0 Itaipu – Uma maravilha moderna - Blog da Ana - 1000 dias

Itaipu – Uma maravilha moderna - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Itaipu – Uma maravilha moderna

Brasil, Paraná, Foz do Iguaçu

Os gigantescos dutos de água das turbinas da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai. Por cada um deles passam, em média, o volume correspondente à metade das cataratas do Iguaçu!

Os gigantescos dutos de água das turbinas da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai. Por cada um deles passam, em média, o volume correspondente à metade das cataratas do Iguaçu!


Construída entre 1973 e 1982, Itaipu Binacional é a maior hidrelétrica em geração de energia no mundo! Foi ultrapassada recentemente pela Três Gargantas, na China, em potencia instalada. Esta só não nos ultrapassou em geração de energia, pois não possui um rio tão forte e cauladoso como o Rio Paraná.

Entrando nas instalações da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai

Entrando nas instalações da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai


A Itaipu é considerada uma das 7 maravilhas modernas, devido à grandiosidade da sua obra. Idealizada pelo engenheiro Gomurka Sakaria, indiano e projetada por um consórcio de empresas estrangeiras, uma americana e outra italiana, que dispunham de todo conhecimento técnico e tecnologia para uma obra desta magnitude.

Observando fotos da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai

Observando fotos da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai


Para sua construção chegaram a ser empregados mais de 40 mil trabalhadores diretos. Durante o primeiro ano foram construídas as estradas de acesso e toda a infra-estrutura do acampamento pioneiro para os trabalhadores e engenheiros que a partir deste ano praticamente se mudariam para a região até o término da obra. Este acampamento transformou Foz do Iguaçu, que até então possuía 20 mil habitantes para uma cidade de 101.447 habitantes.

Corredor com mais de um quilômetro dentro das instalações da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai

Corredor com mais de um quilômetro dentro das instalações da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai


Ela foi construída em um trecho do rio onde o cânion era mais profundo, indicando a força que a água exercia nas suas margens. Ali havia uma ilha conhecida por “Itaipu” que em tupi quer dizer “Pedra que canta”. Para que fosse erguida a barragem, um canal de 2 km teve que ser escavado para desviar o leito do rio. Em 1978 a construção do desvio foi finalizada e se iniciava então a construção da barragem principal.

Grande explosão para a construção da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai

Grande explosão para a construção da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai


O ritmo de construção foi absurdo! Era construído o equivalente a um prédio de 10 andares por hora! Toneladas de concreto eram despejadas na barragem, misturadas à toneladas de gelo, técnica utilizada para retardar a secagem e diminuir a incidência de bolhas de ar no concreto. Mais bacana ainda foi ver toda esta obra e saber que o meu sogro esteve neste canteiro de obras acompanhando cada passo da construção. Engenheiro, ele trabalhava na empresa responsável pela colocação dos guindastes que levavam as caçambas de concreto para os pontos de concretagem ao longo da barragem. Ele nos contou que chegou a subir dentro de uma caçamba e cruzou a barragem pelos ares! Que coragem!

O centro de comando da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai

O centro de comando da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai


A primeira turbina levou 4 meses para ser deslocada de São Paulo até o canteiro de obras e ao final deste ano, em 5 de dezembro de 1982, foi inaugurada a Itaipu Binacional. Construída em um consórcio entre os governos brasileiro e paraguaios, que fizeram o aporte inicial de 10 bilhões de dólares para a formação da companhia. A partir daí conseguiram um empréstimo internacional, que propiciou o início dos trabalhos. Toda a companhia é 50% brasileira e 50% paraguaia, no quadro de funcionários, na energia gerada e na divisão das dívidas, que ainda estão sendo pagas pelos próximos 10 anos. Todo a receita da Itaipu é utilizada para pagamento de despesas, quadro funcional, royalties para as cidades atingidas pela inundação e do empréstimo feito, sendo, portanto uma empresa sem lucro financeiro algum. Hoje a Itaipu é responsável pela geração de 16% da energia utilizada pelo Brasil, já incluindo o percentual importado pelo Brasil do excedente paraguaio.

O rotor, com algumas dezenas de toneladas, é uma das menores peças que formam o coração da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai

O rotor, com algumas dezenas de toneladas, é uma das menores peças que formam o coração da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai


É impossível olhar toda esta maravilha da engenharia e não pensar no impacto ambiental causado. A maior e mais notável perda foi a imersão das Sete Quedas, na região de Guaíra, Paraná. Uma maravilha natural perdida para sempre. Ficamos pensando que hoje, considerando os aspectos ambientais, a construção de uma usina como esta seria praticamente impossível. O lago de Itaipu é um imenso espelho d´água e ainda não pode ser mensurado exatamente qual é o impacto que este espelho exerce na alteração do clima, que tende a ficar mais quente, ampliando o aquecimento global.

A represa vista do alto da barragem da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai

A represa vista do alto da barragem da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai


Ainda assim ficamos felizes em saber que, mesmo naquela época, houve uma preocupação com a fauna local. O fechamento das comportas do canal de desvio, para a formação do reservatório da usina, deu início à operação Mymba Kuera (que em tupi-guarani quer dizer “pega-bicho”). A operação salvou a vida de 36.450 animais que viviam na área a ser inundada pelo lago.

O centro de comando da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai

O centro de comando da Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai


Encontrar o equilíbrio entre o desenvolvimento, o progresso e a preservação ambiental não é fácil. Ao mesmo tempo que o mundo precisa se desenvolver para suprir a super-população humana com uma infra-estrutura básica, a interferência do homem na natureza precisa ser reduzida com urgência. Esta fórmula ainda não foi encontrada e sem dúvida não será enquanto a população mundial continuar a crescer a taxas absurdas. A necessidade de energia e alimento continuará devastando, inundando e destruindo a natureza. Somos parte desta problemática e não adianta ficarmos sentados esperando uma solução, então deixo aqui uma pergunta para reflexão, como nós podemos mudar isso?

Brasil, Paraná, Foz do Iguaçu, Itaipu, binacional, usina hidrelétrica

Veja todas as fotos do dia!

Gostou? Comente! Não gostou? Critique!

Post anterior As mundialmente famosas cataratas do Iguaçu (Foz do Iguaçu - PR)

Cataratas do Iguaçu

Post seguinte A incrível Garganta do Diabo, visto do lado argentino do parque, em Puerto Iguazu - Argentina

Cataratas do Iguazú

Blog do Rodrigo Visitando a Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, fronteira de Brasil e Paraguai

Itaipu

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet