0 Chegando à Guiana - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Chegando à Guiana - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Chegando à Guiana

Suriname, Nickerie, Guiana, Georgetown

Balsa entre Suriname e Guiana, cruzando o rio Correntyne

Balsa entre Suriname e Guiana, cruzando o rio Correntyne


Hoje foi dia de levantar junto com o sol. Às 06:30 já estávamos tomando café no hotel em Nickerie e às 07:00 partíamos rumo ao porto de South Drain, um pouco menos de uma hora de estrada ao sul de Nickerie. Dali parte o ferry para o país vizinho, a antiga Guiana Inglesa, hoje apenas Guiana.

Preenchendo os famosos formulários de fronteira, entre Suriname e Guiana.

Preenchendo os famosos formulários de fronteira, entre Suriname e Guiana.


Pacientemente, fomos vencendo a burocracia, mostrando documentos, pagando taxas e finalmente embarcando a Fiona no barco. O largo e barrento rio Corentyne separa os dois países. Mais um rio de escala e aparência amazônica. Nossa... de onde vem tanta água? Viajando por esta região, é difícil acreditar que, algum dia, possa faltar água no mundo... Engraçado que acabamos de sair de um mundo das águas, o Caribe, para voltar para outro mundo das águas, a Amazônia. De semelhança, a quantidade de água e a influência que ela tem no modo de vida das pessoas. De distinto, todo o resto, a começar pela brutal diferença entre a cor das águas daqui para lá. Parecem duas substâncias diferentes!

O rio Correntyne e a misteriosa Guiana, logo à frente.

O rio Correntyne e a misteriosa Guiana, logo à frente.


Na chegada à Guiana, novo périplo pelos trâmites e meandros burocráticos. Como tínhamos toda a papelada na mão, incluído aí o seguro do carro, estávamos bem tranquilos. Era só questão de tempo e paciência. No fim, nem demorou tanto e fomos muito bem tratados pelos funcionários e policiais guianeses. Já faz tempo que temos sido advertidos das "dificuldades" na Guiana mas, pleo menos até agora, não temos absolutamente nada do que nos queixar!

Lanchonete ambulante, na Guiana

Lanchonete ambulante, na Guiana


Voltando da escola, na Guiana. O país tem uma grande população mulçumana.

Voltando da escola, na Guiana. O país tem uma grande população mulçumana.


Passada a fronteira, paramos logo no primeiro banco da primeira cidade para pegar dinheiro num ATM. Depois que inventaram essa máquina maravilhosa, quase não precisamos mais lidar com cambistas. Uma beleza! Depois, rumo à capital, Georgetown, aqui conhecida como "Joshtown". No caminho, muitas mesquitas e templos indianos. Como no país vizinho, aqui também houve uma grande imigração da Índia, em tempos pós-escravidão, e hoje eles são parte importante da cultura do país, seja na religião (muçulmana, hindu ou budista), seja na alimentação.

A bela catedral de St. George, mais famoso prédio de Georgetown - Guiana

A bela catedral de St. George, mais famoso prédio de Georgetown - Guiana


Chegando em Georgetown, a gente se instalou no simpático hotel Ariantze, bem central. Com a ajuda deles, conseguimos marcar nossa viagem/tour para a principal beleza natural do país, as fantásticas cataratas de Kaiteur. Elas ficam no meio da selva guianesa e o acesso pode ser feito por avião, ou numa longa viagem de carro e barco que dura de quatro a cinco dias. Como não temos esse tempo, vamos de aviaozinho mesmo, uma hora para ir, duas para ficar e outra hora para voltar. Coisa chique, hehehe. Na verdade, as agências se encarregam de encontrar turistas e encher um avião de 8 lugares. Se não encherem, ninguém vai. Esse, na verdade, era o nosso medo: não ter grupo para esses dias. Mas vai haver um, amanhã. E nós vamos! Obaaaa!!!

Passeando em Georgetown - Guiana

Passeando em Georgetown - Guiana


Resolvido isso, fizemos um belo passeio à pé pela cidade, durante a tarde. O prédio mais bonito e conhecido é a enorme catedral de St. George. Toda de madeira, seria a maior construção do mundo nesse material, dizem. O resultado é mesmo muito bonito, principalmente a parte interna.

Mercado Central, fim de tarde em Georgetown - Guiana

Mercado Central, fim de tarde em Georgetown - Guiana


Além da catedral, a prefeitura, o parlamento, o mercado e o palácio de justiça também são bem interessantes. Tudo pode ser conhecido num passeio à pé. Pelo menos neste horário, não tivemos nenhum problema de segurança, como havíamos sido alertados. É só prestar atenção e não carregar nada muito vistoso que não há problema, foi o que sentimos. Vistoso, mesmo, só a minha linda esposa, loirona alta no meio desse povão. Não tem como não chamar a atenção, das boas e das ruins. Mas, como disse, é só ficar ligado e tomar cuidado que dá para administrar.

Ariantze, o nosso hotel em Georgetown - Guiana

Ariantze, o nosso hotel em Georgetown - Guiana


Amanhã, ainda temos toda a manhã para passear. Se bem que não temos pressa para acordar, hehehe. Nosso vôo para Kaiteur é só depois do almoço. Nossa idéia é partir para o sul do país, em direção ao Brasil no dia seguinte, bem cedo. Hoje, já antecipando o clima de retorno à pátria, tomamos uma Skol agora de noite. Foi engraçado ver, no bar, a Skol do lado da Parbo, da Carib e da Banks (cerveja daqui). Mas foi uma só. Estamos com muito sono e logo voltamos para casa. É a cama nos chamando...

Interior da bela catedral de St. George, em Georgetown - Guiana

Interior da bela catedral de St. George, em Georgetown - Guiana

Suriname, Nickerie, Guiana, Georgetown,

Veja todas as fotos do dia!

Gostou? Comente! Não gostou? Critique!

Post anterior Observando a Guiana do outro lado do mar, no final de tarde em Nickerie - Suriname

Rumo à Oeste

Post seguinte Sobrevoando a magnífica Kaiteur Falls, na Guiana

Kaiteur Falls

Blog da Ana Cena de rua em cidade da Guiana

Berbice à Georgetown

Comentários (11)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 19/12/2016 | 16:01 por Marcos Gotinha

    boa tarde amigos, tenho uma janela de seis dias, chegando e saindo de manaus, dia 06/01/17 e 13/01/17, respectivamente.uma amiga e eu prentendiamos ir a venezuela mas o clima la está instavel demais, assim, tens alguma dica de algum pais por ai que se consiga visitar em tao pouco tempo?
    desde ja, grato

  • 01/11/2016 | 04:18 por Claudio

    Parabéns pelo site! Muito útil para mim!!!Obrigado

  • 29/12/2014 | 14:42 por Sonia Mel

    Tenho vontade de conhecer a Guiana... porém um certo receio em relação a população, os costumes enfim a cultura local. O que vc me diz sobre isso? Como é a alimentação local?

    Resposta:
    Oi Sonia

    A população da Guiana é tão amável como todas as outras. É claro que o país tb tem seus problemas, mas quem não tem? A cultura é muito diferente da nossa, um país onde a religião hindu e mulçumana também tem bastante influência (por causa da imigração indiana).

    Nossa experiência foi ótima por lá, mas muito rápida, infelizmente. Para quem já conhece a amazônia brasileira, as paisagens são relativamente parecidas. Acho que o ponto alto para nós, brasileiros, realmente é a cultura diversa. É importante saber falar um pouco de inglês! A comida tem influência indiana, muito saborosa.

    Espero ter podido ajudar

  • 05/05/2014 | 14:18 por michele garzzesi

    Estou realizando um estudo remunerado com pessoas que tenham viajado para America do sul (exceto dentro do Brasil) nos últimos 3 anos... Estudo sera realizado no dia 14/05 em São Paulo, remuneração R$120,00.
    Interessados entrem em contato 11 26312417 ou por e-mail michele.garzzesi@gamaresearch.com.br

    Resposta:
    Obrigado pelo convite, Michele

    Infelizmente, não pudemos comparecer

    Um abraço

  • 19/04/2013 | 14:15 por MARCOS

    Rodrigo, boa tarde, já lí e relí teu blog várias vezes, principalmente sobre as 3 Guianas.
    Pretendemos fazer este percurso de motocicleta, saindo de Curitiba e voltando por Manaus/Santarem.
    A dúvida é a seguinte: Georgetown, Linden, Itumi????, Kurupukari, Annai e Lethem.
    Passaram por Itumi? Tem placas de sinalização? Seguir sempre pela principal? Nem no Bing Maps e nem no Google Earth consigo uma definição a respeito.

    Resposta:
    Olá Marcos

    Desculpe ter demorado tanto tempo para responder. Tivemos problemas com nosso site e alguns comentários se perderam lá atrás. Enfim, vcs fizeram a viagem? Deu tudo certo?

    Então, a estrada não tem erro não! É só seguir a principal que vc chega em Lethem. Não são muitas placas de sinalização, mas não tem erro!

    Um grande abraço

  • 15/09/2012 | 16:16 por buenopj

    estou pretendendo, ainda este ano, ir de carro do rio de janeiro, onde moro, a bogotá, passando por san pedro do atacama, salar de uyuni e machu piccho.
    não gostaria de voltar de bogotá pela transoceânica, pois estaria refazendo parte da minha ida (bolívia, equador e parte do peru). a ideia é subir e fazer a venezuela, as 3 guianas e entrar pelo amapá. ok. a minha dúvida é como passar da venezuela pra guiana. pelos mapas que consultei, teria que fazer via boa vista. esta correto? não existe estrada, mesmo não asfaltada, ligando diretamente a venezuela à guiana?
    caso não seja possível, existe estrada ligando manaus a santarém sem ser a br 319? acredito que de santarém alcance a transamazônica e depois a belem/brasília.
    obrigado,
    paulo bueno

    Resposta:
    Oi Paulo

    Puxa, vc vai dar a volta toda na América do Sul! Uma bela viagem!

    Não é possível atravessar da Venezuela para a Guiana. Fronteiras fechadíssimas! Tudo porque o Chavez quer anexar metade do país, que ele jura ser da Venezuela. Tem de ser por Boa Vista mesmo; Lembre-se que, para entrar na Guiana Francesa, é necessário visto! Se vc conseguir chegar lá, já vai estar no Amapá e, daí, tem de botar u carro numa balsa para Belém

    Se desistir das Guianas, de Manaus à Santarém, só de barco mesmo. Depos, é como vc falou, dá para pegar a Transamazônica. Aliás, foi o caminho que nós fizemos. Os posts estão no site.

    Outra opção é enfrentar a péssima estrada de Manaus à Porto Velho, e daí para Cuiabá. Essa é a nossa rota quando voltarmos ao Brasil, pela Venezuela. Mas, até onde sei, esta estrada está muito ruim mesmo...

    Abs

  • 19/07/2011 | 10:48 por Cleia

    ola...demorei mas voltei.. nossa trabalho foi arduo mas valeu a pena..na parte escrita meu grupo tirou 9.5(deu zebra e nao deu p entregar no prazo meio ponto foi disso) e na feira a nota maxima..
    e o melhor tinha que ter um prato tipico ai inventei de servir arepas da venezuela claro que mudei um pouco e até recebi um super elogio uma senhora que já tinha comido as da venezuela mesmo disse que as minhas estavam melhores!!!!! ganhei o dia nhehehehe
    no final das contas passei em 7 cadeiras e vou p segundo semestre bem feliz..
    obrigada
    Cleia hoff

    Resposta:
    Oi Cleia
    Parabéns!!! E no próximo semestre, sobre qual país será o trabalho? Espero que esse site possa ajudar novamente...
    Abs

    P.S Hmmm, essa história da arepa me deu uma fomeeeeeee...

  • 01/05/2011 | 12:10 por Cleia

    Onde vejo as fotos??
    vi as dos post..
    bah me ajudou muito os nomes dos parques que voces foram..
    O que mais voce achou do Suriname quais seus pontos turisticos?
    nao acho muita coisa na internet..e com os nomes dos parques achei muita coisa quem sabe mais alguns nomes..
    Ah sobre Kourou temos que inventar um roteiro alternativo ai pensamos em kourou..tem de ser algo que ainda nao tenha sido demasiadamente explorado..oq voce acha sobre isso?
    voce viu algo la que tinha esse perfil "inovador"?e complicado fazer algo sobre uma coisa assim tao distante da minha realidade mas como futura turismologa admiro pessoas como vces..
    abraços e espero a sua valiosa ajuda e depois te mando o trabalho..so pra voce ver como esta ajudando..
    boa viagem..

    Resposta:
    Oi Cleia
    Para ver as outras fotos, vai na página de fotos, abre o filtro e escolhe o lugar de onde vc quer ver as fotos. pode demorar, mas funciona!
    No Suriname, além de Paramaribo, as atrações são parques no seu interior. Com exceção de Brownsberg, todos os outros dependem de pacotes para serem visitados, pelas dificuldades de acesso. Vai-se de barcou e/ou avião. Vou procurar alguns nomes e te passo por email
    Sobre Kourou, como eu disse, não acho grande coisa não. Apenas o Centro Espacial vale a pena. A cidade e a praia são sem graças. Acho a praia de Awala-Yalimopo muito mais legal. Inclusive, é um dos melhores lugares do mundo para se observar a desova de tartarugas. E a mescla de cultura indígena, negra e européia também é muito legal!
    Vou querer ver o tabalho sim!!!
    Abraços

  • 22/04/2011 | 22:42 por CLEIA

    OLA..
    ACHEI MUITO LEGAL SEU BLOG...
    EU ESTOU CURSANDO TURISMO E TENHO UM TRABALHO SOBRE AS GUIANAS VENEZUELA COLOMBIA E SURINAME PRECISO DE SEUS PONTOS TURISTICOS E TENHO QUE CRIAR UMA ROTA ALTERNATIVA EU PENSEI EM KOUROU..
    SE VC TIVER MAIS FOTOS DE KOUROU E INFORMAÇOES SOBRE OS PONTOS TURISTICOS DESSES PAISES POR FAVOR M ENVIE..
    COMO FUTURA TURISMOLOGA QUERO FAZER VIAGENS ASSIM COMO VOCE..VOU PASSAR A SEGUIR SEU BLOG..
    POR FAVOR ME RESPONDA
    E REALMENTE E MUITO LEGAL SEU BLOG.
    CLEIA HOFF.

    Resposta:
    Olá Cléia
    Gostamos muito de ter viajado nesses três países. Achamos que eles tem grande potencial turístico, especialmente para quem gosta de aventura. Com a construção da ponte em Oiapoque, acho que o número de viajantes brasileiros por lá deve aumentar bastante
    No lado da Guiana, falta asfaltar a estrada entre a fronteira e Linden.

    Na Guiana Francesa, acho que tem pontos mais interessantes do que Kourou. Vc já leu todos os posts que eu e a Ana coocamos nos nossos blogs? Tem muita informação lá. E não se esqueça de checar também a página de fotos. Tem muitas outras fotos além daquelas que postamos nos nossos blogs
    Qualquer dúvida, pode perguntar!
    Abs

  • 20/04/2011 | 08:50 por Dona Helen


    Tudo muito bonito e interessante!
    Parabens!
    Más, há sempre um más.
    O certo é muçulmano e nāo mulçumano.
    Bjs. Mm

    Resposta:
    Ops!
    "Mulçumano" é de lascar!
    Mas, asseguro-lhe e assevero-lhe que se tratou de um erro de digitação, hehehe!
    Não trabalho com o Word, que corrigiria todos esses pequenos erros.
    De qq maneira, agradeço o olhar atento para poder corrigir erros bizarros como esse!
    Na legenda da foto, infelizmente, dá mais trabalho corrigir...
    Beijos e saudades

  • 20/04/2011 | 01:39 por Daniela Dias Ortega

    Gente, os blogs de vcs são MARAVILHOSOS, vcs são super simpáticos e aventureiros. E sabem tirar boas fotos e escolher ótimas viagens.

    A postagem da viagem de vcs à Chapada Diamantina foi muito interessante!! Mostrei pra minha família.

    Também tenho um blog que será no futuro um blog de viagens,
    visto que conheço muito pouco o Brasil e só. Mas desvendei muito a região do sudoeste de Goiás, rica em cachoeiras e sítios arqueológicos.
    http://danielaortega9.blogspot.com/

    Um grande abraço!
    Continuem com os blogs, e parabéns!

    Resposta:
    Oi Daniela
    Obrigado mesmo pelos elogios. São um estímulo para que a gente continue, não só viajando mas postando também. Dá um trabalhão, mas vale à pena!
    Vamos dar uma olhada no seu blog, já que muito em breve vamos estar passando exatamente no sudoeste de Goiás! Está no roteiro do nosso caminho de volta pelo centro do Brasil.
    Abraços

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet