0 Around Curaçao - Blog da Ana - 1000 dias

Around Curaçao - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Ubersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jido)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE

Around Curaçao

Curaçao, Willemstad, Westpunt

Willemstad, em Curaçao

Willemstad, em Curaçao


Curaçao é a maior das ilhas do ABC e embora ainda faça parte do Reino dos Países Baixos, é um país autônomo desde 10 de Outubro de 2010. Com aproximadamente 200 mil habitantes, é a ilha com maior densidade demográfica com 391hab/km2. Sua capital, Willemstad, foi fundada pelos holandeses em 1634 onde hoje está o bairro de Punda (punt em holandês = ponta).

A ponte flutuante para pedestres, Rainha Emma, ligando Punda a Otrobanda, em Willemstad - Curaçao

A ponte flutuante para pedestres, Rainha Emma, ligando Punda a Otrobanda, em Willemstad - Curaçao


Do outro lado da Saint Annabaai está o bairro de Otrabanda (“do outro lado” em papiamento), ligada pela Queen Emma Bridge para pedestres e a ponte Rainha Juliana para carros. Esta mais parece uma montanha russa! Subimos em espiral e passamos sua parte mais alta com uma linda vista de Punda. Ela foi construída dessa forma para que os navios possam transitar pelo canal para o porto que está na baia.

A ponte Rainha Juliana, em Willemstad - Curaçao

A ponte Rainha Juliana, em Willemstad - Curaçao


A história de Curaçao é muito parecida com a história de Bonaire já contada aqui em post anterior. Uma ilha que recebeu milhares de escravos e diversas influências pelo período colonial espanhol, português, holandês e até inglês. Aqui, porém, a arquitetura colonial holandesa é claramente percebida e nos faz lembrar Amsterdam, com suas casinhas coloridas à beira dos canais, lojinhas e ruas organizadas na parte histórica e no mercado flutuante de Punda.

Punda vista de Otrabanda, bairros de Willemstad, em Curaçao

Punda vista de Otrabanda, bairros de Willemstad, em Curaçao


A cidade tem diversos atrativos, museus, restaurantes e até hotéis que valem a pena ser visitados. Como só tínhamos dois dias, selecionamos o Museu do Kura Hullanda, que está em Otrabanda.

Exposição sobre a escravidão no museu Kura Hulanda, em Otrabanda, bairro de Willemstad, em Curaçao

Exposição sobre a escravidão no museu Kura Hulanda, em Otrabanda, bairro de Willemstad, em Curaçao


Ele possui uma larga coleção de artefatos africanos que contam a história dos antigos navegadores que chegaram até aqui e das tribos que formaram a atual população negra nas Américas e no Caribe. A parte mais interessante do museu é a exposição sobre a escravidão, que reúne histórias e fatos deste imenso mercado que perdurou por mais de três séculos.

Exposição sobre a escravidão no museu Kura Hulanda, em Otrabanda, bairro de Willemstad, em Curaçao

Exposição sobre a escravidão no museu Kura Hulanda, em Otrabanda, bairro de Willemstad, em Curaçao


Se você não é muito a fim de museus, a visita só a visita ao hotel já vale a pena. A área estava abandonada e foi comprada por um holandês apaixonado pela história da ilha e suas raízes africanas. Ele restaurou e revitalizou toda a área que hoje é um dos hotéis mais caros da ilha. Kura Hullanda significa “varanda holandesa” um ótimo lugar para um almoço ou drink no final da tarde na sua praça sombreada ao lado do museu.

Escultura com a forma da África, no museu Kura Hulanda, em Otrabanda, bairro de Willemstad, em Curaçao

Escultura com a forma da África, no museu Kura Hulanda, em Otrabanda, bairro de Willemstad, em Curaçao


Na noite em que chegamos conhecemos os brasileiros André e Wendy de Brasília já no aeroporoto. Eles também estavam mergulhando em Bonaire e vieram passar seu último dia aqui para nadar com golfinhos. Andrickson e Angelica, nos receberam na pousada, ele nascido aqui em Curaçao e ela nascida aqui, porém sua família é das Ilhas Madeira, falava um bom “purtugueix di Purtugal.” Fechei o hotel pela internet, não tinha idéia que ia cair no meio da maior balada da ilha! Rsrsrs! Andrick não titubeou, nos ofereceu tampões de ouvido ou ingressos para a festa. O que vocês acham que nós escolhemos? FESTA, é claro! Eles nos acompanharam em um fast food árabe delicioso no único lugar que encontramos aberto a esta hora e depois fomos todos para a festa de Halloween ao lado da nossa pousada.

Observando o mar em parque no norte de Curaçao

Observando o mar em parque no norte de Curaçao


Embora esta ilha seja reconhecida por sua cidade histórica de arquitetura colonial, os arredores de Curaçao também têm muitas belezas naturais. No Westpunt, no noroeste da Ilha encontramos o Parque Nacional Boka Shette, com lindas paisagens e grutas coralíneas.

A incrível cor do mar na praia de Groot Knit, no norte de Curaçao

A incrível cor do mar na praia de Groot Knit, no norte de Curaçao


Já que era o nosso último dia no Caribe achei que merecia conhecer e aproveitar ao menos uma praia dentro do ABC. Escolhemos as praias de Knit Klein, uma das mais bonitas e tranqüilas da ilha, mesmo em um domingão!

Saltando no mar azul de Groot Knit, no norte de Curaçao

Saltando no mar azul de Groot Knit, no norte de Curaçao


Sua vizinha Knit Grotte possui mais infra e por isso já estava mais lotada. Passamos lá para conhecer e nos divertimos vendo os locais dando saltos malucos na ponta da praia. É claro que não agüentamos e saltamos também!

Refrescando-se nas águas transparentes do mar de Curaçao, em Groot Knit

Refrescando-se nas águas transparentes do mar de Curaçao, em Groot Knit


Nossa última parada foi na praia Cas Abao, uma praia particular que pagamos uns 7 dólares de estacionamento e temos acesso a infra estrutura de banheiros, restaurante, etc. Era a mais lotada disparado, só passamos lá rapidamente para comer, tomar uma ducha rápida e ir para o aeroporto.

A movimentada praia de Cas Abao, em Curaçao

A movimentada praia de Cas Abao, em Curaçao


Acaba aqui a nossa rápida escapada para o Caribe. Dos arranha céus do americanizado High Rise de Aruba, ao tranquilo Rincon de Bonaire e à histórica Punda. Nestes dias aprendemos um pouco de papiamento, encontramos muito sol, festas, ótimos mergulhos e eu nunca fui tão confundida com uma holandesa, nem quando estive na Holanda! 10 dias intensos, 3 países, diferentes culturas e muita história pra contar.

Praia de Klein Knit, no norte de Curaçao

Praia de Klein Knit, no norte de Curaçao

Curaçao, Willemstad, Westpunt, Caribe, Antilhas Holandesas, Punda, Kura Hullanda

Veja todas as fotos do dia!

Gostou? Comente! Não gostou? Critique!

Post anterior A cor impressionante do mar no Parque Nacional Washington-Slagbai, no norte de Bonaire

Bonaire: Tesouro Natural

Post seguinte Comemoração em família do Dia das Bruxas em shopping de Bogotá, na Colômbia

Halloween

Blog do Rodrigo Saltando no mar azul de Groot Knit, no norte de Curaçao

Curaçao

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 12/11/2012 | 21:26 por Jú

    Fui pedida em casamento em Curaçao...Uma palavra: MEU DEUS...QUE PRAIAS SÃO ESSAS??
    Vale MUITO apena...MUITO MUITO MUITO MUITO...!!!!

    Resposta:
    Romântico demais! Praias maravilhosas, o Caribe é demais e tão pertinho de nós! rs! Parabéns pelo noivado! Beijos!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet