0 A Vida Embaixo D'Água - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A Vida Embaixo D'Água - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

A Vida Embaixo D'Água

Galápagos, San Cristóbal, Isla Santiago, Isla Isabel, Isla Darwin, Isla Wolf

Cardume de tubarões em mergulho em Darwin, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)

Cardume de tubarões em mergulho em Darwin, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)


Certamente, o mar de Galápagos não é um lugar com visibilidade excepcional como o Mar Vermelho ou Fernando de Noronha e nem com tantas cores como a Barreira de Corais australiana. Além disso, a água é fria (em alguns pontos, gelada!!!), muito menos confortável que o Mar do Caribe.

Estrela-do-mar em mergulho em Santiago, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)

Estrela-do-mar em mergulho em Santiago, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)


Baiacu em mergulho em Wolf, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)

Baiacu em mergulho em Wolf, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)


O que realmente atrai tantos mergulhadores à esse arquipélago distante é a quantidade de vida. Principalmete, a de criaturas grandes. Galápagos fica na confluência de várias correntes marítimas ricas em nutrientes. É a base alimentar de uma extensa cadeia que começa com peixes pequenos, passando por tartarugas e leões-marinhos e chegando à golfinhos, tubarões e baleias, incluindo aí o maior peixe dos nossos oceanos, o Tubarão-Baleia.

Moréia em mergulho em Wolf, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)

Moréia em mergulho em Wolf, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)


Peixe camuflado em mergulho em Wolf, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)

Peixe camuflado em mergulho em Wolf, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)


É só a gente cair na água e olhar para os lados e eles começam a aparecer. Tartarugas e leões-marinhos estão em quase todos os pontos de mergulhos. Muitas vezes, podemos ver vários deles ao mesmo tempo, interagindo entre si. Ou estão acostumados conosco, e portanto não tem medo, ou são curiosos com a nossa presença, chegando bem perto para nos estudar melhor. No nosso primeiro mergulho, por exemplo, ainda em San Cristóbal, perto do porto, a visibilidade estava muito ruim e o mergulho ía se desenrolando monotamente. Eu já pensava com meus botões: "tudo bem, esse é apenas um mergulho de adaptação, a festa mesmo começa amanhã" quando dois leões-marinho apareceram, os primeiros que via em minha vida durante um mergulho. Tudo mudou! Aquele mergulho chato de repente se transformou num dos mais interessantes desses 1000dias!

Dois leões marinhos curiosos com a nossa presença em Cousin Rock, na Isla Santiago - Galápagos

Dois leões marinhos curiosos com a nossa presença em Cousin Rock, na Isla Santiago - Galápagos


Tartaruga marinha em mergulho na Isla Wolf, em Galápagos

Tartaruga marinha em mergulho na Isla Wolf, em Galápagos


Aos poucos, fomos nos acostumando com esses velozes mamíferos e também com as dezenas de tartarugas e moréias que víamos. Queríamos mais! Foi quando chegamos à Wolf. Aí, os mergulhos mudaram! A gente simplesmente ficava parado, acomodado em alguma pedra, vendo dezenas e dezenas de tubarões passando à nossa frente. O primeiro tubarão-martelo a gente nunca esquece! Depois, vem o segundo, o terceiro, o centésimo e começamos a nos acostumar também com eles...

Duas arraias-chita em mergulho na Isla Darwin, em Galápagos

Duas arraias-chita em mergulho na Isla Darwin, em Galápagos


Leão-marinho brinca conosco em mergulho em Isabel, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)

Leão-marinho brinca conosco em mergulho em Isabel, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)


Aí, o interessante passa a ser a interação entre diferentes animais. Tartarugas em meio a grandes cardumes de peixes, um leão-marinho nadando ao redor de um tubarão-martelo, duas arraias chitas num perfeito balé sub-aquático, enormes cardumes de tubarão-martelo e tubarão de Galápagos misturados, pinguins "voando" dentro d'água enquando enormes arraias manta literalmente batem suas asas ao nosso lado.

O fantástico peixe-lua em mergulho na Isla Isabel, em Galápagos

O fantástico peixe-lua em mergulho na Isla Isabel, em Galápagos


Polvo em mergulho em Darwin, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)

Polvo em mergulho em Darwin, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)


Inesquecível também é ver um polvo (que animal mais estranho!) nadando, com seus oito braços, ou cavalos-marinho sempre agarrados a algum suporte, ou o peixe-lua, um enorme "círculo" que nada vagarosamente ao largo da Isla isabel, peixe diferente de tudo o que eu já tinha visto anteriormente.

Cavalo-marinho em mergulho na Isla Isabel, em Galápagos

Cavalo-marinho em mergulho na Isla Isabel, em Galápagos


Lindo cardume de pequenas barracudas em mergulho na Isla Isabel, em Galápagos

Lindo cardume de pequenas barracudas em mergulho na Isla Isabel, em Galápagos


Outra experiência marcante foram os grandes cardumes de peixes. Milhares de pequenas barracudas nos envolviam, curiosas, em alguns lugares. Mas, o maior e mais impressionante de todos certamente foi o cardume de salemas. Milhões delas! Ao entrar no cardume, parecia que estávamos numa caverna. Ficava tudo bem escuro, apenas eu e aquela quantidade infinita de peixes em todos os lados, a 1-2 metros de distância. Nadando vagarosamente entre eles (vão abrindo caminho), uma vazio aparece à frente: é a Ana, em sua própria caverna, maravilhada também com aquela explosão de vida. Deixo a caverna da Ana para trás e, de repente, um buraco se abre rapidamete à minha frente: é um leão-marinho se divertindo, nadando ele também em meio àquele cardume infinito. Essa cena incrível tive a sorte de filmar. Vou tentar postar em breve esse vídeo...

A inconfundível silhueta de um tubarão-martelo em mergulho na Isla Wolf, em Galápagos

A inconfundível silhueta de um tubarão-martelo em mergulho na Isla Wolf, em Galápagos


Dois tubarões-martelo em mergulho na Isla Darwin, em Galápagos

Dois tubarões-martelo em mergulho na Isla Darwin, em Galápagos


Por fim, não posso deixar de mencionar os golfinhos que vinham cercar as nossas pangas quando voltávamos ao barco. Que animais incríveis e inteligentes! Basta olhar nos seus olhos para sabermos que, atrás deles, algo realmente nos observa e tenta interagir conosco. Mais tarde, quem nos cercava, agora no Galápagos Sky, eram os tubarões, dezenas deles, atraídos pela luz e pela esperança de alguma comida fácil. Nossa, é muita vida num mesmo espaço!

Golfinhos acompanham nosso bote após mergulho em Darwin, em Galápagos (fotos retiradas de vídeos de Maria Edwards)

Golfinhos acompanham nosso bote após mergulho em Darwin, em Galápagos (fotos retiradas de vídeos de Maria Edwards)


Tubarões de Galápagos (quase inofensivos!) cercam nosso barco durante  a noite na Ilha de Darwin, em Galápagos

Tubarões de Galápagos (quase inofensivos!) cercam nosso barco durante a noite na Ilha de Darwin, em Galápagos


E a maior delas, o nosso objetivo maior, aquele que fazia a nossa alegria chegar ao limite, desses falo no post seguinte...

Tubarão-baleia em mergulho em Darwin, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)

Tubarão-baleia em mergulho em Darwin, em Galápagos (foto de Hnning Abheiden)

Galápagos, San Cristóbal, Isla Santiago, Isla Isabel, Isla Darwin, Isla Wolf, Mergulho, Equador

Veja todas as fotos do dia!

Quer saber mais? Clique aqui e pergunte!

Post anterior Prontos e felizes para o primeiro mergulho em Wolf, em Galápagos (foto de Maria Edwards)

Mergulhando em Galápagos

Post seguinte Encontro com tubarão-baleia em mergulho em Wolf, em Galápagos (foto de Henning Abheiden)

Caça ao Tubarão-Baleia

Blog da Ana A paisagem vulcânica da Ilha de San Bartolomeu (próxima a Isla de Santiago), em Galápagos

Bartolomé

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 18/10/2011 | 16:56 por Rubens

    Incrível o mergulho em Galápagos junto aos Tubarões Baleia. Parabéns Rodrigo e Ana!

    Resposta:
    Olá Rubens

    Foi mesmo maravilhoso ter mergulhado com esses animais incríveis. Espero ter a chance de fazer isso de novo!

    Abs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet