0 Big Blue - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Big Blue - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Big Blue

México, Tulum

Em busca de ar, depois de ir a 25 metros de profundidade no cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México

Em busca de ar, depois de ir a 25 metros de profundidade no cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México


Um dos mais belos filmes que vi na minha adolescência foi “Big Blue”, ou “Imensidão Azul”, em português. Conta, de maneira romantizada, a história real de Jacques Mayol, um dos maiores apneístas do século XX. Apneísta, para quem não sabe, é o praticante de mergulho livre, sem tanques, só no pulmão mesmo. Seus lindos mergulhos nas águas azuis do mediterrâneo, ou mesmo em lagos congelados no alto dos Andes, tão bem retratados no filme, sempre foram uma inspiração para mim.

Saltando no magnífico cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México

Saltando no magnífico cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México


Desde então, sempre gostei de medir o quão fundo eu conseguia ir, só com as nadadeiras e uma máscara. A brincadeira ficou um pouco mais séria quando, junto com a Ana e um irmão, fizemos um curso de apnéia com a Carol Schrappe, nossa amiga, instrutora e recordista sul-americana da categoria. Com as técnicas devidas, aumentamos muito os nossos antigos limites.

Nadando no cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México

Nadando no cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México


Nesses 1000dias, sempre que temos alguma chance, praticamos um pouco. Foram poucas oportunidades, mas bem marcantes, sempre em lugares lindos. E a melhor delas ocorreu aqui, no Yucatán, em um cenote que havíamos mergulhado há poucos dias e que prometemos voltar, dessa vez sem tanques de ar comprimido. Estou falando do maravilhoso Pit, com os raios de sol que entram de forma quase mágica em suas águas azuis, iluminando toda a gigantesca câmara, com quase 40 metros de profundidade.

Fotografando a Ana durante mergulho de apneia no cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México

Fotografando a Ana durante mergulho de apneia no cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México


A ideia era saír de Playa del Carmen bem cedo, rumo ao sul do Yucatán, para já chegar perto da fronteira com Belize, mas com uma parada estratégica nesse cenote. Só que acabamos demorando um pouco mais, primeiro para nos despedir de nossos amigos viajantes argentinos e depois, já perto da entrada do cenote, num reencontro com o Luis, nosso instrutor de cave diving. Ao final, só chegamos ao cenote perto das quatro da tarde, sem os raios de sol, mas tendo toda aquela maravilha da natureza apenas para nós. Um verdadeiro privilégio!

Raios de sol entram no incrível poço do Cenote The Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México

Raios de sol entram no incrível poço do Cenote The Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México


O Pit é realmente um lugar fantástico. Lá de baixo dessa câmara enorme que tem iluminação natural, parte um túnel para as profundezas. Perto dos 80 metros de profundidade, esse túnel se abre para uma outra câmara, essa sim gigantesca, três vezes mais ampla que a câmara que conhecemos. Poucos foram os seres humanos que tiveram o privilégio de lá chegar, umas três dezenas, talvez, e menos ainda os que atravessaram esse lugar secreto, chegando ao túnel do outro lado, agora já abaixo dos 100 metros de profundidade. Daria para contar nos dedos das mãos. O Luis foi um deles e nos contou a maravilha que é chegar a um lugar tão amplo como esse, água absolutamente transparente, tão bem escondido pela mãe-natureza. Deve ser demais... Quem sabe, um dia...

Mapa do cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México. Nós ficamos no salão de cima, mas embaixo há outro 3 vezes maior!!!

Mapa do cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México. Nós ficamos no salão de cima, mas embaixo há outro 3 vezes maior!!!


Mas o dia de hoje era para apneia ou mergulho livre, nada tão radical assim. Com aquela piscina encantada só para nós, eu e a Ana pudemos brincar como crianças, ora pulando do alto de uma pedra até a água, ora mergulhando a toda velocidade em direção ao fundo do cenote. Câmera nas mãos, filmadora amarrada na cabeça, mergulho solo, mergulho acompanhado, enfim, teve para todos os gostos.

A Ana faz apnéia no cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México

A Ana faz apnéia no cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México


Começamos indo até 10 metros de profundidade e depois, aos poucos, fomos aumentando. Perto dos 13 metros, lá estava aquela barreira mágica da haloclina, onde água doce e salgada se encontram, onde passamos da água fresca para a água morna, da água leve para a água pesada. A única semelhança é que as duas são incrivelmente transparentes e, através delas, lá no fundo, a 30 metros de profundidade, podemos ver a “terceira camada”, feita de ácido sulfídrico. É como se fosse uma neblina abaixo d’água, um visual de cemitério em meio às águas do paraíso. Surreal mesmo!

Voltando das profundezas do cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México

Voltando das profundezas do cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México


As profundidades foram aumentando e, ao final, a Ana chegou aos 18 metros e eu fui aos 26 metros. O estranho é que, lá embaixo, em meio à agua quente do mar e sob uma pressão equivalente a 3,5 atmosferas, a sensação é de grande conforto. Não falta ar e a vontade é de ficar por ali mais um tempo, ou de ir um pouco mais fundo. Ainda bem que a razão fala mais alto e sabe que, bem... é mais razoável começar a subir e iniciar o longo caminho de volta até a atmosfera salvadora e redentora. Somente quando voltamos à agua fria e doce acima dos 13 metros é que temos a real noção do quanto estamos sedentos de ar. Os últimos metros parecem uma eternidade e quando finalmente afloramos na superfície ... uffff... que delícia de ar!



Lá embaixo, vendo aquela neblina tão perto, que vontade de descer mais um pouquinho. Que saudade que ficamos da Carol, a nossa fada sininho que, durante nosso treinamento lá na pedreira de Sorocaba, sempre descia conosco e, lá no fundo, nos convidava a descer um pouco mais. Depois, subia conosco, pedindo e passando calma e tranquilidade, nos dando toda a segurança do mundo. Se você estivesse aqui, certamente eu teria dado um mergulho refrescante naquela neblina lá do fundo. Mas, só a chance de ter chegado tão perto já fez dessa nossa tarde uma das mais deliciosas desses últimos tempos. Que mágico ter estado aqui!

Encontro com a Ana a mais de 10 metros de profundidade, a caminho da atmosfera, depois de mergulho de apneia no cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México

Encontro com a Ana a mais de 10 metros de profundidade, a caminho da atmosfera, depois de mergulho de apneia no cenote Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México

México, Tulum, Mergulho, cenote, apnéia, Pit

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior A Ana e a Marina veem vários tubarões touro durante mergulho em Playa del Carmen, no litoral do Yucatán, no México

Encontro com os Tubarões-Touro

Post seguinte Dia de sol e visual caribenho na laguna Bacalar, no sul do Yucatán, no México

Caribe de Água Doce

Blog da Ana Mergulhando no belíssimo Cenote The Pit, em Tulum, no Yucatán, sul do México

Mergulhando no Pit e Pet Cementery

Comentários (8)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 28/10/2014 | 16:37 por Sheila Moralles

    Eu queria ver o vídeo, mas aparece a mensagem que não está mais disponível. É isso mesmo, ou algum bug...

    Nem preciso dizer que o post, as fotos, tudo muito lindo e inspirador! Parabéns...

    Resposta:
    Oi Sheila

    Pois é, a droga do YouTube está bloqueando o vídeo por causa da trilha sonora que colocamos. Um saco, isso! Vamos que o que podemos fazer. Esse vídeo ficou muito legal mesmo. esses cenotes são maravilhosos!

    Um abraço

  • 23/05/2013 | 14:27 por Fernando Célio

    Que maravilha de mergulho.
    Dá vontade de descer e conhecer todo o lugar.
    Muito bom! É revigorante só de assistir ao vídeo.

    Resposta:
    Olá Fernando

    Legal que vc gostou. O lugar é mesmo maravilhoso! Quando vejo o video, tenho vontade de voltar tb!

    Um abs

  • 29/03/2013 | 12:58 por Gustavo Mayer

    Sempre me empolgo com esta idéia, sei q é complicado só com vcs 2. Já fazem 1001coisas.
    Mas o q vcs estao fazendo é muito legal, e muito bem feito por sinal, e os lugares, sensacionais. Seria além de tudo muito legal mostrar o q estao fazendo pela TV. Este canal OFF aqui esta fazem do uma programação de muito respeito e vcs caberiam como muito bem ali.
    Sei q além de tudo o q estao curtindo e a aventura de vcs com o roteiro da mochila. E uma equipe de cinema nao é bem a compania para estas horas de tanta introspecção e momentos tão inimistas e particulares, até um cinegrafista extra já seria mais difícil.
    Mas olhar q se tiverem querendo contratar um, garanto q vão poder escolher hahahaha !!!!!! Arranjam um patrocinador para pagar o cara e fazem um TRIP ROAD SHOW semanal, particularmente eu e muitos q acompanham vc adorariam assistir.
    Mas ainda existe a possibilidade CHE. Vcs conhecerem um pais necessitado e proporem uma revolução política, nada mal heim, poderiam escolher uma ilha bonita como cubas, mas pode ser menor rsrsrs.

    Brincadeiras a aparte, gosto muito do que estao fazendo e como estao fazendo. As vezes me empolgo com esta história de colocar vcs na TV, mas com o vídeo q colocaram aqui foi difícil nao me empolgar.

    Sempre em frente meus amigos, acho q todos nós já somos agradecidos por vcs estarem compartilhando esta imensa aventura q estao a realizar, com suas belas imagens, vídeos e especialmente historias e aprendizagem. Obrigado! A viagens esta demais! Esta sendo ótimo poder estar um pouco junto de vcs a cada dia.

    Tudo de bom pra vcs, uma boa Páscoa, e vamos nos falando.

    Beijos e abraços de toda a familia

    Resposta:
    Grande Gustavo

    Obrigado pelas palavras!

    Sempre pensamos em vcs por aqui. Passando pelo Mexico, então, e com aquele seu livro que nos deu de presente, era como se estivesse conosco o tempo inteiro, hehehe. inclusive quando filmamos esse vídeo aí.

    Um grande abraço para o grande casal

    P.S Pois eh, um cinegrafista conosco o tempo todo, iria quebrar um pouco o clima, hehehe.

  • 28/03/2013 | 11:25 por Gustavo Mayer

    Sensacional !!! Realmente Duca !!!
    A globo sabe que vc´s existem, tem varias matérias sobre vc´s.
    Já mantive contato com o Canal OFF, que tem mostrado programas de aventura, e já falei isso para vc´s e para a Ana em especial, mandei o contato do cara e ele está esperando o Piloto do programa de vc´s, já faz um tempo por sinal !!!
    Com certeza vc´s conseguem 30 minutinho de vídeo por por semana com a quantidade de coisas que estão fazendo.
    A Edição ficou muito legal, vamos dar continuidade nisso, vc´s tem muito para mostrar!!

    abraços e beijos

    Resposta:
    Grande Gusta

    Nós adoraríamos! Mas seria mais fácil com alguém mais por aqui, para nos ajudar. Três minutos de filme jão dão um trabalhão, imagina 30...

    mas, enfim, vamos filmando. O dia que paramos, vai sair muito filme

    Um grande abraço para vc e a bela família

  • 24/03/2013 | 22:29 por mario sergio

    Duca!!!!!! Maravilhoso. É matéria de Globo repórter, SBT repórter, etc. Alto nível, muito bom, parabéns filhos.

    Resposta:
    Olá!!!

    Mas que pai (e sogro) mais coruja, hehehe!

    Alguém precisa avisar a Globo, SBT, Record e Bandeirantes que nós existimos!!!

    Um grande aa saudoso abraço

  • 21/03/2013 | 14:58 por Luiz Jr.(Blog Boa Viagem)

    UAU! Simplesmente DO C******!!!!

    Resposta:
    Olá Luiz

    Pois é, esse lugar é mesmo IMPRESSIONANTE! Ficamos ali brincando por horas, apenas nós. Foi mágico!

    Um grande abraço

  • 21/03/2013 | 14:33 por Carol Schrappe

    QUE DEMAIS!!!!!!

    Eu tava precisando de um mergulho destes hoje!!!!!!
    OBRIGADA, por me fazer mergulhar com vocês neste dia chuvoso de Curitiba!

    SAUDADES!
    Beijos

    Carol Schrappe

    Resposta:
    Olá, amiga querida!

    Que legal que vc tenha gostado! Pensamos tanto em vc nesse dia! Adoraria ver vc mergulhar por ali, tomar um banho de ácido sulfídrico e voltar lá de baixo renovada.

    Na próxima vez que passar por lá, que tal fazer uma apneia também e nos mandar o filme?

    Um grande abraço pára o casal

  • 21/03/2013 | 12:55 por Gustavo Afonso Junqueira Jr

    Show de bola o vídeo!!!!!

    Resposta:
    Oi Guto!

    Todo o mérito para quem editou o vídeo, ou seja, sua bela cunhada!

    Um grande abraço

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet