0 Chegando em Piranhas - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Chegando em Piranhas - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Chegando em Piranhas

Brasil, Alagoas, Piranhas

Rio São Francisco em Piranhas - AL

Rio São Francisco em Piranhas - AL


Deixamos Laranjeiras e cruzamos quase todo o estado de Sergipe em direção à fronteira com Alagoas, bem próximo à fronteira com a Bahia. Uma longa estrada cruzando vastas planícies. Asfalto bom, mas com duas coisas irritantes. Primeiro, uma vilazinha atrás da outra, todas com seus quebra-molas particulares. Segundo que vários trechos da estrada estão com aquelas tartarugas separando as duas faixas e mesmo quando estamos atrás de um caminhão a 20 km/h, não se pode ultrapassar. Uffff... haja paciência!

Barragem de Xingó, no rio São Francisco, divisa de Sergipe e Alagoas

Barragem de Xingó, no rio São Francisco, divisa de Sergipe e Alagoas


Bom, chegamos a Canindé de São Francisco e lá cruzamos nosso velho amigo São Francisco. Bem abaixo da represa de Xingó! É uma visão impressionante! Milhões de toneladas de concreto formando uma enorme parede que segura bilhões de litros d'água atrás de si. A maior obra de engenharia do nordeste! Energia elétrica para toda a região. A gente ficou parado algum tempo num mirante admirando aquela monstruosidade e, já do lado de Alagoas, seguimos para Piranhas.

Restaurante Flor de Cactus, em Piranhas - AL e a longa escadaria para se chegar lá...

Restaurante Flor de Cactus, em Piranhas - AL e a longa escadaria para se chegar lá...


A cidade é uma gracinha, prédios históricos espremidos entre as íngrimes encostas do São Francisco e o próprio rio. Piranhas era uma importante cidade ribeirinha no início do século passado, mas ganhou notoriedade mesmo quando, em Julho de 1938 uma volante (grupo de policiais) conseguiu emboscar o bando de Lampião e matar o mais famoso cangaceiro, bem próximo à cidade. Depois, cortaram a cabeça do rei do cangaço, assim como a de sua esposa, Maria Bonita, e de mais nove cangaceiros e as trouxeram para Piranhas, onde ficaram expostas por um bom tempo nas escadarias da prefeitura. As fotografias, bem famosas, são tétricas!

A gente se instalou na Pousada Lampião (tinha de ser! hehehe) e depois fomos comer no restaurante Flor de Cactus, no alto da cidade e com uma vista maravilhosa de toda a região, o Velho Chico majestoso lá embaixo, no canyon, e a cidade ao seu lado. Ali, comemos linguiça de bode! Dessa vez, bode mesmo e não carneiro disfarçado, como em Petrolina. Uma delícia!

No alto da escadaria que leva ao restaurante Flor de Cactus, em Piranhas - AL

No alto da escadaria que leva ao restaurante Flor de Cactus, em Piranhas - AL


Mas, muito melhor do que isso, conhecemos um simpaticíssimo grupo de cearenses amantes da história do cangaço. Um deles, o Severo, tem até um ótimo blog sobre a história do cangaço. Para quem se interessa, deve acessar: http://cariricangaco.blogspot.com/ Eles nos deram uma verdadeira aula sobre Lampião, Padre Cícero e outras personagens importantes na história nordestina.

Além disso, nos convenceram a visitar amanhã a Grota do Angico, local da morte de Lampião. Nós achávamos que teríamos de escolher entre esse programa e o passeio aos canyons, mas armamos um esquema para fazer os dois no mesmo dia, Oba!!!

Observando o rio São Francisco em Piranhas - AL

Observando o rio São Francisco em Piranhas - AL


Amanhã, o dia vai ser longo. E promete!

Brasil, Alagoas, Piranhas,

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Vista do alto da colina em Laranjeiras - SE

De Novo ao Sertão

Post seguinte passeio de catamarã no rio São Francisco em Canindé do São Francisco, divisa de Sergipe e Alagoas

Passeio nos Canyons

Blog da Ana Igreja em Laranjeiras - SE

Laranjeiras e Piranhas

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet