0 Cama e Canja de Galinha - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Cama e Canja de Galinha - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Cama e Canja de Galinha

Peru, Huaraz

A Ana teve uma péssima noite. Muita febre e dores abdominais. Da cama para o banheiro, do banheiro para a cama. De manhã cedo, nem tinha forças para ir ao salão de café da manhã. Eu fui e conversei com a simpática e solícita dona do nosso hostal, o Churup. Ela se prontificou a chamar um médico de sua confiança, que já está acostumado em tratar turistas com o mesmo tipo de problema.

Não demorou e ele já estava lá, tratando da minha sofrida esposa. Identificou o propblema, suspendeu a medicação que o plantonista de ontem havia receitado e passou outra. A consulta e remédios custaram dez vezes mais que as de ontem, mas mesmo assim ainda foi muito mais barato que no Brasil. No total, gastamos pouco mais de 70 reais, dinheiro muito bem pago para curar a minha linda.

A nossa viagem para Trujillo foi adiada para amanhã, para o bem da Ana, que deveria ficar de repouso absoluto. Na hora do almoço, saí para comer algo e voltei com uma bela de uma canja para ela, dessas que levantam defunto. Quantidade suficiente para o almoço e jantar. Depois de tanto tempo sem se alimentar, finalmente ela tinha fome.

Quem também ficou mal, sintomas parecidos, foi o alemão Andreas. Eles voltaram ontem de noite e se espantaram em nos reencontrar por aqui. Hoje cedo, acordou como a Ana. O mais provável é que tenha sido alguma água mal fervida no trekking, agindo em organismos menos resistentes às bactérias locais. Então, hoje, era eu cuidando da Ana e a Vania cuidando do maridão.

De noite, jantando sozinho na rua, aquela cadeira na minha frente estava mais vazia do que nunca. Depois de 500 dias sem desgrudar um do outro, não é fácil jantar sozinho...

Peru, Huaraz,

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Relato espanhol do início do séc XVII sobre as ruínas de Chavin, na região de Huaraz, no Peru

Chavin

Post seguinte A cidade de Huaraz, no Peru, vista do alto da Cordillera Negra

De Huaraz à Trujillo

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet