0 O Momento Mágico - Blog do Rodrigo - 1000 dias

O Momento Mágico - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

O Momento Mágico

Canadá, Ottawa

A Ana participa de aula de Ioga em frente ao prédio do Parlamento, em Ottawa, capital do Canadá

A Ana participa de aula de Ioga em frente ao prédio do Parlamento, em Ottawa, capital do Canadá


Ottawa padece do mesmo “problema” de outras capitais nacionais do mundo, como a nossa Brasília, Canberra, na Austrália e Ankara, na Turquia. São capitais que ficam escondidas na sombra das cidades maiores de seu respectivos países e o resultado é que, nove entre dez estrangeiros, se perguntados, apontarão erroneamente a capital daquele país. Assim, o Rio de Janeiro ou São Paulo (ou até Buenos Aires!!!) são apontadas como capital do Brasil, Sydney ou Melbourne, da Austrália e Istambul, da Turquia. No caso do Canadá, as “prediletas” dos estrangeiros são Montreal e Toronto.

Caminhando por Ottawa, capital do Canadá

Caminhando por Ottawa, capital do Canadá


Mas não! A capital é mesmo Ottawa, uma cidade que transborda museus e cultura. Na verdade, eram mesmo Montreal e Toronto as principais “candidatas” à capital na nova nação que começava a se formar. Mas a Rainha Vitória, numa ação “conciliadora”, para tentar não desagradar seus súditos francófonos (pró Montreal) e anglófilos (pró Toronto), escolheu a pequena Ottawa, mais ou menos a meio caminho entre as duas metrópoles, exatamente na fronteira das províncias de Quebec e Ontario (mas do lado ontariano do rio!).

Arquitetura grandiosa em Ottawa, capital do Canadá

Arquitetura grandiosa em Ottawa, capital do Canadá


Tenho a impressão que o pessoal de Quebec não gostou muito da capital ficar do outro lado do rio, não. Ontem, seguindo pela principal autoestrada que liga Quebec à capital do país, não vi uma mísera placa indicativa que íamos para Ottawa. Ao contrário, todas elas apontavam para Gatineau, a cidade que fica bem em frente à Ottawa, do outro lado do rio. Foi só quando atravessamos a ponte e mudamos de província é que os sinais de “Benvindo á Ottawa” apareceram!

Concorrida sessão de Ioga, em frente ao prédio do Parlamento, em Ottawa, capital do Canadá

Concorrida sessão de Ioga, em frente ao prédio do Parlamento, em Ottawa, capital do Canadá


Bem idiossincrasias e rivalidades à parte, perdoem-me os habitantes de Brasília, Canberra e Ankara, Ottawa é mais interessante! Pelo menos fora do inverno! A renovação da cidade na década de 50 lhe deu caras de metrópole, com edifícios clássicos (como o pomposo prédio do Parlamento) e modernos (como a vibrante National Gallery). A cidade é um paraíso para quem gosta de bons museus e boa comida e, melhor de tudo, pode ser percorrida, na sua parte mais interessante, à pé!

A Ana participa de aula de Ioga em frente ao prédio do Parlamento, em Ottawa, capital do Canadá

A Ana participa de aula de Ioga em frente ao prédio do Parlamento, em Ottawa, capital do Canadá


Nós, na nossa corrida turística pelo país, só tínhamos um dia para passear pela cidade. Três dias não teriam sido o bastante... Mas, o resto da América nos espera e precisávamos pelo menos de um gostinho dessa bela capital. Assim, desocupamos o hotel, deixamos nossa bagagem na Fiona em um estacionamento (dos milhares que existem na cidade!) e partimos para nossa longa caminhada pelas ruas e avenidas de Ottawa. Não tínhamos tempo a perder!

Apetitosas berries no ByWard Market, em Ottawa, capital do Canadá

Apetitosas berries no ByWard Market, em Ottawa, capital do Canadá


Poucos minutos e fotos depois, ainda no nosso caminho para a região mais central da cidade, passamos pelo impressionante prédio do Parlamento. Já um pouco antes de chegar lá, a Ana começou a estranhar o fato de ver dezenas de pessoas, na maioria mulheres, carregando pequenos colchonetes e esteiras. Todas elas com um ar meio apressado. Não demorou muito para deduzir: “Deve ser uma aula de ioga!”. Dito e feito! Seguimos o fluxo e, para nossa felicidade e surpresa, logo nos vimos nos amplos gramados em frente ao Parlamento com outras centenas de pessoas se preparando para a tal aula.

Muitas cores no ByWard Market, em Ottawa, capital do Canadá

Muitas cores no ByWard Market, em Ottawa, capital do Canadá


Loja de queijos no ByWard Market, em Ottawa, capital do Canadá

Loja de queijos no ByWard Market, em Ottawa, capital do Canadá


Nessas grandes cidades, sempre buscamos aquele momento mágico, que muitas vezes vem de maneira completamente inesperada, que marcarão nossas memórias para sempre. Algo que, naturalmente, remeterá nossas mentes de volta àquela metrópole que conhecemos tão rapidamente, muito tempo depois. Pois aqui, instantaneamente, percebemos que o “nosso momento de Ottawa” tinha chegado! Foi muito legal! A Ana, mesmo sem esteira, logo se juntou à multidão. O cenário estava maravilhoso: céu azul, temperatura agradável, grama verdinha, aquele prédio incrível na nossa frente e centenas de pessoas, literalmente, na mesma sintonia. Eu só fiquei fotografando e saboreando cada minuto que passávamos ali.

Queijos e vinho no restaurante Play, em Ottawa, capital do Canadá

Queijos e vinho no restaurante Play, em Ottawa, capital do Canadá


Toda aquela “emoção” nos deu uma fome danada! Assim, depois de uns 20 minutos de ioga, ainda antes de terminar a classe, seguimos nosso passeio. Agora, já com o tal “momento mágico” cravado nas nossas memórias, qualquer coisa que viesse seria lucro! Caminhamos até a região do ByWard Market, o mercado mais tradicional da cidade. Caminhar entre as lindas e coloridas bancas de frutas e verduras, ou nas lojas apetitosas de queijos, só nos deixou ainda mais famintos.

Queijos e vinho no restaurante Play, em Ottawa, capital do Canadá

Queijos e vinho no restaurante Play, em Ottawa, capital do Canadá


Pois é, o Canadá também é famoso por seus queijos e aquele mercado nos deixou inspirados para uma degustação desse prato maravilhoso, devidamente acompanhado de um bom vinho! O dono de uma das lojas nos indicou um bom restaurante e para lá fomos. A próxima hora foi de deleite total, seis tipos de queijo, um pão crocante e um vinho de origem italiana. Acho que Ottawa terá mais de um “momento mágico”, hehehe.

Igreja em Ottawa, capital do Canadá

Igreja em Ottawa, capital do Canadá


Estômago e alma alimentados, seguimos em frente, dessa vez a um dos inúmeros museus da cidade. Difícil escolha, acabamos optando pelo mais conhecido de todos, a National Gallery, bem em frente ao rio. Arquitetura grandiosa e eloquente, aí passamos os próximos 90 minutos, tentando ver um pouco entre tantas coleções interessantes. Começamos pela arte Inuit e subimos logo para as pinturas dos séculos XVIII e XIX, nacionais e estrangeiras. Um espetáculo! Mais ainda dentro daquele prédio de arquitetura inovadora.

Aranha gigante no pátio da National Galery, em Ottawa, capital do Canadá

Aranha gigante no pátio da National Galery, em Ottawa, capital do Canadá


Pena não termos tido tempo para outros museus, entre eles o Museu da Guerra, muito bem indicado. Um assunto muito em voga aqui no Canadá esse ano é a Guerra de 1812, que esse ano completa o bi-centenário. Quase ignorada nos livros de história do Brasil, essa guerra, em que americanos enfrentaram ingleses e canadenses, foi primordial na formação desse país. Engraçado é ver a versão contada em cada lado da fronteira. Para começar, os dois lados se julgam vencedores, se é que isso é possível. Do lado de cá, obviamente que os bandidos são os americanos. Enfim, é um assunto interessantíssimo e perdemos a chance de ver mais detalhes no tal museu. Mas amanhã, quando visitarmos a antiga capital do Canadá, na região das Thousand Islands, vou aprender mais sobre o assunto.

A arrojada arquitetura interna da National Galery, em Ottawa, capital do Canadá

A arrojada arquitetura interna da National Galery, em Ottawa, capital do Canadá


Enfim, as outras atrações e museus de Ottawa vão ficar para uma próxima visita. No fim da tarde, aproveitando que a “tarde” vai até bem tarde aqui nessas altas latitudes, pegamos estrada novamente, em direção a essa região da fronteira entre Canadá e Estados Unidos conhecida como “1000 Ilhas”. Com esse nome, era uma obrigação moral da expedição “1000dias” passar por lá, certo? Junto com a tal Guerra de 1812, assuntos para o próximo post...

Chegando à região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatados Unidos

Chegando à região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatados Unidos

Canadá, Ottawa, cidade

Veja todas as fotos do dia!

Não se acanhe, comente!

Post anterior A magnífica vista do Parc National du Mont -Tremblant, na província de Quebec, no Canadá, vista do alto de uma das trilhas mais populares

Mont-Tremblant

Post seguinte Construções excêntricas na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos

Os 1000dias nas 1000ilhas

Blog da Ana Concorrida sessão de Ioga, em frente ao prédio do Parlamento, em Ottawa, capital do Canadá

Ottawa em 01 Dia

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet