0 A Lendária Talkeetna - Blog da Ana - 1000 dias

A Lendária Talkeetna - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

A Lendária Talkeetna

Alaska, Talkeetna

Antiga pousada  em Talkeetna, no Alaska, há mais de 60 anos recebendo alpinistas

Antiga pousada em Talkeetna, no Alaska, há mais de 60 anos recebendo alpinistas


Talkeetna entrou no meu imaginário do Alasca quando escutei pela primeira vez as histórias de montanhista do nosso primo Haroldo. Eu sempre imaginei uma cena bem bucólica de uma cidadezinha em meio a uma vasta planície despida de árvores e toda branca, salpicada de preto apenas pela linha de trem e algumas casas espalhadas. Ao fundo, o imenso Denali.

A primeira visão do Denali, a mais alta montanha da América do Norte, no Denali National Park, no Alaska

A primeira visão do Denali, a mais alta montanha da América do Norte, no Denali National Park, no Alaska


No meu mundo, durante o verão a pacata e distante cidade é invadida por aventurosos montanhistas, raros turistas curiosos e nos céus apenas aviõezinhos rodando ao redor da montanha. No inverno ela parece uma cidade fantasma. Se pudéssemos sentar do lado de fora e assistir o dia de Talkeetna ele poderia ser resumido como: curto, branco e gelado. Apenas algumas mulheres corajosas andariam de uma casa a outra para trocar pães e bolos, tomar um café com suas vizinhas e logo retornariam às suas casas.

Muita neve no Atigun Pass, ponto mais alto da Dalton Highway, com 1450 metros, na Brooks range, no norte do Alaska

Muita neve no Atigun Pass, ponto mais alto da Dalton Highway, com 1450 metros, na Brooks range, no norte do Alaska


Muito bem, chegamos à Talkeetna e hoje poderemos confrontar nosso imaginário com as cenas reais. A planície parece estar lá, entrecortada não por um, mas por três rios, o Susitna, o Chulitna e o Talkeetna que se encontram em algum lugar atrás das altas árvores amareladas. O branco só deve aparecer no inverno, afinal, como já descobrimos, nem todo o Alasca é coberto por neve o ano todo. O gelado, bem, o gelado continua aqui e só tende a piorar. Chegamos no começo da noite e a chuva caía sem cessar.


Até aqui do alto ela é bem verdinha

Também encontramos o trilho de trem, ele não está esteticamente localizado como nos meus sonhos, mas continua indo e vindo, trazendo turistas e moradores diariamente no verão e apenas uma vez por mês no inverno. Alguns moradores assumem a vida dupla, não podem viver em um ambiente tão gelado. Passam os meses de verão aqui e no inverno se mudam para algum lugar com sol, luz, sombra e água fresca. Hawaii, Flórida, Costa Rica, Panamá são alguns dos refúgios de verão preferido dos alascans. A temporada está no fim e os que ficam começam a se preparar para o frio. Terminar a colheita das frutas e legumes que ainda estão na horta, completar o estoque de madeira, que irá mantê-los aquecidos por todo o inverno, consertar quaisquer problemas nos encanamentos e telhados para que a casa aguente firme às nevascas, além de fazer um bom estoque de mercadorias, pois no inverno a maioria das lojas fecha e apenas alguns mercados se desdobram para se manter abastecidos.

O famoso trem da região de Talkeetna, no Alaska

O famoso trem da região de Talkeetna, no Alaska


Eu converso com alguns locais e tento saber qual é o dia-a-dia deles no inverno e ao invés das vizinhas correndo de uma casa à outra para trocar bolos, o que descubro é um mundo totalmente diferente. Os mais jovens e dispostos preparam os seus cachorros para fazer longas viagens em dog sledge, acampamentos no gelo, cross countries (aquele esporte em que usam umas raquetes de tênis nos pés) e nas montanhas vão esquiar e fazer snowboard. A caça é outro esporte amplamente praticado por jovens e anciãos, este tanto no verão, quanto no inverno. Aos poucos vamos nos acostumando com este conceito. A caça vem da cultura dos primeiros povos que habitam esta terra e foi transmitida aos colonizadores que aqui chegaram. Eles caçam alces, caribous e elks para o consumo da família e da comunidade e tentam aproveitar ao máximo tudo que vem do animal. A caça é regulada pelo estado e a venda da carne de caça é proibida por lei.

Muitos bares e cafés em Talkeetna, no Alaska

Muitos bares e cafés em Talkeetna, no Alaska


No verão a pequena cidade é mesmo invadida por centenas de montanhistas de vários cantos do mundo, todos com um único objetivo, chegar ao topo do Denali. Apenas 50% deles realmente conseguem. Dos trens, milhares de turistas transbordam aos borbotões e lotam os resorts, hotéis, restaurantes, lojinhas e as ruas da cidade histórica. Se tivéssemos aqui duas semanas antes, encontraríamos mais de 2 mil pessoas transitando pela rua principal. Hoje, ainda com chuva, encontramos alguns gatos pingados, lojas fechadas e avisos de encerramentos de atividades. Assim pudemos conhecer melhor a real Talkeetna, feita por gente comum, seus moradores e trabalhadores que ficarão aqui até a próxima temporada.

Cervejaria em Talkeetna, no Alaska

Cervejaria em Talkeetna, no Alaska


A cidade nasceu durante a corrida pelo ouro, quando mineiros prospectavam o Rio Susitna nos idos de 1896. Em 1915 ela se tornou base para um barco a vapor que trazia suprimentos aos mineradores e teve um boom demográfico quando entrou na rota da ferrovia que ligaria Seward a Fairbanks. Durante a construção da ferrovia em 1916 a cidade chegou a ter 1000 habitantes, mas em 1918 uma epidemia de gripe devastou boa parte da população e outra parte foi embora assim que concluiu o serviço, em 1923.

A mais antiga casa de Talkeetna, no Alaska

A mais antiga casa de Talkeetna, no Alaska


A cidade sobreviveu como base para caçadores, vendedores de pele, mineiros e alguns moradores que já pertenciam a este lugar. Podemos encontrar algumas pistas desta história caminhando pela cidade em menos de meia-hora. Passamos pela casa de um antigo trapper, o lugar da primeira high school e outros pontos históricos relevantes. O Talkeetna Museum e a Range Station também oferecem palestras e informações sobre a história da região, do montanhismo e sobre a montanha.

Relaxando e aproveitando a vida em Talkeetna, no Alaska

Relaxando e aproveitando a vida em Talkeetna, no Alaska


À noite percorremos os bares da cidade, procurando descobrir qual seria o bar onde o Haroldo comemorou sua conquista do Denali. Provamos a deliciosa sopa de queijo com cerveja na Denali Brewing Co. e fechamos a noite no bar mais roots da cidade, praticamente dentro do nosso motel, onde todos os boêmios da cidade terminam a sua noite, em volta do balcão ou da mesa de sinuca.

Um dos bares de Talkeetna, no Alaska, já bem tranquilo depois da temporada

Um dos bares de Talkeetna, no Alaska, já bem tranquilo depois da temporada


É, parece que agora já posso dizer que conheci a lendária Talkeetna. Mas eu ainda fiquei com um estranho sentimento que faltou alguma coisa. Talvez o branco... não sei... Ou foram muitas árvores, muita chuva e poucos montanhistas, algo ainda me instiga. Quem sabe ainda voltarei.

Alaska, Talkeetna, Montanha, cidade histórica, Denali

Veja todas as fotos do dia!

Comentar não custa nada, clica aí vai!

Post anterior O colossal Denali, maior montanha da América do Norte, durante sobrevoo do Denali National Park, no Alaska

No Alto do Denali!

Post seguinte Quadro mostrando família de nativos em sua habitação, no Museu de Anchorage, no Alaska

Os Povos do Norte

Blog do Rodrigo Antiga pousada  em Talkeetna, no Alaska, há mais de 60 anos recebendo alpinistas

Tranquilidade em Talkeetna

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet