0 Punta Cana - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Punta Cana - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Punta Cana

República Dominicana, Punta Cana

A bela praia de Punta Cana, no litoral da República Dominicana

A bela praia de Punta Cana, no litoral da República Dominicana


No dia 4 pela manhã, após passarmos por uma rodoviária vagabunda em Santo Domingo (cada companhia tem a sua, na capital), tivemos três horas de boas estradas e viagem confortável com direito à filme na TV até o extremo leste da ilha de Hispaniola, onde está localizada a mundialmente famosa Punta Cana. Antes de seguir para o ponto final, no centro da cidade, o ônibus vai passando pelo aeroporto e pelos diversos resorts e all-inclusives despejando passageiros ávidos por uma temporada sem preocupações. Passamos pelos hotéis mais caros e exclusivos, com diárias que chegam a ultrapassar os 1.000 dólares, passamos por hotéis baratos que nada oferecem além do quarto, por preços que chegam a 30 dólares e chegamos, finalmente, ao nosso destino: o Bavaro Dominican Beach.

A praia em frente ao nosso hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

A praia em frente ao nosso hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Vida mansa em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Vida mansa em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


A linha de hotéis Bavaro talvez seja a maior de Punta Cana. Dos mais caros aos mais populares, como o nosso. Mas o Dominican Beach passou por uma renovação há poucos meses e nos foi bastante recomendado por um dominicano que trabalha por aqui e conhece todos os resorts. Basicamente, existe apenas uma longa praia nessa ponta da ilha e todos os hotéis estão voltadas para ela. Areias brancas, fileiras de coqueiros, águas calmas e azuis e, não fosse pelo movimento constante de barcos no mar e vendedores nas praias, aquele visual de praia ideal de comercial de TV. Essa praia, que também tem seus acessos públicos, é dividida por todos os resorts, não importa o quanto se está pagando no seu, dos mais caros aos mais baratos.

Vida mansa em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Vida mansa em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Olha só a cor do mar em Punta Cana, no litoral da República Dominicana!

Olha só a cor do mar em Punta Cana, no litoral da República Dominicana!


Outro ponto em comum é que trabalham no sistema all-inclusive. Todas as refeições e algumas bebidas alcoólicas já estão incluídas na fatura inicial, além do acesso à estrutura de piscinas, quadras esportivas e outras amenidades. Essa é a grande vantagem de um all-inclusive: o cliente não terá um susto ao final, na hora de pagar a conta. Fica muito mais fácil controlar o orçamento, principalmente para quem viaja com família e filhos.

Piscina principal do nosso hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Piscina principal do nosso hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Aproveitando as piscinas do hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Aproveitando as piscinas do hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


O que diferencia esses hotéis é a qualidade da comida servida nas refeições, a variedade dos restaurantes, as marcas de bebidas alcoólicas servidas e, claro, o conforto dos quartos e da arquitetura em geral. O nosso, por exemplo, após a renovação, melhorou muito o nível das habitações. Ficamos em um quarto delicioso, cheio de janelas, ótima cama e banheiro. Em compensação, ficamos meio indignados pelo fato de termos de pagar para acessar a internet. Afinal, para quem já teve wifi de graça em hotéis vagabundos no meio da estrada, ter de pagar por ele em um all-inclusive (nem tão “all” assim...) é mesmo um absurdo.

Bar da piscina do hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Bar da piscina do hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Nosso bar predileto no hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Nosso bar predileto no hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Também ficamos felizes com a qualidade e quantidade de piscinas espalhadas pelo hotel, mas meio decepcionados com a dificuldade de acesso e qualidade das bebidas alcoólicas. Para começar, elas não estão presentes na geladeira do quarto, o que é bem comum em outros hotéis. Além disso, os bares das piscinas e da praia fecham às seis da tarde. A última opção é o bar que fica na longínqua recepção, bem longe dos centros de lazer (piscinas e praia). Pior ainda, quando se quer beber algo além da cerveja (cuja marca servida é a saborosa Presidente, um verdadeiro patrimônio do país), as marcas são todas desconhecidas, ou “talibans”, como define a Ana em seu jargão do mundo publicitário. Para quem não quiser arriscar, lá estão as marcas conhecidas também, mas por um preço extra e salgado.

Restaurante de buffet do hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Restaurante de buffet do hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Outro ponto de importante diferenciação entre os hotéis all-inclusive é a comida servida e a qualidade e quantidade de restaurantes. Geralmente, há um restaurante maior, que funciona no sistema de buffet para as três refeições, e vários outros restaurantes menores, com comida especializada, que funciona a la carte e com reserva. Nos hotéis mais caros, o acesso a esses restaurantes é bastante facilitado. No nosso, mesmo tentando fazer a reserva assim que chegamos, só conseguimos para a última noite e nem pudemos escolher entre os diversos restaurantes: só havia vaga em um deles, justamente o brasileiro. Para falar a verdade, acho que isso foi uma sorte, pois essa foi a maior decepção da temporada: esse jantar foi uma verdadeira bomba e teríamos estado muito melhor no restaurante de buffet mesmo. Aliás, esse aí não era nem bom nem ruim, mas dava bem para o gasto. Tudo, claro, depende das expectativas e ninguém pode esperar uma refeição gourmet em um buffet que serve centenas e centenas de refeições por dia.

Buffet do restaurante do hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Buffet do restaurante do hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Nossa rotina esses três dias foi de dormir muito bem e depois, dividir nosso tempo entre as piscinas, o mar e o conforto do quarto, onde tentávamos trabalhar. O café e o jantar eram no buffet (com a exceção já mencionada) e o almoço era alguma porcaria (pizza, sanduíches, etc...) ao lado da piscina. Quanto às bebidas, a Ana até arriscou alguns talibans enquanto eu fiquei na segura Presidente mesmo. Nossa dúvida era se respeitávamos a famosa regra Am/PM (bebida só depois do meio-dia!) ou a regra mais inteligente, ensinada por nossa amiga dinamarquesa lá em Galápagos, dos dois dígitos. A vantagem dessa última é que podíamos começar às 10 da manhã, hehehe. O bar preferido era o que ficava dentro da piscina principal e era também o que mais se animava, pouco antes do horário de fechamento, às seis da tarde.

Café da manhã no hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Café da manhã no hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Foi aí que fizemos mais amigos, como dominicanos, americanos, porto-riquenhos, equatorianos, entre outros. Aliás, entre esses “outros” estavam um grupo de soldados brasileiros da Minustah, que vem para cá para se aliviar um pouco da tensão em que vivem na capital haitiana. Ao contrário dos soldados que conhecemos por lá, esses aqui trabalham na pequena base na Cite Soleil, a maior favela de Port-au-Prince. Eles nos contaram da barra pesada que enfrentam por lá e imagino como deve ser sair de lá por uns dias e cair aqui, num all-inclusive em Punta Cana. Mudança bem radical...

Praia em frente ao hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Praia em frente ao hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Mas a nossa maior amiga da temporada foi uma belíssima russa, que também conhecemos no bar da piscina. Os russos disputavam com os franceses o título de nacionalidade mais comum entre os hóspedes do nosso hotel, mas essa aí veio sozinha de Moscou. Mais interessante, ela não falava uma palavra de espanhol ou francês e seu inglês também era fraquíssimo. Como o nosso russo também não é lá essas coisas, a nossa comunicação era mais por mímica do que qualquer outra coisa. O Ipad e seu tradutor ajudavam bastante! Acabou rolando um empatia entre nós e ela até jantou conosco, mostrando suas fotos andando a cavalo na neve na periferia de Moscou.

Jardim do nosso hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Jardim do nosso hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Bem, fechados os bares da praia e da piscina, restava refugiar-se no lobby, onde rolava a maior social. Mais tarde, depois do jantar, em uma arena ao ar livre, algum show de 2ª categoria que não nos empolgava. O negócio era ir dormir para aproveitar a praia e as piscinas no dia seguinte.

A praia em frente ao nosso hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

A praia em frente ao nosso hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana


Enfim, foram três dias de descanso em um ambiente que, definitivamente, não nos pertence e nem combina conosco. Mas queríamos conhecê-lo. Nada mais típico aqui nesse país do que um hotel desse em Punta Cana. Aliás, para minha surpresa, notei que os próprios dominicanos frequentam bastante também esses hotéis. No final de semana que aqui estivemos, a população local tinha o mesmo tamanho da estrangeira. Bem melhor que em Cuba, onde os pobres cubanos só entram como empregados e são proibidos de colocar o pé na praia. Enfim, para quem quiser ver uma praia bonita e não ter de pensar em nada, é uma boa opção. Mas, para quem quer um pouco mais de liberdade e aventura ou fugir de vendedores e passeios pasteurizados, Samaná não é longe daqui. Ou, para quem quer sim o conforto e segurança de um all-inclusive, mas gosta de beber um Johny Walker no fim de tarde, melhor pagar um pouco mais caro do que nós pagamos por aqui.

Aproveitando as piscinas do hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

Aproveitando as piscinas do hotel em Punta Cana, no litoral da República Dominicana

República Dominicana, Punta Cana, Praia

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior A cachoeira Jimenoa, em Jarabacoa, nas montanhas da República Dominicana

A Cachoeira, a Gasolina e os All-Inclusives

Post seguinte Casas no Casco Antiguo da Cidade do Panamá, a capital do país

Outra Vez na Cidade do Panamá

Comentários (6)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 06/08/2014 | 02:38 por Jonas B E Santo

    Oi sempre passo para dar uma olhadinha em seu blog e os comentários que fez do resort são a verdadeira expressão da verdade e pelo que parece para quase todos. kkkk... Como viajamos com crianças é, para nos, uma ótima opção. kkkk...

    Parabéns pelo blog. Tudo de bom.

    Resposta:
    Oi Jonas

    Legal que tenha gostado! A República Dominicana é´sempre uma ótima opção de viagem, seja nos resorts e sua tranquilidade, seja nas praias e montanhas mais isoladas, pelo sentimento de aventura.

    Um abraço

  • 24/02/2014 | 23:55 por Augusto

    Me desculpem, houve um bug e o comentário foi enviado 4 vezes. Podem apagar as cópias por gentileza.
    Abs!

    Resposta:
    Oi Augusto

    Não precisa se desculpar não! A culpa do bug é do nosso sistema! Muito obrigado por enviar seus comentários. Nós já apagamos os que vieram repetidos.

    Um abraço

  • 24/02/2014 | 23:52 por Augusto

    Acabei de conhecer o blog, muito legal a proposta. Também tenho um blog de viagens com a minha esposa e, por coincidência, acabamos de voltar de uma viagem a República Dominicana, passando por Punta Cana, Santo Domingo e Bayahibe. Estamos postando várias dicas e relatos da nossa experiência, como por exemplo nesse post em que falamos do nosso hotel: http://www.embarqueportao5.com.br/2014/02/23/hotel-catalonia-gran-dominicus-em-bayahibe-all-inclusive-mas-com-alguns-privilegios/

    Fiquem a vontade para visitar e contribuir com a experiência de vocês. Grande abraço!

    Resposta:
    Olá Augusto

    Belo trabalho no seu site!

    Obrigado por deixar o endereço aqui.

    Espero que continue viajando e postando!

    Um abraço

  • 22/07/2013 | 11:02 por Deivid Rosso Amancio

    Oi Rodrigo, to lendo seu blog muito legal, vai ajudar bastante na minha viagem pra Punta Cana agora em Agosto. Tenho uma pergunta talvez tu possa me ajudar.

    Eu e minha esposa chegaremos no aeroporto as 22:30 da noite. E vamos pegar um taxi até o Norte de Punta Cano. Deve dar 1 hora de viajem. Será que é perigoso a viajem até o hotel nesse horario???

    valeu
    Abraços

    Resposta:
    Ola Deivid

    Que bom que o post possa te ajudar!

    Então, em qual aeroporto vcs vão chegar nesse horário? Se for no de Santo Domingo, então a viagem para Punta Cana demora pouco mais de duas horas! Se for no de Punta Cana, aí é bem mais perto, uns 15-20 minutos.

    De qualquer maneira, a auto Estrada entre as duas cidades é bem segura sim, especialmente se vc pegar um dos taxis cadastrados do aeroporto

    Qualquer dúvida, pode sempre perguntar. Se eu puder ajudar, sera um prazer!

    Abs

  • 06/07/2013 | 22:19 por Henrique!

    Puxa, Rodrigo, depois de ler seu blog, vou mudar todo o meu roteiro dominicano. Parabéns pelo seu texto e obrigado, muito obrigado, pelas dicas. E ainda falta ler o blog da Ana... Mas tem tempo, só viajo em outubro.

    Resposta:
    Olá Henrique

    Que bom que pudemos, de alguma maneira, ajudar! Tomara que as dicas funcionem, rsrs. A Rep. Dominicana é linda, algumas das praias mais incríveis que conhecemos. E quase ninguém sabe disso, pois nunca saem de Punta Cana...

    Um grande abraço e ótima viagem!

  • 23/05/2013 | 22:25 por Cati

    Quando fui a Punta Cana ano passado em lua de mel fiquei neste resort e nos roubaram. Uma pena. Estragou a imagem do lugar p mim.

    Resposta:
    Oi Cati

    Puxa, que azar...

    Espero que, além dessa experiência chata, tenham tido outras boas também, para marcar esse momento tão especial.


    A gente não é muito de resorts não, mas não tivemos problema de roubo

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet