0 Boston - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Boston - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Boston

Estados Unidos, Massachusetts, Boston

Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Há quase 30 anos a cidade de Boston entrou no meu “radar”. Inicialmente, foram tios que foram morar por lá. Depois foi minha irmã, primeiro para uma temporada mais curta e depois, apaixonada pela cidade, por longos anos. Com a filha por lá, foi a vez da minha mãe ir passar umas temporadas na cidade, sempre tão bem descritas nas memoráveis cartas que escrevia para os outros filhos que ficaram no Brasil. Pois é, eram tempos pré-internet e as cartas é que eram nosso meio de comunicação. Tempos românticos...

O símbolo da Frog Pond, no Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

O símbolo da Frog Pond, no Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Harvard, MIT, Charles River, Boston Celtics, Boston Globe, Red Line, todos esses nomes passaram a fazer parte do meu vocabulário e do meu imaginário. Absolutamente todos os sábados, a cena se repetia: lá ia meu pai em direção ao correio para enviar notícias “fresquinhas” da família e do país sempre para o mesmo destino: Boston. De lá também chegavam notícias, às vezes acompanhadas de fotos. Do quente verão, do gelado inverno, do cinematográfico Outono. A intimidade com a cidade tão longínqua fazia parecer que ela estava próxima, ali na esquina, pronta para ser visitada. Ledo engano! Além dos milhares de quilômetros de distância espacial, foram precisos 28 anos, uma quase eterna distância temporal para que, finalmente, eu aqui chegasse. Quis o destino que fosse com minhas próprias rodas, saídas lá do Brasil, acompanhado da esposa que ainda mal sabia falar quando Boston passou a fazer parte do meu mundo e da afilhada, cujos pais, naquela época, começavam a namorar...

Refrescando-se na Frog Pond, no Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Refrescando-se na Frog Pond, no Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Infelizmente, o tempo para conhecer minha “conhecida” Boston é pequeno. Chegamos ontem no final da tarde e vamos embora amanhã, depois do almoço. No nosso único dia inteiro por aqui, programamos ir direto para o centro da cidade e mergulhar nas suas ruas, parques e histórias. Amanhã, vamos conhecer Cambridge, o subúrbio onde estão duas das mais importantes universidades do mundo, Harvard e MIT, e o local onde estamos hospedados.

As moças batem um papo embaixo da fonte do Frog Pond, no Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

As moças batem um papo embaixo da fonte do Frog Pond, no Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Depois do banho, uma limonada gelada no Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Depois do banho, uma limonada gelada no Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Uma caminhada de 10 minutos nos levou para uma das estações da Linha Vermelha de metrô. Boston foi a primeira cidade americana a contar com esse tipo de transporte, ainda muito antes da virada do séc XIX para o XX. A “Red Line” conecta Cambridge ao centro da cidade e está sempre cheia de estudantes. Minha diversão, além de constantemente observar a afilhada observando o mundo que a cerca, quase sempre reclusa em seus próprios pensamentos, era imaginar a mâe e a irmã passando pelas mesmas estações, tanto tempo atrás.

A famosa estátua dos 'ducklings', no Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

A famosa estátua dos "ducklings", no Boston Common, o principal parque da capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Descemos ao lado do Boston Common, o centenário e mais importante parque da cidade. Hoje, era a praia de Boston, seus habitantes e visitantes tendo de lidar com um calor acima dos 30 graus centígrados. A Bebel não se fez de rogada e entrou logo no “mar daquela praia”, o Frog Pond, um lago com uma fonte no centro. Lá estavam dezenas de crianças se divertindo, além de uns poucos e bem felizes adultos. Não demorou muito para que a Ana se juntasse a eles, as duas de roupas encharcadas, mas felicíssimas da vida embaixo da fonte.

Mostrando para a Bebel o nosso caminho pelo centro de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Mostrando para a Bebel o nosso caminho pelo centro de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Devidamente refrescadas, ainda mais depois da limonada que se seguiu ao banho no lago, seguimos os três para um passeio pelo belo parque, jardins, árvores e flores muito bem cuidadas e aparadas. Sem se esquecer da famosa estátua da mamãe pato e seus oito patinhos caminhando por ali, baseada num famoso numa famosa história para crianças.

O primeiro cemitério de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

O primeiro cemitério de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Daí seguimos para a caminhada pelo centro histórico. Uma linha vermelha, feita com tijolos dessa cor, nos guia pelas ruas da cidade. Passamos por cemitérios, palacetes, casas e ruas onde fatos e acontecimentos decisivos para o nascimento da mais poderosa nação do mundo se passaram. O mais importante deles, a casa que havia sido a sede do poder legislativo da colônia de Massachusetts, foi transformada em museu e aí entramos para aprender um pouco dessa interessante história.

Recorte de jornal antigo anunciando a venda de vários 'produtos', inclusive escravos, em Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Recorte de jornal antigo anunciando a venda de vários "produtos", inclusive escravos, em Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Os primeiros colonizadores da américa britânica, ainda no início do séc XVII, partiram para a nova terra em busca da liberdade, principalmente a religiosa. Fugiam de uma Europa devastada por perseguições, onde reis tentavam impor sua fé à todos os súditos. No novo continente, a ideia de liberdade foi se consolidando ao longo das novas gerações, atraindo mais e mais imigrantes. Por aqui prosperaram, ainda leais à coroa britânica. Tinham os mesmos direitos e deveres de seus parentes ainda na Europa e não titubearam em apoiar o rei em sua luta contra os franceses pela supremacia no novo continente. Mas, foi essa mesma guerra em que lutaram com afinco, ajudando na vitória final, que plantou as sementes da discórdia.

Líderes revolucionários e realistas na cidade de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Líderes revolucionários e realistas na cidade de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


A guerra foi cara e, desesperados por financiamento, os parlamentares ingleses decidiram por novos impostos em suas 13 colônias na América. A notícia caiu como uma bomba naquela que era a mais comercial de todas elas, Massachusetts. A obrigação de comprar apenas da metrópole e, pior, pagar altas taxas de importação sobre diversos produtos, enfureceu a nascente burguesia de Boston. Pela primeira vez, sentiam-se tratados como cidadãos de 2ª classe. O clima de revolta culminou coma famosa ação do “Tea Party”. Disfarçados de índios, habitantes da cidade invadiram navios ingleses ancorados no porto e jogaram na água toda a sua carga de chá.

Apontando a varanda de onde foi lida para o público a Declaração de Independência, em Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Apontando a varanda de onde foi lida para o público a Declaração de Independência, em Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Daí para frente a situação só foi se deteriorando. O rei ordenou uma ocupação militar da cidade, acirrando ainda mais os ânimos. Os “red caps”, como eram chamados os soldados ingleses, eram odiados pela população e constantemente fustigados. Em uma dessa ocasiões, abriram fogo, matando quase dez civis, no episódio conhecido como “Massacre de Boston”. A esta altura, já havia aqueles que defendiam abertamente a separação, ou independência da Inglaterra. Entre eles, se destacam os irmãos Adams, importantes personagens na história americana. Um deles seria o segundo presidente da nova nação, duas décadas mais tarde.

O sempre movimentado Quincy Market, em Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

O sempre movimentado Quincy Market, em Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Os ingleses se retiraram da cidade, depois desse episódio. Mas voltaram poucos anos depois, dessa vez com uma força maior. Já estávamos às vésperas da guerra. Quando ela começou, Boston foi logo conquistada pelos britânicos, na primeira grande batalha da guerra. Mas foi uma vitória de Pirro. Não demorou muito para que Washington libertasse a cidade. Assim, foi aqui que tudo começou, ainda em 1760, e foi aqui que os americanos, na prática, o primeiro sinal que poderiam vencer.

Nossos conhecidos brasileiro e mexicano, em loja do Quincy Market, em Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Nossos conhecidos brasileiro e mexicano, em loja do Quincy Market, em Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Depois de tanta história, passamos para assuntos mais presentes. Fomos até o Quincy Market, um mercado centenário hoje transformado em centro turístico. São dezenas de restaurantes, lanchonetes e afins reunidos sob um mesmo teto, um grande galpão que já foi o principal mercado da cidade. Hoje, é um dos principais centros turísticos da cidade e aí comemos, numa lanchonete onde trabalham imigrantes do Brasil e do México. Latinos fazendo sua vida nos Estados Unidos, os mesmos imigrantes que fizeram desse um grande país e assim continuarão fazendo, se ninguém atrapalhar...

A interessante arquitetura das ruas centrais de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

A interessante arquitetura das ruas centrais de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Bom, depois do contato com os novos imigrantes e da história dos antigos, fomos prestar nossa homenagens aos “imigrantes do meio”, aqueles que vieram no final do séc XIX e início do XX. São os italianos, quem tem seu próprio bairro na cidade, a Little Italy. Aí estão alguns dos melhores restaurantes de Boston e foi num dels que passamos nosso final de tarde, num jantar delicioso e antecipado.

Refeição em restaurante na Little Italy em Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Refeição em restaurante na Little Italy em Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Barriga cheia, de volta ao metrô, dessa vez à Green Line. Uma certa confusão na hora da baldeação nos mandou á direção errada. Apenas mais uma oportunidade para passear no metrô mais antigo do país. Corrigido o erro, não demorou muito r já estávamos de volta à Cambridge e ao nosso charmoso Inn.

Caminhando pelas ruas centrais de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Caminhando pelas ruas centrais de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos


Um dia de caminhada pelo centro da cidade me fez parecer que a intimidade com ela finalmente ficou mais real. Amanhã, esse sentimento vai aumentar, com certeza! Além do passeio pelo campus de Harvard, vamos voltar rapidamente para Boston, pois deixamos para trás a Trinity Cathedral, considerado um dos prédios mais belos dos Estados Unidos. Vamos conferir!

Trem do metrô de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Trem do metrô de Boston, capital de Massachusetts, nos Estados Unidos

Estados Unidos, Massachusetts, Boston, história, cidade

Veja todas as fotos do dia!

Gostou? Comente! Não gostou? Critique!

Post anterior As famosas 'Bruxas de Salem', em Massachusetts, nos Estados Unidos

Bruxas

Post seguinte Visitá à Universidade de Harvard, em Boston, em Massachusetts - Estados Unidos

De Harvard e Trinity ao Chique Litoral

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 27/07/2012 | 10:11 por Lina

    Nice post!!! Brought memories back... Faltou referencias ao Paul Revere.... Kisses Lina

    Resposta:
    Oi Lina

    Que delícia devem ter sido seus anos por aqui! Deu até uma certa inveja! Adoraríamos poder ficar por mais tempo...

    Bjs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet