0 Thousand Islands - Blog da Ana - 1000 dias

Thousand Islands - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Thousand Islands

Canadá, 1000 Islands

Chegando à região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatados Unidos

Chegando à região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatados Unidos


Mil e oitocentas e sessenta e quatro ilhas (sim, 1.864!!!!) para ser mais exata. Parece mentira, mas não é. Esta constelação de ilhas se formou ao longo de 80km do St Lawrence River depois da última glaciação. Há 12 mil anos a retração dos glaciares foi depositando aqui toneladas e mais toneladas de pedras e sedimentos que formaram as atuais ilhas.

Veleiro na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos

Veleiro na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos


Elas têm todos os tamanhos, podem ser particulares ou até abrigar pequenas vilas, mas para serem consideradas ilhas elas devem se encaixar nos seguintes critérios:

1) Estar acima d´água durante todo o ano.
2) Ter uma área maior que 1 square-foot ou, traduzindo para o mundo, 0,093m2 = 929,03cm2!!!
3) Comportar pelo menos uma árvore, viva, é claro.

A menor ponte internacional do mundo, ligando uma ilha canadense à outra americana, na região de 1000 Islands

A menor ponte internacional do mundo, ligando uma ilha canadense à outra americana, na região de 1000 Islands


Elas estão localizadas na fronteira dos estados de Nova Iorque, EUA e de Ontario, Canadá. Uma longa fronteira que se tornou refúgio de milionários de Nova Iorque, Chicago e outras grandes cidades dos EUA e do Canadá. A região nos fez lembrar Angra dos Reis, lugar de ricos e famosos reunidos em casas milionárias e com seus pequenos iates estacionados em suas garagens.

Pequena casa com seu 'carrinho' na garagem, na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos

Pequena casa com seu "carrinho" na garagem, na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos


As águas são verdes e transparentes, só diferem mesmo o sal do mar e as árvores tropicais que temos no lugar das coníferas. Um dos pontos altos do passeio é o Boldt Castle, construído por George Boldt, gerente geral dos hotéis Waldorf-Astoria em Nova Iorque nos idos de 1900.

Construções excêntricas na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos

Construções excêntricas na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos


Curiosidade: o famoso molho de saladas Thousand Islands foi criado em um cruzeiro ao redor destas ilhas e batizado em sua homenagem. Sua notoriedade se deu justamente através de Boldt e seu chefe de cozinha, que o adotaram no badaladíssimo Waldorf-Astoria.

Uma das pequenas ilhas entre as mais de mil da região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Estados Unidos

Uma das pequenas ilhas entre as mais de mil da região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Estados Unidos


A navegação ao redor das Thousand Islands é bastante dificultada pela quantidade de pedras, baixios e bancos de areia. Vários acidentes já aconteceram, barcos foram à pique e o que ficou por lá hoje é a alegria de mergulhadores, um grande parque de naufrágios. Este “museu naval submarino” possui embarcações do final do século XIX praticamente intactos, pois a água doce é menos corrosiva à estrutura do navio. Até onde conseguimos pesquisar existem duas operadoras de mergulho, ambas em Rockport há uns 25km de Gananoque. Faltou dizer que a primeira vez que ouvimos falar de Thousand Islands foi através do nosso amigo Tony Flaris, guia e instrutor de mergulho em cavernas na Flórida. O verão é a temporada de mergulho aqui, com a temperatura da água entre 21 e 24°C, já que no inverno ela pode chegar a até 10°C!

Passeio de barco pelas 1000 Islands, fronteira de Canadá e Estados Unidos

Passeio de barco pelas 1000 Islands, fronteira de Canadá e Estados Unidos


Uma das melhores formas de conhecer a região é em um tour de barco. O sobrevoo também deve valer muito à pena, mas é ainda mais dependente das condições climáticas e, em minha opinião, não substituiria o barco. As outras opções seriam um passeio de caiaque, mais jovem, esportivo e ecológico, mas menos abrangente. Outro “truque” é organizar uma saída de mergulho, pois além de mergulhar, já ganhamos uma carona para vermos a paisagem também acima da água.

Passagem estreita entre ilhas das região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Estados Unidos

Passagem estreita entre ilhas das região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Estados Unidos


Aqui do lado canadense também vale dirigir pela Thousand Islands Parkway, estrada que margeia o Rio St. Lawrence entre Elizabethtown e Gananoque. Nós saímos de Ottawa em torno das 17h e fizemos em menos de duas horas todo o trajeto, com uma parada rápida em Brockville e um final de tarde prateado sobre as águas do rio. Em Gananoque ficamos hospedados na pousada Turtle Island Inn, um bed and breakfast super charmoso com um café da manhã delicioso! Tive que quebrar a dieta e comer as exclusivas panquecas de blueberry, divinas!

Máscaras indígenas que enfeitam e protegem dos maus espíritos a nossa pousada em Gananoque, na região das 1000 Islands, na fronteira do Canadá e Estados Unidos

Máscaras indígenas que enfeitam e protegem dos maus espíritos a nossa pousada em Gananoque, na região das 1000 Islands, na fronteira do Canadá e Estados Unidos


Gananoque é uma cidadezinha tranquila às margens do rio e uma ótima base para explorar a região. No dia seguinte, mesmo com chuva, saímos cedo e nos unimos a uma excursão de duas horas com a Gananoque Boat Line, para conhecer a região. O tour é guiado automaticamente, ou seja, com uma gravação que repete o mesmo conteúdo em todas as saídas. Ficamos com aquela sensação de termos caído em uma emboscada turística, mas barcos particulares não existem e as outras opções ficaram prejudicadas pela chuva. Detalhe, choveu quase o passeio inteiro, a sorte foi que o tour não estava cheio e pudemos nos proteger na parte interna da embarcação.

Nosso meio de transporte na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos

Nosso meio de transporte na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos


Durante o nosso tour, eram intercaladas imagens dos mergulhos em cada um desses naufrágios, contando um pouco da história de cada um. Isso só nos deixou ainda mais loucos para mergulhar ali, mas sem saídas programadas e nem mais mergulhadores interessados, a contratação para a saída de um barco ficou inviável. Quem sabe voltaremos um dia para explorar as águas das mil ilhas com mais calma, mais sol e mais profundidade, literalmente!

Passeio de barco na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos

Passeio de barco na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos

Canadá, 1000 Islands, fronteira, Gananoque, 1000 Islands, Estados Unidos

Veja todas as fotos do dia!

Não se acanhe, comente!

Post anterior Concorrida sessão de Ioga, em frente ao prédio do Parlamento, em Ottawa, capital do Canadá

Ottawa em 01 Dia

Post seguinte Despedida do Alê, Dani e Lucas, na casa deles em Markham, subúrbio de Toronto, no Canadá

Amigos!

Blog do Rodrigo Construções excêntricas na região de 1000 Islands, na fronteira de Canadá e Esatdos Unidos

Os 1000dias nas 1000ilhas

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 18/05/2018 | 18:57 por Lucia Valente

    Olá! Irei pro Canadá em breve e farei o passeio Mil ilhas, não sei qual embarcação ainda. Tenho visto americano e ETA que é a exigência para brasileiros. Sabe me informar se preciso de visto canadense para fazer o trajeto até a fronteira? Obrigada, Lúcia.

  • 11/04/2014 | 16:19 por emerson francisco gratao

    Olá, vou para o Canadá em maio/14 e, pesquisando sobre as Thousand Islands, achei seu site, que é muito interessante, e gostaria de saber se eu chegar lá sem reserva, encontro passeios de barcos Sem reservar que saem durante o dia todo? E qual a melhor cidade para procurar esse passeio, Gananoque ou Kingston?
    E o Mirante, vale a pena conhecer?

    Desde já agradeço.

    Resposta:
    Olá Emerson! O melhor lugar para pegar o passeio de barco é mesmo Gananoque e nós conseguimos pegar o barco sem reserva, mas em alta temporada e se o seu cronograma estiver apertado sempre vale entrar em contato antes para garantir. Não me lembro de termos ido ao mirante, fico te devendo essa informação. Ah, se for ficar hospedado em Gananoque, realmente indico a pousada que ficamos, Turttle Island Inn, é uma delícia e tem as melhores blueberry pancakes que já comi na vida!
    Aproveitem lá, espero que tenham sol no dia do passeio! Boa viagem!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet