0 Nós & Elis, a gente era feliz - e sabia. - Blog da Ana - 1000 dias

Nós & Elis, a gente era feliz - e sabia. - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Nós & Elis, a gente era feliz - e sabia.

Brasil, Piauí, Teresina

Dedicatória de Joca Oeiras no livro que organizou

Dedicatória de Joca Oeiras no livro que organizou


Nós & Elis, mais que um bar foi um espaço cultural que fez parte da história de uma geração de jovens estudantes, artistas, políticos e formadores de opinião piauienses. O espaço foi inaugurado em 1984, ano da votação da emenda Dante de Oliveira, que estabelecia eleições diretas para presidente. Embalado pelo Diretas Já, por um sonho de democracia e liberdade de expressão, o Nós & Elis foi palco para muitas discussões políticas e culturais. O seu criador, Elias Ximenes Prado Júnior era um idealista fervoroso. economista formado na UNB, deixava claro mesmo para sua esposa que a política vinha em primeiro lugar na sua vida, “pois tinha uma missão de ajudar o seu povo a ter uma vida melhor”. Além disso, era um apaixonado pela arte e cultura e enxergava o potencial dos jovens artistas piauienses, que não possuíam um espaço onde fossem reconhecidos.

Elias Ximenes Prado Junior, proprietário do 'Nós e Elis' (foto presente no livro)

Elias Ximenes Prado Junior, proprietário do "Nós e Elis" (foto presente no livro)


Aí nasceu o Nós & Elis um bar onde muitos se conheceram, apaixonaram, casaram, indignaram, choraram, beberam e comemoraram a vida. Onde os artistas tinham liberdade de desenvolver a sua arte, onde as composições próprias eram bem vindas, desde que passassem pelo crivo de Elias. Era a sua casa, sempre de portas abertas a todos que quisessem entrar, mas se alguém desrespeitasse algum artista ou seus ideais políticos, sem nenhuma cerimônia era expulso pelo dono do bar e convidado a nunca mais retornar. Ali Elias construiu um espaço para expor as suas ideias, discuti-las com jovens engajados e que muitas vezes compartilhavam do mesmo sonho, pavimentando o seu caminho para um futuro político, unindo o útil ao agradável.

Vários artistas e personagens ficaram marcados na história do Nós & Elis, dentre eles Geraldo Brito, Roraima, Paulo Aquino, Netinho da Flauta, músicos, Kenard Kruel, jornalista e boêmio, Vera Mascarenhas, esposa de Elias e tantas outras pessoas que hoje nos contam a história deste lugar, que nunca conheci e nunca poderei conhecer, mas sinto como se fosse freqüentadora assídua e parte desta história. Todos eles estão presentes no livro organizado por Joca Oeiras, um jornalista paulista radicado em Oeiras, interior do Piauí. O coletivo de autores reúne dezenas de histórias que gravitam em torno da memória e das saudades deixadas pelo Nós & Elis.

Capa do livro 'Nós e Elis', de Joca Oeiras

Capa do livro "Nós e Elis", de Joca Oeiras


O testemunho de Natércia Rangel sobre Netinho foi para mim um dos pontos altos do livro, que de repente abre um parênteses do Nós & Elis e nos conta notícias deste amigo tão querido, vindas de um mundo que não vemos, porém no qual acredito muito, o mundo espiritual. Natércia descreve a “Viagem de Netinho” desde o início, sua vida, sua passagem e como está “do lado de lá”. Uma homenagem sensacional a um personagem tão presente na vida deste grupo de amigos.

Quando chegamos a Teresina eu logo me senti em casa, vi a placa da UFPI e pensei, o Nós & Elis é para lá! Logo passamos pela Av. Frei Serafim e visualizei o fusca de Kenard Kruel voando pelas ruas, calçadas e canteiros com Paulo Moura ao volante (que não sabia dirigir) e William Melo Soares, poeta, pedindo para descer e salvar a sua vida. Os logradouros já me eram familiares, a Primeiro de Maio e a Av. Miguel Rosa, o Teatro 4 de Setembro, etc. A cidade já possuía outra atmosfera, eu sabia que ali existia um grupo de artistas, intelectuais e pessoas que faziam, e ainda fazem de Teresina um lugar especial. A minha agonia era de não saber onde encontrá-los, imaginar que poderiam estar reunidos em uma mesa de bar ou na casa de um deles ali ao lado. Ou ainda, nesta nova fase, cuidando de suas vidas, cada um na sua casa, com sua família, filhos, esposas, seus livros e violões.

Joca Oeiras em suas pesquisas para a edição do livro 'Nós e Elis' (foto retirada do livro)

Joca Oeiras em suas pesquisas para a edição do livro "Nós e Elis" (foto retirada do livro)


Existem alguns lugares no mundo que tenho saudades sem ter conhecido e que sei que nunca mais poderei conhecê-los. As 7 Quedas, as Estátuas de Buda explodidas pelos Talibãs no deserto de Bamyian, o Rio de Janeiro boêmio de Tom e Vinícius e o Nós & Elis, de Elias Prado, GB e tantos outros. Fica aqui o registro e o meu agradecimento a Joca Oeiras e a todos que compartilharam comigo suas memórias, ou melhor, as nossas memórias de um tempo em que a gente era feliz - e sabia.

Eu e meu livro, presenteado por Joca e Bill, em Oeiras - PI

Eu e meu livro, presenteado por Joca e Bill, em Oeiras - PI

Brasil, Piauí, Teresina, Nós & Elis, Joca Oeiras

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior O Restaurante Flutuante, em Teresina - PI

DistanTeresina

Post seguinte Cemitério de combatentes no Memorial à Batalha do Jenipapo, em Campo Maior - PI

Teresina à Parnaíba

Blog do Rodrigo Monumento no encontro dos rios, em Teresina - PI

Em Teresina

Comentários (10)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 19/02/2011 | 06:16 por Joca oeiras

    Passsei uma noite muito agradável no Matriz e Filia na companhoia de sua mãe,Patrícia, e de outros simpáticos amigos dela. Acho que tenho mais uma amiga!

    Resposta:
    Oi Joca! Que ótima notícia! Gostou da D. Patrícia então? rsrs! Fiquei muito feliz ao saber que deu certo o encontro! Sem dúvida, tem novas amigas! =)))
    Beijos!
    Ana

  • 18/02/2011 | 11:56 por Joca oeiras

    Querida Ana:

    Se tudo der certo, encontro sua mãe ainda hoje à noite. Mas estava pensando: desde já a gente podia começar a pensar em um retorno de vocês, depois de terminada a aventura, para dar uma palestra de balanço para nós, não só em Oeiras como em Teresina. Afinal a popularidade de vocêes só aumenta por estas plagas. Haja simpatia!

    beijos e abraços
    do Joca Oeiras, o anjo andarilho

    Resposta:
    Oi Joca!
    Adoreii a ideia da palestra e vou adorar ainda mais voltar ao Piauí para encontrar vocês! Só que temos ainda uns 700 dias de viagem, vamos continuar em contato para ir conversando sobre essa idéia.
    Beijos!!!
    Ana

  • 15/02/2011 | 15:26 por kenard kruel

    ana, infelizmente não tenho mais um fusca azul cheios de poemas a andar pelas ruas de teresina, mas o coração é grande para abrigar pessoas como você. obrigado pelo belo e comovente comentário sobre o nosso simpático nós e elis, do prado jr. e de todos os etílicos do mundo. não se deixe de mim. com fé, esperança e amor, beijos kenardianos.

    Resposta:
    Olá Kenard!

    Este seu fusca deveria estar em um museu da cidade! Me imaginei também dentro dele enquanto açgum amigo maluco "metia o dedo" e fazia ele pegar. rsrsrs! Ainda iremos reunir estes etílicos do mundo em homenagem ao Nós & Elis, Prado Jr e bebemorar os bons tempos. Adorei seus textos, eles me transportaram para dentro do bar.

    Muito Obrigada pelas histórias!
    Beijos
    Ana

  • 14/02/2011 | 20:32 por Joca Oeiras

    Querida Ana:

    Não estava nos meus planos mas estou indo pra Curitiba amanhã. Se puder, mande por e-mail o endereço/telefone de sua mãe. Quero dar um livro de presente a ela.

    beijos e abraços
    do Joca Oeiras, o anjo andarilho

    Resposta:
    Oi Joca! Já enviei ontem mesmo ao seu email o endereço e contato da Dona Patrícia, ela vai adorar!!! Não esqueça de arranjar um tempinho para ir até o Nós & Elis versão curitibana, o Ponto Final. Menos político, mais musical, mas ainda é o lugar que alguns deputados e aspirantes se reunem para discutir e comemorar seus feitos. Ainda assim vale a pena.

    Obrigada pelo carinho!
    Bjs
    Ana

  • 14/02/2011 | 10:12 por natercia ferreira damasceno rangel

    Ôi, Ana, tô feliz com seu post. Obrigada pelas palavras carinhosas. Gostaria de te-la conhecido quando de sua passagem por Teresina. Vou acompanhar sua viagem com o Rodrigo. Um abraço carinhoso. Natercia Rangel

    Resposta:
    Olá Natércia! Eu fiquei realmente impressionada e emocionada com o seu relato sobre o Netinho, Já escreveu mais algum livro sobre estas "memórias" que você consegue acessar? Eu também adoraria tê-la conhecido pessoalmente, sem dúvida não faltarão oportunidades.

    Muito Obrigada!
    Bjs
    Ana

    ps: você já leu os livros do Rick Medeiros? São ótimos!

  • 11/02/2011 | 23:15 por clenilça alves da silva(cleo)

    Oi Ana.tenho que avisar pra você que essa viagem de 1000 dias, vai lhe render um grande livro, com lindas imagens e històrias viu !!!!serei uma das primeira a comprar. ah passei pelo site (icasei)olha fiquei emocionada com a història de vocês .parabèns!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Resposta:
    Cleo! Que bom ouvir isso! Nós queremos muito escrever um livro, espero que dê certo! Curtiu o casamento na Ilha do Mel? O lugar lá é mágico, você tem que conhecer! rs =). Obrigada pela companhia, sempre! Beijos

  • 11/02/2011 | 09:44 por Maíra Mendes

    Também gostei muito do post e espero poder ter memórias assim tão especiais =) Beijinhos e mais 1000 dias de muita aventura ;-)

    Resposta:
    Olá Maíra! As memórias que vocês viveram nesta época já são muito especiais, só precisamos sempre exercitar, trocar e compartilhar estas lembranças. Eu sempre vivi muito o presente, mas esta viagem tem me ensinado a fazer este exercício. Não podemos deixar histórias como estas se perderem no tempo.
    Obrigada!
    Bjs
    Ana

  • 10/02/2011 | 18:29 por Lurebordosa

    emocionada com a obra e com suas palavras. lindo post!
    bjs!

    Resposta:
    Lu!!! Essa surpresa do Joca em repassar o post a todos vocês realmente me pegou de calças curtas! Me identifiquei muito com a sua presença no bar, acho que nós duas juntas lá seríamos difíceis de acompanhar! Beijos! Ana

  • 10/02/2011 | 17:48 por Joca Oeiras

    Querida Ana:

    Desculpe se demorei a agradecer o presente.Não queria fazê-lo completamente tomado pela emoção.

    Agora, passadas algumas horas, espero poder dizer mais "coisa com coisa" ou, como gostam os oeirenses, "cousa com cousa".

    Ana, minha linda, só para encurtar o papo, você não poderia ter escolhido um presente mais adequado para mim. Mas, generosa como é, não se limitou a isso: deu este presente a todos os colaboradores do livro e, por extensão, a todos os saudosos frequentadores do famoso bar e mais ainda, a Teresina. Obrigado!

    beijos carinhosos e abraços calorosos
    extensivos ao querido Rodrigo

    do Joca Oeiras, o anjo andarilho

    Resposta:
    Joca!!!

    Você não sabe como fiquei feliz quando vi seu email de agradecimento, ainda mais copiando todos os autores/personagens do livro que para mim eram apenas história e de repente se tornaram reais! Meu relato e agradecimento foi feito de alma, sem nem imaginar que eles daqui a pouco estariam lendo e se encontrando em minhas palavras. Essa troca é realmente muito especial, novamente obrigada por proporcionar tudo isso.

    Com muito carinho.
    Beijos.
    Ana

  • 10/02/2011 | 09:24 por Tatiana de Queiroz

    Oi, Ana. É realmente incrível o que alguns lugares e épocas exercem sobre nós. Como sentir saudades do que não se conheceu? Mas, é assim mesmo. Acompanhando a viagem de vcs tenho essa sensação. Revejo lugares que conheço, mas que vcs mostram de uma maneira especial, e sinto saudades do que ainda não conheço. Lendo o post imaginei como seria a atmosfera desse lugar, um refúgio de liberdade e esperança. Quando voltar à Teresina também verei Nós e Elis na minha lembrança. Belo post. Bjs

    Resposta:
    Obrigada Tati! As palavras realmente podem nos trasnportar para outro tempo e lugar, ainda mais se escritas com tanta paixão, como o pessoal do Nós & Elis o fez. Beijos! Ana

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet