0 Songs of Freedom - Blog da Ana - 1000 dias

Songs of Freedom - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Songs of Freedom

Jamaica, Port Antonio, Kingston

Beija-Flor de rabo comprido no alto das Blue Mountains, na Jamaica

Beija-Flor de rabo comprido no alto das Blue Mountains, na Jamaica


O dia hoje começou com a viagem de Port Antonio para Kingston cruzando as magníficas Blue Mountains. Uma cordilheira no leste da Jamaica que chega a 2.200m de altitude no seu ponto mais alto. Inclusive escalar este pico, é um dos trekkings feitos na região, mas não animamos para esta empreitada, muitas nuvens no topo e tínhamos apenas mais dois dias na ilha. Deixamos o trekking de lado e aproveitamos o nosso penúltimo dia na fantástica Winnifred Beach e o outro seria para cruzar as famosas Blue Mountains, a tempo de conhecer um pouquinho da capital.

Distância para Kingston, capital da Jamaica

Distância para Kingston, capital da Jamaica


A estrada é bem sinuosa, sai do nível do mar e sobe, entre vales e montanhas, vilas interioranas, algumas com apenas 10 casas ou uma casa, sem vila. No início da estrada vamos margeando um rio e cruzando belíssimas cachoeiras no caminho e aos poucos subimos, encontrando um clima mais ameno e temos uma bela vista da costa e do mar. A viagem dura em torno de 2 horas até o ponto mais alto, quando cruzamos para o outro lado da serra e finalmente podemos ver Kingston.

Atravessando as Blue Mountains entre Buff Bay e Kingston, na Jamaica

Atravessando as Blue Mountains entre Buff Bay e Kingston, na Jamaica


Neste ponto topamos com o Gap´s Café and Restaurant, estrategicamente colocado no alto das Blue Mountains, com uma vista magnífica e uma varanda super convidativa para desfrutarmos o silencio da montanha acompanhado de um belo rum punch.

Pit-stop em restaurante no alto das Blue Mountains, com magnífica vista para Kingston, capital da Jamaica

Pit-stop em restaurante no alto das Blue Mountains, com magnífica vista para Kingston, capital da Jamaica


Ao lado do bebedouro dos beija-flores estava Joseph, sua esposa e filho, uma família super viajada e simpática de Kingston que já nos deram algumas dicas do que ver e conhecer na cidade.

Vista de Kingston, na costa sul da ilha desde o alto das Blue Mountains, na Jamaica

Vista de Kingston, na costa sul da ilha desde o alto das Blue Mountains, na Jamaica


Descemos em mais uma hora de estrada e fomos direto para o Bob Marley Museum. O museu está fechado aos domingos, mas tínhamos esperança que por ser véspera do aniversário de Bob, hoje ele estivesse funcionando. Chegando lá conversei com o segurança, expliquei a situação e ele nos deixou entrar. O Legend´s Café na entrada e a parte interna do museu infelizmente estavam fechados, mas pudemos conhecer os arredores, ver as fotos e os murais, da antiga casa do Bob Marley e sua gravadora de discos. Nos jardins da casa conhecemos o Mickey Mystic, cantor jamaicano que freqüentava a família, jogava futebol e era amigo de Bob Marley.

Antiga residência e gravadora, hojje retransformada no Bob Marley Museum em Kingston, capital da Jamaica

Antiga residência e gravadora, hojje retransformada no Bob Marley Museum em Kingston, capital da Jamaica


Além de nos contar algumas histórias rápidas, Mickey fez a nossa passagem por ali ficar ainda mais especial, nos mostrando um pouco da sua música, ao vivo e a cores. Reggae puro e raiz! Vou ver se consigo dar um upload do CD do Mickey para vocês conhecerem. Sucesso ao Mickey Mystic!

Nosso amigo Mickey Mystic tocando um reggae no Bob Marley Museum em Kingston, capital da Jamaica

Nosso amigo Mickey Mystic tocando um reggae no Bob Marley Museum em Kingston, capital da Jamaica


Comentei com ele como estava triste de ir embora justo no dia do Bob Marley Celebration, pois haveria uma grande festa em Nine Mille, lugar onde nasceu e foi enterrado o Bob Marley. E mais uma vez Mickey fez a diferença na nossa história, nos convidando para o show que aconteceria em homenagem ao rei do reggae, no Emancipation Park, na noite de hoje.

Visitando o Bob Marley Museum em Kingston, capital da Jamaica

Visitando o Bob Marley Museum em Kingston, capital da Jamaica


Nós deixamos o nosso carro no hotel em West Kings, Uptown e saímos caminhando para sentir melhor a cidade. Kingston é uma cidade engraçada, bem espalhada e com sua arquitetura bem horizontal, alguns poucos prédios em Downtown, ruas largas e poucas calçadas, nada agradáveis para pedestres. Fomos à primeira dica de Joseph, o Truck´s Stop para provar o tradicional Jerk Pork jamaicano. Dali, decidimos ir direto para o Emancipation Park, caminhando por loooongos quarteirões sem nenhum charme ou atrativo.

Nos jardins do Bob Marley Museum em Kingston, capital da Jamaica

Nos jardins do Bob Marley Museum em Kingston, capital da Jamaica


A fama de Kingston não é nada boa no quesito segurança, mas chegando ao parque tivemos uma ótima surpresa! Um imenso show aberto ao público, gratuito, lotado de famílias, homens, mulheres, crianças e idosos literalmente celebrando o aniversário de nascimento de um dos maiores heróis deste país. Bob Marley não só fez a música jamaicana quebrar fronteiras, mas lutou por suas crenças e seus ideais.

Placa informativa no Bob Marley Museum em Kingston, capital da Jamaica

Placa informativa no Bob Marley Museum em Kingston, capital da Jamaica


O Bob Marley Celebration Day comemorou o aniversário de 67 anos do cantor e foi simplesmente espetacular! O show contou com artistas como Kymani Marley, Freddy McGregor, Judy Mowatt, Protégé, Alaine, Coco-Tea, Romaine Virg, I-Octane and Jermaine Edwards. Milhares de pessoas cantando todas as músicas, em uma só voz... Dançando e celebrando a vida de um dos maiores cantores da história, que com a sua música espalhou a mensagem de amor, paz e justiça, seja ela política, racial ou social.



Chorei, emocionada, quando a multidão cantou Redemption Song... fantástico! Era esta a imagem que eu tinha da Jamaica, pessoas felizes, cantando em paz e harmonia e é esta a imagem que levarei comigo. Amanhã partimos para as Ilhas Cayman, um paraíso dos mergulhadores.

Vejam também o post do Rodrigo com histórias sobre os Rastafáris.

Jamaica, Port Antonio, Kingston, Blue Mountains, Bob Marley, Bob Marley Celebration

Veja todas as fotos do dia!

Quer saber mais? Clique aqui e pergunte!

Post anterior Boteco colorido na praia de Winnifred, em Port Antonio, no nordeste da Jamaica

A Verdadeira Jamaica!

Post seguinte A ilha de Grand Cayman vista do avião

Cayman, mais que um paraíso fiscal

Blog do Rodrigo Distância para Kingston, capital da Jamaica

Kingston, Rastas e o Bob

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 09/09/2012 | 07:29 por Paulinha Ribas

    Que emocionante!

    Resposta:
    Foi mágico! Faltaram os amigos para viajar junto lá! =)

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet