0 Viajando para Pipa - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Viajando para Pipa - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Viajando para Pipa

Brasil, Rio Grande Do Norte, Praia da Pipa

O magnífico Chapadão, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN

O magnífico Chapadão, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN


Hoje tínhamos um bom motivo para NÃO levantar cedo. Queríamos viajar para a Praia da Pipa pela praia. Para isso, a maré precisa estar baixa. E ela só estaria baixa o suficiente perto do meio-dia. Ficamos curtindo aquele nosso quarto delicioso por um tempo e depois fomos ao café de frutas frescas e pão de queijo quentinho. Era 11 da manhã quando achamos que a maré estava favorável e partimos então.

Nosso quarto na pousada Sabambugi, na praia do Sagi - RN

Nosso quarto na pousada Sabambugi, na praia do Sagi - RN


Já fazia um bom tempo que não colocávamos a Fiona na praia. Acho que ela curtiu! A areia não é das mais firmes, mas nada que a Fiona não tire de letra. Longos trechos de praia completamente deserta, sem rastros, já que éramos os primeiros a passar de carro com a maré baixando. Aparência de um mundo completamente vazio de humanos, como se tivéssemos voltado atrás no tempo uns 250 mil anos.

Longas praias desertas no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN, antes de chegar à Baía Formosa

Longas praias desertas no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN, antes de chegar à Baía Formosa


Mas não demorou muito tempo para chegarmos em Baía Formosa, que já é uma senhora cidade. As coisas tem mudado (crescido!) bastante por aqui nesses últimos 20 anos. Ai, se eu tivesse comprado um terreninho nessas bandas, lá no começo da década de 90...

Embarcando a Fiona para cruzar o rio Cunhaú, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN

Embarcando a Fiona para cruzar o rio Cunhaú, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN


Na balsa sobre o rio Cunhaú, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN

Na balsa sobre o rio Cunhaú, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN


De Baía Formosa para frente foi-nos recomendado fortemente a seguir pelo alto e não pela praia. Ou que esperássemos mais uma hora por ali, para que a maré baixasse mais. Optamos por seguir pela fazenda de coqueiros, pagando um pequeno pedágio para os proprietários. Por ali fomos até a barra do rio Cunhaú onde pequenas balsas atravessam os carros que se aventuram por ali.

Cruzando o rio Sibaúma numa pequena balsa, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN

Cruzando o rio Sibaúma numa pequena balsa, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN


Bom, pequena mesmo são as balsas que nos atravessam no rio Sibaúma, um carro por balsa. A Fiona vai quase se equilibrando lá em cima. Mas o rio é rasinho e acho que se fosse preciso, ela atravessaria "à nado" mesmo!

Cruzando o rio Sibaúma numa pequena balsa, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN

Cruzando o rio Sibaúma numa pequena balsa, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN


Finalmente, após esse segundo rio, seguimos pelo chamado "Chapadão", um trecho no alto de falésias com vistas magníficas do mar esverdeado e das praias da região. Só esse panorama já vale a viagem, com certeza!

O magnífico Chapadão, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN

O magnífico Chapadão, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN


Finalmente, em Pipa, nos instalamos na pousada Zia Tereza, do simpaticíssimo italiano Renato, que ficou muito interessado na nossa viagem. A pousada fica perto o bastante do movimento e da praia para que possamos caminhar até lá, e longe o bastante para que a confusão noturna e de trânsito não nos incomode. Fiona devidamente estacionada, todo o resto se faz à pé por aqui.

Fiona no alto de uma falésia, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN

Fiona no alto de uma falésia, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN


A primeira impressão ao chegar na praia foi negativa. Aquele monte de gente e de guarda-sóis, coisa que, definitivamente, não estamos mais acostumados. Mas aos poucos, Pipa foi nos conquistando. Caminhamos até a baía dos Golfinhos onde a praia estava bem mais vazia. As falésias, tão comuns neste litoral, fazem a praia ficar mais bonita, pitoresca, meio selvagem. A água quase morna do mar é sempre um convite, mesmo com o sol já escondido atrás das enormes paredes naturais de 30-40 metros de altura.

Praia próxima à Pipa, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN

Praia próxima à Pipa, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN


De volta à cidade, foi gostoso caminhar na Av. dos Golfinhos, a rua principal de Pipa. São dezenas de lojas, bares, restaurantes e pousads charmosas. Várias opções de gastronomia. Muitas línguas faladas pelas ruas. Excelente música tocando nas esquinas. Ar cosmopolita, como se estivéssemos em Búzios, Santorini ou Ibiza.

Praia da Pipa movimentada - RN

Praia da Pipa movimentada - RN


Eu e a Ana, mesmo em greve etílica já há alguns dias, não resistimos a dar uma saída de noite. Greve mantida, parte do "charme noturno" se perde, mas mesmo assim deu para se divertir.

Falésias na baía dos Golfinhos, em Praia da Pipa - RN

Falésias na baía dos Golfinhos, em Praia da Pipa - RN


E nós, que planejávamos ficar apenas um dia e que não gostamos do que vimos assim que chegamos, eis que a boa e velha Pipa mudou o jogo e nossa cabeça e amanhã, por aqui ficamos, curtindo um pouco mais esse pedaço do mundo encravado no litoral sul do Rio Grande do Norte.

Baía dos Golfinhos, Praia da Pipa - RN

Baía dos Golfinhos, Praia da Pipa - RN

Brasil, Rio Grande Do Norte, Praia da Pipa,

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Vista da nossa varanda, na pousada  Sabambugi, praia de Sagi, Baía Formosa - RN

Vinte Meses!

Post seguinte Praia do Amor, em Praia da Pipa - RN

Pipa

Blog da Ana O magnífico Chapadão, no caminho entre a praia do Sagi e a Praia da Pipa - RN

A caminho da Pipa

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet