0 Trinidad & Port of Spain - Blog da Ana - 1000 dias

Trinidad & Port of Spain - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Trinidad & Port of Spain

Trinidad e Tobago, Port of Spain

Caminhando na Praça da Independência, que na verdade é um boulevard, em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago

Caminhando na Praça da Independência, que na verdade é um boulevard, em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago


Trinidad e Tobago são duas ilhas distintas que formam um dos maiores e mais desenvolvidos países do Caribe. Elas fazem parte da mesma formação geológica da Venezuela, portanto possuem terras férteis, florestas muito parecidas com as sul-americanas e principalmente, um solo muito rico em petróleo e gás. O país passava por uma grande recessão após a tentativa de um golpe de um grupo muçulmano minoritário que tentou tomar o poder, seqüestrando o primeiro ministro e diversos deputados. O golpe foi movido apenas por motivos econômicos e por isso acabou sendo apenas uma tentativa falida. O partido indiano assumiu o governo, com uma visão mais progressista e aos poucos vem trabalhando com o objetivo de colocar Trinidad e Tobago na lista dos países desenvolvidos. A boa administração da riqueza mineral e da agricultura fez com que o país crescesse 200% nos últimos 13 anos, tornando-se o principal centro comercial e econômico do Caribe.

A Casa Branca, um dos 'Sete Magníficos', em frente ao Queen's Park Savannah, em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago

A Casa Branca, um dos "Sete Magníficos", em frente ao Queen's Park Savannah, em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago


A população é composta principalmente por africanos e indianos, trazidos nos tempos de colonização. A ilha foi dominada pelos espanhóis, recebeu imigração francesa no final do século XVIII e foi tomada pelos dos ingleses em 1797. Depois da abolição da escravidão os ingleses começaram importar a mão de obra de sua outra colônia, a Índia. Recentemente os chineses também estão presentes, assim como uma pequena porcentagem de sírios, córsegos (da ilha italiana, Córsega), alguns europeus e americanos. Essa mistura se reflete também na religião, 37% católica pela influencia dos espanhóis, 35% hindu e o restante está dividido entre muçulmanos (indianos e africanos), e evangélicos.

Escolares visitam a NAPA, em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago

Escolares visitam a NAPA, em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago


Port of Spain é a capital do país, localizada na ilha de Trinidad, a maior e mais montanhosa delas. Hoje tiramos o dia para explorá-la, nossa guest house fica em Maraval, um distrito vizinho, portanto tivemos que procurar um transporte até o centro. Um táxi ou um ônibus seriam boas opções, porém como o transporte público basicamente não existe, as soluções informais acabaram se tornando a forma oficial de se locomover. As placas dos automóveis são a chave para entender como tudo funciona, aqui vai um guia rápido de como os veículos são classificados:

- Veículos Privados começam com a letra P, Private Cars.
- Veículos Privados começam com a letra R, Rental Cars.
- Veículos comerciais começam com a letra T, de Transportation, pois podem transportar produtos ou pessoas em serviço.
- Route Taxis ou Taxis comuns começam com a letra H, de hired (contratados). Os taxis são contratados para um roteiro personalizado e custam caro, uma viagem de ida e volta de Maraval para o centro de Porto of Spain pode custar até US$ 50 durante a noite, para apenas 6 ou 7km de distância. Já os route taxis funcionam mais durante o dia e com roteiros pré-definidos, porém sem horário, freqüência ou disciplina alguma. Várias pessoas podem pegar o mesmo carro e o custo é bem mais baixo, TT$ 4,00 ou US$ 0,65.
- Maxi Taxis, até onde conseguimos perceber, podem começar tanto com a letra H quanto com a letra T, são vans brancas que funcionam como os coletivos informais, que chamamos no Brasil de “lotação”, o custo varia do destino, mas é em média TT$ 6,00 ou pouco menos de 1 dólar americano.

Woodford Square, em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago

Woodford Square, em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago


Pegamos então o nosso primeiro route taxi para o Queen’s Park Savannah, propagandeado como a maior rotatória do mundo, é uma grande área verde utilizada para prática de esportes como corrida, caminhada e o críquete, principal esporte no país. Este parque também é o centro do carnaval de Trinidad e Tobago, lá fica uma arena onde acontecem as competições (equivalente ao nosso sambódromo) e todas as barraquinhas de comes e bebes. Na mesma rua ficam as Magnificent Seven, sete grandes construções pomposas em estilo colonial, algumas em uso como escola ou casa do bispo, outros ainda em restauração.

O prédio futurista da NAPA (National Academy of Performing Arts) em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago

O prédio futurista da NAPA (National Academy of Performing Arts) em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago


Seguindo a pé à esquerda no round about, está a National Academy of Performing Arts (NAPA), construída para o Encontro da Commonwealth, comunidade formada por países que foram colônia da Inglaterra. Um grande teatro com diversas salas para convenções e apresentações e com uma estrutura super moderna. Lá vimos uma pequena exposição sobre um dos grandes cantores de calypso nacional e encontramos dois curitibanos que foram à Trinidad para dar uma palestra sobre judaísmo, um deles ainda por cima é Junqueira, primo distante do Rodrigo! Que coincidência, rsrs!

Encontro com brasileiros, um curitibano e um Junqueira, em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago

Encontro com brasileiros, um curitibano e um Junqueira, em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago


No caminho passamos pela Woodford Square e pela Trinity Cathedral, igreja anglicana de 1816, lindíssima por fora, mas infelizmente estava fechada e não conseguimos ver o interior que dizem ser ainda mais bonito.

Catedral anglicana de Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago

Catedral anglicana de Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago


A Cathedral of Immaculate Conception, a igreja católica construída em 1836, fica ao final da Independence Square, uma grande avenida com um calçadão central onde se reúnem os malucos, vendedores e a terceira idade jogando dominó. Após um sanduíche no subway e a compra dos tickets do ferry para Tobago, nosso walking tour terminou na Arapita Avenue, onde ficam todos os bares e restaurantes. Durante a tarde encontramos apenas um realmente funcionando, o Sweet Limon, ambiente agradável para um bom refresco e uma sobremesa.

Interior da catedral de em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago

Interior da catedral de em Port of Spain, capital de Trinidad e Tobago


A noite resolvemos explorar também um pouco da balada trinbagonian e fomos a um dos hot spots na Arepita Avenue, o Coco Lounge. Como a “veiêra” está chegando, fomos cedo para comer alguma coisa e esticar para a balada e já deixamos o taxi agendado para a volta. Como eu disse acima, a noite só rola andar de táxi mesmo por aqui, conseguimos um “ida e volta” da Arepita Avenue por US$ 30,00, “uma verdadeira barganha”. A Arepita Avenue é onde fica realmente todo o agito na sexta e sábado à noite.

Botecão movimentado em Port of Spain, em Trinidad e Tobago

Botecão movimentado em Port of Spain, em Trinidad e Tobago


Bares, restaurantes, pubs e clubs com todos os tipos de música. O Coco Louge é bacana, um ambiente aberto, fresco e com boa música. O Rodrigo resolveu provar um “spicy chicken wings” que quase acabou com a nossa noite. O negócio era tão completamente apimentado que nós ficamos mal uns 40 minutos até passar o efeito. A hora que a pista estava começando a esquentar, viramos abóbora e o carro veio nos buscar, a 1am. Poderíamos ter alterado o horário, mas amanhã o dia começa cedo e o meu vovô já estava caindo de cansaço, melhor irmos para casa. Rsrsrs!

Night no Cocoa Lounge, em Port of Spain, em Trinidad e Tobago

Night no Cocoa Lounge, em Port of Spain, em Trinidad e Tobago

Trinidad e Tobago, Port of Spain, Trinidad and Tobago, Porto of Spain, Caribe, Capital

Veja mais posts sobre Trinidad and Tobago

Veja todas as fotos do dia!

Diz aí se você gostou, diz!

Post anterior Longa espera no aeroporto de Paramaribo, no Suriname. Deu até para dormir ou trabalhar...

Suriname Airways

Post seguinte Guarás chegam às centenas, no fim da tarde, ao dormitório no pântano/mangue de Caroni, próximo à Port of Spain, em Trinidad e Tobago

Santuário de piche e pássaros

Blog do Rodrigo Mapa de Trinidad e Tobago.

Em Port of Spain

Comentários (6)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 26/09/2017 | 21:41 por Ricardo

    Parabéns pela interessante viagem e por compartihar a experiência. Estava justamente procurando como viajar de carro de Macapá até o Oiapoque.
    Jã fiz muitas viagens exóticas por terra no Camboja, Egito, Indonésia, Tailândia, filipinas, Colômbia, Venezuela, Guatemala,Costa rica, Argentina, México....
    Se vcs tiverem dicas de como alugar um 4x4 em Macapá, motorista, guia etc...muito obrigado. Abraços!!!

  • 13/12/2013 | 20:54 por Toddy

    Ola Ana, obrigado pela atenção em responder a mensagem, moro em BH, não sei se tem vôo direto, mas com conexão em sp Oi rj ficaria fácil também, essa viagem é muito importante para mim, muito obrigado

  • 11/12/2013 | 19:12 por Toddy

    Olá Rodrigo, na busca de como conseguir chegar em Trinidad, encontrei seu blog e fiquei muito animado.
    Preciso muito ir encontrar alguém lá, vi uma das formas mais fácil é ir para Venezuela e de la embarcar, mas não tenho a menor ideia de como conseguirei fazer essa aventura, estou pesquisando frenético, gostaria muito da sua ajuda de trocarmos e-mails e conversas. Essa viagem é muito importante para mim, conto muito que possa me ajudar. :)

    Resposta:
    Oi Toddy! Onde você mora? Dependendo de onde for o mais fácil é voar direto pra lá mesmo, este barco da Venezuela até quando pesquisamos ia para Trinidad uma vez por semana, mas com a crise na Venezuela não sei se continua saindo. Abraços! Ana

  • 19/02/2013 | 11:48 por Edgar Charan

    Olá,

    Meu nome é Edgar Charan e tenho interesse de ir a trinidad, porém gostaria de saber dos custos, se o povo é receptivo, se é seguro, vale a pena passar 30 dias de férias??

    Desde já Agradeço

    Resposta:
    Olá Edgar, Trinidad é grande e tem muito para conhecer, assim como a sua ilha menor Tobago. De qualquer forma 30 dias é bastante tempo, depende mesmo é do estilo de férias que você está procurando. O povo é super receptivo e a segurança é razoável... você deve estar atento principalmente em Port of Spain, cidade grande e onde todos os moradores nos disseram para tomar cuidado e não andar sozinho, principalmente durante a noite. Abraços e boa viagem!

  • 20/06/2011 | 21:57 por Rafael Leite

    Olá.

    Gostaria de fazer um intercambio para Trinidad e Tobago. Mas gostaria de opiniões, conselhos sobre se devo realmente, se vale a pena no sentido econômico, e língua local (meu caso estudar inglês).
    Poderia me responder com detalhes.

    Grato desde já.

    Rafael Leite

    Resposta:
    Olá Rafael! Trinidad possui uma cultura bem distinta, dependerá do que você está procurando e se conseguirá se adaptar. Vamos nos falando por email. Beijos!

  • 24/03/2011 | 01:03 por Levílson C. Araújo

    Fui mexendo na net e, sem querer,achei vocês!
    Admiro vocês pelo espírito aventureiro e, sobretudo, pela coragem.
    Sou do RJ. Gostaria de fazer-lhes algumas perguntas que são importantes para mim, sobre a Guiana Francesa (Ex.estudos, etc).
    Quero informações, também, sobre cayena.
    Poderiam me mandar um e-mail?
    Obrigado!

    Resposta:
    Olá Levilson! Que bom que nos encontrou! não somos especialistas em Guiana Francesa, mas espero podermos ajudá-lo. Mande as suas perguntas no meu email (ana@1000dias.com) e vamos nos falando. Beijos! Ana

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet