0 Vale do Matutu - Blog da Ana - 1000 dias

Vale do Matutu - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Vale do Matutu

Brasil, Minas Gerais, Aiuruoca

Chegando no Casarão no Vale do Matutu - MG

Chegando no Casarão no Vale do Matutu - MG


Finalmente o tão esperado Vale do Matutu! Eu já tinha ouvido falar muito daqui, mas só depois que conheci o Rodrigo foi que começamos a planejar conhecer. Um vilarejo próximo à Aiuruoca- MG, o Vale o Matutu é uma APA, Área de Proteção Ambiental, próxima a Serra da Mantiqueira. Antigamente a região fazia parte de três grandes propriedades rurais, uma delas no coração do Matutu, pertencia ao Seu Geraldão. Ele gostava de viver sozinho e por isso realizava todo o trabalho da sua fazenda: criação de gado, cabra, galinha, plantações de milho, etc, sozinho. Era assim que gostava de viver, longe de tudo e todos. Não é muito diferente hoje, quem escolhe viver aqui sem dúvida procura ficar longe do luxo e do lixo da cidade e muito, muito próximo da natureza.


Na metade da década de oitenta veio para cá o fundador da comunidade do Santo Daime. Ele comprou uma parte das terras do Seu Geraldão e começou a construção e organização desta comunidade, que hoje possui em torno de 100 moradores. Logo depois aconteceu um terrível acidente e o Seu Geraldão veio a falecer, vítima de um incêndio criado por ele mesmo, na queima de suas lavouras e pastos. Como sempre estava sozinho, ninguém conseguiu socorrê-lo a tempo, pobre Geraldão. Suas terras foram herdadas e posteriormente vendidas para mais alguns dos membros da vila. Estes, hoje, são os principais responsáveis por encontrarmos o Vale do Matutu exatamente igual ou até melhor do que ele era a 20 anos atrás, recuperando as antigas áreas de pasto e dando espaço para a mata nativa se recompor. O Casarão, antes casa do Seu Geraldão, hoje é a cede da AMA, Associação dos Moradores e Amigos do Matutu. Ao lado fica a cooperativa, a loja de artesanato e a nova Escola Serra do Papagaio, construída em um grande mutirão que uniu esforços de toda a comunidade. Nem todos que aqui vivem fazem parte da comunidade do Daime, embora seus filhos convivam nas mesmas escolas, a comunidade fica neste espaço mais reservado, na encosta do morro.

O famoso Casarão no Vale do Matutu - MG

O famoso Casarão no Vale do Matutu - MG


O turismo aqui anda crescendo bastante, já são várias pousadas que ficam lotadas de turistas, principalmente na época de férias e feriados. Além da beleza natural, cachoeiras e montanhas, o turista do Vale do Matutu vem conhecer de perto como é a vida em comunidade, talvez em busca de valores hoje tão escassos na vida da cidade grande. Nós tivemos a sorte de chegar aqui e sermos muito bem recebidos por uma moradora do Vale, a Marcinha. Amiga de faculdade da Lalau, irmã de Rodrigo, a Marcinha começou a freqüentar o vale em 1990 e nunca mais parou, até que resolveu se mudar de vez, há 15 anos. Casada com Petter, eles têm duas filhas lindas, Anna e Júlia, que me atualizaram sobre os mangás da turma da Mônica e toda a coleção da Mini Polli. Petter está em São Paulo, em algum curso, mas sem dúvidas não faltarão oportunidades para o conhecermos. Maristela e Zéu são o casal de amigos e vizinhos de Marcinha, proprietários do Spa do Matutu, outra atração que é a cara do lugar. O Aroma do Vale oferece massagens, ofurô, terapias alternativas, como cromoterapia, etc. Eu só não fui até lá por que meus dias de madame se acabaram, já usei todos os meus créditos na massagem no Hotel em Caxambu.

Loja no Vale do Matutu - MG

Loja no Vale do Matutu - MG


Depois de um bom papo, duas taças de vinho e muitos mangás, tomamos uma sopa de batata com alho-porró deliciosa! Acabamos até desistindo do jantar que tínhamos na pousada, tamanha hospitalidade e acolhimento. Na volta pegamos emprestada uma lanterna para voltar até o carro, já que a lua já havia se posto e não conseguíamos enxergar o caminho. Céu estrelado maravilhoso e frio com direito a neblina! A Fiona marcou hoje a temperatura mais baixa no seu termômetro até agora! 4°C, amanhã cedo com certeza irá gear.

Brasil, Minas Gerais, Aiuruoca, Parque, Vale do Matutu, Comunidade Alternativa, APA

Veja todas as fotos do dia!

Comentar não custa nada, clica aí vai!

Post anterior Parque das Águas em Caxambu - MG

Final de semana em Caxambu

Post seguinte Cachoeira do Fundo no Vale do Matutu - MG

Vale Encantado

Blog do Rodrigo Araucárias no Vale do Matutu - MG

Adeus Caxambu, Alô Matutu

Comentários (3)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 28/01/2016 | 21:03 por Caselli

    tinha uma pousada no pé do vale do matutu, comida macrobiótica ..... lembro - me somente do nome acho que do proprietário Cândido,,,, levei algumas mudas de orquídeas de minha propriedade, de Piracaia - SP e fomos eu e meu primo
    convidados a conviver um final de semana na comunidade daime, fiquei hospedado nesta pousada, década de 90....
    lembro me da cachoeira das Fadas.. ...
    mais o tempo passa , e lembranças vão se apagando .....

    vocês poderiam me dizer qual o nome desta pousada.





  • 28/01/2016 | 21:00 por Carvalho

    tinha uma pousada no pé do vale do matutu, comida macrobiótica ..... lembro - me somente do nome acho que do proprietário Cândido,,,, levei algumas mudas de orquídeas de minha propriedade, de Piracaia - SP e fomos eu e meu primo
    convidados a conviver um final de semana na comunidade daime, fiquei hospedado nesta pousada, década de 90....
    lembro me da cachoeira das Fadas.. ...
    mais o tempo passa , e lembranças vão se apagando .....

    vocês poderiam me dizer qual o nome desta pousada.





  • 06/04/2011 | 00:13 por Polaco

    Lindas fotos, uma paisagem mais linda que a outra. Ainda mais com essa loira linda nelas.

    Resposta:
    Opa obrigada duplamente! Pelo loirona linda e pelas fotos! Bjs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet