0 No Canyon Colca - Blog do Rodrigo - 1000 dias

No Canyon Colca - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

No Canyon Colca

Peru, Arequipa

O surpreendente Canyon Colca, na região de Arequipa - Peru

O surpreendente Canyon Colca, na região de Arequipa - Peru


A cidade e a região de Arequipa tem várias atrações. A cidade tem uma belíssima arquitetura na sua parte central, uma Plaza de Armas super charmosa, muitas igrejas, conventos e museus para se visitar. Tem uma história rica, bons restaurantes e vida noturna agitada. Além disso, é cercada por montanhas nevadas e vulcões, excelentes oportunidades para trekking. Um pouco mais longe, mas ainda na sua região, encontram-se os mais profundos canyons do mundo, o mais famoso deles o Colca Canyon

O belo vulcão El Mistí, em Arequipa - Peru

O belo vulcão El Mistí, em Arequipa - Peru


Da outra vez que estive aqui, numa correria danada para encaixar Peru, Bolívia e Amazônia num mísero mês de férias universitárias, tudo dentro de um budget de estudante, só passamos dois dias na cidade. Um deles para passear pelo centro e pelo famoso Convento de Santa Catalina e o outro para fazer um tour pelo Colca. Trekking, nem pensar! Mas dessa vez temos mais tempo e o El Mistí, o magnífico vulcão ao lado de Arequipa não irá nos escapar. Só que, para começar a nos ambientar com o país, resolvemos começar de leve, sem muito esforço nosso. Assim, decidimos ir ao Colca primeiro.


O Colca também é uma ótima opção para trekking. Tem para todos os gostos, secos, molhados, longos ou curtos. A maioria dos turistas segue num tour de bate volta, assim como fizemos há 21 anos. Para quem tem mais tempo, compensa muito mais dormir nas pequenas vilas da região, a 3 horas de carro de Arequipa, e de lá fazer pequenas caminhadas para explorar as belezas do canyon. A gente resolveu gastar nosso tempo extra no El Mistí, então nos sobrou fazer o bate-volta para o canyon. De qualquer maneira, estando de Fiona fica mais fácil fazer isso. Mas foi com dó no coração que não ficamos mais tempo por lá.

O ponto mais alto da estrada que leva ao Canyon Colca, a mais de 4.800 metros de altitude, é marcado por centenas de apachetas, ou totens de pedra (região de Arequipa, no Peru)

O ponto mais alto da estrada que leva ao Canyon Colca, a mais de 4.800 metros de altitude, é marcado por centenas de apachetas, ou totens de pedra (região de Arequipa, no Peru)


Na saída da cidade pudemos admirar o El Mistí pela primeira vez. Que coisa mais linda! O trekking para depois de amanhã já está marcado! Depois, a estrada vai subindo, subindo e lá vamos nós para cima dos 4 mil metros novamente. Já está virando rotina e o nosso corpo já se acostumou. Já no alto do altiplano a estrada se divide. Para um lado, o caminho para Cusco, para outro, Puno, e em frente o Colca. Ver os nomes de Cusco e Puno numa placa de trânsito é emocionante! É a prova de que, realmente, chegamos longe!

Linda paisagem marcada por terraços para cultivo nas montanhas, no vale do rio Colca, região de Arequipa - Peru

Linda paisagem marcada por terraços para cultivo nas montanhas, no vale do rio Colca, região de Arequipa - Peru


Enfim, chegamos ao ponto mais alto da estrada, a mais de 4.800 metros de altitude e com uma visão privilegiada de vários vulcões da região. O ponto é marcado por centenas, senão milhares de apachetas, ou totens de pedra. Há também um pequeno mercado de roupas típicas. Pois é, pessoas vivem e trabalham a quase 5 mil metros de altura por aqui!

Linda paisagem marcada por terraços para cultivo nas montanhas, no vale do rio Colca, região de Arequipa - Peru

Linda paisagem marcada por terraços para cultivo nas montanhas, no vale do rio Colca, região de Arequipa - Peru


A partir daí a estrada desce uma longa encosta, por mais de 2 mil metros. Estamos chegando ao Vale do Colca, totalmente tomado por terraços feitos pelo homem para "domar" as encostas, morros e montanhas e torná-los aptos à agricultura. É uma técnica milenar, pré-incaica de se plantar nos Andes. O efeito na paisagem é maravilhoso. Depois de tanto deserto, ver esses vales e montanhas cultivados, com dezenas de tonalidades de verde é uma visão incrível. Para mim, é a cara dos Andes!

Um condor plana sobre os abismos do Canyon Colca, região de Arequipa, no Peru

Um condor plana sobre os abismos do Canyon Colca, região de Arequipa, no Peru


Um condor plana sobre os abismos do Canyon Colca, região de Arequipa, no Peru

Um condor plana sobre os abismos do Canyon Colca, região de Arequipa, no Peru


Chegamos à maior das vilas da região, Chivay. Daí uma estrada de terra vai margeando o vale, que cada vez mais se aprofunda, se transformando em um canyon. Quase 40 km estrada abaixo, o canyon já está com 1000 metros de profundidade! É o ponto conhecido como Cruz del Condor, o mais famoso dos mirantes do Canyon Colca. Aì chegando, fomos brindados pela visão de dois condores fazendo seus vôos e sobrevôos sobre o canyon. Que coisa mais linda! Sem nenhum esforço, apenas planando e usando as térmicas, eles ascendem centenas de metros em poucos minutos. Nem precisam bater suas asas, apenas as deixam esticadas. É, voar é para quem sabe!

Mirante da Cruz del Condor, no Canyon Colca, na região de Arequipa - Peru

Mirante da Cruz del Condor, no Canyon Colca, na região de Arequipa - Peru


O surpreendente Canyon Colca, na região de Arequipa - Peru

O surpreendente Canyon Colca, na região de Arequipa - Peru


Aí tiramos muitas fotos, admirando a paisagem grandiosa. Mil metros até o rio lá embaixo, que poucos quilômetros antes estava quase no nosso nível. E para cima, até a neve das montanhas que margeiam o canyon são outros 2 mil metros, totalizando assim os 3 mil metros que se diz que o canyon tem de profundidade. Pode ser uma maneira meio arbitrária de medir o canyon mas, independente disso, a visão é inesquecível. Aí, não há subjetividade, ele é objetivamente impressionante!

Piscina de águas termais em Yanque, no vale do Colca, região de Arequipa - Peru

Piscina de águas termais em Yanque, no vale do Colca, região de Arequipa - Peru


Na volta, um pouco antes de Chivay, paramos numa vila ainda menor, Yanque. Aí estão piscinas com águas termais. Bem menos conhecidas que as de Chivay, são menos concorridas e mais limpas. Um banho de água quente nos relaxa um pouco, depois de tanta estrada nos últimos dois dias. Depois, são mais três horas de volta à Arequipa. Amanhã, nada de carro, descanso para a Fiona e para nós. A programação é caminhar por Arequipa e nos prepararmos para o pesado trekking que nos espera no dia seguinte.

Canyon Colca, na região de Arequipa - Peru

Canyon Colca, na região de Arequipa - Peru

Peru, Arequipa, vulcão, Colca, El Mistí

Veja todas as fotos do dia!

Não se acanhe, comente!

Post anterior Chegando ao Peru!

De Volta ao Perú, Após 21 Anos

Post seguinte Uma das freiras do Convento de Santa Catalina, em Arequipa - Peru

Santa Catalina

Blog da Ana Linda paisagem marcada por terraços para cultivo nas montanhas, no vale do rio Colca, região de Arequipa - Peru

Cânion Colca

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 05/09/2011 | 22:24 por Luis

    Rodrigo, e o tal do observatório do francês maluco no Atacama. Vcs conheceram? Se não, foram em algum?
    Abraço.

    Resposta:
    Oi luis

    Demos a sorte (ou o azar) de estar lá na lua cheia. Céu magnífico, noite maravilhosa, mas época pouco propícia a observatórios astronômicos...

    Infelizmente, ficou para a próxima.

    Abs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet