0 Um dia de Indiana Jones - Blog da Ana - 1000 dias

Um dia de Indiana Jones - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Um dia de Indiana Jones

Guiana, Georgetown, Kaiteur Falls

Observando de perto Kaiteur Falls, na Guiana

Observando de perto Kaiteur Falls, na Guiana


Hoje tivemos o nosso dia de Indiana Jones. Tudo bem, sem tantas lutas e perseguições, mas com aquela mesma sensação imaginamos que ele tem quando está sobrevoando uma floresta intocada e descobrindo pela primeira vez uma magnífica cachoeira, nunca antes vista pelo homem branco. Sim, homem branco, pois somos recebidos por um guianês de origem indígena, contratado pelo parque nacional para nos guiar pela floresta. Quase como o Indiana, que sempre tem um africano ou índio que conhece os caminhos e o leva até o tesouro.

O avião que nos levou à Kaiteur Falls, na Guiana

O avião que nos levou à Kaiteur Falls, na Guiana


Sobrevoamos a Amazônia Guianesa quase na fronteira com o Brasil. A primeira visão que temos da cachoeira é no sobrevôo, espetacular que o nosso piloto faz pela direita e pela esquerda para todos poderem ver e fotografá-la. As vistas aéreas são sempre privilegiadas, sensacional conseguirmos ter a noção da amplitude e grandeza deste cenário.

Sobrevoando a magnífica Kaiteur Falls, na Guiana

Sobrevoando a magnífica Kaiteur Falls, na Guiana


O pouso é na pequena pista de pouso do Parque Nacional da Kaiteur Falls. A trilha para a cachoeira começa na própria pista e no caminho o nosso guia vai nos passando algumas informações básicas sobre a vegetação local. Sobre um imenso platô formado por um tipo especial de conglomerado rochoso, único na América do Sul.

Parque Nacional de Kaiteur Falls, na Guiana

Parque Nacional de Kaiteur Falls, na Guiana


A mata é repleta de bromélias gigantes e de árvores conhecidas como “rubber trees”, comumente confundidas com a seringueiras. Estas possuem o nome “rubber” que significa borracha, devido à elasticidade da sua madeira. As bromélias são casa para os pequenos “golden frogs”, sapinhos minúsculos (em média 17mm) e de coloração amarela. Este minúsculo sapo possui um veneno letal, 160 mil vezes mais potente que a cocaína.

Um dos sapos mais venenosos do mundo, em Kaiteur Falls, na Guiana

Um dos sapos mais venenosos do mundo, em Kaiteur Falls, na Guiana


Caminhamos apenas 15 minutos e chegamos ao primeiro mirante. É de tirar o fôlego. Milhares de litros de água despejados de 266m de altura, fazem Kaiteur a maior cachoeira em uma única queda d´água do mundo!

Kaiteur Falls, na Guiana

Kaiteur Falls, na Guiana


Mais dois mirantes fazem parte do tour, sendo a terceira parada sobre a própria cachoeira. Dali é onde temos uma das melhores visões do cânion formado pelo mesmo rio. Um espetáculo á parte, que sozinho já valeria a viagem. Todo o cenário lembra muito a região da Chapada Diamantina, porém em uma escala amazônica. Os rios são imensos, as montanhas mais altas e, portanto, as cachoeiras e os cânions ainda mais imponentes!

Kaiteur Falls, na Guiana

Kaiteur Falls, na Guiana


Assim como Indiana Jones, tivemos que fazer tudo correndo e ir embora voando, literalmente. Mais uma vez com aquela visão sensacional da selva amazônica, Kaiteur Falls e a maravilhosa Guiana.

O rio e a floresta na parte baixa de Kaiteyr Falls, na Guiana

O rio e a floresta na parte baixa de Kaiteyr Falls, na Guiana


PS: O nosso herói em questão também nunca tem que esperar durante 3 hora no aeroporto para o avião dele decolar, mas isso é um detalhe básico, truque de edição.

Estudando o mapa da Guiana no aeroporto, esperando avião para Kaiteur Falls

Estudando o mapa da Guiana no aeroporto, esperando avião para Kaiteur Falls

Guiana, Georgetown, Kaiteur Falls, cachoeira, Nieuw Nickerie, falls, amazon

Veja todas as fotos do dia!

Não se acanhe, comente!

Post anterior Cena de rua em cidade da Guiana

Berbice à Georgetown

Post seguinte Montanhas ao longe, na reserva de Iwokrama, na Guiana

Fechando o Arco-Norte

Blog do Rodrigo Sobrevoando a magnífica Kaiteur Falls, na Guiana

Kaiteur Falls

Comentários (3)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 21/12/2014 | 11:57 por Rodrigo Canto

    Bom dia amigos, estou pensando em conhecer Lethem e Santa Elena partindo de BVB, quanto custa em média esse avião para a cachoeira, vi que saem de LEthem também... pretendo usar milhas saindo do RJ, será muito rápido, só num fim de semana e alugando um carro em BVB para ir a esses dois países! o que me recomenda em termos de logística? Obrigado pela atenção!

  • 05/05/2012 | 22:58 por Debora Bacuri

    Olá Ana!

    Estou realmente encantada com essa cachoeira... Já falei para meu esposo que quero conhecer a Kaiteur Falls. Ainda vou viver esse momento Indiana Jones também! rss

    Um grande abraço!

    Resposta:
    Fala para ele e cobra Debora, cobra mesmo que vale a pena e nem é tão longe aí de Manaus! Acho que vcs podem tentar acahr sobrevôos direto de Boa Vista. Beijos!

  • 09/05/2011 | 22:04 por beto junqueira

    ola meus amigos.. Essa cachoeira é de tirar o folego... não resisti tive que comentar.
    Outra curiosidade é a rã venenosa, estive lendo muito sobre ela e foi muito curioso saber que vcs encontraram-la.
    Outro fato curioso é que minha prima gerente da CEF, foi recentemente transferida a Boa Vista e falava muito sobre as idas para a guiana. Atraves de vcs consegui ter uma melhor ideia sobre olocal.
    Ana, manda um abração pro rodrigo, pois dessa vez resolvi comentar no seu blog, diaga a ele que aquele banho na correnteza encheu nossas bocas de agua,rrrs. Acho que nehuma praia da esse sabor..
    Tudo de bom a voces, continuamos acompanhando essa maravilhosa viagem.
    Nota: Ja pensou se acaba o combustivel?...450 km ?...kkk

    Resposta:
    Olá Beto! Cachoeira linda e a experiência de sobrevoa-la é sensacional!!! Vale a pena uma ida à Guiana, ainda mais com uma base avançada em Boa Vista (sua prima). A estrada é longa, mas acho que talvez consiga vôos de Boa Vista mesmo até a cachoira, vale falar com a Roraima Tours. De carro iria até o jungle lodge passar um final de semana estendido. O recado foi dado ao Ro, as correntezas são demais! hahaha! Uma das meninas até perguntou se eu nunca tinha visto praia na vida, hahaha!
    ah! sobre o combustível, tínhamos levado o galão extra, sempre melhor sobrar do que faltar! =)
    Beijos!
    Ana

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet