0 No Centro de Bogotá - Blog do Rodrigo - 1000 dias

No Centro de Bogotá - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

No Centro de Bogotá

Colômbia, Bogotá

1000dias na praça Simón Bolívar, bem no centro de Bogotá, na Colômbia!

1000dias na praça Simón Bolívar, bem no centro de Bogotá, na Colômbia!


Era exatamente oito horas da manhã quando deixamos Girardot e o hotel Paraíso para trás, eu, a Ana, a Fiona, a Clara e o Douglas. Segunda noite de muito pouco sono, mas animadíssimos para conhecer mais uma capital sulamericana. Com o Douglas no carro, nem precisávamos mais de GPS e pouco antes das dez da manhã já estávamos entrando em Bogotá.

Região da Candelária, em Bogotá, na Colômbia

Região da Candelária, em Bogotá, na Colômbia


Visitando a região da Candelária, no centro de Bogotá, na Colômbia

Visitando a região da Candelária, no centro de Bogotá, na Colômbia


A cidade é super plana, bem comprida, toda margeada por uma cadeia de montanhas. A população beira os 10 milhões, o que deixa o trânsito bem complicado. Mas hoje, segunda, foi feriado, deixando a capital com cara de domingão. Aproveitando a chance, falei para o Douglas nos levar ao centro, antes mesmo de seguirmos para sua casa.

Arte nos muros da Candelária, no centro de Bogotá, na Colômbia

Arte nos muros da Candelária, no centro de Bogotá, na Colômbia


Região da Candelária, em Bogotá, na Colômbia

Região da Candelária, em Bogotá, na Colômbia


Seguimos então para a Candelária, um distrito tradicional no centro de Bogotá. Aí, deixamos a Fiona na rua e fomos caminhar por suas ruas de paralelepípedos, por entre igrejas, construções históricas, cafés e restaurantes que começavam a abrir. Ali perto, na montanha que cerca o leste da cidade, o Santuário de Montserrate, que só é atingido de bondinho. Um passeio que certamente faremos nos próximos dias.

Visitando a região da Candelária, no centro de Bogotá, na Colômbia

Visitando a região da Candelária, no centro de Bogotá, na Colômbia


Pausa em sessão de fotos na Candelária, em Bogotá, na Colômbia

Pausa em sessão de fotos na Candelária, em Bogotá, na Colômbia


Depois, rumo à Praça Simón Bolívar, o coração da cidade e do país. Aí estão as sedes dos poderes executivo e judiciário do país, uma enorme igreja e a prefeitura. Impossível não imaginar: "Nossa, aqui estamos no centro de Bogotá, na Colômbia, com a nossa Fiona. Chegamos longe!" Tiramos fotos, observamos os artistas de rua e as pombas que atraem a atenção dos turistas. Mas era um prédio que mais me chamava a atenção: o Palácio da Justiça. sede do poder Judiciário. Não pela sua (pouca) beleza, mas pelo que se passou ali em Novembro de 1985.

Fiona em plena praça Simón Bolívar, bem no centro de Bogotá, na Colômbia

Fiona em plena praça Simón Bolívar, bem no centro de Bogotá, na Colômbia


O Palácio de Justiça, destruído na famosa invasão do M-19, na praça Simón Bolívar, bem no centro de Bogotá, na Colômbia

O Palácio de Justiça, destruído na famosa invasão do M-19, na praça Simón Bolívar, bem no centro de Bogotá, na Colômbia


Um comando do M-19, então um dos principais grupos guerrilheiros do país tomou de assalto o prédio, sequestrando toda a cúpula de juízes do país, além de centenas de advogados. Dias tensos de negociação se seguiram, mas falharam. Ao final, o exército colombiano, com uso de seus tanques Cascavel, de fabricação brasileira, invadiram o prédio. Foi um banho de sangue. Mais de 100 pessoas morreram, inclusive 11 juízes da Suprema Corte, dezenas de advogados e alguns dos mais importantes líderes do movimento guerrilheiro. Nossa, para quem tem a sorte de viajar pela Colômbia de hoje, é difícil imaginar que esse país já passou por momentos tão caóticos há tão pouco tempo...

Conhecendo a praça Simón Bolívar, bem no centro de Bogotá, na Colômbia

Conhecendo a praça Simón Bolívar, bem no centro de Bogotá, na Colômbia


Bem, daí seguimos para casa, que todos queríamos e precisávamos dormir. E assim foi o resto da segunda, de muito e merecido descanso. No final do dia, o Douglas e a Clara ainda fizeram um delicioso jantar para nós, comida típica colombiana. Desse jeito, não vamos querer sair daqui, hehehe. Amanhã, vamos conhecer a outra moradora da casa, de quem tomamos emprestado o quarto: a Amelie, filhinha de 3 anos do casal, que estava passando esses dias na casa da mãe da Clara.

O delicioso jantar que a Clara e o Douglas ofereceram para a gente no seu apartamento em Bogotá, na Colômbia

O delicioso jantar que a Clara e o Douglas ofereceram para a gente no seu apartamento em Bogotá, na Colômbia

Colômbia, Bogotá,

Veja todas as fotos do dia!

Não nos deixe falando sozinhos, comente!

Post anterior Show do The Hall Effect no hotel Paraíso, em Girardot, na Colômbia

Show!

Post seguinte Com a Amelie em almoço em restaurante de Bogotá, na Colômbia

Descanso com Trabalho

Blog da Ana Pausa em sessão de fotos na Candelária, em Bogotá, na Colômbia

Cicerones e Bogotá

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 29/08/2017 | 11:44 por pamela bittencourt

    Olá, gostaria de saber se você teria um contato de um taxista na Bolívia, farei conexão para um vôo internacional e gostaria de um motorista para me levar até a praça e me levar de volta ao aeroporto. Obrigada.

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet