0 Aniversário Entre Gigantes - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Aniversário Entre Gigantes - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Aniversário Entre Gigantes

Canadá, Tofino, Victoria

Enorme tronco caído de cedro Vermelho faz ponte natural em trilha do Pacific Rim Nat. Park, na região de Tofino, na British Columbia, no Canadá

Enorme tronco caído de cedro Vermelho faz ponte natural em trilha do Pacific Rim Nat. Park, na região de Tofino, na British Columbia, no Canadá


Algumas datas nos fazem ver como temos andado por esse continente nos últimos tempos. São datas marcantes para nós como, por exemplo, o dia do ano que começamos essa viagem ou a data do nosso casamento. Elas nos convidam a tentar lembrar como foi esse mesmo dia há um ano ou há dois anos, épocas em que já estávamos na estrada nesses 1000dias. Nossos respectivos aniversários estão entre esses datas marcantes e hoje é o meu dia de ficar um pouco mais velho.

As condições climáticas da 'Wet Coast', na British Columbia, no Canadá

As condições climáticas da "Wet Coast", na British Columbia, no Canadá


Então, foi o dia de tentarmos lembrar o que fizemos e onde estávamos nos dias 11 de Outubro de 2011 e de 2010. Se a memória falha um pouco, os blogs estão aí para nos lembrar! Um botão no alto de cada um dos blogs nos leva diretamente aos posts de um e dois anos atrás. Para mim, é uma viagem deliciosa navegar por eles e reviver aqueles momentos. Há um ano, estávamos na cidade histórica de Popayan, no sul da Colômbia, e a sobremesa do jantar daquela noite especial foi inesquecível! Há dois anos estávamos em Itaúnas, a simpática cidade capixaba cheia de dunas de areia, no norte do estado. Ali, tivemos a deliciosa companhia do sobrinho Leo e da namorada Karen, que já faz parte da família, quase uma sobrinha também. Sem esquecer dos padrinhos Rafa e Laura. Foi muito legal!

Observando árvore que cresceu sobre o tronco de um antigo Cedro Vermelho, na rain forest da região de Tofino, na British Columbia, no Canadá

Observando árvore que cresceu sobre o tronco de um antigo Cedro Vermelho, na rain forest da região de Tofino, na British Columbia, no Canadá


Bom, e hoje, 11 de Outubro de 2012? Dessa vez, longe que estamos, não tivemos a companhia física de familiares e amigos. Mas a internet e o Skype estão aí para diminuir as distâncias, certo? Passei boa parte da manhã, ainda no nosso Hostal em Tofino, lendo e respondendo e-mails e mensagens no Facebook, além de falar por uma hora, via Skype, com a família separada pelo mundo. Uma delícia! Viajar hoje em dia é tão mais fácil que na época das cartas e dos telegramas... Pois é, estou ficando velhinho, eu me lembro disso!

A magnífica floresta de árvores gigantes na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá

A magnífica floresta de árvores gigantes na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá


Bom, fim da manhã, fim da nostalgia, bola para frente! Era hora de pegar estrada novamente! Nosso destino era Victoria, no sul da Vancouver Island e a capital de toda a British Columbia. Mas, antes de chegar lá, ainda tínhamos duas paradas muito importantes para fazer!

Trilha ba floresta de árvores gigantes, na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá

Trilha ba floresta de árvores gigantes, na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá


Placa comparativa da maior e mais antiga das Douglas Fir com a Torre de Pisa, na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá

Placa comparativa da maior e mais antiga das Douglas Fir com a Torre de Pisa, na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá


A primeira foi numa trilha atravessando um trecho da rain forest protegida pelo Pacific Rim National Park, ainda bem perto de Tofino. O clima chuvoso combinou perfeitamente com a trilha entre enormes árvores centenárias que formam o coração e o motor daquela mata úmida. Do conforto de uma passarela de madeira, pudemos admirar o trabalho milenar da natureza, através de várias gerações de árvores que chegam a viver 800 anos e que, quando morrem, ainda ajudam a sustentar por mais de um século a vida de outras árvores que nascem sobre seus troncos. O ar puro e o silêncio quebrado apenas pelos cantos dos pássaros ajudam a criar um clima de paz e relaxamento, tudo o que eu mais queria naquele momento. Sorte daqueles que podem fazer um passeio desses a cada dia. Rejuvenescedor!

Junto à maior e mais antiga das Douglas Fir, em Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá

Junto à maior e mais antiga das Douglas Fir, em Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá


A maior e mais antiga das Douglas Fir, em Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá

A maior e mais antiga das Douglas Fir, em Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá


A parada seguinte, uma hora adiante na estrada, também foi em uma mata. Já distantes da “Wet Coast”, o sol até apareceu, como que para me parabenizar também, hehehe. A floresta, agora, era a famosa “Cathedral Grove”, um parque criado para proteger as maiores e mais antigas árvores de toda a Vancouver Island. Se a outra mata, perto de Tofino, já era inspiradora, essa aqui beira o divino. Árvores que chegam aos 70 metros de altura e que necessitam de quase uma dezena de homens para serem completamente “abraçadas”, elas se erguem como pilares para o céu que, aliás, parecem sustentar.

Trilha pela Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá

Trilha pela Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá


A estrada passa bem no meio do parque. Aí, paramos o carros e fazemos duas trilhas, uma em cada lado da estrada. De um lado, predominam nossos velhos conhecidos Cedros Vermelhos. Os mesmos que, quando morrem, servem de encubadeiras pelo próximo século. Do outro, uma parente próxima, conífera também, a Douglas Fir. Mensageiros dos séculos, contam a história de enormes tempestades, como uma há 23 anos, e de incêndios, como o que destruiu metade das árvores a 350 anos, deixando grandes cicatrizes nas árvores que restaram. São nesses grandes eventos que esses gigantes silenciosos vem ao chão, dando espaço a uma nova geração de árvores.

A Fiona fica pequenina perto das árvores da Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá

A Fiona fica pequenina perto das árvores da Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá


Essas mesmas árvores maravilhosas estavam por aqui quando o botânico David Douglas passou pela ilha, há quase 200 anos. Douglas pertenceu a uma geração heroica de cientistas ingleses, que cruzou o mundo naquela época, como oficiais de ciências de grandes expedições. Douglas pode não ter ficado tão conhecido como seu contemporâneo Darwin, mas viveu aventuras semelhantes, encerradas abruptamente numa misteriosa morte enquanto explorava o Hawaii, com apenas 35 anos de idade. Mesmo com esse pouco tempo de vida, ele foi o responsável pela descoberta de centenas de novos tipos de árvores e plantas. Na verdade, foi o botânico responsável pelo maior número de tipos de árvores introduzidas na Inglaterra (e, portando, na Europa) na história. Entre elas, a imponente Douglas Fir, que foi batizada em sua homenagem após sua trágica morte.

A magnífica floresta de árvores gigantes na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá

A magnífica floresta de árvores gigantes na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá


Homenagem também é o que fizemos a “mãe de todas elas”, que hoje comemorava 843 anos de idade (pelo menos, foi assim que gostei de imaginar!), uma árvore que já estava de pé quando Marco Polo visitava a China, há 750 anos. Quando Colombo chegou, então, ao outro lado do continente, já era uma adulta! Só não posso dizer que foram os vikings que a plantaram porque eles só ficaram no lado do Labrador. Ou teriam dado um pulinho por aqui? Enfim, ter estado ali, lado a lado com essas gigantes foi um inesquecível presente de aniversário.

A magnífica floresta de árvores gigantes na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá

A magnífica floresta de árvores gigantes na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá


Mas não foi o único! Nós seguimos viagem até a charmosa Victoria, cidade com uma rica cena cultural e gastronômica. A cidade, vamos explorar de verdade amanhã, com ajuda da luz do dia. Mas a iluminação noturna foi mais do que suficiente para encontramos o delicioso restaurante Camille’s, onde a Ana me presenteou com um jantar maravilhoso, com direito a vinho canadense direto do Okanagan Valley, principal região vinícola do país. Da entrada à sobremesa, passando pela carne de prato principal, foi um verdadeiro banquete de sabores! Obrigado a minha amada companheira!

Um delicioso vinho local para celebrar o aniversário do Rodrigo em Victoria, capital da British Columbia, no Canadá

Um delicioso vinho local para celebrar o aniversário do Rodrigo em Victoria, capital da British Columbia, no Canadá


Celebração do aniversário do Rodrigo em Victoria, capital da British Columbia, no Canadá

Celebração do aniversário do Rodrigo em Victoria, capital da British Columbia, no Canadá


A noite e a celebração não terminaram por aí. Ainda esticamos para um Irish Pub, com boa música irlandesa e uma enorme quantidade e variedade de cervejas e uísques. Uísques de primeira, mas com um tamanho de dose ridículo, como bem pôde comprovar a Ana. Eu fui direto na tradicional Guinness. Achei que combinava com a data e com o dia que tinha passado! Terminamos assim, em grande estilo, esse 11 de Outubro. Depois de tanto lembrar do passado, ficou só a curiosidade do futuro: onde será o 11 de Outubro de 2013?

Uma legítima Guinness em pub irlandes para celebrar o aniversário do Rodrigo em Victoria, capital da British Columbia, no Canadá

Uma legítima Guinness em pub irlandes para celebrar o aniversário do Rodrigo em Victoria, capital da British Columbia, no Canadá

Canadá, Tofino, Victoria, trilha, Parque, British Columbia, Cathedral Grove

Veja todas as fotos do dia!

Comentar não custa nada, clica aí vai!

Post anterior Surfista e seu cachorro enfrentam as águas geladas de praia em Tofino, na costa oeste de Vancouver Island, litoral da British Columbia, oeste do Canadá

Entre Praias e Árvores

Post seguinte Detalhe do belo portal chines no coração da Chinatown de Victoria, capital da British Columbia, no oeste do Canadá

Amarelos e Vermelhos

Blog da Ana A magnífica floresta de árvores gigantes na Cathedral Grove, na estrada para Tofino, em Vancouver Island, na British Columbia, no Canadá

Rodrigo e as Big Trees

Comentários (3)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 15/10/2012 | 19:06 por Lurdes

    Feliz aniversário e muita saúde para continuar esta caminha junto com a Ana e nos mostrando este mundão

    Resposta:
    Oi Lurdes

    Muito obrigado pela lembrança e seguimos firme rumo aos 44, sabe-se lá aonde. Só sei que será em algum lugar desse nosso lindo continente!

    Abs

  • 14/10/2012 | 20:34 por mabel

    Parabéns pelo aniversário! Que venham muuuitos anos de vida e incontáveis viagens.

    Impressionante o tamanho das árvores e as fotos também.

    Edna e Jairo mandam abraços e desejam que você "cumpra a promessa" da compra da casa em Ubatuba. rsrsrsrs

    Resposta:
    Oi Mabel

    Muito obrigado pela lembrança e pelo carinho!

    Diga à Edna e ao Jairo que vamos escrever um livro, ficar ricos e cumprir a promessa, que é o que mais quero, hehehe!

    Abraços a todos vcs

  • 13/10/2012 | 21:33 por Silvan

    Rodrigo, desejamos muitas felicidades e saúde a voce sempre junto da sua amada Ana.
    Grande abraço de Silvan e Claudinha.

    Resposta:
    Oi Silvan e Claudinha

    Muito obrigado pela lembrança!

    Um grande abraço para vcs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet