0 Grande Sertão Veredas - Blog da Ana - 1000 dias

Grande Sertão Veredas - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Grande Sertão Veredas

Brasil, Minas Gerais, Chapada Gaúcha

A deliciosa e 'abençoada' cachoeira do Mato Grande, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

A deliciosa e "abençoada" cachoeira do Mato Grande, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


Norte de Minas Gerais, chegamos à região de Chapada Gaúcha, que como vocês já devem imaginar, foi colonizada por gaúchos. Impressionante como este povo está espalhado pelo Brasil, sempre mantendo a sua identidade. O primeiro gaúcho que chegou à região, em torno de 30 anos atrás, comprou toda a região e passou a vender terras para seus conterrâneos que começaram a ocupar a região. A principal atividade econômica é a cultura de soja e capim, com a comercialização da semente para formação de pasto. O solo é arenoso e o clima boa parte do ano quente e seco, por isso além de muito adubo a produção depende de irrigação, isso explica a típica paisagem campestre com imensos pivôs de irrigação trabalhando nesta época.

O município possui em torno de 10 mil habitantes e foi emancipado há 10 anos. Vemos a cultura gaúcha em cada detalhe. Casa de carnes, churrasco, muita erva-mate, cuia e chimarrão em todos os lugares, sem contar as torcidas do Grêmio e do Colorado, que tem o mesmo ou até mais espaço que as mineiras. Até pouco tempo os gaúchos somavam 80% da população, hoje o número já está proporcionalmente menor, em torno de 50 ou 60%.

Placa do Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Placa do Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


O Parque Nacional Grande Sertão Veredas tem em torno de 40% das suas terras dentro do Estado de Minas Gerais e 60% dentro do Estado da Bahia. São mais de 230 mil hectares de cerrado e veredas. Composto por diversas fazendas desapropriadas pelo Governo Federal, por irregularidade ou sonegação de imposto, algumas delas já haviam formado pasto para a criação de gado, outras ainda mantinham a mata nativa.

Vereda, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Vereda, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


Eu nunca soube realmente o que eram as “veredas”. Imaginava uma mata ou algo parecido, mas a lembrança mais próxima ao tema sempre foi o escritor Guimarães Rosa. O escritor freqüentou a região enquanto escrevia o livro Grande Sertão Veredas e por aqui conheceu o Manuelzão, personagem do seu livro. Hoje aprendi, veredas são regiões mais baixas no meio do cerrado onde a água acumula, por isso ficam como charcos ou pequenos pântanos, ricos em vegetação. Sempre que se avistar o Buriti, este tipo de palmeira, pode ter certeza que tem água e onde tem buriti, tem sucuri. Não sabia também que havia sucuri no cerrado, pois elas gostam de água. Pois bem, se o sertão tem veredas lá elas estarão, longe dos rios, onde as lontras poderiam lhes causar um belo prejuízo.

Rio Preto, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Rio Preto, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


Rodamos mais de 130km pelas estradas de areia, por entre veredas e cerrados no parque nacional. Pela manhã, enquanto o sol ainda é suportável, foi fácil avistarmos diversas espécies comuns no cerrado brasileiro. Uma família de catitú, um tipo de porco-do-mato, diferente do cateto, mais comum no sul do Brasil. Por sinal, aprendi hoje também que o cateto, queixada ou o javali são diferentes nomes para o mesmo animal. Andam sempre em bando e são mais bravos, batendo os queixos quando ficam nervosos, se sentem ameaçados e resolvem atacar para se defender. A família de catitús estava atravessando a estrada, cruzaram rapidamente e um filhotinho ficou para trás, espero que tenha encontrado os pais!

Cervo salta no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Cervo salta no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


Andamos mais um pouco e logo os olhos atentos do nosso guia José avistaram um veadinho. Tranquilo e calmo no cerrado, logo percebeu que o observávamos e disparou cerrado afora. Um espetáculo vê-lo saltando os seus 2 metros de altura até desaparecer na mata. Vimos emas, siriemas, codornas e perdizes, uma riqueza de vida incrível! Poucos sabem ou imaginam que um lugar aparentemente tão seco pode ter tamanha diversidade de fauna e flora.

Piquizeiro, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Piquizeiro, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


Falando em flora, este sertão também a a casa para o Piquizeiro, a árvore do piqui, fruta do cerrado usada na culinária local, seu coquinho espinhento possui um leite apreciado pelo povo da região. Vimos o encontro das águas do Rio Preto, que agora está verdinho, quase transparente, e do rio Caninanha, que nasce na Bahia e passa a ser a fronteira com Minas.

Pulando nas águas refrescantes do Rio Preto, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Pulando nas águas refrescantes do Rio Preto, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


Tomamos banho em uma praia do Rio Preto e nas águas da cachoeira do Rio Mato Grande, estes já estão dentro do município de Formoso. Bem disse o Rodrigo, se esta cachoeira estivesse em Delfinópolis não dariam bola alguma, mas aqui ela é única e abençoada. Um verdadeiro oásis no meio do sertão veredas!

A deliciosa e 'abençoada' cachoeira do Mato Grande, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

A deliciosa e "abençoada" cachoeira do Mato Grande, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


Descansando no rio Mato Grande, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Descansando no rio Mato Grande, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


Conhecemos também a base da brigada de incêndio do parque. Eles possuem uma torre de 32 metros de altura para observação e prevenção de incêndios. Uma tecnologia japonesa simples e muito inteligente, de roldanas e contra-pesos.

Ana subindo na torre guarda-incêndio, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas - MG, próximo à Chapada Gaúcha

Ana subindo na torre guarda-incêndio, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas - MG, próximo à Chapada Gaúcha


Apenas uma pessoa por vez pode subir na torre, de onde conseguimos observar grande parte da extensão do parque. É sensacional usar esta traquitana e em poucos minutos ter esta vista maravilhosa!

No alto da torre, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

No alto da torre, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


O Manuel, brigadista responsável pela observação esta semana, fica na base por 7 dias e folga os outros 7. Hoje ele deve ter tido muito trabalho, pois quando voltávamos pela estrada de Formoso, vimos fumaça na direção da parte baiana do parque.

Com o nosso guia José e o gurda-parque Manoel, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Com o nosso guia José e o gurda-parque Manoel, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


Equipamento no alto da torre, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Equipamento no alto da torre, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


Assim que ele avista o fogo ele usa este instrumento aí para determinar as coordenadas e passa por rádio os seus dados que somados aos dados da segunda torre dão a localização exata do fogo para os brigadistas, que vão entrar no cerrado com abafadores e galões de 20 litros nas costas para apagar o incêndio. É, e essa época é fogo!

No alto da torre, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

No alto da torre, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)


É sabido que a biodiversidade da mata atlântica é uma das maiores do mundo! Mas o maravilhoso espetáculo do cerrado brasileiro não deixa nada a desejar, ainda mais para nós, meros mortais, eco-turistas e entusiastas da preservação do meio-ambiente.

Vereda, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Vereda, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Brasil, Minas Gerais, Chapada Gaúcha, cachoeira, parque nacional, Grande Sertão Veredas, Formoso

Veja todas as fotos do dia!

Não se acanhe, comente!

Post anterior Catedral de Brasília - DF

De volta à ativa!

Post seguinte Observando o Buraquinho, próximo à Chapada Gaúcha - MG

Rumo ao Peruaçu

Blog do Rodrigo A deliciosa e 'abençoada' cachoeira do Mato Grande, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no noroeste de MG (região de Chapada Gaúcha)

Veredas no Grande Sertão

Comentários (25)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 20/06/2017 | 02:44 por Gabriel Filpi

    Ana, gratidão! Este post me relembrou de uma maneira maravilhosa a viagem que fiz há 2 anos com minha mãe e irmã para a região de Chapada Gaúcha. Estou passando por um delicado momento de bloqueio criativo e ver seu post, relembrar as maravilhas vistas e vividas suscitou em mim a vontade de fazer melhor!

  • 08/02/2017 | 15:58 por Fred

    Boa tarde, gostaria de mais informações sobre o Parque, se possui camping na região, custos de trilhas, cachoeiras e guias.
    Muito bonito e organizado o site parabéns!

  • 10/05/2016 | 17:36 por Anderson Carneiro

    Oi Ana, tudo bem?
    Achei muito legal o conteúdo do seu blog, conheço muito bem a região que você descreveu, passei minha infância toda morando nas proximidades do parque, e por incrível que pareça eu te conheci, talvez não se lembre de um garoto que tocava viola caipira, morava na fazenda Carinhanha, município de Formoso MG, você passou em minha casa e ainda me presenteou com um disco de modas de viola do Tião carreiro! Nunca me esqueço disso! Parabéns pelo seu trabalho!

  • 12/02/2016 | 10:04 por Elsinho

    Eu gostaria de dizer pro Nilton Costa que infelizmente por falta ainda de infra estrutura o Grande sertão ainda não oferece Trilhas para bike porém no entorno do parque já tem algumas trilha se interessar entre em contato com agente

  • 12/02/2016 | 09:54 por Elsinho

    Eu gostaria de dizer pro Nilton Costa que infelizmente por falta ainda de infra estrutura o Grande sertão ainda não oferece Trilhas para bike porém no entorno do parque já tem algumas trilha se interessar entre em contato com agente

  • 02/02/2015 | 21:38 por Elsinho

    Muito bom parabéns pelo blog Eu sou Guia do parque Grande sertão veredas! e sempre me emociono com tanta beleza que temos no Sertão da próxima vez se quiserem eu posso recitar vários trechos do livro grande sertão: Veredas pra vcs meu fone (38)98663856

    Resposta:
    Adoramos sua terra, voltaremos um dia e vamos te procurar. Obrigada!

  • 19/01/2015 | 11:41 por Nilton Costa

    Olá,eu gostaria de saber se existe a possibilidade de atravessar o parque de bike,eu terminei a Estrada Real de Diamantina até Paraty e ouvi falar que existe um trecho muito longo que começa na Bahia e vai até Chapada Gaúcha e gostaria de percorrer esse trecho porém o que se encontra de informações são pouco ou quase nada a esse respeito bem diferente por exemplo da Estrada Real!
    Se puderem me ajudar com informações ficarei muito grato!!!Desde já obrigado a todos vocês do Blog!!!

  • 15/01/2015 | 10:48 por Elson (Elsim)

    Belíssimas fotos!!! show de bola..Também sou Guia desse paraíso quem se interessar e quiser conhecer esse SERTÃO! é so ligar (38) 98663856 e agente o seu passeio --------

  • 03/07/2014 | 14:48 por QRA nervozinho

    muito bom .que legal a torre dos guardião do parque .que todas fotos massa"doida de mais.

    Resposta:
    É adoramos subir lá! =)

  • 27/04/2014 | 15:00 por Cibele

    Que massa! estou aqui imaginando quão maravilhoso sera o pedal que iremos realizar agora neste mes de maio nesta região. De Brasília a Januária - Pedal Grande Sertão Veredas.
    Estamos precisando de apoio, dicas de locais para pouso, alimentação, descanso. Quem puder ajudar. O telefone é 61 81289883 ou 35973501 Cibele ou Jáder. Ou e- mail cibelefl@yahoo.com.br

    Resposta:
    Estamos em Curitiba, mas espero que tenham conseguido apoio através daqui. Boa pedalada!

  • 29/05/2013 | 11:29 por noelson arujo da silva

    EU NOELSON TEVI UM GRANDE PRIVILEGIO DE TER TRABALHO NESTE PARQUI OQUAL FIS PARTE FUI BRIGADISTA POR 6 MEZIS FOI CHEFE DA BRIGADA POR 6 MEZES AONDE DERANEI MEU SUOR PARA DEFENDER ONOSO GRANDE PATRINONIO EU AMO DE CORAÕ AONDE COMHESI VARIAS BELESAS QUERO DIZER ATODOS VITANTES QUE CHAPA GAUCHA ESTAMOS DE PORTAS ABERTAS PARA RECEBER TODOS VIZITANTES COM MUITO ORGULHO ESTOU ADISPOZISAÕ PARA AJUDAR QUERO AGRADESER ATODOS QUI ESTAÕ NESTA LUTA PARA DEFENDER O PARQUE GRANDE SERTAÕ VEREDAS K DEUS ABENSOI ATODOS BEJOS ATODOS ASS NOELSON ARAUJO DASILVA

    Resposta:
    Adoramos o parque Noelson, o trabalho dos brigadistas é essencial para a conservação do Grande Sertão Veredas! Obrigada!

  • 16/04/2013 | 11:52 por Allan Flávio

    Olha já caminhei por várias dessas belezas naturais retratadas neste documentário... E confesso lugar lindo e de um povo sem igual!!!

    Saudades do tempo em que trabalhei na EMATER neste município!

    Resposta:
    É Allan, é um lugar muito especial que o brasileiro acha que só existe nos livros!

  • 09/11/2012 | 11:52 por XIKO MENDES

    BOM DIA ANA,

    Obrigado pela correção! Aviso-lhe que vou, com sua permissão, publicar essas lindas fotos suas do PARQUE NACIONAL GRANDE SERTÃO VEREDAS, em meu 12º livro intitulado VEREDAS GERAIS E CHAPADÕES FORMOSOS. Claro que vou citar você e seu site como fonte nas páginas desse livro que conterá imagens de ARINOS, FORMOSO, CHAPADA GAUCHA E COCOS. TRATA-SE DE UM GUIA TURÍSTICO-CULTURAL com patrocinio da FUNARTE-MINC.

    Preciso falar com você por e-mail. MANDE MAIS IMAGENS PARA MIM SE POSSIVEL.

    XIKO MENDES
    xikomendes@yahoo.com.br

    Resposta:
    Olá Xico, todas as fotos que temos estão na página de fotos dentro da cidade Cidade Gaúcha ou Grande Sertão Veredas. Vamos conversar sobre as fotos sim, me mande um email com as informações e as imagens que você precisa. E eu vou querer um exemplar deste livro!
    Boa sorte,
    Abs!

  • 03/11/2012 | 15:40 por XIKO MENDES

    BOA TARDE,

    PARABÉNS PELAS BELAS IMAGENS DO PARQUE NACIONAL GRANDE SERTÃO VEREDAS (!), MAS APROVEITO PARA INFOMRAR QUE A MAIORIA DESSAS PAISAGENS NATURAIS NÃO ESTÃO DENTRO DO MUNICIPIO DE CHAPADA GAÚCHA-MG E, SIM, NA ZONA RURAL DE MINHA TERRA NATAL, FORMOSO-MG. SOU HISTORIADOR E JÁ PUBLIQUEI, ENTRE OUTROS, QUATRO LIVROS SOBRE A HISTÓRIA DE FORMOSO. Portanto, conheço esses lugares e gostaria que fosse feita a CORREÇÃO pelo menos com relação a:
    - CACHOEIRA DO MATO GRANDE, RIO MATO GRANDE E RIO PRETO, pois ambos pertencem a FORMOSO-MG.

    Aguardo o retorno.

    XIKO MENDES
    HISTORIADOR

    Resposta:
    Olá Xiko,
    Conhecendo a região você deve imaginar a dificuldade que tivemos de encontrar informações formais sobre o parque. Infelizmente a maioria dos nossos parques nacionais e seus municípios não possui um trabalho de comunicação e informação à disposição dos visitantes e turistas. Dependemos de encontrar pessoas como você para esclarecer e ajudar a detalhar as informações, para divulgarmos as belezas que o nosso Brasil possui e tão poucos conhecem.
    Está feita a citação de Formoso no post, junto dos locais citados.
    Obrigada pelas informações.
    Abs!
    Ana

  • 17/10/2012 | 21:15 por Monique

    Parabéns pelo blog, sou de Chapada Gaúcha, e achei maravilhosa a iniciativa de vocês, lá possui tantas riquezas naturais das quais vale a pena conhecer! =D

    Resposta:
    Obrigada Monique! O Grande Sertão Veredas é uma das maravilhas menos exploradas no Brasil, bom pq se mantém preservado, mas sem dúvida é uma região que as pessoas precisavam conhecer para entender mais sobre as riquezas do nosso país! Beijos e espero te vermos mais por aqui!

  • 03/09/2012 | 14:16 por Dora Trindade

    Amo este Parque, fui uma das ajudadoras na ampliação do mesmo por meio de nossa ONG AA Vida Verde e já o visitei com 14 alunos e 2 professores. Momentos únicos aqueles, contudo não sei porque esta Parque que está ampliado para o Oeste da Bahia, Municipio de Côcos, não está em nenhuma área de preservação natural deste Estado!
    Quero saber o que devo fazer para uncluir esta área para que todos conheçam pela internet.

    Parabens pelas lindas fotos e informações.

    Resposta:
    Olá Dora! Esse tipo de iniciativa vindo da população é um dos movimentos mais genuínos de conscientização e preservação da natureza e da nossa terra! Há de cobrar dos políticos locais diretamente ou por intermédio das ONGs e nós vamos por aqui tentando fazer essas áreas distantes mais conhecidas para todo o Brasil. =)

  • 03/07/2012 | 15:14 por Daniel Rodrigues Barbosa

    Amei as fotos sabia..... Eu já trabalhei alguns dias nesta área de pagar fogo no parque grande sertão veredas de chapada gaúcha,quando olho as fotos sinto vontade de voltar.Desejo muitas vitórias e proteção para todos, que está lutando para vencer no dia a dia,que e um trabalho muito puxado,mas que Deus abençoe a todos,um forte abraço.Quem sabe um poderei viajar com vcs...

    Resposta:
    Eita terra boa esse Grande Sertão Veredas! Estamos te esperando todos os dias aqui no site para viajarmos juntos e continuar apaixonado por esse mundo e natureza, para continuar com forças para cuidá-la e protegê-la! Bem vindo à bordo Daniel! Beijos!

  • 06/11/2010 | 09:54 por Guilherme

    Aqui tenho um site en construçao de meio ambiente queria trocar unas ideias con vc .

    Resposta:
    Olá Guilherme, vamos conversar sim! Enviei um email para você ter meu contato.
    Obrigada! Abs
    Ana

  • 01/10/2010 | 16:20 por Luis

    Obrigado.

  • 30/09/2010 | 12:09 por Luís

    Ana e Rodrigo, vcs tem o tel ou um contato com o Dinho do PN Sempre Vivas? Acho que vai dar pra fazer a travessia Inhaí/Curumataí.
    bjos.

    Resposta:
    Oi Luis! Que beleza, dizem que os campos de altitude do Sempre-Vivas são maravilhosos! Nós não temos o telefone do Dinho, mas temos o da Pousada do Zé Maria que fica a 2 quadras da casa dele, com certeza eles poderão te ajudar a encontrá-lo. Segue o tel da pousada (38) 3532-3147. Vale agendar antes pois tem que esquematizar como deixar o carro em Curumataí e retornar à Inhaí para iniciar a caminhada. Que delícia! Aproveitem por nós! Bjs

  • 21/09/2010 | 21:57 por Luis

    Claro que daremos as dicas.

    Resposta:
    maravilha! =)

  • 19/09/2010 | 10:13 por claudimar

    Gostaria de saber se vc tenha as Coordenada da cachoeira do Mato Grande, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas
    Grato.
    claudimar

    Resposta:
    Olá Claudimar! Infelizmente não fizemos este track log. Você pode tentar conseguir com o José do ICMBio no PN Grande Sertão Veredas. Pena não conseguir ajudá-lo. Bjs

  • 19/09/2010 | 00:26 por Luis

    Esta dica da trilha de 3 dias foi perfeita! Tempos atrás pesquisei algo do PN Sempre Vivas e não achei nada. Então nem fomos. Agora temos um motivo forte para voltar. Ótima trip pra vcs. Vou ver se ainda dá pra passar no PN Serra das Confusões e PN Serra da Capivara.
    Qualquer dia nós encontraremos vcs por aí.........

    Resposta:
    Oi Luis! O PN Semper Vivas nem está formado, ainda não está com o Plano de Manejo pronto, por isso o contato é o Dinho, a família dele é proprietária de algumas terras e ele conhece bem as trilhas. É super gente boa, vale a pena ter guia, pois as trilhas não são fáceis de encontrar, algumas delas já fecharam. Dica, leve muito repelente e esses inseticidas para passar na roupa, tem uma infestação de carrapatos no caminho de entrada, passando pelas fazendas. Mesmo assim ainda vai sobrar algum, aí dizem que o melhor é sabonete contra sarna para se livrar deles. =)))

    Nós ainda iremos passar pela Serra das Confusões e Capivara, se passar por lá nos mande umas dicas! =)
    beijos!

  • 15/09/2010 | 01:04 por Luis

    Olá Ana, eu de novo. Pois bem, estamos saindo de Santos dia 9 de outubro e iremoa até o Jalapão. O problema é que já viajamos tanto de carro pelo Brasil e estamos tendo que repetir...Vamos com uma L200 traçada e pretendemos conhecer Peruaçu (este não conhecemos). Já ficamos em Terra Ronca, Grande Sertão Veredas (que repetiremos), PN Veadeiros, PN Diamatina........No trecho entre Sampa e Jalapão vcs tem alguma sugestão?
    E nós gostamos de pernar muito, travessias, e muito mato.

    Resposta:
    Nossa sugestão é que siga do Peruaçú para a parte sul da Chapada Diamantina, muito pouco explorada.
    Como você está de 4x4 da Chapada você pode entrar no Jalapão pela Bahia, via Coaceral.

    Se você tiver tempo, antes de chegar no Peruaçú você pode conhecer o Parque Estadual do Pico Itambé, lindíssimo, um dos pontos mais altos da Serra do Espinhaço. Sua entrada é na comunidade de Capivari, próximo à Milho Verde. Lá perto e também no caminho tem o Parque Nacional das Sempre Vivas, entrada por Inhaí, lá procure o Tinho e se tiver tempo façam a travessia de 3 dias até Curumataí, são em torno de 56km, não pudemos fazer mas dizem que vale a pena!

    Espero tê-lo ajudado =)
    Boa viagem!
    Ana

  • 15/08/2010 | 19:41 por Dani

    Eita, só minha irmã mesmo para pular no rio de um jeito tão estiloso! hahaha

    Na, cuidado com as piranhas... ouvi dizer que todo rio tem! Não dá medo? hehe

    Beijos,
    Dani

    Resposta:
    Hey Dani! Não tem piranha em todo rio não! Só uns lambarizinho de nada! hahaha! Ficou estilosa a foto não? foram uns 5 pulos até acertar! rsrs

    Beijos! Saudades!
    Ana

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet