0 Boneiru - Blog da Ana - 1000 dias

Boneiru - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Boneiru

Bonaire, Kralendijk, Rincon

Admirado com o lincrível pôr-do-sol em Kralendijk, em Bonaire

Admirado com o lincrível pôr-do-sol em Kralendijk, em Bonaire


Bonaire, uma ilha de apenas 18 mil habitantes, está situada no mar do Caribe, perto da costa da Venezuela. Descoberta em 1499 pelos espanhóis que apenas arrancaram os índios que lá viviam para mão de obra escrava na ilha de Hispaniola. Abandonada pelos espanhóis, ela acabou ficando sobre os auspícios portugueses, que estavam na ilha vizinha de Curaçao. Estes a venderam para os holandeses, que precisaram de uma base militar nas guerras contra os espanhóis. Alguns dizem que o seu primeiro nome foi “Isla do Palo Brasil”, embora seja difícil acreditar que esta árvore estivesse lá, em uma terra tão seca e diferente de nossas matas verdejantes.

Extração de sal em South Pier, no sul de Bonaire

Extração de sal em South Pier, no sul de Bonaire


Foi no período da ocupação holandesa, nos idos de 1620, que a Dutch West India Company iniciou a exploração de sal, que até hoje é uma das principais economias da ilha. Depois disso a ilha ainda passou pelas mãos dos ingleses duas vezes, durante as guerras Napoleônicas, até que em 1814, finalmente voltou ao comando holandês. Durante a Segunda Guerra Mundial ela foi utilizada como base militar e aérea para as tropas americanas e inglesas. O Flamingo Aeroporto, utilizado até hoje, foi construído nesta época pelos americanos.

Chegando ao aeroporto de Kralendjik, capital de Bonaire

Chegando ao aeroporto de Kralendjik, capital de Bonaire


Hoje, mesmo com a dissolução das Antilhas Holandesas, Bonaire escolheu continuar território holandês. A sua capital é Kralendijk e o segundo maior povoado é a cidade de Rincon, das mais antigas, construída no interior pois estaria mais protegida de ataques de piratas.

Igreja em Rincon, cidade no norte de Bonaire

Igreja em Rincon, cidade no norte de Bonaire


Toda esta diversidade cultural trouxe às cidades uma arquitetura colonial mesclada, sinceramente um pouco difícil de ser reconhecida. As influências, porém, ficaram claras e podem ser facilmente reconhecidas na língua nativa, o Papiamento. Esta é reconhecida como a segunda língua oficial, após o holandês, é claro.

Quase compramos um livro que ensina papiamento (no aeroporto de Oranjestad, em Aruba)

Quase compramos um livro que ensina papiamento (no aeroporto de Oranjestad, em Aruba)


Papiamento - Português
Bonbini - Bem-vindo
Bon dia - Bom dia
Bon tardi - Boa tarde
Bon nochi - Boa noite
Pasa bon dia! - Tenha um bom dia!
Por fabor - Por favor
Boneiru – Bonaire (com a mesma pronuncia do inglês)

Olhando assim parece ridiculamente fácil para nós, porém na realidade é praticamente impossível entender-los. O sotaque se parece mais com algum dialeto africano, que usa palavras em espanhol, português e no inteligível holandês. Uma beleza! Mas não se assustem, depois de 4 dias ouvindo a rádio eu já até conseguia entender do que se tratava a notícia.

Bonaire, 'Divers Paradise'

Bonaire, "Divers Paradise"


Além do sal, a principal economia da ilha atualmente é o turismo. Já nos anos 60 a ilha recebia pessoas interessadas em mergulho e snorkell, porém foi a partir da década de 80 que este negócio passou a ser mais explorado. Hoje a ilha possui dezenas de resorts ao seu redor com infra-estrutura para receber mergulhadores de todos os cantos do mundo! Nem preciso dizer que nós viemos aqui para mergulhar! Mas esse é assunto para o próximo post.

O belo mar da região de Karpata, no norte de Bonaire

O belo mar da região de Karpata, no norte de Bonaire

Bonaire, Kralendijk, Rincon, mar, Caribe, Antilhas Holandesas, papiamento

Veja todas as fotos do dia!

Faz um bem danado receber seus comentários!

Post anterior A fantástica arquitetura de Punda, em Willemstad, a capital de Curaçao

Dutch Antilles

Post seguinte A visão do pier acima d'água visto de 20 metros de profundidade, no South Pier, no sul de Bonaire

O Paraíso do Mergulho

Blog do Rodrigo Admirado com o lincrível pôr-do-sol em Kralendijk, em Bonaire

Bonaire

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 11/11/2011 | 00:18 por mario sergio

    Oi filha, que lindo, que saudades. Saudade que já faz doer o coração. Bjs

    Resposta:
    Muuuuitas saudades papi, estamos esperando visitas!!! Bjos

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet