0 Rancho San Francisco - Blog da Ana - 1000 dias

Rancho San Francisco - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Rancho San Francisco

México, Sierra de San Francisco

A pequena igreja no pueblo da Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

A pequena igreja no pueblo da Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México


O principal tour feito por todos os visitantes de primeira viagem na região é o Cañon San Francisco, onde estão as maiores cavernas e mais significativa coleção de pinturas rupestres da Baja Califórnia Sur. O passeio é feito em mulas, são 16 km de descida em um dia, montagem do acampamento, explorações das grutas no segundo dia e o retorno, subindo os mesmos 16 km, no terceiro dia. A maioria dos turistas que chega aqui são senhores americanos bem aventureiros, mas talvez por isso a prática comum é fazê-la em mulas e com a duração de no mínimo 3 dias.

Admirando a grandiosidade da Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

Admirando a grandiosidade da Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México


O ponto de partida para organizar um tour na região é ir até o INAH - Instituto Nacional de Antropologia e História. O funcionário do INAH fornece toda a informação necessária: quais são as rotas mais comuns, principais cavernas, quanto tempo leva para cada uma delas e os valores para contratação do guia, de um rancheiro e das respectivas mulas. Cada grupo é responsável por levar o seu equipamento de camping (barraca, saco de dormir, fogareiro, panelas, pratos, talheres, comida e água) e fornecer a comida para o guia e o rancheiro. Em grupos pequenos, muitas vezes o próprio rancheiro pode ser o guia.

Ave de rapina voa nos ares de San Ignacio, na Baja California - México

Ave de rapina voa nos ares de San Ignacio, na Baja California - México


Nós queríamos conhecer o Cañon San Francisco em um tour de 2 dias e pensamos em fazer à pé. É totalmente possível, mas não conseguimos convencer o funcionário do INAH que estava ali. Aí cedemos então para fazê-lo com mulas e ele manteve a posição. Se queríamos conhecer estas cavernas, nós teríamos que ceder na “negociação” e ficar um dia a mais. Eu toparia fácil, mas eu acho que o meu marido “aventureiro” está mesmo ficando velho e com preguiça de acampar por duas noites, só pode ser! Ou é isso, ou é o vício (quase obcessão) que ele tem em estar conectado para manter este nosso querido blog atualizado. Atrasar mais três dias a esta altura nem ia ser tão mau... Mas não houve jeito, então fomos ao Plano B: uma tarde e uma noite no deserto, dormindo no Rancho San Francisco e no dia seguinte pela manhã visitaremos a Cueva del Ratón, a gruta mais acessível na boca do cânion.

Canyon na Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

Canyon na Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México


Almoçamos perto da praça de San Ignacio e ali no restaurante tivemos um encontro muito bacana com os Doutores da ONG “Amigos Califórnios”. Médicos e dentistas, americanos e mexicanos, que ficaram a última semana no Rancho San Francisco em atividade voluntária, atendendo toda a comunidade. Um dos organizadores da ONG é fotógrafo e escritor e nos presenteou o seu livro, um trabalho documental que durou 7 anos, que conta histórias de vida dos atuais califórnios, que ele conheceu durante sua atuação na ONG. Uma honra e um prazer imenso conhecer pessoas engajadas assim.

Encontro com americanos em San Ignacio, na Baja California - México

Encontro com americanos em San Ignacio, na Baja California - México


A viagem para o Rancho San Francisco é linda, um imenso deserto que rodeia uma das cadeias de montanhas mais altas da Baja Califórnia Sur. Saímos dos 200m de altitude e subimos aos 1.300m aproximadamente. O clima fica mais frio, a vegetação mais verde e umas árvores estranhas, parecidas com um cacto, longa e geralmente com um único tronco, porém com folhagens amareladas, conhecida como Cirio, ou Boojum Tree. A vista do cânion é fantástica ali do alto, circundamos todo o beiral daquela imensa fissura na terra.

Canyon na Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

Canyon na Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México


O Rancho San Francisco é um pequeno vilarejo com em torno de 70 moradores. Os arredores deste agrupamento possuem outras 500 pessoas vivendo em ranchos espalhados pela serra. Foi todo este pessoal que os Amigos Califórnios vieram atender, 12 horas de trabalho por dia, 7 dias na semana. Don Francisco, morador da vila, me conta que a maior dificuldade deles é arrumar um emprego, pois ali não há nada para fazer. “Quem não tem cabra, não tem trabalho.” O queijo de cabra daqui é famoso na região e delicioso! Aos poucos o turismo está chegando e começando a dar emprego a estes homens, que servem como guias e rancheiros.

Vista da imensa planície desértica, subindo a Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

Vista da imensa planície desértica, subindo a Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México


As coisas já começaram a mudar muito com a colocação do asfalto serra acima, mas ainda faltam 14 km de pura terra que está em obras para ser asfaltado até o final de 2013. “Logo chega o asfalto e as coisas vão mudar ainda mais”, diz Seu Francisco. Pergunto se ele acha que é para melhor ou pior e mesmo com toda a simplicidade e necessidade, ele logo diz... “É complicado... bom vai ser por que fica mais fácil para irmos pra cidade e tem mais turista também, mas vai mudar muito tudo aqui, já mudou, para pior.”

Interior da igreja na Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

Interior da igreja na Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México


Caminhando pelo rancho, fotografando a igreja logo fui abordada por Dona Tereza, uma moradora que tem o jardim mais lindo e florido do vilarejo. Ela me pediu para ler as instruções das sementes de flores que ela ganhou, qual é a época de plantio? Estavam escritas em inglês e não diziam a época certa, lhe dei todas as informações possíveis, mais água, menos sol, etc. Mesmo tímida com “esses turistas que aparecem por ali”, ela me convidou a conhecer o seu jardim, uma explosão de cores em meio à aridez do deserto.

Jardim de flores no pueblo da Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

Jardim de flores no pueblo da Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México


Voltamos ao refúgio e Jadira nos preparou um jantar delicioso incluindo um prato típico mexicano não muito comum por aqui, flor de abobrinha. Ela havia comentado que faria calabacita (abobrinha) e eu empolgada perguntei da famosa flor, que ainda não havíamos provado. Ela foi até a sua estufa, colheu algumas flores e preparou para todos nós, provando também pela primeira vez o famoso prato.

Esperando o jantar no refeitório do nosso hostal na Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

Esperando o jantar no refeitório do nosso hostal na Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México


O restante da noite foi de fotos e muito papo, nós curiosos com as pinturas rupestres da região e Jadira e seu marido curiosos sobre os lugares por onde passamos e as pinturas que vimos no nosso caminho. Um intercambio cultural delicioso que foi brindado com uma belíssima noite de lua nova sobre o céu pintado de estrelas. “Se estivéssemos lá no cânion, não veríamos metade deste céu”, disse meu amado marido, e nisso ele tem razão.

A lua nova se põe atrás da Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

A lua nova se põe atrás da Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

México, Sierra de San Francisco, deserto, Baja California, Vizcaino

Veja todas as fotos do dia!

Faz um bem danado receber seus comentários!

Post anterior Pinturas rupestres na Sierra de Santa Marta, região de San Ignacio, no deserto Vizcaino (Baja California - México)

Homens do Deserto

Post seguinte Em Guerrero Negro, já mais 'perto' de Tijuana, na Baja California - México

Vizcaíno à Tijuana

Blog do Rodrigo Admirando a grandiosidade da Sierra de San Francisco, no deserto Vizcaino, na Baja California - México

Na Sierra de San Francisco

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet