0 Um Dia em Cozumel - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Um Dia em Cozumel - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Ubersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jido)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro

Um Dia em Cozumel

México, Playa del Carmen, Cozumel

Um maravilhoso pôr-do-sol na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Um maravilhoso pôr-do-sol na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


A beleza de Cozumel e a tranquilidade que ela inspira tem atraído pessoas por milênios. Na época dos mayas, a ilha era um importante centro de peregrinação, principalmente de mulheres adultas. Ali estava localizado o templo da deusa da fertilidade e as mulheres mayas vinham de longe prestar suas homenagens e fazer seus pedidos. Gerar filhos no mundo maya era de suma importância, principalmente para garantir seu lugar em um dos nove céus que imaginavam existir. Uma mulher que morresse no parto dando a luz a uma criança sadia era considerada uma grande guerreira e enterrada com honras e glórias.

Caminhando pela praia até o porto de Playa del Carmen, para pegar o ferry para Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Caminhando pela praia até o porto de Playa del Carmen, para pegar o ferry para Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


Fila do ferry de Playa del Carmen à Cozumel, no sul do México

Fila do ferry de Playa del Carmen à Cozumel, no sul do México


Eles viviam ali em paz, cerca de 20 mil pessoas, cultuando seus deuses e pescando o peixe de cada dia, recebendo de braços abertos os visitantes que vinham do continente. Até que, um dia, num enorme barco como nunca haviam visto, vindos da direção oposta, apareceram os espanhóis comandados por Cortes. Apesar das roupas estranhas, da fala incompreensível e da atitude arrogante, os habitantes de Cozumel, seguindo a tradição, os receberam muito bem. Estranharam um pouco quando o líder daquela gente mandou destruir vários de seus ídolos e colocar no lugar a estátua de uma mulher vestida de azul com uma cara de piedade. Mesmo assim, não reclamaram. Deixaram que ele partisse e refizeram as estátuas destruídas. Mal sabiam que aquilo era o começo do rápido fim de sua civilização.

Caminhando pelo centrinho de Cozumel, no sul do México

Caminhando pelo centrinho de Cozumel, no sul do México


Preparando-se para fazer snorkel na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Preparando-se para fazer snorkel na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


A próxima expedição espanhola trouxe na bagagem a varíola. Os efeitos na população local foram devastadores. Duas gerações mais tarde, ao final do século XVI, quando os poucos sobreviventes foram realocados à força para o continente, não passavam de duzentos. A ilha só ganhou uma população relevante novamente em meados do séc XIX, quando, fugidos da confusão da Guerra das Castas que assolava o Yucatán, chegaram várias famílias de indígenas. Apenas 15 anos mais tarde, o presidente Lincoln fez uma oferta de compra da ilha, solenemente ignorada pelo governo nacionalista de Benito Juarez. Lincoln queria mandar para lá os negros americanos, que ele não queria como escravos, mas também fora do seu país.

Começando bem o dia na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Começando bem o dia na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


Para dar água na boca! (em Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México)

Para dar água na boca! (em Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México)


A ilha continuou em relativa paz até o final da década de 50 do séc XX. Foi quando um filme de cinema mostrou ao mundo, pela primeira vez, as belezas subaquáticas que cercavam Cozumel. Desde então, o turismo só vem crescendo, mergulhadores, praticantes de snorkel ou simplesmente que busca uma praia de águas-esmeralda e areias brancas. O turismo em Cozumel cresceu junto com Cancun, muito antes de Playa del Carmen existir de verdade.

Aproveitando a vida em praia da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Aproveitando a vida em praia da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


Hoje foi a nossa vez de ir conhecer essa ilha tão importante para o turismo do México. Em Playa, caminhamos tranquilamente pelas areia da praia até o porto e pegamos o movimentado e moderno ferry que liga as duas localidades. Quarenta e cinco minutos mais tarde e aportávamos em San Miguel, a maior cidade da ilha, sempre movimentada pelos navios-cruzeiro que não param de chegar. A cidade foi construída justamente onde estavam as principais ruínas mayas, que foram todas usadas para as novas construções. Daí, alugamos um carro (e que carro! Veja no próximo post) e partimos para o tradicional circuito de volta à ilha.

Mapa da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México, mostrando o circuito que fizemos

Mapa da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México, mostrando o circuito que fizemos


O movimento fica para trás assim que deixamos San Miguel, indo para o sul. Começam a aparecer os resorts, as boas áreas para snorkel e os restaurantes. Na primeira chance, paramos em um deles e a Ana e a Val foram conhecer um pouco das belezas que tornaram a ilha tão famosa. Muitos peixes e uma arraia mais tarde, voltaram para seguirmos nosso caminho.

Dando a volta na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Dando a volta na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


A parada seguinte foi em um restaurante com sua própria praia, convite para um rum punch e deliciosos camarões. Para quem gosta de caranguejo ou lagosta, também seria o lugar certo. Estranho era estar naquele lugar delicioso, numa das mais famosas ilhas do mundo e estarmos praticamente a sós. Pelo visto, não são muitos que se aventuram fora dos resorts e barcos de mergulho por aqui. Bom, melhor para quem se “arrisca”...

Um brinde à ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Um brinde à ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


Estrada novamente e nova parada em um restaurante famoso, o Bar do Rasta, no extremo sul da ilha. Agora, já tínhamos um mar com ondas e as mesas com o pé na areia foram um novo convite irrecusável para nos “reabastecermos” novamente. Com uma paisagem assim, dá para entender porque os mayas daqui eram tão pacíficos.

Deliciosa praia na costa leste da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Deliciosa praia na costa leste da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


Nossa volta no sentido anti-horário, agora na costa leste da ilha, continuou. Aí estão as praias mais lindas de Cozumel e, outra vez mais, absolutamente desertas. Começo a pensar que 99% das pessoas que dizem conhecer Cozumel nunca saíram de seus cruzeiros ou das lojas nos arredores do porto de atracamento.

Deliciosa praia na costa leste da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Deliciosa praia na costa leste da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


A gente não ficou muito nessas lindas praias, pois estávamos com pressa para chegar à San Gervasio, as ruínas mais bem preservadas da ilha, justamente o centro de peregrinação das mulheres mayas em busca de fertilidade. Para nossa decepção, quando lá chegamos já estava fechado. Tivemos de prestar nossas homenagens e fazer nossos pedidos de longe mesmo. Se há mesmo uma deusa por ali, ela há de ter ouvido, hehehe.

Um maravilhoso pôr-do-sol na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Um maravilhoso pôr-do-sol na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


Restou-nos então terminar nosso circuito, devolver o carro e assistir, de camarote, um pôr-do-sol verdadeiramente espetacular. Desses de tirar o fôlego, quando a cada segundo fica tudo ainda mais bonito, apesar de parecer impossível que possa melhorar. Ao longe, zarpava um navio-cruzeiro, com todas as suas luzes já acesas. Até ele combinava com o cenário. Só espero que as pessoas que estavam lá dentro, as mesmas que não encontramos nas praias e restaurantes deliciosos da ilha, tenham acompanhado de suas janelas esse show de degardes avermelhados no céu ocidental.

Fim de tarde, hora da partida do navio-cruzeiro da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Fim de tarde, hora da partida do navio-cruzeiro da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México


Bom, a gente aproveitou. Foi o último dia da nossa querida Val conosco. Voltamos para Playa e ela e a Ana ainda experimentaram um pouco da noite da cidade, a sua despedida do país. Amanhã cedinho, vamos direto para o aeroporto em Cancun. Ela voa para o Brasil e nós vamos dar uma olhada na mais famosa cidade dessa parte do mundo, antes de seguirmos para a paradisíaca Isla Mujeres. O Yucatán ainda tem muito a nos mostrar...

Deliciosa praia na costa leste da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Deliciosa praia na costa leste da ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

México, Playa del Carmen, Cozumel, história, Yucatán

Veja todas as fotos do dia!

Comentar não custa nada, clica aí vai!

Post anterior Akumal, entre Tulum e Playa del Carmen, no Yucatán, no sul do México

De Tulum à Playa

Post seguinte A bordo da nossa 'ferrari conversível', na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Para Quem Gostas de Fuscas

Blog da Ana O nosso super fusca converível, na ilha de Cozumel, no litotal de Yucatán, no sul do México

Um Dia em Cozumel

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet