0 Alter do Chão, Sairé e Carimbó - Blog da Ana - 1000 dias

Alter do Chão, Sairé e Carimbó - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Alter do Chão, Sairé e Carimbó

Brasil, Pará, Santarém, Alter do Chão

Praia alagada em Pindobal, próximo à Alter do Chão - PA

Praia alagada em Pindobal, próximo à Alter do Chão - PA


Amanheceu um dia chuvoso, preguiçoso. Abrimos a porta da varanda e damos de frente com o Rio Tapajós e aquele cenário surreal das cabanas submersas à nossa frente. É um cenário comum para todos aqui, nós que ainda estamos acostumando. Eles já sabem lidar com os tempos de água e seca, sabem que durante 6 meses não terão uma gota de chuva. É uma festa, famílias inteiras dormem na praia por uma semana, fazem a piracada, fogueira na beira da praia onde assam os peixes frescos que acabaram de pescar.

Orla do rio Tapajós em Alter do Chão - PA

Orla do rio Tapajós em Alter do Chão - PA


Logo se preparam para as chuvas, renovam os telhados das cabanas e casas, retiram os equipamentos das barracas de praia que não podem molhar, preparam os barcos que irão ficar ancorados na beira da passarela e do muro que será coberto de água.

Flôr de jambo, na praça central de Alter do Chão - PA

Flôr de jambo, na praça central de Alter do Chão - PA


Nessa época chuvosa outro espetáculo são as árvores de jambo, verdadeiros tapetes cor-de-rosa das flores caídas do jambuzeiro colorem as ruas e a praça central de Alter do Chão. Todas as manhãs os funcionários recolhem do chão da praça pilhas e mais pilhas das finas pétalas e flores.

Flores de jambo no chão da praça central de Alter do Chão - PA

Flores de jambo no chão da praça central de Alter do Chão - PA


Todo dia, pela manhã, é dia de varrer as flores de Jambo, na praça central de Alter do Chão - PA

Todo dia, pela manhã, é dia de varrer as flores de Jambo, na praça central de Alter do Chão - PA


Mesmo com chuva não nos rendemos, fomos a uma das únicas praias que ainda tem alguma areia emersa na região, a Praia de Pindobal. Na seca uma praia de 50m de areia e uma ponta de areias branquinhas com mais de 100m.

Pindobal, praia próxima à Alter do Chão - PA

Pindobal, praia próxima à Alter do Chão - PA


É aqui também que fica a famosa Ponta de Pedra, formações rochosas que afloram e fazem um bonito cenário. Na cheia uma longa praia com 2m de areia que logo desaparecerão. As placas “proibido trânsito de carros na praia” ou até mesmo “proibido som alto...” já dão uma pista de como deve ser isso aqui no verão. Muita praia, muita gente e muita festa.

Praia alagada pelo Tapajós, em Pindobal, próximo à Alter do Chão - PA

Praia alagada pelo Tapajós, em Pindobal, próximo à Alter do Chão - PA


Nos instalamos em um restaurante à beira da lagoa formada pela chuva na rua em frente à praia. Pedimos uma isca de pirarucu enquanto esperávamos o sol aparecer. Esperança é a última que morre! E não foi que ele apareceu?!

Nadando no Tapajós, em Pindobal, praia próxima à Alter do Chão - PA

Nadando no Tapajós, em Pindobal, praia próxima à Alter do Chão - PA


Conseguimos ainda aproveitar a praia, tomar um solzinho, nadar no Tapajós, quentinho e avistar alguns tucuxis, os golfinhos cinza, comuns nestas águas de cá. Mais tarde chegou uma turma de jovens de Santarém. Sexta-feira, devem ter acabado de sair das aulas e vieram direto para cá, seu balneário de final de semana. Turma grande fazendo um churrasquinho, dançando, jogando, fazendo aquela festa boa.

Quiosque novinho em folha (literalmente!), em Pindobal, praia próxima à Alter do Chão - PA

Quiosque novinho em folha (literalmente!), em Pindobal, praia próxima à Alter do Chão - PA


No final de tarde voltamos para Alter do Chão, não havíamos almoçado, mas encontramos uma tapiocaria aberta. Não é sempre que entro em detalhes de comida, mas esta vale à pena! As tapiocas eram deliciosas, crocantes e muito bem recheadas! Camarão com requeijão e ainda uma mini-tapioca de coco para sobremesa. HUMMM! Fazia tempo que não encontrávamos tapiocas tão gostosas.

Fim de tarde no pier de Alter do Chão - PA

Fim de tarde no pier de Alter do Chão - PA


Depois da nossa tradicional hora do trabalho, fomos ao Espaço Cultural Alter do Chão. Um espaço super bacana com cardápio divino e a recepção calorosa do Naldo, garçom responsável pela casa. O dono é um paulista que trabalha com o mercado cultural, chegou a pouco de SP, onde estava coordenando um dos eventos na virada cultural, uma apresentação musical que tinha um piano em cabos suspensos e a platéia abaixo, bacana.

Borboleta descansa na areia em Pindobal, praia próxima à Alter do Chão - PA

Borboleta descansa na areia em Pindobal, praia próxima à Alter do Chão - PA


Comemos um peixe pirarucu recheado de legumes ao molho de leite de coco, sensacional! Depois engatei no papo com o Naldo e o Seu Camargo, ambos nascidos e criados nesta região, descendentes de índios e Naldo já com algumas misturas. Comentávamos como a cultura aqui da região é rica e pouco difundida, “às vezes precisam vir pessoas de fora para valorizar a cultura local”, disse Naldo, falando sobre o trabalho que é desenvolvido ali no Espaço Cultural. Ele nos apresentou um CD de Carimbó da Dona Onete, uma paraense que gravou seu primeiro CD e está tendo seu trabalho divulgado em SP pelo dono aqui do restaurante. Ela deve ir até lá para fazer alguns shows. Como não havia o CD para comprar, pedi e eles me cederam gentilmente o CD da Dona Onete para que eu pudesse divulgar também o seu trabalho.

Integrantes do grupo Espanta Cão. Seu Célio Camargo é o de blusa amarela, no canto inferior esquerdo.

Integrantes do grupo Espanta Cão. Seu Célio Camargo é o de blusa amarela, no canto inferior esquerdo.


Dentre várias histórias de pescador, cobras e a vida aqui no Tapajós, Seu Camargo começou a me explicar as festividades da região. São duas as principais festividades religiosas com o sincretismo entre a Igreja Católica e os costumes indígenas, o Borari, que acontece em julho e o Sairé no mês de setembro. O Sairé é acompanhado de uma festa pagã, conhecida como a Festa dos Botos. Uma festa que reúne mais de 20 mil pessoas para a disputa entre o Boto Cor de Rosa e Boto Tucuxi.

CD do Boto Tucuxi, presente do Seu Camargo

CD do Boto Tucuxi, presente do Seu Camargo


Ela segue os mesmos moldes da Festa do Boi de Parintins, com competições das fantasias de luxo, homem e mulher boto mais bonita, músicas, arquibancadas para a torcida que se divide entre rosas e cinzas. Seu Camargo é Capitão do Sairé, faz parte da diretoria do Luso Brasil, time de futebol aqui de Alter do Chão, Presidente do Boto Tucuxi, toca na banda de Carimbó da cidade e no grupo de corda e pau chamado Espanta Cão, Sairé dos bons!

CD do Espanta Cão. presente do Seu Camargo

CD do Espanta Cão. presente do Seu Camargo


Estou louca para voltar aqui em Setembro, ver as praias e as festanças de Sairé. A única fica é reservar pousada com antecedência de pelo menos uns 4 ou 5 meses, pois 3 meses antes já estão todas lotadas, o povo chega a dormir na rua ou na praia por não achar vagas nas pousadas.

CD do Espanta Cão. presente do Seu Camargo

CD do Espanta Cão. presente do Seu Camargo


Foi uma bela troca de experiências, eu contei da viagem lugares que viajamos, mostrei o site e eles, super curiosos, adoraram. Porém tenho certeza que quem mais saiu ganhando nesse papo fui eu. Que riqueza cultural, que pessoas maravilhosas! Isso sem contar que o Seu Camargo fez questão de me dar os seus CDs do Boto Tucuxi e do Espanta Cão para eu, e todos vocês, conhecermos sua arte e esta cultura tão rica aqui do Pará.

CD do Boto Tucuxi, presente do Seu Camargo

CD do Boto Tucuxi, presente do Seu Camargo

Brasil, Pará, Santarém, Alter do Chão, Rio Amazonas, Rio Tapajós, Pindobal

Veja todas as fotos do dia!

Não nos deixe falando sozinhos, comente!

Post anterior Praia e quiosques inundados pelo rio Tapajós, em Alter do Chão - PA

Praias Inundadas

Post seguinte Gigante entre as gigantes, pé de Samaúma na FLONA, comunidade de São Domingo, região de Alter do Chão - PA

FLONA Tapajós

Blog do Rodrigo Orla do rio Tapajós em Alter do Chão - PA

Programas em Alter da Chuva

Comentários (4)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 31/12/2014 | 12:04 por Sandra moura

    Bom dia, gostaria de saber
    qual é a época ideal p visitar Alter do Chao.
    Obrigada,
    Sandra

  • 24/09/2013 | 18:18 por Edson Vaughan de Andrade

    Legal sua descrição do local é uma região belíssima Parabéns.

    Aproveitando cuti no facebook a pagina: >>> Caribe da Amazonia - Alter do Chão <<<

    Resposta:
    Obrigada Edson, adoramos e voltaremos na seca. Abs!

  • 22/09/2012 | 14:16 por joao alho

    sou santareno. fiquei emocionado com suas postagens e fotos da minha cidade. quando quiser vir por aqui e nao tiver companhia ou abrigo (Como no sairé), pode mandar um email que eu e minha família estaremos dispostos a receber você e sua equipe. Um abraço.

    Resposta:
    Olá João! Muito obrigada pelo convite, espero voltarmos logo aí, temos que voltar para conhecer as praias na época da cheia, dançar mais um carimbó e conhecê-lo! Não temos planos ainda, mas um dia voltaremos.
    Obrigada!
    Bjs!

  • 21/07/2011 | 23:36 por josivana Rodrigues

    oi! sou neta da dona onete a qual vc escutou falar em santarém PA em uma de suas vigens fiquei feliz em sabr qu evc tem o cd dela ... porém esse CD é apenas um ensaio nao pasou por estudio ... ela está em estudio e quando sair o atual CD gostaria de dar um a vc.. pra escitar o que aqui em belem chamos de carimbó chamegado ...

    Resposta:
    Olá Josivana! Que honra vc por aqui, ameeeeei o CD da sua avó, copiei lá justo pq ainda não havia para comprar, e com o intuito de divulgar! E se este era ensaio, imagina o CD produzido, vou adorar! lembre de me avisar qdo ir as lojas e onde poderei comprá-lo! beijos!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet