0 A Catedral de Sal - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A Catedral de Sal - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

A Catedral de Sal

Colômbia, Bogotá, Villa de Leyva, Zipaquirá

A incrível Catedral de Sal em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia

A incrível Catedral de Sal em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia


Nossa intenção hoje era sair cedinho para poder passar pela Catedral de Sal e ainda chegar em Villa de Leyva em tempo de aproveitar o dia. Antes disso, só precisava resolver uma "pequena" burocracia: o seguro da Fiona.

Entrada da mina onde está a Catedral de Sal, em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia. Apesar do capacete, o guia não é brasileiro!

Entrada da mina onde está a Catedral de Sal, em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia. Apesar do capacete, o guia não é brasileiro!


Antes de sairmos do Brasil a gente comprou uma "extensão de perímetro" do nosso seguro brasileiro, da Mapfre. Ele só é válido para países sulamericanos onde a Mapfre esteja presente. Assim, por exemplo, nas Guianas ele não é válido. Mas aqui na américa espanhola a Mapfre está presente em todos os países. Nós fizemos um cálculo e imaginhamos que um seguro até o meio de Outubro seria o bastante. Não foi! Não deu tempo de sairmos da Colômbia e acabamos ficando sem seguro, o que pode ser um grande problema se a polícia nos parar.

Um dos altares à caminho da Catedral de Sal, em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia

Um dos altares à caminho da Catedral de Sal, em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia


Assim, essa foi a minha função hoje de manhã: comprar um "SOAT", o seguro obrigatório colombiano. E isso tomou tempo! O problema é que as seguradoras só querem vendê-lo pelo prazo de um ano, o que ficaria muito caro. Achei que na Mapfre conseguiria, mas eles nem trabalham com o SOAT. Caminhei uns dois quilômetros até a Suramericana e eles só vendem por um ano. Finalmente, na "Seguros del Estado" consegui o bendito seguro por um mês, por 40 reais. Tá valendo! O problema é que isso nos custou umas boas horas...

A caminho da Catedral de Sal, na mina em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia

A caminho da Catedral de Sal, na mina em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia


Bem, com seguro na mão, pudemos finalmente seguir para Zipaquirá, a uns 30 minutos ao norte de Bogotá. Aí está a famosa "Catedral de Sal", uma das mais famosas atrações turísticas do país. Ela está localizada dentro de uma gigantesca mina de sal, uma das maiores do mundo, ainda em plena atividade.

Chegando à majestosa Catedral de Sal em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia

Chegando à majestosa Catedral de Sal em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia


A mina começou a ser explorada em tempos pré-colombianos mas foi na época de colônia que essa exploração se acelerou. As características geológicas do local, de rochas bem sólidas, permite que grandes galerias sejam abertas sem risco de desmoronamento. Desta maneira, enormes espaços vazios foram criados através do tempo dentro da montanha e em alguns desses espaços, na década de 50, foi construída uma catedral para fazer jus à devoção dos mineiros que, diariamente, antes da jornada de trabalho, procuravam um lugar para suas orações.

Altar feito em sal, na entrada da Catedral de Sal em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia

Altar feito em sal, na entrada da Catedral de Sal em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia


O tempo foi passando, a exploração da mina aumentou e novos níveis da mina passaram a ser explorados. A antiga catedral foi ficando mais e mais conhecida, atraindo cada vez mais gente, não só mineiros mas turistas também. Até que, na década de 90, depois de uma série de estudos, verificou-se que ela não era mais segura. Séculos de exploração não científica deixaram aquele espaço instável. Decidiu-se então fazer uma nova catedral, dessa vez no terceiro nível da mina, muito mais seguro. Arquitetos do mundo inteiro disputaram a primazia de executar a obra e, finalmente, em 1994, uma nova e imponente catedral estava pronta.

A Cascata de Sal, ao lado da Catedral de Sal, em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia

A Cascata de Sal, ao lado da Catedral de Sal, em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia


E foi nesta maravilha que estivemos hoje. A mais de 150 metros de profundidade, num conjunto de gigantescas cavernas feitas pelo homem, uma catedral de verdade, com cúpola, naves, esculturas e tudo mais que faz uma catedral ser considerada "uma catedral". Uma obra monumental, considerada uma das sete maravilhas da Colômbia e na briga para entrar na lista das sete maravilhas modernas da humanidade.

O 'espelho', ao lado da Catedral de Sal, em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia

O "espelho", ao lado da Catedral de Sal, em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia


Uma visita de pouco mais de uma hora onde aprendemos sobre a mineração de sal, sobre as técnicas empregadas nessa mina e sobre as características da catedral em si. Um espetáculo, com direito a show de luzes e filme em 3-D. A gente caminha uns dois quilômetros mina adentro, observa dezenas de galerias com mais de 100 metros de comprimento por 20 de altura até que, lá no fundo, chegamos à Catedral. Difícil acreditar que, acima de nós, está uma montanha. Tudo cavado com muita dinamite e retirado com caminhões. Difícil acreditar também que rochas tão sólidas sejam 80% feitas de sal. Por fim, difícil acreditar que a mineração de sal, que compramos tão barato no supermercado, faça valer um investimento dessa magnitude. Mas, não dá para brigar com a realidade dos fatos, né? A mina e a Catedral estão ali, na frente dos nossos olhos. Graças ao sal que compramos baratinho no supermercado...

O bom café colombiano sendo vendido 180 metros abaixo da terra! (em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia)

O bom café colombiano sendo vendido 180 metros abaixo da terra! (em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia)


Bom, de Zipaquirá seguimos para Villa de Leyva, onde chegamos já de noite. Muito bem instalados num dos charmosos hotéis localizados em antigas casas coloniais,e depois de jantar num restaurante também muito charmoso localizado em outra mansão dos tempos coloniais, a gente pôde se preparar para uma merecida noite de sono. Tínhamos de estar prontos para o dia de explorações de amanhã nessa linda cidade e seus arredores...

A Catedral de Sal, em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia

A Catedral de Sal, em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia

Colômbia, Bogotá, Villa de Leyva, Zipaquirá,

Veja todas as fotos do dia!

Não nos deixe falando sozinhos, comente!

Post anterior Até o Papai-Smurf apareceu no shopping ede Bogotá, na Colômbia, na celebração do Dia das Bruxas

Dia das Bruxas

Post seguinte A enorme praça central de Villa de Leyva, na Colômbia

A Incrível Villa de Leyva

Blog da Ana Chegando à majestosa Catedral de Sal em Zipaquirá, próximo à Bogotá, na Colômbia

Catedral de Sal e Baleias

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 27/07/2018 | 16:21 por Paulo

    Olá, pessoal. Como vocês fizeram o deslocamento Zipaquira - Villa de Levya? Estou com dificuldades de encontrar a melhora maneira. Obrigado

  • 11/11/2011 | 14:43 por Lina

    Absolutely amazing --- Pictures are all in my screen saver now.... Love new look of your website now that I learned how to navigate

    Resposta:
    Good to know that!
    Soon, we hope to have a new home page as well

    Kisses

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet