0 Conceição, Joaquina, Brava e a Mole - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Conceição, Joaquina, Brava e a Mole - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Conceição, Joaquina, Brava e a Mole

Brasil, Santa Catarina, Florianópolis

Na Lagoa da Conceição, o mais conhecido cartão postal de Florianópolis, em Santa Catarina

Na Lagoa da Conceição, o mais conhecido cartão postal de Florianópolis, em Santa Catarina


Acordamos no dia 17 decididos a ir ao principal cartão postal de Florianópolis, a Lagoa da Conceição, e às praias ao seu redor, como a Joaquina e a Praia Mole. A lagoa, tecnicamente uma laguna, com pouco mais de 15 km2 de área, fica na parte central da Ilha de Santa Catarina, poucos quilômetros a leste do centro da cidade. Junto com a lagoa do Peri, mais ao sul, são os principais corpos d’água no interior da ilha, mas a Conceição é a mais conhecida, movimentada e badalada. Para que vem do centro e a vê pela primeira vez do alto do morro que a separa da cidade, é uma visão de perder o fôlego, não só a mais bela de Florianópolis, mas também uma das mais lindas de todas as capitais brasileiras. Aliás, se há alguma capital brasileira que pode desafiar o Rio de Janeiro no quesito belezas naturais, bem-vindo a Florianópolis!

Foto de satélite da Ilha de Santa Catarina (Florianópolis). Estão apontados os dois maiores lagos; a lagoa do Peri, no sul da ilha, e a Lagoa da Conceição, a maior deles, na região central

Foto de satélite da Ilha de Santa Catarina (Florianópolis). Estão apontados os dois maiores lagos; a lagoa do Peri, no sul da ilha, e a Lagoa da Conceição, a maior deles, na região central


A região da lagoa da Conceição, em Florianópolis. O Canto da Lagoa fica ao sul e as principais praias são a Joaquina (surfe), Mole (badalação), Galheta (nudismo) e Barra da Lagoa (mochileiros)

A região da lagoa da Conceição, em Florianópolis. O Canto da Lagoa fica ao sul e as principais praias são a Joaquina (surfe), Mole (badalação), Galheta (nudismo) e Barra da Lagoa (mochileiros)


Não sei se a beleza do local influenciou, mas foi aqui que foi instalada uma das mais antigas freguesias da ilha, em 1750. “Freguesias” eram os antigos povoados, ainda na época colonial, que não tinham tamanho suficiente para serem considerados “vilas”. A administração portuguesa havia decidido, poucos anos antes, ocupar a Ilha de Santa Catarina, antes que os espanhóis o fizessem. Essa área do país era disputada pelas duas nações. Para isso, foram trazidos milhares de habitantes das Ilhas Açores, no Atlântico, que foram distribuídos por diversas freguesias ao longo de todo o litoral de Santa Catarina, incluindo a região da atual Florianópolis. Na ilha, eles se instalaram primeiramente na região da lagoa da Conceição e de Santo Antônio de Lisboa, na costa oeste. Essa origem açoriana deixou fortes marcas na cidade, como no sotaque cantado, na arquitetura de algumas igrejas, na comida ligada ao mar e na renda de bilro. É aqui na Conceição e na sua famosa “avenida das Rendeiras” que se pode melhor encontrar esse artesanato de tradição e técnicas centenárias.

Lagoa da Conceição, cartão postal de Florianópolis, em Santa Catarina

Lagoa da Conceição, cartão postal de Florianópolis, em Santa Catarina


O Canto da Lagoa, parte sul da Lagoa da Conceição, leste de Florianópolis, em Santa Catarina

O Canto da Lagoa, parte sul da Lagoa da Conceição, leste de Florianópolis, em Santa Catarina


Admiradores que somos dessa cidade, já viemos à Conceição dezenas de vezes. Mas nunca nos cansamos de admirar o visual que se tem do alto do morro. Dali se vê quase toda a lagoa, seu enorme lado norte, que se estica até onde a vista alcança, seu pequeno e exclusivo lado sul, o Canto da Lagoa. Separando as duas partes, uma pequena ponte por onde se estrangula o pesado trânsito que vem das praias, principalmente nos finais de tarde na época da temporada. Tão belo e tão infernal, não é incomum perder mais de uma hora para se percorrer uns poucos quilômetros. É o lugar certo, mas na hora errada!

Restaurante na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, capital de Santa Catarina

Restaurante na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, capital de Santa Catarina


Em restaurante na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, capital de Santa Catarina

Em restaurante na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, capital de Santa Catarina


Foi quase o que aconteceu conosco na noite de ontem, quando voltamos por aqui vindos da praia dos Ingleses, no norte da ilha. Deu um belo trabalho passar pela Praia Mole e chegar até a Avenida das Rendeiras. O trânsito ainda estava pesadíssimo até a ponte sobre a lagoa, mas nós paramos antes disso em um dos bons restaurantes da avenida e nos esbaldamos num delicioso jantar. A região da lagoa é conhecida pelas excelentes opções culinárias e, um pouco mais tarde, pelas baladas movimentas no chamado “centrinho da lagoa”. Depois do jantar, o trânsito já estava bem mais leve e retomamos nosso caminho para a Beira-mar, no centro.

1000dias na Lagoa da Conceição, o mais conhecido cartão postal de Florianópolis, em Santa Catarina

1000dias na Lagoa da Conceição, o mais conhecido cartão postal de Florianópolis, em Santa Catarina


A ponte da Lagoa e a Avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição, leste de Florianópolis, em Santa Catarina

A ponte da Lagoa e a Avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição, leste de Florianópolis, em Santa Catarina


A Lagoa da Conceição e o mar ao fundo, leste de Florianópolis, em Santa Catarina

A Lagoa da Conceição e o mar ao fundo, leste de Florianópolis, em Santa Catarina


Hoje, cá estávamos de volta, agora com a luz do dia para poder aproveitar o visual e tirar fotos. Do alto do mirante, além da lagoa, também podemos ver a costa leste da ilha, as famosas praias da Joaquina, Mole e Barra da Lagoa, o azul do oceano ao fundo. Bastante marcante também é o lençol de dunas que se estende da Avenida das rendeiras até a Joaca, apelido carinhoso da Praia da Joaquina. Aliás, antes de ter esse nome (e apelido), a Joaquina era conhecida como Para das Dunas, pois a única forma de chegar até lá era através de uma longa caminhada pelas dunas. Deveria ser incrível! Mas a estrada chegou até lá há meio século e a praia ganhou o novo nome, esse que ficou famoso no mundo inteiro, pelo menos dentro da comunidade surfística.

Praias na região da Lagoa da Conceição, leste Florianópolis, em Santa Catarina

Praias na região da Lagoa da Conceição, leste Florianópolis, em Santa Catarina


Praia da Joaquina, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina

Praia da Joaquina, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina


Praia da Joaquina, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina

Praia da Joaquina, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina


Assim como a Praia Mole, um pouco mais ao norte, a Joaquina é completamente voltada para mar aberto, para o oceano. A rebentação chega com força e a praia virou point de surfistas desde a década de 70. Passou a fazer parte do calendário de competições nacional e internacional e junto com a fama e esses eventos veio (e vem!) gente jovem, bonita e sarada. Se além de azarar, você também quiser entrar no mar, vai ter de saber nadar e não ter medo de água fria, talvez a mais gelada da ilha. Mas se quiser apenas caminhar na areia, a praia vai longe. Mais de 3 quilômetros até o Campeche, as duas praias na mesma faixa de areia. A divisão é apenas por convenção. E aí, são outros tantos quilômetros de praia. Se não estiver se sentindo tão atlético assim, são muitas opções para boa comida e cerveja gelada. Só torça para não estar ventando muito, que também é muito comum por aqui.

Surfista toma vaca na praia da Joaquina, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina

Surfista toma vaca na praia da Joaquina, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina


Surfistas de long board na praia da Joaquina, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina

Surfistas de long board na praia da Joaquina, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina


Nesse caso, afaste-se do mar e caminhe pelas dunas. São belíssimas e dizem que foi por aqui que nasceu o “sand board”, o surfe na areia, descendo a duna sobre uma prancha mais parecida com a de skate do que com a de surfe original. Várias tendas têm as pequenas pranchas para alugar e no verão as dunas são quase tão movimentadas como a própria praia.

Caminhando nas dunas da praia da Joaquina, em Florianópolis, em Santa Catarina

Caminhando nas dunas da praia da Joaquina, em Florianópolis, em Santa Catarina


Caminhando nas dunas da praia da Joaquina, em Florianópolis, em Santa Catarina

Caminhando nas dunas da praia da Joaquina, em Florianópolis, em Santa Catarina


A Joaquina foi nosso destino depois de algum tempo no mirante do morro, fotografando a bela paisagem sobre nossos pés. Cruzamos o centrinho da lagoa, cruzamos a ponte e atravessamos toda a Avenida das Rendeiras, na orla sul da parte norte da Conceição. Daí se pode admirar as pessoas fazendo esporte nas águas salobras da lagoa, como o Wind surf e o kite. Tem até alguns banhistas também, embora nessa parte da lagoa, muitas vezes o banho não seja recomendado por causa da sujeira na água (que pecado!!!). No fim da avenida, seguimos para a Joaquina e nos afastamos da muvuca inicial caminhando para o sul.

Fim de tarde na Praia da Joaquina, em Florianópolis, capital de Santa Catarina

Fim de tarde na Praia da Joaquina, em Florianópolis, capital de Santa Catarina


Aproveitando a tarde na praia da Joaquina, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina

Aproveitando a tarde na praia da Joaquina, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina


O dia estava lindo e arriscamos até alguns mergulhos. Mas o vento chegou e não demorou muito para a praia ficar bem vazia. A gente se refugiou em algum dos restaurantes e depois foi passear nas dunas. Já no meio da tarde, foi a vez de irmos explorar o belo costão na parte norte da praia. Do alto das pedras se tem a melhor visão dos surfistas que se arriscam nas enormes ondas ali do lado. Foi aqui que vi a Joaquina pela primeira vez, um quarto de século atrás. Em 1989 ela já era famosíssima no país e lembro-me de ter ficado emocionado aqui nessas mesmas pedras. Hoje as ondas não estavam tão grandes, mas o fim de tarde estava lindo como sempre!

Fim de tarde na Praia Mole, em Florianópolis, Santa Catarina

Fim de tarde na Praia Mole, em Florianópolis, Santa Catarina


Fim de tarde na Praia Mole, em Florianópolis, Santa Catarina

Fim de tarde na Praia Mole, em Florianópolis, Santa Catarina


Saciada a nostalgia, voltamos para o carro e seguimos para o norte. O destino era a vizinha Praia Mole, do outro lado do costão de pedra. Além do mar cheio de ondas, essa praia é famosa por sua badalação e azaração durante o dia. Muita gente bonita mesmo. No verão, parece até desfile. Nesse dia, chegamos meio tarde e os bares em frente à praia já começavam a esvaziar. Tomamos nosso “drinque” e prometemos voltar outro dia, mais cedo. Cumprimos apenas metade da promessa. Voltamos sim, vindos da Barra da Lagoa, mas acabamos por chegar tarde novamente. Enfim, outras oportunidades não faltarão.

Praia da Barra da Lagoa, costa leste de Florianópois, em Santa Catarina

Praia da Barra da Lagoa, costa leste de Florianópois, em Santa Catarina


Ponte sobre a barra da lagoa da Conceição, em Florianópolis, Santa Catarina

Ponte sobre a barra da lagoa da Conceição, em Florianópolis, Santa Catarina


Ao lado da Praia Mole, numa curta caminhada na areia entre grandes pedras, no seu lado norte, está outra famosa praia da cidade, a Galheta. A fama vem do fato de ser uma praia de nudismo, a única da ilha. Na temporada, está todo mundo nu por ali, mesmo. Mas já viemos aqui em outras épocas e pudemos chegar até lá vestidos. A praia é linda e só podemos dizer que esses naturalistas tem muito bom gosto! Nesse dia, com o vento que estava, imagino que ela estivesse bem deserta, mas nós não fomos até lá. Quase sem luz, preferimos mesmo o drinque em frente a Mole, uma conversa (mole) com uns gringos que ali estavam e o retorno para casa, no centro.

A Barra da Lagoa, em Florianópois, em Santa Catarina

A Barra da Lagoa, em Florianópois, em Santa Catarina


A barra da Lagoa da Conceição, em Florianópolis, Santa Catarina

A barra da Lagoa da Conceição, em Florianópolis, Santa Catarina


No dia 22, voltamos à carga nesse lado da ilha. Dessa vez, o destino foi a Barra da Lagoa, ainda um pouco mais para o norte. Eu adoro esse “bairro” da cidade e muitas vezes fiquei em pousadas por aqui. O nome vem do fato que aqui está o canal que liga a Conceição com o mar. Água bem clarinha, muitos barcos e canoas ancorados, um charme só. Alguns bares na beira do canal, uma praia de ondas mais tranquilas, um pequeno farol e uma ponte para pedestres atravessarem o canal completa o cenário quase idílico. O clima é muito mais relaxado que na vizinha Praia Mole, as pessoas menos preocupadas em verem e serem vistas, apenas curtindo a bela natureza ao seu redor.

Arte nos becos da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina

Arte nos becos da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina


Arte nos becos da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina

Arte nos becos da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina


Caminhando nos becos da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina

Caminhando nos becos da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina


Talvez por isso o bairro atraia tantos mochileiros. Atravessando a ponte, nos becos do outro lado do canal onde não se chega de carro, há vários albergues e pousadas para este tipo de público. É também por aí que passamos para pagar a trilha que dá a volta em toda a península. Não tínhamos tempo para fazer todo o caminho (e voltar, pois a Fiona nos esperava por ali), mas resolvemos ir até umas pedras que formam piscinas naturais no mar e propiciam uma bela vista da Barra da Lagoa e do oceano à frente.

Prainha da Barra da Lagoa, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina

Prainha da Barra da Lagoa, costa leste de Florianópolis, em Santa Catarina


Trilha na região da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina

Trilha na região da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina


Trilha na região da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina

Trilha na região da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina


No caminho, passamos pela Prainha da Barra Da Lagoa, com algumas poucas dezenas de metros, mas famosa pelo movimento de fim de tarde, um pequeno futebol e um bar conhecido por seu churrasco. Não paramos na ida, preocupados em chegar às tais pedras. Mas na volta, foi aí que nos enrolamos bastante, felizes em acompanhar o movimento, mas perdendo a chance de chegar à Praia Mole antes do final da tarde. Enfim, porque trocar o certo pelo duvidoso, se ali já estava bom demais?

Caminhada na Barra da Lagoa, em Florianópolis, capital de Santa Catarina

Caminhada na Barra da Lagoa, em Florianópolis, capital de Santa Catarina


Caminhada na Barra da Lagoa, em Florianópolis, capital de Santa Catarina

Caminhada na Barra da Lagoa, em Florianópolis, capital de Santa Catarina


Aliás, bom demais é esta parte da ilha, desde que você não caia em algum congestionamento. Boas praias, gente bonita, visual maravilhoso, excelente oferta de comida, recantos charmosos e baladas concorridas. Uma visita à Florianópolis nunca é completa sem pelo menos uma passadinha no seu mais famoso cartão postal!

O mar da região da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina

O mar da região da Barra da Lagoa, em Florianópolis, Santa Catarina

Brasil, Santa Catarina, Florianópolis, Praia, trilha, Lago, Dunas, Lagoa da Conceição, Barra da Lagoa, Joaquina, Praia Mole

Veja todas as fotos do dia!

Faz um bem danado receber seus comentários!

Post anterior Aproveitando o sol do meio da tarde na Ponta das Canas, praia no norte de Florianópolis, Santa Catarina

As Praias do Norte da Ilha

Post seguinte Na trilha entre Caiera e a praia de Naufragados, no extremo sul de Florianópolis, Ilha de Santa Catarina

Ribeirão da Ilha e a Trilha à Naufragados

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet