0 A Trilha do Rio do Boi - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A Trilha do Rio do Boi - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

A Trilha do Rio do Boi

Brasil, Santa Catarina, Praia Grande

1000dias na trilha do Rio do Boi, ao longo do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

1000dias na trilha do Rio do Boi, ao longo do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


Uma das regiões mais belas do Brasil se encontra na fronteira entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a poucos quilômetros do Oceano Atlântico. Aí estão os maiores cânions do país, escarpas rochosas com centenas de metros de altura que fazem a transição entre o planalto gaúcho e a Serra Geral e a planície litorânea. Nomes como “Itaimbezinho”, “Malakara” e “Fortaleza”, alguns dos cânions mais conhecidos dessa região, enchem os olhos de turistas e visitantes e frequentam o imaginário de aventureiros já há dezenas de anos.

Mapa do Parque Nacional Aparados da Serra, cercado por trechos do Parque Nacional da Serra Geral, nos dois lados da fronteira entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os principais canyons dos dois parques estão apontados no mapa

Mapa do Parque Nacional Aparados da Serra, cercado por trechos do Parque Nacional da Serra Geral, nos dois lados da fronteira entre Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os principais canyons dos dois parques estão apontados no mapa


Região dos parques Aparados da Serra e Serra Geral. A parte alta fica no Rio Grande do Sul e a parte baixa, onde está Praia Grande, em Santa Catarina. A trilha do Rio do Boi percorre o interior do canion Itaimbezinho

Região dos parques Aparados da Serra e Serra Geral. A parte alta fica no Rio Grande do Sul e a parte baixa, onde está Praia Grande, em Santa Catarina. A trilha do Rio do Boi percorre o interior do canion Itaimbezinho


Para proteger esse incrível patrimônio natural do país foi criado, já no final da década de 50, o Parque Nacional Aparados da Serra, hoje com cerca de 13 mil hectares. Em 1992, foi a vez do Parque Nacional da Serra Geral, com porções separadas ao norte e ao sul do Parque Aparados da Serra. Tomado em conjunto os dois parques, a área protegida chega aos 30 mil hectares, ou 300 km2 de campos, matas, florestas, rios, planaltos, planícies e claro, as grandes estrelas dos parques, cânions majestosos resguardados da exploração humana (exceto pelo turismo!).


Nosso guia dá as últimas instruções antes de iniciarmos a trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

Nosso guia dá as últimas instruções antes de iniciarmos a trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


Ambos os parques se estendem pelos dois estados, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. De modo geral, podemos dizer que a parte alta, de planalto, se encontra em terras gaúchas, enquanto que a parte baixa, o fundo dos cânions, se encontra em terras catarinenses. Para visitar o trecho de planalto e se embasbacar com a vista lá de cima, a melhor cidade de apoio é Cambará do Sul, norte do rio Grande do Sul. Para quem quer se aventurar por dentro dos cânions, a cidade base é Praia Grande, sul de Santa Catarina. Apesar do nome, nada de praias por aqui. O mar está a cerca de 30 quilômetros de distância.

Colocando as caneleiras para se proteger de picadas de cobra, no início da trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

Colocando as caneleiras para se proteger de picadas de cobra, no início da trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


Entrada do canyon do Itaimbezinho, trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

Entrada do canyon do Itaimbezinho, trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


Para quem acompanha os 1000dias faz tempo, sabe que nós já visitamos os cânions na sua parte gaúcha, lá no alto. Foi em Julho de 2011, em pleno inverno. Temperatura gelada e paisagens deslumbrantes. Para quem quiser rever a história e as fotos, o post está aqui. Tem até uma foto em que aparece a cidade de Torres, ao fundo, bem distante. Naquela oportunidade, nós concentramos nossa visita no cânion Fortaleza, que fica dentro dos limites do parque da Serra Geral. Apesar de ser uma escolha difícil, esse é provavelmente o mais bonito dos cânions, quando vistos de cima. O Itaimbezinho, o mais famoso e turístico de todos eles, estava fechado naquele dia. Nós nos prometemos naquela época que, ainda durante os 1000dias, nós voltaríamos à região, agora para ver e caminhar pela base dos cânions.

A primeira de muitas travessias de rio na trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

A primeira de muitas travessias de rio na trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


Subindo a trilha ao longo do Rio do Boi, na parte baixa do canyon do Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

Subindo a trilha ao longo do Rio do Boi, na parte baixa do canyon do Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


Pode ter demorado, mas promessa feita é promessa cumprida! Agora, com a companhia do sobrinho João Pedro e sua namorada Bruna, finalmente voltamos para cá, do outro lado da fronteira, muitas centenas de metros abaixo de onde havíamos estado quase três anos antes. Já havíamos reservado, três dias atrás, um passeio para entrar no parque, pois para fazer a trilha mais famosa da região, a chamada Trilha do Rio do Boi, que entra dentro do cânion Itaimbezinho, é obrigatório a companhia de um guia credenciado. Saímos pela manhã de Torres, no litoral gaúcho, e menos de quarenta quilômetros de estradas já nos trouxeram para o município de Praia Grande, em Santa Catarina.

Divertindo-se no rio durante a trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

Divertindo-se no rio durante a trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


A Bruna se refresca no rio durante a trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

A Bruna se refresca no rio durante a trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


Aqui chegando, fomos diretamente à agência que havíamos contratado para encontrar nossos guias e companheiros de caminhada. Ainda estamos no verão e esta é uma época concorrida por aqui. São várias agências na cidade e mais de cem turistas por dia dispostos a percorrer os quase 15 quilômetros da trilha. Ainda em pleno carnaval, fizemos muito bem em fazer a reserva com antecedência. Os grupos não podem ser muito grandes e, conforme o número de pessoas, seguem um ou dois guias conosco. Nosso grupo tinha cerca de 10 pessoas e por isso seguimos com dois guias, os simpáticos Fred e Aline, todos levando seu lanche, prontos para seis ou sete horas de caminhada.

Subindo a trilha ao longo do Rio do Boi, na parte baixa do canyon do Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

Subindo a trilha ao longo do Rio do Boi, na parte baixa do canyon do Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


Com o sobrinho João Pedro e a Bruna na trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

Com o sobrinho João Pedro e a Bruna na trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


São 12 quilômetros de estrada de terra da cidade até a entrada do parque, já bem próxima da boca do cânion Itaimbezinho. Aí os guias nos dão as últimas orientações e todos vestimos nossas polainas, ou caneleiras. É uma medida de segurança para nos proteger de picadas de cobra. Até onde soube, é uma ocorrência extremamente rara por aqui, mas vale o ditado: muito melhor prevenir do que remediar. Outro ponto importante é estar usando calçados resistentes e que possam se molhar. Boa parte da trilha é sobre pedras e o tempo todo cruzamos o rio que corre no fundo do cânion (o “Rio do Boi”!), para lá e para cá. Totalmente impensável tirar e recolocar o tênis (ou botas) a cada travessia. O rio não é fundo, mas em algumas travessias, chega à altura da cintura. Ou seja, calças e bermudas também vão se molhar!

Todo cuidado é pouco em mais uma travessia do rio na Trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, na Praia Grande, em Santa Catarina

Todo cuidado é pouco em mais uma travessia do rio na Trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, na Praia Grande, em Santa Catarina


Uma das cachoeiras ao longo da trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

Uma das cachoeiras ao longo da trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


O início da trilha é em uma mata fechada. Um pouco de barro aqui e ali, mas nada difícil de ser vencido. Caminhamos todos juntos, fila indiana, uma guia na frente e outra atrás. Por enquanto, só estamos esquentando. Até que, pouco mais de um quilômetro adiante, chegamos à primeira travessia. É onde começa toda a graça e beleza da caminhada. A mata se abre, passamos a caminhar sempre ao lado ou dentro do rio e as paredes cada vez mais altas do cânion Itaimbezinho se tornam visíveis. Um cenário para nenhum filme tipo “O Senhor dos Anéis” botar defeito!

O belo cenário da trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em ]Praia Grande, em Santa Catarina

O belo cenário da trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em ]Praia Grande, em Santa Catarina


Banho de cachoeira na trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

Banho de cachoeira na trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


A cada travessia do rio, nova diversão. O leito do rio é cheio de pedras e a corrente é forte. Para não cairmos, a melhor tática é nos darmos a mão formando uma grande corrente humana. Mas nada impede que sigamos solitários, em busca de mais emoção. Já molhados, cair na água não é mais um problema. Talvez a melhor solução, apenas para variar, seja intercalar travessias de mãos dadas com outras solitárias.

O belo cenário da trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em ]Praia Grande, em Santa Catarina

O belo cenário da trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em ]Praia Grande, em Santa Catarina


Todos de mãos dadas, travessia de rio na trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

Todos de mãos dadas, travessia de rio na trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


O banho no rio é sempre uma opção, mas o guia sabe onde estão os melhores lugares ao longo da caminhada. Nessa época do ano, a água não é fria, mas imagino que no inverno seja dureza. O melhor lugar para o banho é num trecho onde a correnteza nos leva através de uma rampa até uma piscina um pouco mais funda. Uma delícia!

Mais uma travessia de rio na trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

Mais uma travessia de rio na trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


A Ana, o João e a Bruna na trilha do Rio do Boi, dentro do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

A Ana, o João e a Bruna na trilha do Rio do Boi, dentro do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


Outros bons trechos, tanto para se refrescar como para admirara, são os pontos onde há cachoeiras. São várias delas, escorrendo pelas paredes do cânion. Quando chove, estão por toda parte. Nas épocas secas, restam apenas algumas. São os pontos de referência que temos, quanto já andamos e o quanto nos resta.

Trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

Trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


O belíssimo visual da trilha do Rio do Boi, dentro do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

O belíssimo visual da trilha do Rio do Boi, dentro do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


A partir da metade do caminho, começamos a cruzar com grupos que partiram mais cedo e já estão retornando. Mas, de maneira geral, estamos sós dentro daquela paisagem deslumbrante. O único “congestionamento” foi já perto do final da trilha, onde muitos grupos param para descansar, lanchar ou simplesmente admirar a paisagem.

O João e a Bruna em um dos trechos mais belos da trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

O João e a Bruna em um dos trechos mais belos da trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


Caminhando entre os gigantescos paredões, aguns com centenas de metros de altura, na trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

Caminhando entre os gigantescos paredões, aguns com centenas de metros de altura, na trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


Na verdade, o caminho continua cânion adentro, mas os turistas desses passeios “normais” não são levados até lá. O cânion fica cada vez mais estreito e grandioso, seus paredões ultrapassando incríveis 700 metros de altura. Em tese, é possível ir até quase o fim e seguir a trilha parede acima, até a parte alta do cânion, já dentro do Rio Grande do Sul. Mas pouca gente faz isso. Na verdade, um pouco mais normal seria descer lá de cima, sentindo inverso. Mas é necessária uma autorização especial do parque, algo que precisa ser organizado com antecedência. Ainda não foi dessa vez, mas quem sabe na próxima vez que voltarmos aqui...

Entre os altos paredões do canyon Itaimbezinho, a trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina

Entre os altos paredões do canyon Itaimbezinho, a trilha do Rio do Boi, em Praia Grande, em Santa Catarina


A majestosa paisagem do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

A majestosa paisagem do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


Temos, então, o longo caminho de volta, pouco mais de 7 quilômetros. Passamos a reconhecer as cachoeiras e curvas de rio que havíamos passado. Mas a vista é bem diferente da vinda. Ao invés do fundo do cânion, agora caminhamos olhando para a sua boca. As imensas paredes e escarpas e a mata que se agarra a elas se tornam ainda mais impressionantes.

Momento de descanso ao longo da maravilhosa trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

Momento de descanso ao longo da maravilhosa trilha do Rio do Boi, no canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


1000dias na trilha do Rio do Boi, ao longo do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

1000dias na trilha do Rio do Boi, ao longo do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina


Seis horas depois de começarmos a caminhar, estamos de volta ao nosso carro deixado na portaria do parque. Trilha fantástica, diversão garantida! Nem uma cobra no caminho, mas muitas cachoeiras e piscinas para nos banhar. Depois de tanto esforço e de um lanche pequeno, estamos com fome. Voltamos para a cidade e, antes de seguirmos viagem de volta ao litoral, encontramos uma boa lanchonete para recobramos a energia. Fome saciada, a Fiona nos leva novamente para a praia. Praia de verdade e não “Praia Grande”. Vamos iniciar nossas explorações do tão famoso e belo litoral de Santa Catarina. Primeira parada: Farol de Santa Marta!

1000dias na trilha do Rio do Boi, ao longo do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

1000dias na trilha do Rio do Boi, ao longo do canyon Itaimbezinho, em Praia Grande, em Santa Catarina

Brasil, Santa Catarina, Praia Grande, trilha, Rio, cachoeira, Parque, cânion, Itaimbezinho

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior O João e a Bruna admiram a Praia da Guarita, em Torres, litoral norte do Rio Grande do Sul

Torres e as Novas Companhias

Post seguinte Admirando a beleza do Farol de Santa Marta, litoral sul de Santa Catarina

No Farol de Santa Marta

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet