povoado. A ideia era incentivar o turismo nessa verdadeira atração arquitetônica que só estava esperando ser descoberta. Os carros, obviamente, ficam lá encima enquanto os turistas se deliciam explorando as famosas passarelas de madeira em busca de um melhor ângulo, de flores ou plantas exóticas, de um bom restaurante, do contato com o mar ou simplesmente de exercício e ar puro.

Árvores florindo em Caleta Tortel, no sul do Chile

Árvores florindo em Caleta Tortel, no sul do Chile


Uma pequena horta, também pendurada sobre as águas, em Caleta Tortel, no sul do Chile

Uma pequena horta, também pendurada sobre as águas, em Caleta Tortel, no sul do Chile


Tempo de flores em Caleta Tortel, no sul do Chile

Tempo de flores em Caleta Tortel, no sul do Chile


Quem visita Caleta Tortel logo se impressiona com o verde exuberante que nos cerca. É só quando vemos a foto de satélite que dá para perceber que, na verdade, é o branco que domina a região. O branco de algumas das maiores extensões de gelo no mundo fora das regiões polares. A simpática e pequena Tortel fica exatamente no meio do caminho entre os Campos de Gelo Sul e Norte, nascedouros de dezenas e dezenas de geleiras que escorrem para o Oceano Pacífico ou para os grandes lagos argentinos. Não é preciso muita imaginação para deduzir que, não muito tempo atrás, pelo menos em termos geológicos, também Caleta Tortel estava abaixo de uma camada de centenas de metros de gelo, senão milhares. Os dois campos de gelo formavam uma única massa branca até pouco mais de 10 mil anos atrás e os incontáveis fiordes e canais de mar na região de Tortel são exatamente a prova disso, caminhos abertos pelos titânicos rios de gelo que desciam dessa quase calota polar.

Trecho final da Carretera Austral, entre Cochrane e Villa O'Higgins. Note que Caleta Tortel fica justamente entre os Campos de Gelo Sul e Norte, na patagônia chilena

Trecho final da Carretera Austral, entre Cochrane e Villa O'Higgins. Note que Caleta Tortel fica justamente entre os Campos de Gelo Sul e Norte, na patagônia chilena


Hoje, ali embaixo, no conforto dos bosques e passarelas, na tranquilidade da pequena baía de águas calmas, não temos ideia dos gigantes que se escondem por trás das montanhas. E, para falar a verdade, nem é mesmo para lá que ficamos olhando com tanta coisa interessante ao nosso redor e bem mais perto. Eu e a Ana vencemos os 22 km do ramal de ligação, deixamos a Fiona lá em cima e viemos logo desfrutar desse tesouro escondido. Afinal, tínhamos um tempo limitado para voltar a tempo de alcançar a balsa em direção a Villa O’Higgins.

Visão da pequena Caleta Tortel, no sul do Chile, a cidade das passarelas

Visão da pequena Caleta Tortel, no sul do Chile, a cidade das passarelas


A passarela costeira de Caleta Tortel, no sul do Chile

A passarela costeira de Caleta Tortel, no sul do Chile


Uma das 'praças' de Caleta Tortel, no sul do Chile

Uma das "praças" de Caleta Tortel, no sul do Chile


Acho que por ter lido bastante sobre a charmosa vila antes de chegarmos, eu já imaginava ver ônibus turísticos estacionados no alto e dezenas e dezenas de turistas se acotovelando nas famosas passarelas. Nada como estar redondamente enganado! Talvez se estivéssemos nos EUA, Europa ou Japão. Mas não aqui, a mais de 1.000 km de distância da primeira autopista asfaltada que verdadeiramente mereça este nome. Ônibus turísticos são mercadoria raríssima por essas bandas! Que bom! Enfim, durante todo o tempo que estivemos em Tortel fazendo nossas explorações, não vimos mais do que dez turistas...

Passarela que leva à Playa Ancha, a praia de Caleta Tortel, no sul do Chile

Passarela que leva à Playa Ancha, a praia de Caleta Tortel, no sul do Chile


Passarela que leva à Playa Ancha, a praia de Caleta Tortel, no sul do Chile

Passarela que leva à Playa Ancha, a praia de Caleta Tortel, no sul do Chile


Visita à Playa Ancha, em Caleta Tortel, no sul do Chile

Visita à Playa Ancha, em Caleta Tortel, no sul do Chile


Nós descemos as escadarias até o nível do mar e fomos rodeando a encosta pela passarela principal. No caminho, há jardins, hortas suspensas e até praças. Mesmo elas, construídas sobre madeira suspensa sobre palafitas. Cães e gatos também caminham tranquilamente sobre os caminhos de madeira, como se isso fosse a coisa mais normal do mundo. talvez para eles, mas não para nós que visitamos pela primeira vez.

Passarela que leva à Playa Ancha, a praia de Caleta Tortel, no sul do Chile

Passarela que leva à Playa Ancha, a praia de Caleta Tortel, no sul do Chile


Playa Ancha, a praia de Caleta Tortel, no sul do Chile

Playa Ancha, a praia de Caleta Tortel, no sul do Chile


Aqui e ali, pegamos caminhos alternativos, passarelas que sobem um pouco para descer logo mais adiante. Vamos tentando nos orientar no pequeno labirinto. O importante é seguir um sentido e o nosso sentido era a tal “Playa Ancha”, o único lugar onde encostaríamos nossos pés em terra firme de verdade. Para chegar até lá, sempre nas passarelas, deixamos a cidade para trás, passamos por um terreno de relva onde vacas pastam tranquilamente e até por um canal onde a passarela se eleva para permitir a passagem de barcos.

A passarela mais alta para que o barco possa passar, em Caleta Tortel, no sul do Chile

A passarela mais alta para que o barco possa passar, em Caleta Tortel, no sul do Chile


Meio de locomoção em Caleta Tortel, no sul do Chile

Meio de locomoção em Caleta Tortel, no sul do Chile


O 'carro da polícia' em Caleta Tortel, no sul do Chile

O "carro da polícia" em Caleta Tortel, no sul do Chile


Falando em barcos, eles são o principal meio de locomoção, além dos pés, pela região. A pesca também é uma força econômica local, assim como passeios com turistas até geleiras próximas. Até o “carro da polícia”, por aqui, é um barco. É o único barulho de motor que se pode ouvir nas imediações.

Voltando de Playa Ancha para Caleta Tortel, no sul do Chile

Voltando de Playa Ancha para Caleta Tortel, no sul do Chile


Passarela atravessa região de bosques em Caleta Tortel, no sul do Chile

Passarela atravessa região de bosques em Caleta Tortel, no sul do Chile


A chegada da estrada e dos turistas vêm trazendo suas modificações para Tortel. De novo, em bem menor escala do que eu havia imaginado. Já há pousadas e restaurantes para esse novo público, mas são em pequeno número. Alguns artistas e ecologistas se mudaram para cá em busca de inspiração, mas ainda pouco mudaram a “fauna” local. O mais comum é ainda ver pescadores ou lenhadores caminhando pelas passarelas, muito mais entretidos com seus próprios afazeres do que conosco, forasteiros.

Lã de carneiro secando em varal, em Caleta Tortel, no sul do Chile

Lã de carneiro secando em varal, em Caleta Tortel, no sul do Chile


Arquitetura charmosa em Caleta Tortel, no sul do Chile

Arquitetura charmosa em Caleta Tortel, no sul do Chile


E assim, Caleta Tortel continua charmosa como sempre. Agora, ao alcance dos viajantes, que se deliciam com sua arquitetura especial, admiram a simplicidade da vida e se deleitam com uma taça de vinho tendo como cenário a pequena baía que, até ontem, era perdida do mundo e, até anteontem, escondia-se sobre um lençol de gelo. Vamos ver como estará amanhã...

Arte nas passarelas de Caleta Tortel, no sul do Chile

Arte nas passarelas de Caleta Tortel, no sul do Chile

Chile, Caleta Tortel, Arquitetura, cidade, Patagônia, Carretera Austral

Veja todas as fotos do dia!

Comentar não custa nada, clica aí vai!

Post anterior A equipe completa dos 1000dias chega à Villa o'Higgins, no final da Carretera Austral, no sul do Chile. Eram 9:20 da noite!

O Sul do Chile e a Carretera Austral

Post seguinte Um belíssimo e verdejante bosque na trilha para o Glaciar do Rio Mosco, na região de Villa O'Higgins, no sul do Chile

Esticando as Pernas em Villa O'Higgins

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 22/10/2019 | 15:39 por Marcelo Rocha

    Boa tarde ,

    Parabéns pelo relato de Tortel ! Vocês pernoitaram no dia anterior em Cochrane ? Alguma sugestão ? Achariam interessante pernoitar em Tortel ? Pelo que percebi não gostaram tanto de Villa O Higgings ou foi impressão minha ? Estou pensando em abortar esta parte e deixar o romantismo de chegar o final da carretera ... Um abraço e obrigado pelo relato

  • 27/02/2015 | 14:11 por Marcio Batista

    Gente...Esta maravilhoso estes posts. O lugar é realmente singular. Uma duvida. São 22 km de caminhada para subir e descer? Ou somente uma das partes? Vish! vou ter que emagrecer uns 45 kilos se quiser visitar CaletaTortel...

    Resposta:
    Oi Marcio

    Legal que tenha gostado do post e que queira visitar Caleta Tortel. Vale muito a pena mesmo!

    Então, houve uma confusão: 22 km é a distância do ramal construído entre a Carretera Austral e a cidade, quer dizer, os 22 km se referem a uma estrada onde passa carro!

    Do estacionamento até a cidade.são apenas alguns minutos de agradável caminhada. Vc não vai precisar emagrecer 45 kg por causa disso, hehehe!

    Um abraço

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet